xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Ao vento frio de julho - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

09 julho 2016

Ao vento frio de julho - Por: Emerson Monteiro

Enquanto sobre a serra voaram as primeiras andorinhas nas brincadeiras festivas de princípio de estio, ele andaria passo antepasso por meio das árvores do pomar.  São mais diversas as qualidades: pinhas, maçãs, mangas, cajus, tangerinas, laranjas, bananas, seriguelas; de olhos bem abertos, contempla o céu azul na silhueta da folhagem, vendo percorrer apressadas as nuvens do firmamento, afeitas à jornada constante do movimento das folhas no intenso calor do verão prematuro.

Houvesse testemunhas, e havia, logo notariam, notaram, a sua presença de peregrino pelos olhos no futuro dadivoso das frutas, quase querendo antecipar o depois diante da imensidão sem fim do tempo eterno. Algumas delas, das meras testemunhas, na maioria de acusações incriminadoras, apontavam  dedos remelentos na direção donde vinha o vulto. Algo que significaria mera condenação prévia e execução sumária, que inundava o ar da manhã, contudo ausente de realidade pura, vista a velocidade com que exibiam os juízos alienados.

E ele andou alguns momentos, até quando teve coragem de estirar os braços aonde os dedos pudessem adquirir os primeiros exemplares das belas frutas, porém quiçá ainda verdes; já maiores, no entanto verdes, longe do sabor típico da estação. Experimentou calcar dentes na pele dadivosa de uma manga, ou de uma maçã, o que deixaria de lado na intenção doutras mais. Estas próximas, entretanto, puxadas a maduro, a saborosas, vicejantes vivas em mãos ansiosas de novidades.

Só ali, então, sentiu de verdade a certeza do futuro maior de cada ser envolvido, das mangas doces que lhe esperaram todo o ano em ardente frutificação. Dentes ansiosos penetram com força os tecidos amarelo fogo da nova visão.

Alguns dos circunstantes, testemunhas e seus compromissos de justiça alvoroçada, logo quiseram impedir, recriminar, julgar em rápida velocidade, o ato do visitante do pomar. No que foram de pronto contidas sob a autoridade do feitor:

- É Jesus quem quer. Quem quer é Jesus - soaram leves as palavras do guardião do lugar. – O que Ele quer torna em ato contínuo.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30