xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 10/03/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

10 março 2016

Ministério Público denuncia Lula por lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e falsidade ideológica



O Ministério Público de São Paulo denunciou nesta quarta-feira (9), por crime de ocultação de patrimônio, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A denúncia tem relação direta com a suposta compra, por parte de Lula, de um triplex localizado no condomínio Solaris do Guarujá (SP), construído pela empreiteira OAS, investigada na Operação Lava-Jato por desvios na Petrobras. A denúncia abrange também a ex-primeira-dama Marisa Letícia e o ex-presidente da OAS Leo Pinheiro. O embasamento jurídico da denúncia é o crime de estelionato envolvendo a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) e seus então dirigentes, como o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que presidiu a entidade de 1999 a 2009. Ele está preso e já foi condenado em primeira instância pela Justiça Federal do Paraná por corrupção na Petrobras. O edifício Solaris teve a sua obra assumida pela OAS depois que a Bancoop faliu, em 2009. Para os promotores de Justiça que atuam no caso, o tríplex construído e reformado pela OAS pertence a Lula e a seus familiares e seria resultado de lavagem de dinheiro. A denúncia foi oferecida à Justiça estadual criminal de primeira instância em São Paulo. A denúncia, que é um pedido de abertura de processo criminal, será distribuída pelo juiz Antonio Paquino Zors, do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo) a um dos magistrados da área criminal. Os promotores José Carlos Blat e Cássio Conserino, autores da acusação, convocaram entrevista coletiva para quinta-feira, no fórum criminal da Barra Funda, em São Paulo. O Instituto Lula e advogado do ex-presidente foram procurados, mas ainda não deram retorno.

As informações são do canal GloboNews.


Enteado do ex-prefeito Samuel Araripe e Radialista Roberto Crispim, da Rádio Tempo FM recebem ameaças de morte, no Cariri





Para quem tinha dúvidas de que a campanha política neste ano vai literalmente "pegar fogo" em Crato, apenas no prazo de uma semana, duas pessoas ligadas a fatos políticos já foram ameaçadas de morte, a primeira, o jornalista Roberto Crispim, da rádio Tempo FM, reconhecido no rádio, dentre outras coisas, por fazer duras críticas à administração do prefeito do Crato, Ronaldo Gomes de Matos e ser muito incisivo nas suas colocações. Nas redes sociais circula um texto em que o radialista atribui ao atual prefeito qualquer atentado que venha a acontecer contra a sua integridade física. Logo após, saiu outra nota do próprio Crispim, dizendo que "não poderia ainda atribuir a culpa a alguém diretamente". Algumas pessoas comentaram que o radialista retirou as falas, com medo de represálias.

Na noite da última quarta-feira, foi a vez do enteado do ex-prefeito Samuel Araripe, e também empresário, Davi Araripe, que registrou boletim de ocorrência ( B.O ), na delegacia Regional de Polícia Civil do Crato após ser perseguido e ameaçado de morte. Segundo o empresário, que também é secretário-geral do diretório municipal PSDB, dois homens de moto o seguiram de moto após sair da casa com um filho no bairro Belmonte até o Centro do Crato. Os homens,segundo relato de Davi no B.O, gesticulavam fazer uso de arma de fogo. Ainda conforme Davi França, a dupla usava capacete e o perseguiu por cerca de 3 quilômetros. Davi é enteado e homem do confiança do ex-prefeito Samuel Araripe. O empresário não soube dizer se há conotação política para o fato e disse que não tem inimigos. Inquérito policial será instaurado para apurar o fato.

LÁ VAMOS NÓS:

É lamentável que fatos desta natureza ainda ocorram em uma região tão próspera e de gente "civilizada" como o Cariri. Esperamos que as autoridades tomem uma providência enérgica, pois no Brasil de hoje, não se pode cercear a liberdade de imprensa, e o direito constitucional de ir e vir. Estar à mercê de BANDIDOS porque se pensa deste ou daquele modo, é o maior retrocesso da democracia. Não podemos em pleno século XXI tolerar qualquer forma de intimidação. Torcemos para que nos dois incidentes, não haja qualquer conotação política, mas fica a pergunta no ar, porque exatamente estas duas pessoas, que estão tão firmemente engajadas na política e notícias políticas sofreram este tipo de intimidação. Esperamos que seja apenas COINCIDÊNCIA.

Dihelson Mendonça ( www.blogdocrato.com )
Com informações adicionais de Davi França Araripe e Flávio Pinto news.



Dilma aceita oferecer ministério a Lula para evitar prisão na Lava Jato



Com Lula sendo ministro, ganha foro privilegiado, e não pode ser preso, casa haja um mandado de prisão contra ele.

A presidente Dilma Rousseff topou oferecer um ministério a Lula para evitar que ele possa ser preso na Lava Jato por uma decisão de Sergio Moro. Ministros do círculo próximo tanto da petista quanto de seu antecessor entraram numa verdadeira operação nesta terça-feira para convencê-lo a aceitar a oferta. No centro do governo, há fortes temores de que a operação possa tentar levar Lula à prisão. Até o início da noite, antes portanto do jantar no Alvorada, ele ainda resistia à ideia.
O desespero com os desdobramentos da Lava Jato e com a falta de perspectiva na economia é tão grande que surge no Congresso pressão para que Dilma convoque um conselho com representantes dos três Poderes, nos moldes do “Conselho da República”.
Previsto na Constituição, o colegiado incluiria Executivo, Legislativo e sociedade civil, mas não o Judiciário, o que, aos olhos do Congresso, é crucial para impor limites à Lava Jato.
Congressistas afirmam que a condução coercitiva de Lula mostrou que estão todos vulneráveis. A avaliação é que a “República está dormindo de sapatos” e que Dilma foi engolida pela Lava Jato. “Será melhor trocá-la”, defende um político.

Fonte: Zero Hora


PINTO MADEIRA - Páginas da História do Cariri - por Armando Lopes Rafael


O Cariri esteve – durante alguns anos do século XIX – dividido entre simpatizantes da ideologia republicana e adeptos da Monarquia. O confronto dessas idéias foi motivo de contendas as mais variadas.

Joaquim Pinto Madeira era o que poderíamos chamar de caudilho. Rico proprietário rural e chefe político da Vila de Jardim, era por índole um afeiçoado às coisas da Monarquia. Foi fundador da sociedade secreta “Trono do Altar”, que defendia a monarquia absoluta. Lutou ele, ativamente, contra os promotores dos movimentos libertário-republicanos da Revolução Pernambucana de 1817 e da Confederação do Equador de 1824. Após a derrota da família Alencar, em 1817, coube a Pinto Madeira, à época ocupando o posto de Capitão de Ordenança, conduzir até a cidade de Icó os 20 malogrados presos políticos - do clã dos Alencar e alguns agregados a essa família - da sedição de Crato. Provavelmente, durante o percurso, esses prisioneiros sofreram humilhações por parte do caudilho. O que era esperado, face ao temperamento belicoso de Pinto Madeira.
Em 1831 o imperador Dom Pedro I abdicou do trono brasileiro e voltou para Portugal, onde tomou o nome de Dom Pedro IV. Os adversários de Pinto Madeira aproveitaram esse acontecimento para dele se vingar. Acuado, o caudilho, com a ajuda do vigário de Jardim, Padre Antônio Manuel de Sousa, armou cerca de dois mil homens, a maioria com rudimentares espingardas, e invadiu o Crato, em 1832, para dar caça aos seus inimigos liberais. Dizem que de tanto abençoar as espingardas dos jagunços e, na falta destas, dar bênçãos a cacetes (pequenos bastões de madeira) o Padre Antônio Manuel de Sousa ficou conhecido como "Padre Benze - Cacetes". Pinto Madeira e o Vigário Manuel foram vitoriosos no Crato, mas logo começaram a sofrer reveses. Terminaram por se render ao General Pedro Labatut, um mercenário francês que atuava no Brasil, desde as lutas pela independência. Presos, ambos foram enviados para Recife e depois para o Maranhão. Pinto Madeira retornou preso ao Crato, em 1834, onde, num júri parcial – composto por antigos inimigos seus – foi condenado à forca, sentença posteriormente comutada para fuzilamento, em face de o réu ter alegado sua patente militar de Coronel. 
“Morreu virilmente Pinto Madeira. Conta a tradição, ouvida por mim desde menino, que momentos antes do fuzilamento, ofereceu-lhe um lenço, para que vedasse os olhos, um dos seus mais implacáveis inimigos. Recusou o condenado a oferta (...) Durante anos a fio, fez-lhe promessas o rude povo do sertão, considerando-o um mártir, isto é um santo”. (Cfe. Irineu Pinheiro, na monografia: “Joaquim Pinto Madeira”, Imprensa Oficial do Ceará. Fortaleza, 1946, página 21).

Texto de Armando Lopes Rafael
www.blogdocrato.com
Desde 2005 registrando a história do Crato para a posteridade



Chuvas voltam a banhar intensamente o Estado



Crato - Dia de chuva - Dihelson Mendonça

Depois de um veranico prolongado, superior a 30 dias, voltou a chover no Interior do Ceará. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, ontem, precipitações em 85 municípios. A maior foi verificada em Umari, no sudeste do Estado, (125mm); seguida de Iguatu (86mm) e Quixelô (82mm), na região Centro-Sul; Quiterianópolis, nos Inhamuns, (79mm) e Orós (70.4mm).

As chuvas foram ocasionadas pela aproximação da borda oeste do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), sistema atmosférico que está estacionado no leste do Oceano Atlântico, próximo ao Rio Grande do Norte e à Paraíba. Há previsão de novas chuvas para hoje e amanhã. "É um sistema que não é típico dessa época do ano, mas que está atuando sobre o Ceará, favorecendo ocorrência de chuvas no noroeste do Estado", explicou o meteorologista da Funceme, Raul Fritz. As chuvas que banharam grande parte do Estado ocorreram na noite de terça-feira e madrugada de ontem. Foram caracterizadas por apresentar pluviometria variada em um mesmo município. Em Iguatu, por exemplo, a Funceme registrou no bairro Esplanada (86mm), no Centro (78mm), no Barro Alto (85mm), no sítio Penha (68mm) e na Barra do Trussu (60mm). A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é o principal sistema causador de precipitações no Semiárido nordestino durante a quadra chuvosa (fevereiro a maio), ainda permanece afastada da costa cearense. A aproximação de uma borda da ZCIT está provocando chuvas nos últimos dias no Pará e no Maranhão. "Há uma expectativa de que, na segunda quinzena deste mês, a ZCIT esteja mais próxima do Ceará e possa provocar chuvas", disse Fritz.
O meteorologista explica que, mesmo em ano caracterizado por seca, ocorrem chuvas isoladas. "Vamos ter eventos provocados pela Zona de Convergência. As condições gerais, entretanto, mostram que a pluviometria deve ficar abaixo da média, segundo as previsões iniciais", frisa. Ainda de acordo com Fritz, a chuva registrada na noite de terça-feira, em Crateús, também foi ocasionada pela atuação do VCAN. A precipitação, de 67mm, foi concentrada em meia hora. O suficiente para alagar ruas, invadir casas de áreas baixas e deixar um morto. O sapateiro Jonas Januário do Nascimento, 55, seguia de bicicleta, quando foi arrastado, na Rua Padre Cícero até a Rua Antônio Tomás, no bairro Fátima I. Segundo testemunhas, ele foi levado pela correnteza para um bueiro. "Duas pessoas tentaram socorrê-lo, mas não conseguiram", disse o radialista, Alex Melo. O corpo foi encontrado, após a chuva, enganchado em uma cerca.
O coordenador da Comissão Municipal de Defesa Civil de Crateús, Teobaldo Marques, disse que a chuva foi muito intensa. "Foi uma verdadeira tromba d'água. Veio de uma vez, com vento e relâmpago, inundando ruas de vários bairros", contou.

Fonte: DN
Foto: Dihelson Mendonça



Coreia do Norte dispara novos mísseis balísticos de curto alcance


A Coreia do Norte disparou na madrugada de quinta-feira (hora local, noite de quarta no Brasil) dois mísseis balísticos de curto alcance em frente à sua costa oriental, alimentando as tensões regionais após recentes testes nucleares, anunciou o vizinho sul-coreano.
Os mísseis foram disparados às 05H20 locais de quinta-feira (19H20 de quarta em Brasília) e sobrevoaram 500 km antes de cair no mar Oriental ou do Japão, em frente ao porto norte-coreano de Wonsan, segundo um porta-voz do ministério da Defesa em Seul. Os testes com mísseis de curto alcance são relativamente frequentes na Coreia do Norte de Kim Jong-Un, um regime cada vez mais isolado internacionalmente por causa de seu arsenal nuclear. Na semana passada, Pyongyang já tinha disparado seis projéteis de curto alcance na direção de sua costa oriental como reação a uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, que intensificou as sanções internacionais contra o regime de Kim. Também nesta quarta-feira, a diplomacia americana qualificou o líder norte-coreano de "jovem ditador" e o acusou de "violações" contínuas ao direito internacional. "Este jovem ditador continua violando suas obrigações internacionais, continua ignorando as necessidades do seu povo e aumentando as tensões na península" coreana, destacou o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby. A reação americana ocorreu depois de Kim Jong-Un afirmar que seus cientistas tinham conseguido miniaturizar ogivas nucleares que podem ser instaladas em mísseis balísticos.
"Mais uma vez estamos confrontados com uma retórica de declarações de provocação de Pyongyang", disse Kirby, reafirmando que os Estados Unidos "leva muito a sério" as ameaças norte-coreanas de ataques nucleares.

Fonte: Yahoo




Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31