xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Coisas da República: 2016: Brasil terá maior alta do desemprego entre grandes economias e crise vai se agravar | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

22 janeiro 2016

Coisas da República: 2016: Brasil terá maior alta do desemprego entre grandes economias e crise vai se agravar

Fonte: Jamil Chade - O Estado de S.Paulo
Entidade diz que 700 mil brasileiros devem perder o emprego e alerta que crise levará a uma 'queda severa' no mercado de trabalho
O Brasil registrará o maior salto na taxa de desemprego entre as grandes economias do mundo em 2016 e, durante o ano, 700 mil brasileiros devem perder seus trabalhos. Os dados foram publicados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) que, em seu informe anual, aponta para o aumento do desemprego no País para 7,7% e alerta que a crise econômica levará uma "queda severa" no mercado de trabalho. O Brasil será responsável por um a cada três novos desempregados em 2016 no mundo. Em comparação a 2014, serão 1,2 milhão de novos desempregados no Brasil. "Essa é a maior elevação do desemprego entre as grandes economias", alertou ao Estado o diretor do Departamento de Pesquisas da OIT, Raymond Torres.  Segundo a OIT, o Brasil "entra numa recessão severa" e nem mesmo as políticas sociais e de promoção de empregos implementadas nos últimos anos serão suficientes para frear o desemprego.
Crise econômica deve ser ainda maior em 2016
Fonte: Cadu Caldas – Zero Hora, Porto Alegre (RS)
2015 não foi um ano bom para o Brasil, que começa 2016 em situação de alerta. O país está vivendo uma das piores crises econômicas de sua história. Na política, o quadro é ainda mais assustador: corrupção envolvendo líderes dos principais partidos políticos e executivos de grandes empresas, o governo que não consegue se articular e dialogar com o Congresso e com isso não põe em prática as medidas necessárias para superar a crise econômica.  O desemprego e a volta da temida inflação são os principais efeitos da crise que tirou o sono dos brasileiros em 2016.
A guerra política instalada com a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff tirou de vez do vocabulário de deputados e senadores o termo, até então, mais citado ao longo de 2015: ajuste fiscal.  Entre as poucas certezas está a que 2016 será outro ano de recuo no Produto Interno Bruto (PIB) — será a primeira vez que o país registra dois anos seguidos de contração na economia (a série histórica oficial, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística tem início em 1948)
Postado por Armando Lopes Rafael

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30