xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> CRATO - A FORÇA DO POVO - Escolas não serão mais fechadas | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

03 fevereiro 2016

CRATO - A FORÇA DO POVO - Escolas não serão mais fechadas


Prefeito volta atrás e resolve não fechar mais escolas. Engraçado como as coisas acontecem no Crato. Enquanto em outros municípios, abrem-se escolas, as do Crato iriam fechar. Que absurdo!

Crato. Após o apelo de pais, professores, alunos e lideranças políticas, o prefeito deste município, Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos, optou por manter em funcionamento as escolas da zona rural que seriam nucleadas, conforme noticiou o Diário do Nordeste, no dia 28 de janeiro passado. O fechamento das unidades de ensino seria uma forma de a Prefeitura do Crato conter gastos e buscar a qualificação das escolas, segundo a Administração Municipal.

O presidente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Atenção Básica (Fundeb-Crato), Samuel Siebra, por sua vez, contestou a justificativa de redução de gastos, afirmando que, no biênio passado (2014-2015), houve acréscimo de 22% nos recursos educacionais do Município do Crato.

Na primeira sessão do ano, realizada na última segunda-feira (1º), vereadores, representantes do Sindicato dos Servidores, do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), do Fundeb e do Conselho Municipal de Educação debateram à questão, e a resposta veio de imediato por parte do executivo em recuar com a questão.

Os pais dos alunos estavam preocupados em ter que encaminhar seus filhos para escolas que ficavam a até 10 quilômetros de distância, "em transportes sem nenhuma segurança", conforme avaliou o autônomo Dailton de Lima. Ele foi taxativo: "prefiro que meu filho fique em casa, sem estudar, mas em segurança, do que ser transportado por ônibus em condições precárias".

Além da incerteza quanto ao futuro do ano letivo para os estudantes, professores estavam temerosos quanto a possíveis demissões. Isto porque a Prefeitura não tinha se pronunciado se haveria ou não cortes.

Edital

Ronaldo Gomes havia assinado o decreto Nº 7.719, que determinava a nucleação de sete Escolas Municipais, refazia o quadro funcional das unidades escolares e estabelecia os roteiros e quilometragens das linhas de transporte escolar do Sistema Municipal de Ensino. Os atos foram assinados após questões avaliadas juntamente com o secretário Municipal de Educação, Ronaldo Bacurau. O secretário afirmou, à época, que "as medidas seriam um grande avanço para a transparência do sistema, segurança funcional e garantias de maior qualidade educacional".

Unidades Rurais

I - Escola Dedé Pinheiro

II - Escola João Paulo

III - Escola Sítio Páscoa

IV - Escola Maria Josefa de Meneses

V - Escola Ana Regino

VI - Escola José Peixoto

VII - Escola João Grande

Fonte: Jornal Diário do Nordeste
Via www.blogdocrato.com



0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30