xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/02/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 fevereiro 2016

Sertões do Nordeste I - Por: Emerson Monteiro

A tradição da historiografia no Ceará soma autores brilhantes, desde Barão de Studart, João Brígido, Padre Antônio Gomes de Araújo, Irineu Pinheiro, J. de Figueiredo Filho, a Paulo Elpídio de Menezes, Raimundo Girão, Antônio Bezerra, Joaryvar Macedo, dentre outros tão valiosos quanto inigualáveis a deixar registros documentais bem catalogados e essenciais à preservação do que aqui se deu a partir dos primórdios da civilização. Órgãos quais Instituto Histórico e Geográfico do Ceará, Instituto Cultural do Cariri e Instituto Cultural do Vale Caririense congregaram ditos próceres e os remeteram às novas gerações, patrimônio rico de cultura e saber, lições e excelência.

A manutenção viva desse fogo de consciência segue, contudo, adiante através dos que lhes sucederam em tais órgãos culturais ora mantidos e acesos. Assim nomes recentes consolidam a disposição do patrimônio histórico desta parte de mundo em obras que utilizam a documentação das origens nas fontes primárias: atas, livros de tombo, jornais, revistas, correspondência, relatórios, diários, processos judiciais, escrituras, tratados, assentos de registros públicos e privados, tudo que subsidia a pesquisa inédita. E nisso, nesse afã de reviver e conservar os dotes iniciais da história, ao menos dois nomes já despontam com seriedade e vigor no campo de pugnar e elaborar compêndios fundamentais ao conhecimento do passado cearense.

Eles, João Tavares Calixto Junior e Heitor Feitosa Macêdo, se debruçam sobre as bases de nossa história e produzem obras definitivas no âmbito da revivescência dos acontecimentos antigos dos primeiros passos da presença europeia no Sertão.

Este livro, Sertões do Nordeste I (Inhamuns e Cariris Novos), por exemplo, denota um trabalho de fôlego da lavra de Heitor Feitosa Macêdo, confeccionado na Editora A Província, de Crato CE, e recém-lançado no Instituto Cultural do Cariri, dia 21 de janeiro de 2016, que bem representa o despontar da verve deste jovem advogado, que aprecia por demais o ofício da pesquisa e vem à busca das profundezas documentais na matéria prima das letras históricas. São 330 páginas do melhor resultado literário e científico, pérola que prenuncia a realização de outros feitos futuros, porquanto assim o anuncia quando o denomina pela marca de número I.

Ao tempo em que o recebemos no ICC, Heitor revela a certeza de merecermos talentos proporcionais aos mestres que nos serviram de modelo e os levamos adiante no êxito da mesma correção acadêmica de sucesso.

O CRATO ATUAL E A BOMBA ATÔMICA - Por: Dihelson Mendonça


QUEM AVISA, AMIGO DO CRATO, É...


Como muitos sabem, a tão famosa bomba atômica, que é uma das armas mais letais do planeta, detonada sobre uma população pela primeira vez em Agosto de 1945, é formada quando um elemento químico chamado urânio enriquecido, chega a uma uma determinada quantidade, chamada de MASSA CRÍTICA, que é um nível preciso de matéria, em que ao se adicionar apenas mais algumas partículas chamadas nêutrons, este urânio entra numa reação em cadeia, consumindo-se, e neste processo, liberando uma quantidade enorme de energia, na forma de explosão nuclear. 

Comparativamente, a atual administração do Crato encontra-se desde meados de 2015 até o presente momento, em permanente estado de "massa crítica". Falando francamente, Crato está a ponto de explodir. A rigor, temos uma administração falida, que levou a cidade ao maior desastre em todos os níveis e escalões do poder, e nesse ínterim, a própria população começou a se manifestar espontaneamente, como as partículas que bombardeiam o urânio. Sendo a administração atual este urânio, isto é expressado nas muitas postagens que temos visto nos últimos tempos nas redes sociais, em que cidadãos comuns preocupados com o destino da cidade, fazem comentários os mais contundentes quando se trata da administração do Crato e do tremendo arrependimento ao terem elegido pessoas ditas incompetentes para gerir os seus destinos. Essas pessoas não fazem parte de oposição ou situação, são apenas elementos do povo, que se sentiram traídas e ultrajadas pelas inúmeras mentiras, centenas de promessas não cumpridas, e o CAOS que hoje reina na cidade do Crato. 

É desnecessário listar aqui o que tem se tornado a nossa cidade nos últimos tempos, uma verdadeira baderna administrativa, um navio naufragando, em que os últimos ratos, aqueles que sustentaram o poder durante os últimos 4 anos, abandonaram o suporte, alguns deles até por falta de pagamento, e hoje posam de oposição, já se preparando para sugar o sangue do próximo administrador que se sentar à frente da próxima gestão ( Talvez estes sejam até piores do que os gestores ). Se por um lado, temos toda uma população descontente, frente à bandalheira reinante no Crato, temos uma plêiade, por assim dizer, de oportunistas de plantão, chutando cachorros mortos, ou como vampiros, sugando as últimas gotas de sangue das suas vítimas. O que é preciso neste momento precioso que antecede as eleições, é que os verdadeiros Cratenses, aqueles que se preocupam com os destinos da sua cidade, lutem pela conscientização do restante da população para que nas próximas eleições escolham pessoas capacitadas, compromissadas com o desenvolvimento do Crato. Pessoas que tenham um passado de lisura, de honestidade e uma história de serviços dedicados ao Crato e ao Ceará. Devemos temer e ficar de olho acima de tudo, nos "salvadores da pátria" que se aproveitarão deste momento de caos e de fraqueza porque passa o Crato para tentar incutir na cabeça dos fracos a idéia falsa de esperança. 

Cratenses, é hora de lutarmos pela nossa cidade. Conclamo, enquanto cidadão também, sem qualquer pretensão política ( Porque acho que podemos ajudar a nossa Cidade, o Estado e o País enquanto cidadãos mais do que como políticos ), todos os que amam esta terra a expurgarmos de vez aqueles que tanto lhe fizeram mal, a extirparmos esta doença sistêmica que se instalou na história do Crato, que nos trouxe a sua derrocada política, econômica, histórica e cultural. Lutemos para que suba ao poder alguém que tenha os ideais gloriosos de tantos filhos ilustres desta terra de Bárbara de Alencar, cuja frondosa Chapada do Araripe nos serve de agasalho e de lembrete de que sempre é possível escolher pessoas melhores, porque pessoas de boas intenções ainda existem, basta que saibamos procurar e nos inteirar do passado de cada um, além do pensamento, dos projetos que cada postulante ao cargo maior, deseja para a cidade do Crato. Enquanto cidadão, ainda não quero desistir da minha cidade. Eu acredito ainda em homens de bem. Ainda quero acreditar que com honestidade, com respeito ao povo, com trabalho e determinação, é possível trazer uma era de progresso, de paz, de desenvolvimento para o Crato, e recuperar os anos perdidos. O Crato merece dias melhores ! O Crato merece pessoas melhores. O Crato merece respeito. O Crato não merece ser destruído por qualquer desastre, seja ele atômico, político ou administrativo. Eu quero acreditar que isso ainda é possível, e só depende da inteligência e da boa vontade do povo, até porque escolhendo mal os seus representantes, quem perde, é a própria população. 

Por: Dihelson Mendonça - www.blogdocrato.com





Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30