xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Em VEJA desta semana: Transportadora entregou 37 caixas de bebida no sítio da família Lula | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

13 fevereiro 2016

Em VEJA desta semana: Transportadora entregou 37 caixas de bebida no sítio da família Lula


Ao deixar o Palácio do Planalto, em 2011, o ex-presidente enviou parte de seus pertences para o sítio em Atibaia

Documentos obtidos por VEJA mostram que, logo após deixar o governo, pertences do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua família foram levados para o sítio em Atibaia comprado em nome de sócios do filho mais velho do petista e reformado às expensas de empreiteiros acusados de participar do petrolão. As notas fiscais e ordens de serviço de uma das transportadoras contratadas pelo governo federal para fazer o serviço comprovam que, a mando do Palácio do Planalto, parte da mudança de Lula foi remetida para a propriedade que o ex-presidente nega ser sua. O sítio é o mesmo que virou alvo da Operação Lava-Jato e de uma investigação do Ministério Público de São Paulo, que apura a suspeita de que Lula tentou ocultar patrimônio, além de ter sido beneficiado por favores das empreiteiras envolvidas no escândalo da Petrobras.
Mais de 200 caixas com pertences da família do ex-presidente foram levadas de Brasilia até o o sítio em Atibaia -- 37 delas eram caixas de bebidas, conforme registraram, cuidadosamente, os funcionários encarregados de fazer a mudança. Os documentos com o registro da mudança estão arquivados na Presidência da República. A entrega em Atibaia se deu em 8 de janeiro de 2011, dois meses após a compra do sítio, feita em nome dos empresários Jonas Suassuna e Fernando Bittar, sócios do filho mais velho de Lula. No sítio, a carga foi recebida por um ex-assessor especial de Lula. Entre os empreiteiros do petrolão, o ex-presidente era chamado de "Brahma". Uma reportagem da edição deste fim de semana de VEJA traz os detalhes dos documentos e o depoimento inédito de um dos responsáveis por levar os pertences de Lula até o sítio.

Tem mais: Marisa Letícia inspecionou pessoalmente as reformas no sítio Santa Bárbara

Nova testemunha confirma também que a construtora OAS, uma das empreiteiras envolvidas no petrolão, assumiu a reforma da propriedade em Atibaia com o aval da ex-primeira-dama


Lula e Marisa: reforma no sítio também foi inspecionada pela ex-primeira-dama(Ricardo Stuckert/VEJA)

A famosa reforma no tríplex do ex-presidente Lula no Guarujá, custeada pela empreiteira OAS, não foi a única obra vistoriada pessoalmente pela ex-primeira-dama Marisa Letícia. Investigando a troca de favores que envolve empreiteiros do petrolão e o ex-presidente Lula, o promotor Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo, colheu elementos de que a reconstrução das instalações do sítio de Atibaia também foi supervisionada de perto por dona Marisa.
A informação consta de um depoimento que os investigadores mantêm em sigilo. Segundo o relato, a ex-primeira-dama cobrava celeridade nas obras de reforma do sítio. No início, o responsável pelo trabalho era o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, preso na Operação Lava Jato. O cronograma, porém, não evoluía. Dona Marisa queria tudo pronto no final de 2011, antes do Natal. Foi quando a OAS se apresentou para concluir o serviço.
A testemunha revelou que Bumlai ficou muito nervoso com o atraso: "Em determinado momento da reforma, José Carlos Bumlai ligou agressivamente ao depoente reclamando que a obra não progredia [...] Bumlai disse, no momento de ira ao telefone, que quem ocuparia o espaço na reforma seria a OAS".
O ingresso da OAS na empreitada foi relatado à ex-primeira-dama pelo arquiteto Igenes Irigaray, supervisor dos trabalhos: "A mulher de Lula, dona Marisa Letícia, visitou o sítio e soube dessa informação (mudança de empresa) por intermédio de Igenes".
Fonte: revista VEJA que começa a circular nestge sábado 

COMENTÁRIOS 


As táticas da tropa-de-choque jurídica de  Lula
O ex-presidente Lula contrata os “pesos pesados” da advocacia criminal brasileira para tentarem tirá-lo da enrascada em que se meteu lá no sítio em Atibaia e no tríplex do  Guarujá. São advogados caríssimos, especializados em livrar a cara de criminosos. Mas acho que desta vez eles vão é quebrar a própria cara, porque do outro lado está um homem sério, um juiz que não prevarica e, certamente, não vai cair nas armadilhas e nas “brechas da lei” que certamente vão trilhar. Contra fatos não há argumentos. As provas estão aí e o patriota e ético juiz Sergio Moro saberá fazer justiça. Errou, tem de pagar, custe o que custar e doa a quem doer, sem blindagens ou leniências. Bons advogados sabem mentir, inventar, distorcer fatos, mas a verdade é nua e crua e vai prevalecer. Chegou a hora dele, não há mais caminho de volta.
Evaldo Luis – e-=mail: eskaf@hotmail.com – 

Eu só queria entender
Uma pergunta me intriga: Lula precisa de advogados de peso para provar que as obras em Atibaia foram pagas pelos proprietários do sítio? Ou pelo próprio Lula, já que é ele que usa o local? A meu ver, algumas notas fiscais responderiam a essa pergunta. Outra coisa que me deixa com a pulga atrás da orelha: quem vai pagar esses advogados de peso? O PT, com dinheiro da Petrobrás (será que sobrou algum?) ou com dinheiro do Fundo Partidário? O Bumlai, outros amigos, a Odebrecht, a OAS, o Instituto Lula ou o Lula pessoa física?
Luiz Gonzaga T. Saraiva – E-mail: lgtsaraiva@uol.com.br  

Farsa
O que se poderia esperar de um despreparado para a Presidência deste pobre país? No início, vocês, da imprensa, ficaram encantados quando esse senhor foi eleito, até mesmo ressaltando o nosso avanço democrático. Foram incapazes de ver que esse personagem, sem formação moral ou acadêmica, e sendo de esquerda, não tinha como fazer nada de bom. Ao contrário, só poderia deixar este rastro de destruição! Em tempo: parem de falar das “inegáveis conquistas sociais”. Isso não passa de assistencialismo descarado para manter os iletrados sob controle.
Inô Gazotti Junior – E-mail: ino.gazotti@gmail.com 


0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30