xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 02/01/2016 - 03/01/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 fevereiro 2016

Um mundo sem violência - Por: Emerson Monteiro

Sem qualquer desforço físico, sem subterfúgio, nem sacanagem... Um lugar de paz e harmonia, honestidade, trabalho. Amigos revendo amigos, irmãos, parceiros de jornada; grupos de trabalho e crescimento. Tudo sendo de todos neste chão, mundo sustentável, fora daquilo que foi nas antigas esse pandemônio de guerras e traições, apreensões e lutas, gosto amargo de notícias desagradáveis, apreensíveis, que caracterizara o desassossego de plantios indigestos dos tempos de outrora.

Um mundo de festas, agoras felizes e satisfação de existir diante da natureza e do espaço infinito das horas e dos segredos do Universo maravilhoso que nos envolve, tanto na matéria, quanto no espírito. Longe das perdidas aventuras errantes dos chefões de fancaria, marreteiros e ganhadores de farrapos, acumuladores de sucata e detentores de nadas vazios e chulos, iludidos, enganados, obesos de fome e miséria. (Que o Bom Deus os guarde no seu perdão!)

Um território que seja franco de prudência e respeito mútuo, cheio de caminhos seguros de nova tranquilidade; famílias unidas no sentido de viver com sabedoria e ânimo justo; sem perversidade e desgosto; só cordialidade entre seres humanos em sintonia com os desígnios eternos. Se há jeito de sonhar com isso há modo de produzir esse panorama de tantas surpresas só agradáveis, em corações de ritmo sadio e vibrações de felicidade.

Porquanto a fonte da esperança brilha no âmbito de consciência pura que a gente tem no mais íntimo, herança que recebemos nas luzes da Criação. Somos as peças do sistema das existências perfeitas advindas de poder maior. E contamos os dispositivos de realizar este plano a que um dia fomos planejados, diante de quantos séculos e milênios pela vida, rumo ao Sol das almas. Artesões das construções do Ser Supremo, aqui deslocamos peças de xadrez imaginário que aguarda as decisões inteligentes; isso que já demanda tais épocas de contradições que se precisa largar com urgência no passado e criar futuro auspicioso ao dispor de todos sem discriminação, matéria prima ao nosso dispor, aguardo das decisões fortes do nosso querer fruto de caracteres transformados. Nas atitudes dos indivíduos, portanto, de um a um, impera acesa luzes da renovação da realidade ainda estéril em que ora pisamos.

28 fevereiro 2016

Depois de 30 anos risco de calote volta a assombrar economia brasileira

Fonte: O Estado de S. Paulo – 28 Fevereiro 2016 

Economistas de diversas correntes voltaram a discutir se o Brasil pode quebrar
Economistas de todas as correntes desenterraram uma discussão que parecia superada na história das finanças nacionais: o Brasil pode quebrar, como aconteceu na década de 1980? Nas duas últimas semanas, afora as conversas informais, pelo menos cinco relatórios de diferentes instituições abordaram esse tema.
O temor é alimentado por uma constatação: o País é hoje assombrado por uma nefasta combinação de recessão profunda e aumentos desenfreados de gastos e dívidas. Pelas mais recentes projeções, a economia encolheu 4% no ano passado e deve sofrer nova contração em torno de 4% este ano. A deterioração pode ser vista em todos os lados da sociedade. No ano passado, cerca de 100 mil lojas fecharam as portas no Brasil. O número de postos de trabalho fechados chegou a 1,5 milhão e o total de pessoas desempregadas no País já atinge 9 milhões, um recorde. Cerca de 1 milhão de alunos trocaram as escolas privadas pelas públicas, e é crescente a quantidade de pessoas que perdem os planos de saúde e têm de recorrer ao SUS, com todas as dificuldades de atendimento.
A atividade econômica em queda vai reduzindo as receitas com impostos e ampliando o rombo nos caixas da União, dos Estados e dos municípios. Hoje, não há economista que olhe para esses números e não se preocupe, em especial com a trajetória da dívida pública, que está hoje em 66% do PIB e pode chegar perto dos 90% no ano que vem, segundo alguns analistas.
O governo garante que não há risco de insolvência e que tem adotado todas as medidas possíveis para estabilizar a dívida pública. Há uma grande preocupação principalmente com a escalada do aumento dos gastos com a Previdência Social. Mas o governo enfrenta dificuldades em encontrar apoio dentro do seu próprio partido para mudar esse cenário.

             

27 fevereiro 2016

Faleceu o Padre José Adauto Alencar

  
   Dom Fernando Panico, comunica com pesar o falecimento, na manhã desde dia 27 de fevereiro de 2016, do Revmo. PADRE JOSÉ ADAUTO ALENCAR, pároco-emérito da Paróquia da Sagrada Família, em Crato e integrante do clero da nossa diocese.Padre José Adauto de Alencar nasceu em Campos Sales (CE), no dia 31 de outubro de 1938.
Filho de Almerindo Rodrigues Alencar e de Josefa Ribeiro de Alencar, foi batizado no dia 20 de setembro de 1939 pelo Pe. Azarias Sobreira, em Campos Sales (CE), na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha.  Foi ordenado sacerdote no dia 31 de dezembro de 1968, na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Campos Sales. Ao longo de sua vida sacerdotal prestou serviços nas seguintes paróquias: Nossa Senhora da Penha, Campos Sales (CE) como Vigário-substituto; Nossa Senhora da Conceição, de Farias Brito (CE); São Vicente Ferrer, de Lavras da Mangabeira (CE); Santa Terezinha do Junco Novo, no Rio de Janeiro; Santo Antônio, de Jardim (CE) e Sagrada Família, na cidade de Crato.
   A Diocese de Crato agradece por todo o trabalho feito por Pe. José Adauto Alencar para a difusão do Reino de Jesus Cristo. Pe. Adauto um dia, pela graça de Deus, foi chamado a seguir os passos de Jesus. Seduzido pelo serviço apostólico, anunciou o Evangelho e serviu ao Povo de Deus.  Pedimos de todos os fiéis orações por Pe. José Adauto, rogando a Deus, Pai de Misericórdia, que o acolha no lugar eterno da luz e da paz.
Dom Fernando Panico, MSC
Bispo Diocesano de Crato
             

A alegria dos peixes - Por: Emerson Monteiro

Numa dessas histórias de monges orientais que viajam no tempo e chegam à nossa vontade na forma de querer passar adiante e transmitir-lhes o conteúdo, quando lá certa manhã esplendorosa, dessas de oferecer claridade em volta, nas florestas, nas nuvens, através brisa dos ventos, gosto forte e saboroso da perfeição da natureza, dois monges conversavam de cima de uma ponte, a contemplar as águas límpidas do riacho que descia das montanhas postas no horizonte de céu azul na distância. E nisso um deles rompe o silêncio daquela manha primaveril a trazer palavras de observação a propósito dos acontecimentos visíveis:

- Olha só que beleza, com os peixinhos a brincar felizes na correnteza... Além de tudo, sem quaisquer preocupações.

- Sim, vejo os peixinhos em constante movimentação – o outro considera cerimonioso. – Mas disso deduzir que se acham alegres e despreocupados fica longe no tanto de eu considerar comigo o que vejo. Como sabe que eles estão assim alegres, felizes? Como sabe daqui de cima sem ser um deles, um dos peixes ali embaixo?

O monge que iniciara o diálogo olha pensativo o companheiro e logo toca adiante na defesa do que dissera:

- Bom, até aqui tudo bem, disseste o que quis. No entanto como sabe que não sei que os peixes estão alegres, felizes, despreocupados nadando nas águas límpidas do riacho que se vai? Como sabe, então, tu que não és quem eu sou, que digo que os peixinhos nadam felizes nessas águas? Como sabes que não sei, nem posso vir saber, já que não és quem eu sou? - Com isso, durante boa margem de tempo, ele permaneceu de olhos vidrados fixos na imensidão, a contemplar a beleza do momento.

Em VEJA desta semana: Odebrecht avisou Dilma de pagamentos a marqueteiro no exterior

Dilma Rousseff foi advertida por empreiteiro de que investigações da Lava-Jato poderiam resvalar nos pagamentos secretos das campanhas eleitorais do PT. A prisão do marqueteiro João Santana revela que a ameaça não era blefe e que recursos desviados da Petrobras — “os acarajés” — podem ter financiado a eleição presidencial
No começo de 2015, Dilma Rousseff recebeu, no Palácio do Planalto, o petista Fernando Pimentel. Ela acabara de conquistar a reeleição. Ele, o governo de Minas Gerais. Amigos e confidentes há mais de quarenta anos, os dois tinham motivos para comemorar, mas trataram de um assunto espinhoso, capaz de tisnar os resultados obtidos por ambos nas urnas. Pimentel trazia um recado de Emílio Odebrecht, dono da maior empreiteira do país, para a presidente da República. O empresário a advertia do risco de que os pagamentos feitos pela Odebrecht ao marqueteiro João Santana, no exterior, fossem descobertos caso a Operação Lava-Jato atingisse a construtora. Emílio exigia blindagem, principalmente para evitar a prisão do filho Marcelo Odebrecht, sob pena de revelar às autoridades detalhes do esquema ilegal de financiamento da campanha à reeleição. Diante da ameaça de retaliação, Dilma cobrou explicações de seus assessores. Deu-se, então, o ritual de negação encenado com frequência em seu governo. Como no caso da economia, cujo desmantelo foi rechaçado durante meses a fio, os auxiliares disseram que a petista havia conquistado o segundo mandato com dinheiro limpo e declarado. Tudo dentro da lei. A "faxineira ética", portanto, não teria com o que se preocupar.
Esse discurso se manteve de pé até a semana passada, quando o juiz Sergio Moro, responsável pela Lava-Jato na primeira instância, determinou a prisão de João Santana, o criador dos figurinos de exaltação à honestidade da presidente, e da esposa dele, Monica Moura. O casal recebeu numa conta na Suíça, não declarada à Receita brasileira, 3 milhões de dólares da Odebrecht, acusada formalmente de participar do cartel que assaltou os cofres da Petrobras, e 4,5 milhões de dólares de Zwi Skornicki, um dos operadores do petrolão, o maior esquema de corrupção da história do país. Os detalhes da investigação sobre o marqueteiro foram revelados por VEJA em janeiro passado.
             

Dom Fernando Panico, um grande bispo -- por Armando Lopes Rafael

"A ingratidão é sempre uma forma de fraqueza. Nunca vi homens hábeis serem ingratos." (Goethe) 

  Fiz os antigos cursos de Humanidade (ginasial) e o Cientifico, nos bancos do tradicional Colégio Diocesano de Crato. Do pouco que sou muito devo à formação recebida naquele educandário, à época dirigido por monsenhor Francisco Holanda Montenegro. Os mestres de antigamente não se limitavam a repassar, aos alunos, os informes da matéria de que eram titulares. Em meio à explanação das disciplinas, os professores faziam comentários visando à formação religiosa e cívica dos alunos. Nunca esqueci o que disse certa vez um excelente professor: “O pior dos defeitos é a ingratidão, que despreza hoje quem o beneficiou ontem”. Na verdade vim a saber depois que esta frase fora escrita por Torres Pastorino. Mas ele vem a calhar pelo fato que relato abaixo.
     
     Uma pessoa -- que já recebeu atenção e favores da parte de Dom Fernando Panico -- fazia, outro dia, através do face book, críticas veladas ao trabalho deste bispo à frente da Diocese de Crato. Além do defeito da ingratidão, essa pessoa agia de forma malévola, fingindo desconhecer que o atual Bispo Diocesano de Crato foi o responsável pelo funcionamento de quatro instituições para recuperação de alcoólatras e dependentes de drogas que funcionam hoje no Cariri. Além das duas casas existentes em Crato, temos outra em Barbalha (no sítio Riacho do Meio) e a Fazenda da Esperança, em Mauriti, trabalhando na cura desses vícios. Deve-se, ainda, a Dom Fernando a construção dos dois grandes blocos que compõe a atual Cúria Diocesana de Crato, bem como o prédio do novo Seminário Propedêutico, localizado no bairro Grangeiro.
      Quando chegou a Crato, em 2001, Dom Fernando encontrou a Diocese com 42 paróquias. Criou mais 13 e outras 02 duas paróquias estão em processo de criação, o que significa um crescimento de 31,7%. Ordenou ele os primeiros Diáconos Permanentes da Diocese. Criou o Curso Superior de Teologia no Seminário São José de Crato, que hoje forma sacerdotes para cinco dioceses: Crato e Iguatu, no Ceará; Salgueiro e Petrolina, em Pernambuco, e Cajazeiras, na Paraíba. Dom Fernando ordenou 68 novos sacerdotes para a Diocese de Crato. O clero cratense é hoje formado, na maioria, por novos padres o que não aconteceu com outras dioceses brasileiras que tem a maioria na faixa etária da terceira idade.
        Ao assumir a Diocese de Crato, Dom Fernando encontrou o Hospital São Francisco de Assis, pertencente à Fundação Padre Ibiapina, em meio a várias crises, pois atuava com métodos e equipamentos ultrapassados. Entregou aquele hospital – em forma de comodato – à Ordem dos Camilianos, e aquele nosocômio vem experimentando sucessivas melhorias no seu funcionamento e é considerado hoje um “hospital-polo” no sul do Ceará. Quando vemos, diariamente – através dos noticiários da televisão – a falência da assistência médica no Brasil e comparamos com a assistência prestada pelo Hospital São Francisco, chegamos à conclusão do acerto da decisão do atual Bispo de Crato.
         Hoje, todos os 32 municípios que foram a Diocese possuem suas paróquias. Além disso, Dom Fernando criou quatro Santuários Diocesanos: o da Igreja-Matriz de Nossa Senhora das Dores de Juazeiro do Norte (posteriormente elevado pela Santa Sé à condição de Basílica Menor); o Santuário Eucarístico que funciona na igreja de São Vicente Férrer em Crato; o Santuário da Divina Misericórdia, na Igreja-Matriz de Santo Antônio, na cidade de Barro e o Santuário da Mãe do Belo Amor, localizado no planalto do sítio Páscoa, zona rural de Crato.
            A realização de maior impacto e repercussão feita por Dom Fernando foi o da reconciliação da Igreja Católica com a memória espiritual e a pastoral do Padre Cícero Romão Batista. Há a registrar também que se deve ao atual bispo de Crato o início ao Processo Diocesano pela Beatificação da Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva. Este processo já se encontra em análise na Congregação para a Causa dos Santos, no Vaticano.
             Haveria muitas e muitas outras ações a falar sobre o fecundo episcopado deste admirável e generoso Pastor Diocesano, nascido na Itália. O espaço é curto.  Aquela pessoa que hoje cospe no prato que a alimentou, bem que poderia refletir: a gratidão é um dos sentimentos mais nobres que existe. Ser grato é abrir o coração e deixar fluir este sentimento que envolve a nossa alma. Ser grato é reconhecer um benefício que recebemos e que nada nos custou, embora seja algo tão caro e tão relevante e traga tanto reflexo no presente e no futuro. No entanto, para ser grato é preciso ter um coração sempre aberto, ter sensibilidade, humildade, estar ao lado do bem...
Fugindo da raia: Lula pede ao Supremo suspensão das investigações sobre sítio e tríplex
Fonte: Estadão
Advogados de Lula alegam que Ministério Público Federal e Ministério Público do Estado de São Paulo 'investigam a mesma coisa' e que legislação impede duplicidade de feitos
A defesa do ex-presidente Lula ingressou no Supremo Tribunal Federal com pedido de suspensão das duas investigações em curso no Ministério Público Federal e no Ministério Público do Estado de São Paulo sobre duas propriedades que os investigadores suspeitam pertencer ao petista – o sítio Santa Bárbara, em Atibaia, e o tríplex 164-A no Condomínio Solaris, no Guarujá. Os advogados de Lula alegam que a legislação impede duplicidade de investigações sobre um mesmo objeto. Eles pedem à Corte máxima que decida qual Ministério Público pode investigar o ex-presidente.
Segundo a petição, distribuída para o gabinete da ministra Rosa Weber, o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Estado de São Paulo investigam a mesma coisa. A defesa pede ao Supremo que defina qual Ministério Público deve investigar o caso.
Comentários
Aurelio Serralheiro disse:
Mensalão, Petrolão, Zelotes, Acarajés, Trem Pagador, Sítio, Triplex são neologismos do novo dicionário do maior esquema criminoso, da era moderna mundial, montado na era petista. A Copa do Mundo, Olimpíadas, obras faraônicas, algumas que nunca saíram da prancheta e mesmo assim consumiram milhões de Reais, ilustram a diversidade e a criatividade do moderno folclore criminoso instaurado nesse país. A hoje aclamada "presunção da inocência" era na verdade, antes do delito criminoso, simplesmente a "presunção da impunidade", avalizada majoritariamente pelos figurões petistas que hoje desfilam no noticiário criminoso. Patético. A devassa começou e sua inércia vai atingir um a um, como num jogo de dominó macabro. Dedico esse texto à festa do aniversário do PT, neste sábado à noite.

Enquanto isso, Ministério Público marca depoimento de Lula, Marisa e Lulinha para próxima quinta
Por: Severino Motta, revista VEJA, 27-02-2016

O Ministério Público de São Paulo intimou nesta sexta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua mulher, Marisa Letícia e o filho do casal Fábio Luiz para que prestem depoimento no procedimento que investiga o tríplex e o sítio de Atibaia. Todos os depoimentos deverão acontecer na próxima quinta-feira (3). Marisa será a primeira a depor, às 9h. Depois Lula, às 11h e por fim, Fábio Luiz, às 13h. No documento enviado à família consta que “em caso de não comparecimento importará na tomada de medidas legais cabíveis, inclusive condução coercitiva pela Polícia Civil e Militar, nos termos da normas acima referidas”.

Se a moda pega: Ex-prefeito de Várzea Alegre é preso por corrupção
Fonte: jornal O POVO
O ex-prefeito de Várzea Alegre João Eufrásio Nogueira, o Joãzinho, foi preso ontem pela Polícia Federal. Ele foi condenado a seis anos e quatro meses de reclusão por corrupção durante seu mandato. O advogado do ex-prefeito, Leandro Vasques, afirma que a condenação foi para regime semiaberto e que deve solicitar a mudança para prisão domiciliar devido à inexistência de estrutura adequada para o semiaberto no Ceará.
Em 2013, João Eufrásio Nogueira foi condenado por improbidade administrativa, acusado de realizar licitações para despesas na área da Educação em valor superior a R$ 1,2 milhão, segundo o Ministério Público Federal no Ceará, autor da ação contra o ex-prefeito. De acordo com a Polícia, o ex-prefeito foi encaminhado à sede da PF, em Fortaleza, onde permanecerá à disposição da Justiça. A decisão foi expedida pela 16ª Vara Criminal da Justiça Federal em Juazeiro do Norte. No ano passado, Joãozinho trabalhou como assessor no gabinete da deputada Aderlânia Noronha, na Assembleia Legislativa.
O advogado do ex-prefeito, Leandro Vasques, ressaltou também que detectou nulidades no processo que resultou na condenação e deve se debruçar sobre os documentos nos próximos dias para solicitar revisão ao Tribunal. Na ação do MPF de 2008, Joãzinho foi acusado de desviar verba do antigo Fundef, hoje Fundeb. (O POVO Online)

             

26 fevereiro 2016

A flor atirada - Por: Emerson Monteiro

A história de um místico árabe conta que enquanto se via apedrejado em sacrifício das práticas religiosas que professava, contrárias que foram à tradição dos poderosos, ele observou cair aos seus pés bela flor atirada junto com as pedras da turba ensandecida. Até ali resistira com altivez aos gestos rudes da multidão formada de criaturas ignorantes no trato com a mensagem salvadora que oferecera.

Nessa hora, contudo, sentiu fraquejarem as forças, e viu-se rendido dominado de pranto convulso. Daqueles despreparados, que exercitavam instintos vingativos, outra atitude jamais esperaria além de jogarem pedras para ferir corpos e eliminarem existências físicas. De quem jogara a flor, porém, que, então, demonstrava conhecer algo mais a propósito dos ensinos e das práticas fiéis, aguardava maior sinceridade, no mínimo saindo na defesa dos ideais superiores. Negara, fraquejara, isto sim.

Às vezes sentimentos de nostalgia sujeitam atingir pessoas que sentem a força da autenticidade, ainda que distingam o tanto que lhes resta de chegarem às relíquias sagradas, assunto principal dos religiosos.

Existem situações em que discípulos deixam de lado a prática do Amor para aceitar fugas de lazer, esportes, vícios e acomodação. Nisso, esquecem a coerência e os pressupostos que adotam em nome do caminho de Deus, demonstração de abandono e pouca sinceridade interior que deixam patentear.

Aquele que jogou a flor no instante no martírio do árabe lapidado, mesmo que pretendesse cumprir gesto de solidariedade e reconhecimento na hora extrema do testemunho, permaneceu vinculado às sombras da covardia, sabedor de conceitos, no entanto sem praticá-los de verdade.

Não poucos agem de qual jeito, motivo, inclusive, da parábola do festim de bodas contada por Jesus, dos muitos chamados e poucos os escolhidos. Chamados às hostes do Bem todos somos. Raros, talvez raríssimos, exercitam a feliz oportunidade, razão das dores de saber o quanto adiante ainda sofrerão presos àas malhas pegajosas de transes imediatos.

Invés de jogar flores nas homenagens tardias, caberá cultivá-las no íntimo do coração e exalar o justo perfume através dos campos do dever.

Tribunal de Justiça nega que Samuel Araripe faça parte de processo ou condenação apontado por jornal, e emite documento.


"É tudo mentira", afirma o ex-prefeito, em relação a matéria veiculada em jornal local.



Circulou na última semana num jornal caririense, a notícia de que o ex-prefeito do Crato, Samuel Araripe havia sido condenado em ação referente a contas do exercício de 2012. A notícia foi imediatamente negada pelo ex-gestor, ao prestar esclarecimentos em estações de rádio do Cariri. A pedido de sua equipe jurídica, o Tribunal de Justiça emitiu na última quarta-feira ( 24 ), um documento negando que o mesmo faça parte de qualquer processo judicial e que pese sobre ele qualquer condenação. Diante da atitude do Tribunal em negar a notícia, que no caso, é mentirosa, cogita-se se esta possa haver sido plantada deliberadamente com a intenção de minar uma possível candidatura do ex-prefeito à prefeitura do Crato. Samuel Araripe, embora não haja confirmado nem negado que sairá candidato nas próximas eleições, pela sua história política, representaria uma forte concorrência, e portanto, um alvo fácil para calúnias dos que temem uma possível reeleição sua. Recentemente foi publicado que as contas referentes aos exercícios de 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011 encontram-se aprovadas, restando em análise apenas o exercício de 2012, último ano da sua administração.

Documento comprobatório:


As perguntas que ficam após este episódio são:

01 - Se a matéria do jornal foi paga, se alguém pagou e quanto havia sido pago para que se plantasse a mentira no jornal, ou seja, se o jornal recebeu algum valor para publicar uma notícia mentirosa e a mando de quem ?

02 - Qual ação o ex-prefeito pretende tomar em relação ao jornal, por propagar mentiras envolvendo o poder judiciário.

Uma coisa é certa, no final das contas, a verdade sempre aparece !

www.blogdocrato.com




25 fevereiro 2016

A fuga de Lot - Por: Emerson Monteiro

Depois de comunicar a Abraão e Sara o nascimento próximo de Isaac, que representaria a semente da geração do povo judeu, eles três partiram a caminho de Sodoma, onde se avistariam com Lot, sobrinho de Abraão que lá vivia.

Antes, porém, ficaram um pouco mais a conversar quanto aos detalhes da missão que adiante iriam cumprir. Disseram a Abraão que Sodoma e Gomorra chegaram no limite da tolerância da Lei, em face dos desmandos praticados através das misérias da carne.

Os viajantes seguiriam para comprovar no local a triste realidade e deflagrariam em seguida as extremas providências de exterminar aquelas duas cidades da face da Terra, hecatombe depois registrada pelos povos da Antiguidade.

Sabedor do grave prenúncio, o patriarca ainda quis argumentar que a medida prejudicaria também os justos que porventura vivessem no seio daquela gente. Daí estabeleceram cogitações dos quantos virtuosos merecessem clemência do Poder.

- Cinquenta? Quarenta? Trinta? Vinte? Dez? – saíram enumerando.

- Caso houvesse ao menos cinco justos, em respeito a esses tais preservar-se-iam as duas cidades – disseram os mensageiros, enquanto cuidavam de prosseguir na caminhada.

Dos três homens, só dois entraram em Sodoma e se depararam com Lot à porta de sua casa, que, ao vê-los, prostrou-se de rosto no chão e lhes ofereceu hospedagem. No entanto queriam observar a cidade, por isso recusaram o convite. Todavia, diante dos insistentes rogos de Lot, aceitaram pernoitar na sua residência.

Quando os habitantes da cidade souberam da chegada dos forasteiros, logo, numa atitude hostil, cercaram a casa. Reclamavam de querer abusar do corpo deles, tamanha promiscuidade dominava os costumes do lugar abominável.

À menor intenção invadir o recinto, e querendo neutralizar a horda brutal, Lot ofereceu as próprias filhas com isso querendo neutralizar a fúria dos bárbaros.

Inexistia qualquer chance de conter a fúria animal do que armavam. Nisso, ao erguer as mãos, os dois hóspedes detiveram o grupo dos agressores de imediato tornados cegos, que, tontos e sem rumo, abandonaram o local.  

As virtudes de Lot e seus familiares vieram a possibilitar que na madrugada do dia seguinte abandonassem a cidade na direção da pequena vila de Segor, aonde permaneceriam pouco tempo até se instalar nas montanhas das cercanias.

Única instrução que receberam dos dois visitantes, que no decorrer da fuga, em nenhuma hipótese, olhassem para trás querendo ver os escombros da cidade que abandonavam.

Então, com a partida do grupo, o Senhor despejou dos céus chamas da justiça mais extrema e transformou as duas cidades num turbilhão de pó, cinza e enxofre, encobrindo-as sob tormentosa nuvem de fumaça escura.

Nem ao menos cinco justos habitavam aquelas paragens, se cogita.

Aflitos e desalinhados, silenciosos, apenas Lot e as duas filhas que possuía largavam o passado nas estradas, porquanto, no contraste das sombras primeiras sombras da noite, ao longe, fria estátua de sal resumia tudo o que restara da desobediência da esposa e mãe, a refletir derradeiros claros do sol posto no íntimo do horizonte.

24 fevereiro 2016

Crato vai ganhar núcleo da Defensoria Pública para atender somente casos de saúde



A crescente demanda por pedidos de intervenção da Defensoria Pública nos casos de judicialização dos medicamentos no município do Crato (casos que o município é obrigado por ordem judicial a comprar medicamentos para pessoas carentes ou sem recursos suficientes), levou a Defensoria Pública do Crato a criar, a partir da próxima semana, um núcleo específico somente para atender casos dessa natureza. De acordo com defensora Janaína Nobre, a demanda cresceu tanto de outubro do ano passado para hoje, que o núcleo anteriormente composto pela casa de mediação, petição inicial e a saúde teve de ser desmembrado, sendo criado núcleo exclusivo somente da saúde.

Cada vez mais, moradores do Crato, como o senhor José Carlos da Silva, tem procurado a defensoria para reaver o direito da prefeitura adquirir o medicamento para sua filha. Com poucos recursos, José Carlos não tem dinheiro para comprar o remédio que é vital para a filha. Desde dezembro passado, segundo José Carlos, a filha não recebe o medicamento, assegurado por liminar judicial. Janaína Nobre assegura que casos como esse, os usuários devem procurar a Defensoria Pública. "Existem meios legais para que a liminares possam ser cumpridas. Se nesse caso, a ação deu entrada pela defensoria, é necessário que a paciente ou sua família nos procure para fazer cumprir a ordem judicial. Pode ser pedido o sequestro das verbas públicas da prefeitura, aplicação de multas ou em casos mais urgentes pode ocorrer até a prisão dos responsáveis", explica Janaína Nobre. A Defensoria Pública funciona no Fórum Hermes Parayba, no bairro São Miguel, no Crato.

(Colaborou Jucelino Pereira) - Flávio Pinto



'Bola de fogo' explode sobre Atlântico a mil quilômetros da costa do Brasil



O maior meteoro já visto desde o que atingiu a cidade russa de Chelyabinsk há 3 anos entrou na atmosfera da terra sobre o oceano Atlântico – perto do Brasil. O evento, que só foi divulgado agora, ocorreu às 11h55 do dia 6 de fevereiro. Ao queimar-se na atmosfera, a rocha espacial liberou o equivalente a 13 mil toneladas de TNT. Esse é o evento mais grandioso do gênero desde o ocorrido em Chelyabinsk, em 15 de fevereiro de 2013. O meteoro que atingiu a região liberou 500 mil toneladas de TNT. Mais de mil pessoas foram feridas na ocasião – a maioria atingidas por estilhaços de vidro de janelas.

Costa brasileira

Já a bola de fogo sobre o Atlântico provavelmente passou despercebida. Ela se desintegrou a cerca de 30 quilômetros sobre a superfície do mar, a 1000 quilômetros da costa brasileira. A Nasa listou o acontecimento em uma página de internet que relata a ocorrência de meteoros e bolas de fogo. Cerca de 30 pequenos asteroides (que medem entre 1 e 20 metros) entram na atmosfera da Terra anualmente, segundo pesquisas científicas. Como a maior parte da superfície terrestre é coberta por água, maioria deles cai nos oceanos e não afeta áreas habitadas.

G1



Meta para o 5G no Brasil é 2020, afirma ministro André Figueiredo


Barcelona (Espanha). O ministro das Comunicações, André Figueiredo (PDT), disse ontem que o País tem como objetivo implantar o padrão 5G de telefonia móvel até 2020, que, espera-se pode superar em 20 vezes a velocidade de conexão móvel em relação ao 4G. "É um ano em que todos os países estão apostando", disse ele depois de assinar um acordo de cooperação com a União Europeia para o desenvolvimento da tecnologia. "Isso não significa que ferramentas 5G estejam operativas apenas em 2020. É uma evolução até que estejam prontas comercialmente para a população". O memorando, assinado em Barcelona durante o Mobile World Congress, um dos principais eventos do setor móvel do mundo, prevê a cooperação na padronização da tecnologia e na pesquisa acadêmica e privada. Mas ainda não se fala em investimentos financeiros: "Talvez em um segundo momento", disse o ministro. "O importante agora é fazer com que acordos feitos com Japão, China, e outros países, sejam feitos aqui, para que o Brasil possa participar da discussão", afirmou.

Agência Brasil



Gasto em viagens no exterior cai 62%


Brasília. Os gastos dos brasileiros em viagens internacionais caíram 62% em janeiro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo o Banco Central, foram gastos US$ 840 milhões, menor valor para todos os meses da nova série histórica da instituição, que começa em 2010. O valor representa pouco mais de um terço do recorde de US$ 2,4 bilhões registrado em julho de 2014. No ano passado, os gastos com viagens internacionais haviam recuado 32% em relação a 2014. O encarecimento das viagens por causa da desvalorização do real ante a moeda norte-americana e a queda na renda dos brasileiros no último ano são os principais fatores que influenciaram esse resultado.

Receita com turistas

A receita com turistas estrangeiros, por outro lado, cresceu 14% na mesma comparação, para US$ 650 milhões, maior valor para este mês do ano desde 2013 (US$ 672 milhões). A queda nas despesas com viagens é um dos fatores que contribuem para reduzir o déficit do Brasil nas suas transações de bens, serviços e rendas com outros países. Em janeiro, o déficit externo somou US$ 4,8 bilhões, queda de 60% em relação a janeiro de 2015 (também o menor da série histórica). O investimento direto no país, principal fonte de financiamento dessa conta, recuou 5%, para US$ 5,5 bilhões.
Déficit externo
No acumulado em 12 meses, o déficit está em 2,94% do PIB, retornando ao mesmo nível de setembro de 2012. Em abril de 2015, o indicador chegou a 4,51% do PIB, pico da atual série histórica. Com os números, o Banco Central já avalia que o déficit externo do país pode ficar abaixo dos US$ 41 bilhões projetados em dezembro do ano passado para o final de 2016.

Fonte: Agência Brasil


MPCE apoia manifesto contra corte de R$ 10 bilhões no custeio federal da saúde pública do país em 2016


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, se uniu às entidades que defendem a derrubada, pelo Congresso Nacional, do veto da presidente Dilma Roussef que retirou cerca de R$ 10 bilhões do orçamento do Ministério da Saúde em 2016.
De acordo com a promotora de Justiça de Defesa da Saúde Pública, Isabel Pôrto, o documento foi elaborado com a colaboração de diversas entidades e elenca cinco bons motivos para que o veto ao parágrafo 8º do artigo 38 da Lei de Diretrizes Orçamentárias da União de 2016 (LDO 2016) seja derrubado.
“O veto do parágrafo 8º do artigo 38 da LDO de 2016 imporá perda estimada de R$ 10 bilhões para o custeio federal da saúde pública no Brasil ao longo deste ano. O dispositivo vetado garantia que não haveria qualquer perda para o custeio do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o veto, o patamar histórico de serviços e atendimentos do SUS sofrerá contingenciamentos, remanejamentos orçamentários e reprogramações financeiras no nível da União. Isso com certeza terá impacto severo para os Estados, Municípios e Distrito Federal”, explica Isabel Pôrto, que é 1ª vice-presidente da Associação Nacional do Ministério Público de Defesa da Saúde (AMPASA) e membro da Comissão Permanente em Defesa da Saúde (COPEDS) do Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH) do Conselho Nacional de Procuradores Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG). O veto será apreciado pelo Congresso Nacional a partir da próxima semana. Além da AMPASA, assinam o manifesto a Associação Nacional do Ministério Público de Contas (AMPCON), o Conselho Nacional de Procuradores Gerais de Contas (CNPGC), o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBES), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), o Instituto de Direito Sanitário Aplicado (IDISA), o Grito dos Excluídos Continental, a Associação Paulista de Saúde Pública (APSP), o Movimento Chega de Descaso, a Clínica de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Brasileira de Economia da Saúde (AbrES) e o Grupo Nacional de Membros do Ministério Público (GNMP).
Entre os motivos defendidos na nota técnica para a derrubada do veto está o de que o corte dificultará o enfrentamento às epidemias provocadas pelo Aedes aegypit: “Cortar cerca de R$ 10 bilhões na disponibilidade orçamentária do Ministério da Saúde dificultará as ações já anunciadas pelo Governo Federal para enfrentar as epidemias de dengue e zika, pois será preciso cortar recursos de outras áreas como manutenção de hospitais, atenção básica, saúde da família, outras vacinas e ações de vigilância epidemiológica e sanitária. É evidente que o corte de recursos na saúde produzirá reflexos diretos no tratamento da epidemia de zika ou nas condições gerais de saúde da população, impactando vários setores da economia e do turismo, inclusive, prejudicando o maior evento esportivo mundial, as Olimpíadas”.
“O que estará em jogo em 2016 não são apenas as medalhas olímpicas, mas as vidas de todos os cidadãos, brasileiros ou estrangeiros, que não podem sofrer riscos epidemiológicos e sanitários de toda sorte por força de um corte orçamentário tão abusivo. Vamos garantir vitória à saúde em primeiro lugar porque isso, sim, é cidadania e legado olímpico!”, conclui o documento.

Fonte: Blog do Macário




O piloto do naufrágio finge que a culpa é dos afogados - Por Augusto Nunes



Na missa negra celebrada nesta terça-feira, disfarçada de programa eleitoral do PT, Lula ensina que o naufrágio econômico só existe porque os afogados insistem em lamentar o que aconteceu. Como recita o Exterminador do Plural, os culpados pelo buraco em que o país se meteu são “as pessoas que falam em crise, crise, crise, repete (sic) isso todo santo dia”. Essa conversa de 171 confirma que, na cabeça baldia do ex-presidente, qualquer problema desaparece se a palavra que o identifica deixar de ser pronunciada.  Foi por isso que o restante do sermão não reservou uma única e escassa vírgula ao triplex do Guarujá, ao sítio em Atibaia ou à segunda-dama Rosemary Noronha. O pregador teima em acreditar que basta ignorar uma encrenca para que a encrenca suma. O mestre e seus discípulos ainda não entenderam que as coisas mudaram depois da Lava Jato. Se espera que as delinquências que protagonizou sejam esquecidas, é bom esperar sentado. Bem mais sensato seria providenciar um esconderijo reformado por empreiteiros amigos - antes que chegue o Japonês da Federal.

Augusto Nunes


Lula posa de vítima na TV. Brasil responde com panelaço



Fonte: Site VEJA

No dia seguinte à deflagração da fase da Lava Jato que levou para a cadeia o marqueteiro do partido, o PT exibiu na noite desta terça-feira sua propaganda partidária em rede nacional de rádio e televisão. E o programa foi recebido com panelaços país afora. Houve protestos pelo menos em São Paulo, Rio Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Salvador, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A grande estrela do programa foi o ex-presidente Lula, que apareceu culpando os inimigos de sempre e nada falou sobre as graves suspeitas que pesam contra ele. A hashtag #panelaço rapidamente subiu aos Trending Topics do Twitter no Brasil.
Na capital paulista, houve manifestações em Moema, Vila Olímpia, Bela Vista, Jardins, Santa Cecília, Higienópolis, Vila Madalena, Pinheiros, Tatuapé, Perdizes, Lapa e Vila Romana. Na Região Metropolitana, ouviram-se panelas em São Bernardo do Campo, reduto político do ex-presidente. A cidade de Santos, no litoral paulista, registrou panelaços. Em Campinas e Ribeirão Preto, também houve manifestações. No Rio, houve protestos em Copacabana, Lebon, no Meier, no Flamengo, na Penha e em Petrópolis. Em Minas, manifestantes bateram panelas em Belo Horizonte.
Convocado ao longo de todo o dia pelas redes sociais, o protesto foi apoiado por movimentos como o Brasil Livre e Vem Pra Rua, dois dos principais grupos que organizam uma manifestação contra o governo e o PT no próximo dia 13 de março.

Postado por Armando Rafael


Em posse, presidente da OAB critica Dilma e diz que país parece 'nau à deriva'



O novo presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, tomou posse nesta terça-feira, em Brasília, com discurso crítico à presidente Dilma Rousseff e ao governo. "Em uma sanha tributária sem limites, o governo agora tenta recriar a CPMF. [Trata-se de] um absurdo próprio de quem vê o povo famélico e o manda comer brioches. Que riqueza é essa que a presidente República vê para tributar, em meio a uma das maiores recessões da história?", questionou Lamachia.
Em outro momento, os disparos foram endereçados à classe política, de um modo geral. "A economia do país derrete, e a úncia coisa que se vê são autoridades tentando salvar seus próprios mandatos. Todos estão pensando em si mesmos, e ninguém pensa na nação, que mais parece uma nau à deriva", comparou. Como já havia feito em outras ocasiões, ele pediu o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e classificou como "deboche" o retorno do senador Delcídio Amaral (PT-MS) ao Congresso, após três meses preso. Ambos são alvo da Operação Lava Jato. "O 'Petrolão' está aí para nos mostrar. E a Zelotes? e o 'Eletrolão'? Quantos esquemas ainda há nesse país para se desvendar? E o Parlamento, por que não fiscaliza e reage? Porque algumas de suas lideranças estão marcadas pelo mal feito e a corrupção", disse, referindo-se a escândalos recentes. Poucos congressistas foram vistos na cerimônia de posse da nova diretoria da OAB. Entre os chefes de Poder, apenas o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, esteve presente. Compareceram ainda o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Francisco Falcão; os ministros do STF Gilmar Mendes, Luis Roberto Barroso e Teori Zavascki, além dos governadores Rodrigo Rolemberg (DF) e José Ivo Sartori (RS).
A nova diretoria, que tomou posse nesta terça, é formada pelo vice-presidente, Luis Cláudio da Silva Chaves; o secretário-geral, Felipe Sarmento Cordeiro; o secretário-geral adjunto Ibaneis Rocha Barros Junior; e o diretor tesoureiro Antonio Oneildo Ferreira. 

Via Blog do Sanharol - Antonio Morais




Frase da Semana


"Eu vejo o Brasil numa situação bem grave hoje em dia, mas com recursos ainda --recursos de alma do povo brasileiro e recursos naturais quase inesgotáveis-- e com a possibilidade de sair da crise em que se encontra e se tornar realmente um país de primeiro plano no mundo inteiro. Agora, é preciso uma série de reformas e de limpeza em toda a nossa política e nossa vida pública."

Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, em entrevista concedida à “Folha de São Paulo”.

(Postado por Armando Lopes Rafael)


23 fevereiro 2016

Para você Refletir ! - Por Maria Otilia

Estamos iniciando mais uma ano de escolhas dentro da política municipal. E faz-se necessário uma reflexão de como foi todo o desenrolar das gestões dos vários municípios da região do cariri, seja na esfera do executivo ou do legislativo. A exemplo do município do Crato, precisamos urgente fazer uma autoavaliação como eleitores e uma avaliação minuciosa, detalhada de todos aqueles que se candidataram e venceram para exercerem seus mandatos pautados nos interesses da coletividade. Infelizmente muito coisa não avançou, ou melhor retrocedemos em vários aspectos.E a cidade da "cultura", "princesinha do cariri ", cratinho de açucar vem  amargando muitos dissabores.E agora já aparecem aquelas pessoas que mudam de lado, de acordo com as suas conveniências.Aqueles que no início  de uma gestão," vestem a camisa "do   prefeito, da câmara de vereadores. Mas na hora que se sentem excluídos ou deixados de lados, passam a denegrir com veemência, todos aqueles que  um dia eram seus ídolos,seus representantes legítimos dentro da política municipal.Como cidadã, educadora, busco fugir dessas pessoas.Além de não serem autenticas, apenas buscam ganhar a todo custo benefícios próprios, poder, uma vida de privilégios.
Para fazermos uma reflexão a cerca desse momento que está surgindo, de novas lideranças ou melhor, de falsas alianças, de críticas infundadas, de jogo de interesses,da impunidade frente a muitos desmandos,posto abaixo uma bela fábula.Boa leitura !

 FÁBULA ELEITORAL: "O político corrupto e o macaco honesto"

Uma história quase real , para servir de lição, para o leitor refletir e para contar aos amigos que pensam em vender seu voto, ou acreditarem novamente em falsas promessas de campanhas.
O MACACO, descansando na sua pacata floresta foi avisado que estava faltando bananas para alimentar sua comunidade.

Sabido, o MACACO imaginou que na feira de Gravatá, a cidade mais próxima, encontraria bananas. E veio correndo, pulando de galho em galho, amorcegou um caminhão pau-de-arara que vinha cheio de estudantes, e logo, conseguiria seu intento.
Antes de chegar na cidade, o MACACO encontrou um cabo-eleitoral, atento, na beira da estrada, pedindo votos e oferecendo tudo que podia para conseguir seu objetivo.
O MACACO não entendeu muito bem a conversa, mas, deixou o cabo-eleitoral falar e conversar, quando o mesmo ia falando e falando, perguntando quantos macacos tinha na sua família, na sua comunidade e o que eles precisavam, e o que queriam para votar numa candidata boazinha, maravilhosa, num político pai do povo, e que gostava de ajudar as pessoas e também os macacos.
O cabo-eleitoral prometeu dinheiro e o MACACO pensou: "mas nem bolso eu tenho, para que eu quero dinheiro ..."
Prometeu cesta básica, camisa, boné, telefone celular, botijão de gás, remédio, pneu de moto, quitação da conta de luz, resolver a conta do agiota, lata de cerveja, quartinho de cachaça, cd de música brega, e o MACACO pensou: "por que eu quero essas coisas se na minha floresta eu não preciso de nada disso ... e só gostamos de bananas e de viver com dignidade ..."
E cabo-eleitoral não desistiu e ficou aperriando o MACACO.
Pediu o titulo de eleitor e queria saber a zona eleitoral e a seção em que votava e se ele já tinha candidato, e ainda prometendo que cobriria qualquer proposta para ele votar no seu político e insistindo em dizer que o outro candidato não prestava e outras coisas mais .
E o MACACO sem entender quase nada daquela conversa, já se sentindo ofendido, pensava: "Por que os homens são tão complicados e só pensam em comprar votos, em enganar as pessoas, falar mau dos seus semelhantes, e eu nem sei o que dizer pois na minha floresta agente escolhe nossos chefes, sem precisar titulo de eleitor, nem vender nosso direito sagrado de exercer a democracia longe de políticos safados ... "
O cabo-eleitoral disse que o macaco não se preocupasse com as bananas que ele arranjaria algumas pencas, já amadurecidas no carboreto, e que levaria na sua floresta, desde que ele aceitasse a visita dos candidatos a prefeito e a vereador. E o MACACO desistiu da conversa e das bananas e resolveu voltar pata a floresta: " que decepção, que forma errada de se fazer política, que falta de respeito com o cidadão. Não acredito em politico que compra voto. Se ele compra ele vai roubar quando eleito para tirar o dinheiro que está gastando comprando votos. Não quero mais saber de arranjar bananas por aqui, vou me embora, fuiiii !!! "
E correndo, pulando de galho em galho para voltar para a floresta , ainda ouviu o cabo-eleitoral gritar: "deixe de ser besta hôme, vou levar você pra casa na hilux do candidato, péra aí macaco ... leva a cesta básica bestão ... "

MORAL DA HISTÓRIA: seja esperto como o macaco, não venda seu voto, corra dos candidatos corruptos e se puder denuncie a polícia.
autor: desconhecido

Decisão judicial sobre condenação do jornal Gazeta de Notícias por conteúdos ofensivos ao Bispo do Crato


A Diocese de Crato vem à população informar que o jornal Gazeta de Notícias e seu proprietário, Sr. Luiz José dos Santos, foram condenados pela 2ª Vara Cível da Comarca de Crato, nos dois processos que lhe são movidos pelo Bispo Diocesano de Crato Dom Fernando Panico, por publicações ofensivas a sua honra e imagem. O magistrado que julgou os processos considerou inconcebíveis os adjetivos usados nas reportagens, uma vez que ofenderam a moral e o decoro, sendo essas matérias incompatíveis com a ética jornalística. Afirmou o Juiz que os réus não poderiam produzir notícias com o indisfarçável propósito de comprometer a imagem pública do Bispo Diocesano de Crato, já que na leitura dos textos veiculados no jornal Gazeta de Noticias, sobre Dom Fernando Panico, percebe-se o objetivo de atingir a honra e difamar aquela autoridade religiosa, mediante acusações que desmoralizam o Bispo Diocesano perante a comunidade católica da qual é líder espiritual. O Juiz ainda ressaltou que a propagação e veiculação de notícias e comentários selecionados com a intenção de despertar nos leitores e na população um sentimento de ódio, desprezo e indignação contra uma pessoa é o que se evidencia como uma “campanha difamatória”, uma repetição consciente e tendenciosa de comentários que extrapolam o ofício de noticiar e assumem a conotação de expor à execração pública a honra, o decoro e a dignidade do indivíduo.
Além desses dois processos já julgados, contra o jornal e o Sr. Luiz José dos Santos, outros continuam pendentes de julgamento. Como é de conhecimento público, há cerca de doze anos o Sr. Luiz José dos Santos vem publicando, no periódico citado, vários ataques contra a reputação e a honra de Dom Fernando Panico, utilizando de matérias difamatórias, frutos de mentiras com conteúdo falacioso e vexatório, no objetivo de humilhar, ridicularizar e denegrir a honra e a imagem do Bispo de Crato. Tudo isso agravado pelo fato dessas matérias mentirosas terem sido postadas também na Internet. Em todos os processos movidos contra a Gazeta de Notícias e o Sr. Luiz José dos Santos sempre constaram que Diocese de Crato e o Bispo Diocesano não buscam proibir o direito de informação e muito menos impedir a manifestação de pensamento, ambos consagrados na Constituição Brasileira, mas somente lembrar que a imprensa não deve desvirtuar seu papel ao noticiar e dar destaques a fatos inverídicos de cunho calunioso e pessoal, promovendo o desrespeito para a reputação e dignidade das pessoas de bem.

Decisão do Juiz
Nas sentenças o Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Crato enfatiza que “se a liberdade de imprensa é indispensável à verificação da democracia, o abuso dela constitui um mal incalculável e que o jornalista que assina a matéria considerada ofensiva responde pelo dano na ação de indenização”, e por isso assim condenou o Jornal Gazeta de Notícias e o Sr. Luiz José dos Santos nos 02 (dois) processos.
Conclusão
Fazendo esta comunicação ao público a Diocese de Crato lamenta que no atual estágio promissor da democracia brasileira, alguns tabloides e periódicos, que são distribuídos gratuitamente à população, insistam em difamar as pessoas de bem. A imprensa, como reiteradamente tem sido afirmado, tem o poder e o dever de informar, mas, para tanto, a exemplo do que ocorre em outros Estados democráticos, deve apoiar-se em fatos verídicos, além de tomar os cuidados necessários para não veicular mentiras nas matérias divulgadas, sob pena de ser responsabilizada por essas condutas desonestas e negligentes.

Fonte: Diocese do Crato




Luz da felicidade - Por: Emerson Monteiro



O quanto de oportunidade escorre das mãos em forma de minutos abandonados, respiração e pulsações, quais a exercitar a indiferença a tudo de bom que a vida, a saúde e o tempo nos oferecem de braços abertos, e se sujeitam apenas a olhar de lado e recusar, jogar na poeira dos dias que passaram o prazer infinito de viver bem, ser de paz e luz, esperança nos gestos das pessoas, nos próprios gestos, vida afora.

Espécie de instrumentos de possibilidades perdidas, tangem o rebanho de células e moléculas que recebem do mistério da existência, e deslizam no trilho das horas quis reis de tronos imaginários só no desgosto. Pisam as flores quase nadas invisíveis das estradas feitos tontos de dramas agressivos, vilões das peças que pegam e dos descuidos atores aprendizes de si só, porém dotados de todas as chances no desempenho dos melhores sonhos.

De corações abertos e pensamentos soltos, os animais sentimentais circulam no movimento da natureza e espelham o muito pouco que até então aprenderam. Alimentam daqui, arrancam dali, somem no egoísmo das vaidades e ferem de dor as árvores deste mundo, quão pouco, no entanto, a plantar boas sementes na sociedade, na família humana, no eterno possível.

Bom, mas vim falar também nos que acertam, e quase ia esquecendo, nos que descobrem o caldeirão da realização dos efeitos da realidade. Há, sim, os que mostram certezas no que já adquiriram em termos de verdades daquilo que põe no tabuleiro deste chão. Os heróis anônimos que mantém o funcionamento da máquina que sustenta o financiamento dos cotidianos. Porquanto o Sol nasce com toda pujança e ilumina a gregos e troianos. Fortifica os direitos obtidos em quantas lutas pelo decorrer das epopeias. E preservam a família, nutrem de coragem os filhos, respeitam os amigos, satisfazem a consciência de, no momento exato, que ainda não se sabe quando, prevalecerá o bom gosto de construir quem habita no íntimo do Ser de todos nós.

Por: Emerson Monteiro


22 fevereiro 2016

Estou velho – Por: Antônio Morais


Não gosto dos sem terras. Dizem que isto é ser reacionário, mas não gosto de vê-los invadindo fazendas, parando estradas, ocupando linhas de trens, quebrando repartições publicas, tentando parar o já lento progresso do Brasil. Não gosto dos sem terras porque não era para existir sem terras. Todos deveriam ter as suas. Estou Velho! E, não acredito em cotas para negros e índios. Dizem que isto é ser racista, mas racista é quem julga negros e índios incapazes. Eu acho que a cor da pele não pode servir de pretexto para discriminar e nem para ser fonte de privilégios imerecidos, provocando cenas ridículas de brancos querendo se passar por negro. Estou velho e se viver mais um pouquinho o que verei? Quem colhe, somente colhe aquilo que planta. Se plantamos descriminação iremos colher descriminação. O direito de escolha ainda não é crime, e, se escolhe sempre pela qualidade. No futuro você vai está diante de um profissional, médico, engenheiro, advogado, enfermeiro ou outro segmento qualquer, em qual cairá a sua escolha? Em quem ralou, competiu, concorreu e se preparou, ou em quem teve a vaga garantida por pertencer a uma etnia?
Se isso acontecer teremos a pior das descriminações: a rejeição.
Que Deus tome conta desta nação.

Por: Antonio Morais



Com Missa na Catedral de Nossa Senhora da Penha, Cardeal Dom Raymundo Damasceno encerra visita à Diocese de Crato – por Patrícia Silva



A visita do Arcebispo de Aparecida- SP, Cardeal Dom Raymundo Damasceno, a Diocese de Crato foi concluída ontem, 21, à noite com uma Missa na Catedral Nossa Senhora da Penha. A celebração, que foi presidida pelo Cardeal e concelebrada por Dom Fernando Panico e outros sacerdotes, contou com a presença de centenas de fiéis.


A visita
Dom Raymundo Damasceno chegou a Diocese de Crato na última quinta-feira e nestes quatro dias, além de celebrar na Catedral, visitou o Seminário Diocesano São José, recebeu o Título de Cidadão Aurorense, celebrou com a comunidade de Aurora e os moradores do Distrito Tipi. Agradecendo a visita, Dom Fernando pediu que “voltando para Aparecida leve o afeto do nosso povo. Leve também o nosso pedido de bênção e o desejo de sempre permanecermos unidos como uma Igreja viva, uma Igreja jovem. Reze por nós e peça as bênçãos sobre nossa Diocese centenária”.


Não escapa ninguém: Marqueteiro do PT tem prisão decretada em 23ª fase da Lava Jato



A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira, 22, a Operação Acarajé – 23ª fase da Operação Lava Jato -, que tem como alvo central o marqueteiro João Santana, das campanhas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff. O alvo são os pagamentos feitos pela construtora Norberto Odebrecht para Santana, no exterior. A PF cumpre 51 mandados decretados pelo juiz federal Sérgio Moro. São duas prisões preventivas e seis temporárias.
Foram presos o operador de propinas Zwi Skornicki e estão em andamento buscas e apreensões ainda na Odebrecht. As medidas contra Santana foram prejudicadas, pois ele está fora do País. São feitas buscas e prisões na Bahia (Salvador e Caçamari), Rio de Janeiro (Rio, Petrópolis, Angra dos Reis e Mangaratiba) e São Paulo (São Paulo, Campinas e Poá).Segundo a PF, são três grupos alvos: o da Odebrecht (empresarial) responsável pelos pagamentos, o do operador de propinas, Zwi Skornicki, e o recebedor, envolvendo os negócios do marqueteiro do PT.

(Fonte: site Terra)




Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31