xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Fogo abrasador - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 novembro 2016

Fogo abrasador - Por: Emerson Monteiro

Nesse verão sertanejo, força maior não na tem. Calor tórrido de um Sol esplendoroso, que ferve as entranhas das matas, calcina os arbustos e toca no coração da gente. Daí pensar de imediato no fogo das virtudes, motivo das santificações. O que move o homem em torno da História, o desejo das revoluções e dramas. A paixão individual da perfeição. O fogo transformador que a tudo toca, a reverter matéria em energia, e esta em solidão absoluta do Eu puro.

O fogo das paixões, quisemos dizer. Paixão, que é isso? Extremo desejo de obter êxito nas empresas circunstanciais, o amor extremoso dos corações entregues aos sonhos da realização do Si. Quanta beleza em aceitar o objetivo da superação da pobreza humana e se iluminar eternamente. Lançar corpo e alma ao que dispõe o abismo das visões maravilhosas. Abraçar a paixão, nos dizeres da Missa. Viver a intensidade no grau supremo. Amar acima de tudo, amar e nunca mais.

Por isso, nas horas calcinantes deste verão sertanejo, as fornalhas da existência acendem e cozinham derradeiras gotas de saudade no facho avermelhado do fogo dessas paixões. Transmutam de estado os elementos, de doce em salgado, de verde em cinza escuro, azuis evanescentes, visões encarnadas dos seres invisíveis que passam às cores da imaginação.

De calor em luz, de amor em paixão, assim correm os rios, os dias, na canícula ensolarada desses verões intensos a pedir chuva abençoada. Que crescem, florescem, iluminam sonhos e desejos de transformação.

Houvesse apenas a dor na paixão e os seres dormiriam para sempre, à espera da saudade e do sentimento mais puro, amor, amor. Inexistissem as flores do anseio dos invernos, e as matas dormiriam para sempre lá no íntimo da paixão. Ah! Em que universo, senão neste daqui de dentro, habitam os amores em ebulição além de no seio das almas entregues aos sonhos e às paixões?

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30