xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> O deus do Sol - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

12 junho 2016

O deus do Sol - Por: Emerson Monteiro

No Peru, dentre resquícios valiosos do Império Inca que persistem, frutos da oralidade dos séculos, existe o mito original da existência da vida no planeta Terra, bem assim delineado:

Viracocha criara o mundo e sentira a necessidade de também criar os seres humanos. Isto faria utilizando o barro do chão, e os reservaria às cavernas. Um dia, eles saíram cá fora a ver a luz do mundo. Nessa mesma sequência de acontecimentos, Viracocha criaria o Sol, a Luz e as estrelas, utilizando para tanto das águas do Lago Titicaca.

De todos os entes criados, no entanto, houve evidente destaque para o deus do Sol (Inti, na denominação da língua quíchua, adotadas pelos incas), a sua divindade maior.    

Segundo conta a tradição, em certo momento Viracocha mandara seus filhos Manco Cápac (deus do Sol) e Mama Quilla (deusa da Lua) à Terra, lugar, naquele tempo, tão só de escuridão e caos. Eram marido e mulher e aqui chegaram provenientes das profundas águas do Titicaca, indo depois ao vale do Rio Huatanay, situado a noroeste.

Naquele ponto, Manco Cápac, no uso de um cajado, fertilizou o solo, que apresentou condições de fertilidade e riqueza próprias à melhor agricultura, subsistência do povo, e alimentado pelas águas do degelo diário das neves da Cordilheira dos Andes, relevo responsável pela existência do vale dadivoso. Nas noites frias, o ar se condensava nos altos picos; cedo no dia, aos primeiros raios do Sol, desce em água límpida as encostas, refeita em rios caudalosos. Chamou o lugar de Cusco (umbigo do mundo) e o transformou num centro de religiosidade; ocupou o trono real e comandou o poder de todo o império, organizando a todos na rica e admirável cultura de que temos notícia.

Nascia de tal maneira a civilização que ainda hoje existe, mesmo que aparentemente destroçada pelos espanhóis à cata dos tesouros em metais e pedras preciosas, transferidos ao peso das marcas traumáticas largadas nos rastros da história.

Conforme as narrativas originais, a descendência dos soberanos incas guarda, pois, seu início neste primeiro rei, que um dia fundou o império e ensinou ciência aos primeiros homens.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31