xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Sempre a democracia - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 março 2016

Sempre a democracia - Por: Emerson Monteiro



Mãe da esperança na política, sempre vem outra vez a democracia, invenção dos gregos de antigamente. Mesmo que se leve em conta o pluripartidarismo, na realidade apenas duas linhas sobrevivem os pleitos eleitorais: a oposição e a situação. Os que metem a viola no saco e os que abiscoitam o trono. Na órbita deles, o segmento dos indiferentes, radicais, teóricos ou românticos.

Alguma coisa mudou, no entanto. Estudos apontam para crescimento das mentalidades. Antiga limitação fixada em padrões infalíveis abre a janela às maiorias sedentas de justiça social.

Daí vêm propostas nos quatro naipes, inclusive junto das paralelas da oposição. Toda possibilidade vale considerar, guardadas as restrições econômicas e o abuso do poder, Fórmulas de perpetuação, nos países atrasados, viciam o critério de seleção dos dirigentes, admitidas as aparências do atual regime, república envelhecida com o passar do tempo.

Uma campanha municipal no Cariri, por exemplo, indicará a síntese de tudo o que impera na consciência dos grupos sociais mais castigados pela palmatória da servidão, e orientará os rumos de seguir adiante. No campo da luta, aflorarão valores mantidos longe do palco: desemprego, sucateamento da saúde, da educação, insegurança pública, caos urbano da invasão dos automóveis e motos, e a textura política do sistema colonialista, que nunca desapareceu. Só muda de cara e engana o povo.

Necessidades reprimidas há séculos resistem aos sonhos. Esgotos. Calçamentos. Segurança. Iluminação. Água. Urbanização. Moradia. Idoneidade sofrida. Honestidade, que periga nos conselhos e tribunais. Exercício clientelista e ausência de participação efetiva das comunidades, somada a ausência de objetivos claros à solução das necessidades coletivas.

O desejo popular recupera a paciência jamais perdida de manifestar seu espírito na força do voto. Assim, o espaço político, instrumento principal dos agregados humanos, lembra a inocência original da natureza.

Que venham os novos gestores a modificar para melhor essa história das gerações, a prezar o conceito que corresponde a responsabilidade, nos manuais da Política verdadeira, escrita com letra maiúscula.    

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31