14 novembro 2016

15 de novembro de 1889 – As verdades que a República esconde (Parte II)

Fonte: Site Veja
As mentiras sobre a atual Bandeira do Brasil
 
Bandeira imperial

•    Verde - A Casa de Bragança (Dom Pedro I)
•    Amarelo - A Casa de Habsburgo (Dona Leopoldina)
•    Losango - Remete às bandeiras do exército napoleônico
•    Brasão azul com a esfera armilar - Presente desde a bandeira do Principado do Brasil, remete à tradição portuguesa
•    Cruz vermelha - Referente à ordem de Cristo
•    Anel azul carregado com 20 estrelas de prata - Referentes às 20 províncias do Brasil
•    Dois ramos - um de café, o outro de tabaco, representando a agricultura brasileira

Bandeira republicana

•    Verde e amarelo - Interpretações a posteriori atribuíram as cores às riquezas naturais e minerais do país. Essa explicação, porém, não constava da justificativa de Teixeira Mendes para a nova bandeira
•    Estrelas no céu azul - Reprodução do céu do Rio de Janeiro na manhã de 15 de novembro de 1889, com as estrelas representando os Estados da Federação
•    "Ordem e Progresso" - A influência dos positivistas na proclamação da República. Augusto Comte (1798-1857), principal ideólogo do positivismo, escreveu: “O amor por princípio, a ordem por base, e o progresso por fim”. No caso brasileiro, deixaram de fora o amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.