xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 10/09/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

10 setembro 2015

Centec oferta curso gratuito de modelagem de calçados em Juazeiro do Norte

modelagem

O Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) vem realizando, desde o mês de abril, capacitações gratuitas voltadas ao setor calçadista da região do Cariri. O curso de Modelagem de Calçados acontece na Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, localizada na cidade de Juazeiro do Norte. Já foram atendidos mais de 50 alunos em módulos teóricos e práticos.

Uma nova turma do primeiro módulo – sobre sketch e modelagem 2D - acontecerá na Fatec Cariri e as pré-inscrições estão abertas até o dia 28 de setembro. Os interessados devem ir ao Centro Multifuncional do Cariri portando um documento de identificação oficial com foto. A capacitação é gratuita.

Composto por três módulos de 40 horas cada, a qualificação tem o objetivo de capacitar trabalhadores e empreendedores de micro e pequenas empresas do setor calçadista, aprimorando o processo de fabricação de calçados no Ceará, com foco no Sistema CAD/CAM (Sistemas Integrados de Produção Visando Prototipagem Rápida).

O CAD/CAM é uma tecnologia de produção industrial assistida por computador que tem o objetivo de facilitar a manufatura, garantindo melhor qualidade e precisão técnica dos produtos. Por meio de simulação em realidade virtual, o Sistema permite automatizar e aprimorar a produção.

O primeiro módulo do curso aborda sketch e modelagem 2D, enquanto o segundo foca em atividades práticas de modelagem básica em forma. O terceiro e último módulo, que acontecerá em novembro, abordará sketch e modelagem 3D.

O empresário Antônio Morais, 25 anos, já participou dos dois módulos realizados. Ele trabalha no comércio calçadista com a própria empresa, a Mizom, e diz ter buscado no curso uma oportunidade de garantir uma melhor capacitação e de estabelecer sua rede de contatos no setor.

“Para mim, é importante reunir as pessoas responsáveis por essa indústria, para fortalecer a região”, diz Antônio. “E minha participação no curso foi muito proveitosa. Acredito que temos sempre que estar nos reciclando, praticando e melhorando”, aponta o empreendedor.

Para a professora do curso, Kayrena Melo, a capacitação cumpre um importante papel na profissionalização e no desenvolvimento do setor calçadista da região do Cariri. “Estamos investindo para que os profissionais conheçam ferramentas que tornem o processo de produção mais rápido e barato”, diz.

“Isso é bom também para pequenos produtores que não tenham conhecimento técnico, pois o curso auxilia na criação de um produto diferenciado e até a alavancar vendas”, ressalta Kayrena, que também destaca a exclusividade do curso na região: “E a nossa capacitação é única no Cariri, por trabalhar com rendering e modelagem 3D”.

O curso é uma ação do Centro Multifuncional do Cariri (CMC), equipamento gerenciado pelo Instituto Centec, por meio de parceria com a Secretaria de Cidades do Governo do Estado do Ceará e financiamento do Banco Mundial (Projeto Cidades do Ceará: Cariri Central). Outras informações sobre o curso podem ser obtidas pelo telefone (88) 3512.4395 ou através do e-mail kayrena@centec.org.br.

Serviço

O que: Curso gratuito de Modelagem Calçadista – Módulo I.
Pré-inscrições: Até dia 28 de setembro, portando documento com foto.
Onde: Centro Multifuncional do Cariri, em Juazeiro do Norte. (Rua Interventor Francisco Erivano Cruz, s/n, Bairro Matriz).
Telefone: (88) 3512-5933.

 

Caroline Avendaño
Assessora de Imprensa do Instituto Centro de Ensino Tecnológico

Cultura nordestina é celebrada por artistas cearenses no Theatro José de Alencar

Theatro_Jose_de_Alencar

 

O Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, recebe nesta quinta-feira (10), às 19h30, uma atração especial para celebrar a cultura nordestina. Trata-se da Orquestra Sanfonas do Ceará, regida pelo maestro e sanfoneiro Zé do Norte (do Ceará), que realizará show com participação dos artistas Waldonys e Quarteto Cearense.

O repertório da noite será eclético, com canções nacionais e internacionais, passando pelo erudito e ritmos mais dançantes como jazz, forró, samba, valsa e outros. Segundo Zé do Norte, o público pode esperar uma noite de grandes encontros. “Eu quero fazer uma grande festa com todos, para oferecer ao público um show dinâmico, com uma novidade atrás da outra, pra ninguém ficar cansado”, explica Walter Medeiros, um dos idealizadores da Orquestra Sanfonas do Ceará.

Acompanhado ainda pela cantora Cida Olimpio, que integrará com sua bela voz as apresentações da Orquestra, o espetáculo tem por objetivo aproveitar um dos palcos mais emblemáticos da programação cultural cearense para lançar os acordeonistas.

Sobre Zé do Norte do Ceará

Em 1980, José Lásaro Rodrigues Santos deixou Madalena, município de Quixeramobim, para vir a Fortaleza estudar no Conservatório de Música Alberto Nepomuceno. Filho de acordeonista, Zé do Norte transformou gosto pelo instrumento em carreira. Em sua trajetória, o sanfoneiro acompanhou artistas como Fagner, Amelinha e Belchior. Tornou-se produtor musical e assessorou mais de mil artistas na produção de discos pelo País. Acumula viagens pela Europa, com trabalhos solo, e participações em festivais de música, como o Festival de Camocim. Tem dois discos gravados, “Entre amigos” e “Zé do Norte do Ceará Instrumental”.

Sobre a Orquestra Sanfonas do Ceará

Criada em 2011, a Orquestra Sanfonas do Ceará é a primeira iniciativa do gênero em nosso Estado. A sonoridade do grupo resulta do misto de sanfonas, bateria, baixo, zabumba, pandeiro e triângulo. No total, 14 instrumentistas apresentam peças arranjadas por Adelson Viana, Zé do Norte, Netinho do Ceará e Alves Nascimento. Entre outros destaques na trajetória da Orquestra, constam apresentações com artistas de fama nacional, como Chico César, As Chicas e Fausto Nilo, nas comemorações juninas da Prefeitura Municipal de Fortaleza de 2015. Também passaram pela casa de shows Kukukaya.

José Lásaro Lôbo nasceu na cidade de Madalena no estado do Ceará em 1962. Filho de Maria José Rodrigues e Abdon Lobo dos Santos agricultor e sanfoneiro. Lásaro conhecido entre amigos e familiares por Zé do Norte, aprendeu a tocar sanfona aos nove anos, vendo seu pai e irmãos tocarem. Em 1980 já com 17 anos vem para Fortaleza onde inicia sua carreira musical tendo aulas de piano, fez até o quinto ano de piano em um curso livre no Conservatório de música Alberto Nepomuceno, pertenceu a várias bandas tocando na noite de Fortaleza e em outros estados. Acompanhou vários artistas de renome nacional entre eles: Fagner, Ednardo, Belchior, Amelinha, João do Vale, Miúcha e Dominguinhos e outros artistas da terra, Eugênio Leandro, Calé Alencar, Dílson Pinheiro, Kátia Freitas, Davi Duarte, Marcos Café, Chico Pessoa, Falcão, Mano Alencar e Isaac Cândido e Edmar Gonçalves. Em 1986 começou a gravar profissionalmente, em 2000 tornou-se produtor, com mais de 2000(dois mil) títulos produzidos, Zé do Norte fez músicas para a novela das seis (Tropicaliente) com parceria com Chico Pessoa, gravou som Brasil na Rede Globo com Ednardo e Belchior , Amelinha. Diretor Musical, Maestro e Arranjador de Festivais Canta Nordeste de Fortaleza e o Festival de Camocim de parceria com Arôdo Araújo, Compositor de EIBA RAMALHO, Chico Pessoa, WALDONVS e outros. Participou na gravação de vários programas de TV, como Ceará Caboclo, WIII Nogueira, Nordeste Cabloco. Gravou as trilhas sonoras; Som Brasil e da novela Global "Tropicaliente”.

Produziu cerca de 1000(mil) artistas populares e da MPB, fez pcatálogos para BMG, Ariola, Som Zoom, FORAL Music, Ultra Music. Participou do DVD Sanfonas Brasileiras em HOMENAGEM a Sivuca, produziu o CD com as inéditas de Luiz Gonzaga e João Silva. Em 2009 produziu o CD Marivalda Puro Sertão -50 anos de Vereda e caminhos. Zé do norte

:: SERVIÇO:

Theatro José de Alencar

Orquestra Sanfonas do Ceará e Maestro e Sanfoneiro Zé do Norte celebram a Cultura Nordestina em show nesta quinta-feira, 10 de setembro, às 19h30, no Theatro José de Alencar.

Ingressos: R$30 (inteira) e 15 (meia)

 

Coordenação de  Comunicação da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará

Latinhas doadas para o Ecoelce vão gerar bônus 30% maior na conta de energia para os clientes do interior

contas

Boa notícia para os clientes residenciais inscritos no programa Ecoelce do interior do Estado. De 14 de setembro a 14 de novembro, o valor do quilo de latinhas de alumínio e aço doadas será 30% maior nos pontos dos municípios de Banabuiú, Barreira, Choró Limão, Capistrano, General Sampaio, Hidrolância, Horizonte, Ibaretama, Independência, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Morada Nova, Pacajus, Quixadá, Quixeramobim, Santana do Acaraú, Sobral e Tauá.. Isso acarretará mais bônus na conta de energia para quem destinar os materiais para reciclagem.

A campanha da Latinha, como é chamada, já foi realizada em Fortaleza e Região Metropolitana em 2014 e 2015. Durante as duas campanhas, foram arrecadados mais de 16 mil kg de latas. Além disso, a cada 15kg de qualquer resíduo entregue nos pontos acima, o cliente receberá um brinde exclusivo.

Ecoelce

Em atuação desde janeiro de 2007, o programa da Coelce que troca resíduos sólidos por descontos na conta de energia, já beneficiou mais de 72,8mil famílias, atendendo 435.294 clientes cadastrados. O programa ainda contabilizou 20.161 toneladas de resíduos e concedeu R$ 2.876 milhões em bônus na conta de luz. O projeto conta atualmente com 116 postos fixos e móveis, entre capital e interior do Ceará e está presente em 34 municípios.

Resíduos que podem ser recebidos no projeto:

  • Papel e papelão
  • Garrafas de plástico (garrafas PET)
  • Latas e cerveja e refrigerante
  • Embalagens tipo longa vida
  • Embalagens de vidro (garrafas de cerveja, refrigerantes, copos, vidro de nescafé, aguardente etc.)
  • Ferros em geral, arames e pregos
  • Plásticos (embalagens de detergente, água sanitária, margarina, copos etc)

· Pilhas

  • Óleo de Cozinha

Ceará é Notícia

Centro cirúrgico continua fechado

centro-cirurgico-realidade

Araripe. A população deste Município, no Cariri-Oeste, enfrenta um drama na área da saúde há quatro anos: o fechamento do centro cirúrgico do Hospital Municipal Lia Loiola de Alencar. A medida foi provocada pela perda de recursos federais, fato que vem se agravando nos últimos anos. O prejuízo para os cerca de 20 mil habitantes é enorme, pois, em todos esses anos, a população tem sido encaminhada para as cidades de Crato, Juazeiro do Norte ou Barbalha para realizar cirurgias que antes eram feitas no próprio Município.

De acordo com o vereador Hildo Pereira, o Município depende quase que exclusivamente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), e dos programas governamentais. Como os recursos do FPM vêm caindo a uma proporção de cerca de 23 %, a administração tem sentido grande dificuldade para cumprir todas as demandas, a exemplo do que vem ocorrendo na maioria dos pequenos municípios.

"Araripe enfrenta ainda o problema de divisas, que provoca um aumento na demanda dos nossos atendimentos de saúde para cerca de 25 mil pessoas. Só estamos recebendo cerca de R$ 23 mil reais do governo Federal, ao passo que o investimento do governo do Estado para o Hospital Lia Loiola de Alencar gira em torno de R$ 53 mil reais mensais. Ainda assim, para manter o hospital funcionando, o Município tem que investir mensalmente cerca de R$ 200 mil reais. Os valores são insuficientes para manter os custos do centro cirúrgico em funcionamento", afirma o vereador.

Hildo aponta outros problemas na saúde pública do Município: a defasagem nos recursos para o Programa Saúde da Família (PSF). Enquanto é preciso um investimento de R$ 36 mil reais mensais por equipe para manter o programa funcionando, só é feito o repasse de R$ 20 mil. Desse modo, a Prefeitura tem que investir R$ 16 mil mensais para cada uma das oito equipes em funcionamento. "Com a diminuição dos recursos, o município já enfrenta dificuldade para fazer esse complemento. Se esse repasse for afetado, temos que aumentar a demanda no hospital, que terá que ofertar também o atendimento básico dos PSFs".

Diario do Nordeste - Regional

Banda Cômodo Marfim se apresenta no “Música ao Pôr do Sol”

sesc-novo

No sábado (12), o Sesc* realiza mais uma edição do projeto Música ao Pôr do Sol, no Crato. A programação acontece a partir das 17h30, na Pracinha do Cruzeiro, com show da Banda Cômodo Marfim. O acesso é gratuito.

            Composto por cinco integrantes, o grupo traz em seu repertório autoral influências do rock dos anos 60 e artistas contemporâneos. O show “A cabeça estendida na viga do braço” traduz o resultado de dois anos de trabalho da banda originária de Juazeiro do Norte.

Sobre o Música ao Pôr do Sol

            Realizado uma vez por mês, com o objetivo de possibilitar a interação e o contato do público, o projeto Música ao Pôr do Sol apresenta os mais variados estilos, ritmos e concepções musicais da região do Cariri. A proposta é formar plateias e estimular a consciência crítica, por meio de música.

SERVIÇO

Música ao Pôr do Sol com a Banda Cômodo Marfim

Local: Pracinha do Cruzeiro, bairro Seminário (no Alto da Ladeira da Integração) - Crato.

Data: 12/9

Horário: 17h30

Informações: (88) 3523.4444

Ceará é Notícia

Rede Social vai integrar cidades para Selo Unicef

unicef

Fortaleza. A rede social Crescendo Juntos deverá favorecer a integração e intercâmbio de experiência dos municípios para a obtenção do Selo Unicef. Além disso, permitirá que se crie um banco de dados de ações sociais bem sucedidas para que possam ter continuidade, mesmo com a mudança de gestão.

Esse tema se destacou durante a reunião do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) com prefeitos, secretários e assessores municipais, que aconteceu ontem, no Auditório Celso Furtado, Centro de Treinamento do Banco do Nordeste (BNB), no Passaré.

No evento, os gestores municipais debateram, ainda, a crise econômica que o País atravessa, que tem trazido impacto negativo em ações sociais, especialmente a educação e a saúde. O encontro, que se deu pela manhã e à tarde, foi oportunidade para se debater os critérios do Selo Unicef Município Aprovado, que, ao longo de 16 anos, vem reconhecendo, em períodos distintos, mais de 100 municípios cearenses por ações voltadas para a proteção à infância e a adolescência.

O coordenador geral do Unicef para o Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, Rui Aguiar, disse que a rede social irá sistematizar informações e monitoramento de resultados oferecido pela entidade da ONU aos participantes do Selo. "É um serviço gratuito e que será uma ferramenta valiosa para que os gestores troquem experiências e possam cadastrar informações que auxiliem transições administrativas", afirmou.

Dificuldades

Os problemas financeiros vividos pelas cidades também foram centro de debates entre os participantes. O presidente da Associação dos Prefeitos e Municípios do Ceará (Aprece), Expedito José do Nascimento, explicou que a restrição nos repasses federais já comprometem serviços fundamentais voltados para crianças e adolescentes, como resultado de demissões de servidores e outras contenções de despesas. No entanto, manifestou a crença de que haverá incentivos para que a infância e a adolescência sejam uma prioridade para os gestores.

A coordenadora de projeto do Unicef, Tati Andrade, lembrou que, em tempos de crise, a necessidade de redirecionar recursos e priorizar quem mais sofre nesse período, que é a criança.

Indicadores

Tati Andrade lembrou que o Ceará foi um dos Estados que mais avançou na evolução positiva de resultados a favor da criança e do adolescente, tais como de mortandade infantil, analfabetismo e nutrição. No entanto, houve um recrudescimento nos indicadores de mortalidade por causas externas, como acidentes e homicídios.

Os participantes integraram rodas de conversa sobre temas, como os desafios da ação intersetorial; cooperação entre as equipes do próprio município, entre o município e o Unicef/parceiros e entre municípios; e inovação e participação social, com ênfase na participação de adolescentes.

A reunião que aconteceu ontem é preparatória para os debates que permearão a concessão do Selo Unicef Município Eleito, que será anunciado até outubro do próximo ano. O reconhecimento acontece sempre de quatro em quatro anos, ao final da gestão. Além do monitoramento pela Rede Social, haverá uma visita de campo, que está marcada para novembro de 2016.

No Centro de Treinamento do Passaré, além dos prefeitos houve a presença, especial, dos secretários de Saúde, Educação e Serviço Social. Com o encontro, o Unicef espera compartilhar iniciativas relevantes e ratificar o compromisso dos gestores com a gestão por resultados e a redução das desigualdades dentro dos municípios.

Mais informações:

Unicef no Ceará

Av. Gal Afonso Albuquerque Lima, S/N - Edifício Seplag - Térreo

Messejana - Fortaleza

Telefone: (85) 3306-5700

Diario do Nordeste - Regional

Começa hoje a Romaria das Dores, em Juazeiro do Norte

juazeiroelizangelasantos

Juazeiro do Norte A segunda maior romaria deste município será aberta oficialmente hoje (10), com expectativa de que 400 mil romeiros cheguem à "Capital da Fé" até o último dia de procissão, terça-feira próxima (15). A romaria de Nossa Senhora das Dores, padroeira de Juazeiro, neste ano tem como tema "No caminho do romeiro, Juazeiro é porta da misericórdia".

A festa da "Mãe das Dores", que dentro de sua programação contempla a romaria, foi aberta no último dia 30, com uma grande carreata pelas principais ruas da cidade. A concentração aconteceu na Basílica Santuário, de onde a Imagem de Nossa Senhora das Dores foi conduzida pelo pároco da Basílica, Padre Cícero José da Silva, e seguida por milhares de fiéis em carros, motos e caravanas vindas de outros Estado do País.

Caravanas

A fé na "Mãe das Dores" atrai devotos de vários Estados. Cruzar fronteiras e enfrentar horas de estradas não é tido "como sacrifício" para o aposentado Antônio Rodrigues Siqueira da Silva, 63. Ele conta que há seis anos celebra a Padroeira de Juazeiro do Norte. O pernambucano diz que a devoção cresceu após um milagre concedido. "Tenho muita fé em Padre Cícero e em Nossa Senhora das Dores, já alcancei graças que sem Eles, não alcançaria, por isso, me vejo no dever de todos os anos agradecer".

Neste ano, Antônio e outras 17 pessoas chegaram à cidade para participar da carreata no fim de agosto e, alguns deles, ficam até o fim dos festejos. "Somos em 18, alguns não poderão ficar até o fim por questões financeiras, mas eu e meu sobrinho ficaremos até o dia 13, louvando e agradecendo".

Padre Cícero, da Basílica Menor, disse que "é momento de expressar as alegrias e viver as experiências de um Deus misericordioso". O religioso lembrou que "a festa se tornou grande pela fé que move os romeiros de todas as partes do Brasil". Pernambuco é um dos Estados que mais levam romeiros a Juazeiro do Norte, o segundo maior santuário do País.

Crescimento

A romaria é considerada a mais alegre do ano e, também, a que se estende por mais dias, sendo a segunda maior manifestação religiosa da cidade, ficando atrás apenas da Romaria de Finados, que acontece no mês de novembro. Com o grande fluxo de pessoas, a infraestrutura da cidade ainda têm sido um desafio para melhor acolher os romeiros.

Nas semanas que antecederam a abertura da festa, reuniões foram realizadas entre diversos órgãos públicos ligados aos governos municipal, estadual e federal. Questões como segurança, saúde, mobilidade urbana e infraestrutura foram debatidos nos encontros.

A Comissão Permanente de Romaria solicitou aos proprietários dos estabelecimentos que receberão os fiéis, uma "maior atenção aos hóspedes". Padre Cícero julgou de fundamental importância o engajamento dos cidadãos, apontando problemas e soluções, e pediu que fossem evitadas explorações a fim de que "os romeiros tenham comodidade e encontrem no município a extensão de seus lares".

Mesmo com a festa iniciada no dia 30 de agosto, a data da romaria fica estabelecida para os cinco últimos dias dos festejos. Portanto, as reservas de hotéis e pousadas ficam concentrados, em sua grande maioria, no fim de semana, entre os dias 11 e 13. Os bairros do Socorro e Centro são os mais procurados, devido à proximidade da Basílica e ao Centro de Apoio ao Romeiro. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) garantiu que o abastecimento nessas áreas será intensificado.

Comércio em alta

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Juazeiro, Michel Araújo, aponta uma estimativa de crescimento de até 3% nas vendas, se comparado com o mesmo período do ano passado. Ele destaca que "a romaria renova a esperança dos comerciantes, que muitas vezes estão desmotivados". Os segmentos de vestuário, brindes, e artigos religiosos devem ser os mais movimentados. "Como essa é a romaria que abre o ciclo de visitações em Juazeiro, a partir de agora os lojistas precisam estar cada vez mais atentos as necessidades desse público, para não deixar faltar o que eles necessitam, e com isso, deixar de concretizar bons negócios", alertou.

A CDL acrescenta que é importante "renovar o estoque e, em alguns segmentos, até contratar mais colaboradores, sem esquecer da inovação". Para Michel Araújo, além disso tudo, o comerciante não pode esquecer do principal: "todos devem ser bem receptivos com esse povo que chega com tanto carinho à nossa capital da fé, isso sem dúvida, faz a diferença".

O trabalho informal também estará em alta durante a romaria. Mais de três mil vendedores ambulantes ocuparão a cidade até o dia 15. Para garantir melhor fluidez no trânsito e segurança aos romeiros, algumas áreas serão desocupadas. Na rua da Matriz, ao lado da Basílica, onde se concentra um grande número de devotos, por exemplo, não será permitida a presença de vendedores.

Eles devem fazer um cadastro, pagando uma taxa de R$ 30, em média. Aqueles que não tiverem de acordo com os critérios da Secretaria de Meio Ambiente do Município estarão inaptos à comercialização. A pasta atuará com 13 fiscais, além do apoio da Polícia Militar.

Trabalho infantil

Será realizada, ainda, durante a romaria, uma campanha socioeducativa, com abordagem social e busca ativa, visando coibir a exploração do trabalho infantil. Idealizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social e do Trabalho (Sedest), por meio do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), a ação objetiva conscientizar a população sobre os possíveis danos físicos, emocionais e sociais para as crianças e adolescentes submetidos a essa prática de exploração do trabalho. Hoje, as atividades serão iniciadas com uma Blitz nas imediações do Centro. Nas demais datas, as abordagens e buscas ativas acontecem nos pontos com maior aglomeração de peregrinos, contando com equipes compostas por assistente social, psicólogos e educadores sociais.

Segurança

Essa será a primeira romaria em meio às operações das equipes do Batalhão de Policiamento, Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio), com cerca de 70 homens e um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) baseado em Juazeiro. Além disso, outros 150 policiais militares, sendo 80 locais, mais 20 de companhias do Cariri e outros 20 do Batalhão de Policiamento de Eventos estarão em pontos estratégicos com maior fluxo.

Saiba Mais

Dia 10 - quinta-feira

Paróquia de São Francisco das Chagas, Confraria de Nossa Senhora do Carmo.

Acolhedor da Imagem: Colégio Medalha Milagrosa, na Rua São Bento, 1032, de onde sairá a Imagem às 18h.

Dia 11/9 - sexta-feira

Paróquia Nossa Senhora de Fátima (Crato), Pastoral da Pessoa Idosa, Senhoras da Caridade e Abrigo Nossa Senhora das Dores.

Acolhedor da Imagem: Residência de Fernando e Daniele, na Rua do Cruzeiro, 1031, de onde sairá a Imagem às 18h.

Dia12/9 - sábado

Paróquia São João Bosco, Capela Nossa Senhora das Candeias, Estados do Ceará, Maranhão, Tocantins, Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte.

Acolhedor da Imagem: Residência de Juscelino, na Rua Manoel Tavares, 253 - Bairro Vila Real, de onde sairá a Imagem, em carreata, às 17h30.

13/9 - Domingo

Legião de Maria, Fundação Leandro Bezerra de Menezes, Carroceiros e

Família Bezerra de Menezes.

9h: Missa com as Crianças Romeiras.

Acolhedor da Imagem: Fundação Leandro Bezerra de Menezes na Rua São Pedro, S/N, de onde sairá a Imagem - Procissão dos Carroceiros às 17h.

19h: Missa na Praça da Basílica.

14/9 - Segunda-feira

Pastoral Diocesana de Romarias, Associados da Congregação de Nossa Senhora,

Cônegas de Santo Agostinho, Estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Sergipe, Consciência

Negra, Catequese e Escola Fé e Vida.

9h: Missa com a Juventude Romeira.

15h: Procissão dos Carros (de frente ao 2ºBatalhão ).

Acolhedor da Imagem: Residência de Marcos Tavares e Ana Maria na Rua Padre Cicero, nº 246, de onde sairá a Imagem às 18h.

15/9 - Terça-Feira - ENCERRAMENTO

5h: Missa na Basílica Santuário.

7h: Missa na Basílica Santuário e na Capela do Socorro.

9h: Missa Solene do dia de Nossa Senhora das Dores na Basílica Santuário.

12h: Despedida dos Romeiros na Basílica Santuário.

15h: Missa na Basílica Santuário.

17h: Solene Procissão com a Imagem de Nossa Senhora das Dores saindo da Basílica

Santuário pelas ruas: Padre Cícero, Alencar Peixoto, São Pedro e Praça do Romeiro.

18h30: Encerramento com a Bênção do Santíssimo Sacramento.

19h: Show Pirotécnico

Mais informações:

Secretaria da Basílica de Nossa Senhora das Dores

Endereço: Rua Padre Cícero, 147 Juazeiro do Norte

Telefone: (88) 3511-2202

Diario do Nordeste - Regional

Parecer do Estatuto do Desarmamento libera porte de arma para várias categorias

ArmasdeFogo

O parecer do relator, deputado Laudívio Carvalho (PMDB-MG), ao projeto de lei que cria o Estatuto de Controle de Armas de Fogo, apresentado hoje (10) à comissão especial que analisa a matéria, propõe a liberação do porte de arma de fogo para diversas autoridades e categorias profissionais, entre elas deputados, senadores, agentes de trânsito, aposentados das polícias e das Forças Armadas e servidores do Poder Judiciário.

A votação da proposta, que tem por objetivo alterar o Estatuto do Desarmamento, deverá ocorrer na próxima semana, uma vez que um pedido de vista coletivo adiou a discussão e votação do parecer do relator. “Em uma posição equilibrada, respeitando os direitos e a autonomia do indivíduo e a segurança da sociedade, o texto apresentado não desarma o cidadão, mas estabelece requisitos objetivos de controle para a aquisição de armas de fogo e para a concessão do porte”, disse Laudívio.

O texto propõe aumentar o prazo de validade do porte de armas de cinco anos para dez anos e  tornar definitivo a concessão de registro de armas de fogo, que hoje é de três anos.

O parecer do relator desagradou a vários parlamentares, entre eles o deputado Ivan Valente (PSOL-SP), que é contrário à matéria. “Flexibilizar o Estatuto do Desarmamento é uma forma de dizer que nós queremos uma guerra na sociedade civil. É algo pressionado pela indústria de armamento nacional, evidentemente. É uma violação da cultura da paz”, disse.

Agência Brasil

Rebaixamento pode trazer desemprego a longo prazo, diz professor da USP

 

rebaixamento

A perda do grau de investimento pela agência Standard & Poor's, anunciado ontem (10), poderá aumentar, a longo prazo, o desemprego no Brasil. A avaliação é do professor de economia da Universidade de São Paulo (USP), Paulo Feldmann. De acordo com ele, a decisão da agência acentuará a retirada de investimentos de multinacionais no país.

“As multinacionais diminuíram e vão continuar a diminuir os investimentos. Com uma notícia como essa, essa decisão será acentuada”, disse em entrevista à Agência Brasil. “Os investimentos das empresas multinacionais quase sempre geram empregos. Em geral, são investimentos para aquisição de novas fábricas ou expansão das atividades já existentes”, acrescentou.

Segundo o professor, além das multinacionais, os fundos de ações deverão diminuir a aplicação de recursos em empresas brasileiras e nos títulos do governo. “Esses fundos têm, por norma, que levar em consideração essas avaliações das agências de rating. Provavelmente, vão aplicar muito menos no Brasil agora e, alguns, inclusive, vão retirar seus investimentos e suas aplicações, principalmente em ações de empresas brasileiras."

Feldmann considerou, no entanto, que a situação econômica brasileira não justifica a perda do grau de investimento anunciado pela Standard & Poor's. Segundo ele, a decisão foi política e pouco técnica. “Foi uma decisão política da agência, porque o Brasil não merecia isso. Tem países muito piores [que não perderam o grau de investimento]”, disse.

“O Brasil tem honrado todos os seus compromissos, tem uma dívida externa muito pequena, o endividamento sobre o PIB [Produto Interno Bruto] não é tão alto, pelo contrário. Se a gente descontar o que o Brasil tem de reservas, a dívida líquida brasileira é de cerca de 35% do PIB. É muito baixo. Foi uma grande injustiça e mostra que essas agências atuam sempre com conotação política”, acrescentou.

Porém, o professor ressalta que a situação econômica do país está “complicada” e falta uma ação mais eficaz dos ministros da área econômica. Feldmann destaca que o governo erra ao não reduzir a taxa de juros. “O Brasil vai pagar em juros quase 500 bilhões de reais [ao ano], o que é, mais ou menos, 7% do PIB brasileiro. Isso não existe em lugar nenhum do mundo. Mesmo países que estão muito mal, como a Grécia, não pagam tudo isso de juros”, disse.

Segundo Feldmann, a taxa de juros alta é uma das razões porque o governo não consegue fechar as suas contas. De acordo com o professor, se a taxa de juros caísse dos 14,5% atuais para 9%, a economia gerada seria de R$ 150 bilhões.

“É uma senhora economia. Na minha opinião, o governo está no caminho totalmente errado ao aumentar a taxa de juros, achando que, dessa forma, vai combater a inflação. Não combate, pelo contrário, a inflação está aumentando. Não está funcionando”, afirmou.

Agência Brasil

Galáxias anãs capazes de formar estrelas são descobertas no Chile

galaxy-undergoing-aUma equipe multinacional de astrônomos descobriu que as galáxias anãs e irregulares são capazes de "incubar" e dar vida a estrelas - uma descoberta-chave no estudo da origem do universo, conseguida graças à utilização do potente telescópio Alma, no norte do Chile.

Antes desta descoberta, a comunidade científica considerava que apenas as grandes galáxias - como a via Láctea, onde está a Terra - apresentavam condições físicas para dar vida a estrelas.

O estudo que realizaram na galáxia anã batizada WLM "consiste em encontrar as zonas onde estrelas se formam em galáxias que são muito pequenas e que são as primeiras galáxias" do universo, disse à AFP nesta quarta-feira Mónica Rubio, astrônoma chilena que liderou o estudo que levou à descoberta.

Este resultado é importante para a comunidade científica porque "as estrelas são a base de como evolui o universo, já que quando o universo nasce somente há gás e de alguma maneira consegue formar as primeiras estrelas", explicou a especialista.

Rubio destacou a importância de contar com a potência do radiotelescópio localizado no deserto do Atacama (norte), denominado ALMA (Atacama Large Milimiter/submilimiter Array, na sigla em inglês), instrumento que permitiu detectar o fraco sinal emitido pelo monóxido de carbono, que deixa em evidência os processos de formação estelar e o que permitiu aos especialistas chegar à descoberta.

"Nos permite entender como estas galáxias tão pequenas e que eram as que povoavam as origens do universo conseguem formar as estrelas", agregou a pesquisadora.

Os astrônomos tentarão no futuro comprovar a descoberta em outras galáxias.

O Chile abriga um dos centros astronômicos mais importantes do mundo e o ALMA é uma instalação astronômica internacional financiada por parceiros como o Observatório Europeu Austral (ESO).

AFP

Contratação de crédito agrícola cresce 4% e totaliza R$ 20,9 bilhões

safra_3

O fluxo de crédito rural para custeio da safra totalizou R$20,9 bilhões entre julho e agostoImagem de arquivo/Agência Brasil

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou hoje (10) que o fluxo de crédito rural para custeio e comercialização da safra agrícola 2015/2016 totalizou R$ 20,9 bilhões nos meses de julho e agosto. Cresceu, portanto, 4% em relação às contratações no mesmo bimestre do ano passado, de acordo com o secretário de Política Agrícola do ministério, André Nassar.

Segundo Nassar, as contratações fluem dentro das previsões do ministério, com destaque para desembolsos do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). As linhas de financiamento indicam crescimento de 64% na oferta de crédito para produtores de porte médio, com liberações de R$ 4,2 bilhões no bimestre, ante R$ 2,5 bilhões em igual período de 2014.

Dados do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro, administrado pelo Banco Central, revelam que o total financiado pelos bancos públicos, com "juros controlados", atingiu R$ 12,2 bilhões, incluindo recursos obrigatórios, poupança rural e fundos constitucionais.

Os bancos privados somaram R$ 6,7 bilhões e as cooperativas de crédito, R$ 1,9 bilhão. Do total, R$ 2,6 bilhões foram financiados com juros livres.

Os médios agricultores, com faturamento anual até R$ 1,6 milhão, tomaram R$ 4,2 bilhões em crédito rural. Os grandes produtores contrataram R$ 16,7 bilhões. Conforme André Nassar, a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) contabilizou R$ 169 milhões nos dois meses em análise. Segundo ele, a expectativa é que nos próximos meses haja maior procura pelo papel, que “está começando a decolar”.

Dos recursos disponibilizados no Plano Safra 2015/2016, R$ 94,5 bilhões terão juros controlados de 8,75% ao ano para grandes produtores e R$ 18,9 bilhões, no âmbito do Pronamp, juros controlados de 7,75 ao ano para custeio e de 7,5% para investimento.A juros livres, serão contratados R$ 53 bilhões.

Agência Brasil|

Agência de classificação de risco reduz nota da Globo, Petrobras e mais 29 empresas

  standard

Um dia após o rebaixamento da nota de crédito do Brasil, a agência de classificação de risco Standard & Poor's retirou o grau de investimento da Petrobras. A empresa foi rebaixada de BBB-, o último degrau nas notas de países considerados seguros para investir, para BB. A nota está um degrau abaixo da que foi concedida ao país. O Brasil foi rebaixado de BBB- para BB+.

Além da Petrobras, a Standard & Poor's rebaixou as notas de 30 empresas como resultado do rebaixamento do Brasil. Entre elas, estão Eletrobras e Itaipu. Ambas tiveram a nota reduzida em um degrau, para BBB-, com perspectiva negativa. Isso significa que as duas mantêm o grau de investimento, mas há possibilidade de revisão para baixo. 

“O rebaixamento da Eletrobras, de Itaipu e da Petrobras está em linha com nosso critério para entidades relacionadas ao governo”, justificou, em nota, a agência de classificação de risco.

No caso de algumas empresas brasileiras, a Standard & Poor's optou por não rebaixar a nota de crédito. No comunicado divulgado nesta quinta-feira, a agência informa que manteve o rating com perspectiva estável para seis companhias. Destaca também que manteve o rating com perspectiva negativa para três empresas. Por fim, revisou a perspectiva de 14 companhias para negativa e colocou ratings em vigilância, com implicações negativas, para seis empresas.

São as seguintes as empresas rebaixadas pela Standard & Poor's:

Eletrobras-Centrais Elétricas Brasileiras S.A.

Itaipu Binacional

Samarco Mineração S.A.

Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras)

Votorantim Participações S.A.

Votorantim Industrial S.A.

Votorantim Cimentos S.A.

Companhia de Gás de São Paulo (Comgás)

Companhia Energética do Ceará (Coelce)

Elektro Eletricidade e Serviços S.A. (Elektro)

Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (Taesa)

Neoenergia S.A.

Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba)

Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern)

Companhia Energética de Pernambuco (Celpe)

Atlantia Bertin Concessões S.A. (AB Concessões)

Rodovia das Colinas S.A.

Triângulo do Sol Auto-Estradas S.A.

Arteris S.A.

Autopista Planalto Sul S/A.

CCR S.A.

Autoban - Concessionaria do Sistema Anhanguera Bandeirantes S.A.

Concessionária da Rodovia Presidente Dutra S.A.

Rodonorte Concessionária de Rodovias Integradas S.A.

Ecorodovias Concessões e Serviços S.A.

Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A.

Santos Brasil Participações S.A.

AmBev - Companhia de Bebidas das Américas (AmBev)

Globo Comunicação e Participações S.A. (Globo)

Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (Multiplan)

Ultrapar Participações S.A. (Ultrapar)

Editor Nádia Franco

1 hour ago|Mariana Branco – Repórter da Agência Brasil

Fatores negativos na economia se refletem no menor consumo de energia, diz ONS

eletricidaderede

Os valores de carga de energia gerada no país, no total de 61.041 megawatts (MW) médios, no mês de agosto de 2015, apresentam queda de 3,4% em relação aos valores verificados no mesmo mês do ano anterior.

De acordo com o Boletim de Carga Mensal do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) houve um aumento de energia em agosto de 1,6% em relação ao mês anterior. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o Sistema Interligado Nacional (SIN) apresentou uma variação negativa de 0,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o nível de utilização da capacidade instalada recuou 0,5 ponto percentual entre julho e agosto, ao passar de 78,2% para 77,7%, o nível mais baixo  desde outubro de 1993, quando registrou 77,1%.

Segundo o ONS, apesar de agosto ter registrado temperaturas mais elevadas em relação ao ano anterior, nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, fatores desfavoráveis, como o baixo desempenho da indústria, diante dos estoques excessivos e da demanda interna fraca, contribuíram amplamente para o comportamento da carga. Além disso, contribuiu também para esse resultado a redução no nível do setor de comércio e serviços.

O boletim do ONS destaca ainda que a elevação das tarifas de energia elétrica decorrente das bandeiras tarifárias, da revisão tarifária extraordinária e do reajuste anual das tarifas, vem se refletindo nos padrões do consumo de energia, contribuindo para a redução da carga, principalmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, onde o peso dos reajustes tarifários tem sido maior.

Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, a queda na carga de energia gerada em agosto chegou a 4,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior, apesar de uma variação positiva em relação a julho passado. O Operador Nacional do Sistema Elétrico explica que a variação negativa neste subsistema deve-se, principalmente,   ao modesto desempenho da indústria, cuja participação na carga do Sistema Interligado Nacional é de cerca de 60%.

Na região Sul, a queda no consumo total de energia em agosto foi de 5,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior, com queda de 1,4% em relação a julho último. A taxa de crescimento negativa, dever-se, segundo o ONS, ao cenário econômico atual e à redução do consumo de energia decorrente do aumento das tarifas de energia elétrica.

No Nordeste, houve crescimento de 1% no consumo de energia em relação ao mesmo mês do ano passado e de 1,5% em relação a julho último. De acordo com o ONS, a região vem sofrendo menor impacto da conjuntura econômica e da elevação das tarifas de energia do que nas outras regiões do país.

No Norte, o crescimento do consumo de energia em agosto foi ainda maior, com 2,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior e uma variação positiva de 4,1% em relação a julho. No acumulado dos últimos 12 meses, o Norte apresentou uma variação negativa de 1,0% em relação ao mesmo período anterior.

Agência Brasil

Senado americano derruba moção contra acordo nuclear com Irã

usairanOs senadores democratas conseguiram bloquear nesta quinta-feira (10) uma moção apresentada pelo Partido Republicano para derrubar o acordo sobre o programa nuclear iraniano, O resultado abre caminho para a ratificação do tratado e é considerado uma importante vitória do presidente Barack Obama. A moção precisava de pelo menos 60 votos para ser aprovada, mas recebeu 58 – 42 senadores posicionaram-se contra o texto.
"A comunidade internacional pode começar a implementar o acordo", disse o  porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.
"Vamos usar todas as ferramentas à nossa disposição para parar, retardar e impedir que o acordo entre em vigor completamente", afirmou o republicano John Boehner.
Em sua edição de hoje, o jornal The Washington Post publicou um artigo da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e dos primeiros-ministros da França, François Hollande, e do Reino Unido, David Cameron, pedindo para os norte-americanos aproveitarem uma "oportunidade crucial" e aceitarem o acordo.
Firmado em Viena, em 14 de julho pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia), pela Alemanha e pelo Irã, o pacto nuclear prevê a eliminação progressiva dos bloqueios impostos à economia iraniana nos últimos anos.
Em troca, o Irã limitará suas atividades atômicas e permitirá a realização de controles periódicos da Organização das Nações Unidas (ONU) em suas instalações.
*Com informações da Ansa e da Agência Lusa

Agência Brasil

Ministério da Saúde quer voltar a vacinar meninas nas escolas contra HPV

hpvvacina2

O ministro anuncia o início de mobilização nacional para incentivar meninas de 9 a 11 anos a receber a segunda dose da vacinaWilson Dias/Agência Brasil

O Ministério da Saúde quer mobilizar as prefeituras para que voltem a utilizar as escolas municipais para a vacinação de meninas de 9 a 13 anos contra o papiloma vírus humano (HPV), com base na experiência de 2014, na primeira etapa da vacinação, feita nas escolas, quando 100% do público alvo foi vacinado. No mesmo ano, sem esta mobilização, apenas 60% das meninas buscaram a segunda dose da vacina nos postos de saúde.

Em 2015, o número de meninas imunizadas caiu mais ainda. Até agosto, 2,5 milhões de meninas de 9 a 11 anos foram imunizadas, o que equivale a 51% do público alvo, formado por 4,9 milhões de meninas dessa idade. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que, tanto os números no Brasil quanto em outros países, mostram a importância da mobilização das escolas. Chioro explica que o MInistério da Saúde não pode determinar que as prefeituras mobilizem as escolas, mas anuncia que está fazendo uma forte recomendação às secretarias de Saúde para que isso aconteça.

Outro motivo que levou à queda da cobertura vacinal, segundo Chioro, foi a divulgação de um falso caso de reação adversa grave, no litoral paulista. ”Ficou comprovado que era uma reação de ansiedade, e não por causa da vacina, e que deixou muitos pais ansiosos e meninas com medo. O medo prevaleceu”. Segundo o governo, 60 países usam a mesma vacina e nunca houve casos de reações adversas graves.

A vacina protege contra quatro tipos de HPV: o 16 e o 18, responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, terceira causa de morte de mulheres no Brasil; e o 6 e o 11, que causam 90% das verrugas que aparecem no ânus e na região genital.

A estimativa do Instituto Nacional do Câncer é que, em 2015, surjam 15 mil novos casos de câncer de colo de útero no Brasil. Por ano, cerca de cinco mil mulheres morrem deste tipo de câncer neste país. Izabella Ballalai, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, alerta que a doença é precedida por lesões que podem fazer com que mulheres jovens percam partes do útero e assim possam perder a capacidade de engravidar. A especialista ressalta que, com relação ao câncer, os efeitos da imunização serão percebidos no futuro.

Em 2014, o público alvo desta vacina eram meninas de 11 a 13 anos; em 2015 são meninas de 9 a 11 anos. Mesmo assim, o Ministério da Saúde vai vacinar as meninas de 12 e 13 anos que não foram imunizadas no ano passado. As meninas de 14 anos que tomaram primeira dose, aos 13 ainda podem receber  a segunda dose.

”Todas as meninas, dos nove aos 11 anos,  tanto as que fizeram a primeira dose como as que não fizeram, devem comparecer ao posto de saúde ou à sua escola para tomar a vacina contra o HPV, mas aquelas de 12 e 13 anos que no ano passado deixaram de fazer a segunda dose ou não tomaram nem a primeira também podem aproveitar a oportunidade de se imunizarem”, afirmou Chioro.  Outro público que passou a ter a disponibilidade da vacina em 2015 foram as mulheres soropositivas para HIV. Neste caso, a vacinação começa aos 9 anos e vai até os 26.

O ministro pede aos pais que levem as filhas aos postos de saúde e explica que a vacina não vai estimular o início precoce da vida sexual da adolescente. Segundo Chioro, este pensamento levou muitos pais a se recusarem a vacinar suas filhas.

Para as adolescentes, a vacina é dada em três doses, com a segunda seis meses depois da primeira e a terceira, de reforço, cinco anos após a primeira. A menina deve estar com um documento de identificação para ser vacinada e o Ministério da Saúde recomenda que esteja com o cartão de vacinação.

Para adolescentes e mulheres soropositivas, o esquema de vacinação é diferente, já que elas estão mais suscetíveis às complicações decorrentes do HPV e têm cinco vezes mais chance de desenvolver câncer de colo de útero. Nesse caso, elas devem apresentar indicação médica e o intervalo entre as doses é diferente: a segunda e a terceira doses são aplicadas dois e seis meses após a primeira.

Agência Brasil

FIQUE POR DENTRO ! Por Maria Otilia

Por ocasião da Semana do Trânsito,a partir do dia 18 de setembro , o SAMU  Unidade Crato, vai realizar em escolas piloto, o Projeto SAMU EDUCATIVO. Lembramos que este Projeto tem como objetivo, despertar uma consciência entre os jovens, na maioria já condutores de veículo, em especial motocicletas, devido  ao grande índice de acidentes.Despertar para uma cultura de prevenção, de cuidados, de responsabilidade pode e deve evitar o grande número de óbitos de jovens, devido a  imprudência no trânsito.
Parabenizamos a Coordenadora Aline, pela brilhante ideia, de trazer o SAMU, para dentro das escolas, construindo assim uma cultura de  valorização da vida. A EEF Dom Quintino será uma das escolas piloto.
Cada um de nós é responsável por mudanças de atitudes no trânsito para que possamos cada vez mais PRESERVAR VIDAS.

O bem maior da democracia - Por: Emerson Monteiro

Juntos e somando força seremos resistentes e cruzaremos todo obstáculo que por ventura se nos interponha à frente, desde que trabalhemos unidos sob mesmos ideais de liberdade, democracia, honestidade. Os que conhecem tempos difíceis, quando direitos existiram às escuras, debaixo de sete capas, afastados das oportunidades de participar, valores da cidadania longe do cotidiano, podem contar o quanto machuca sofrer momentos de ajustes e possibilidades e construir os regimes democráticos. As soluções passam, deste modo, no trabalho coletivo, elaboração comum que significa sempre a mais valia das sociedades. E esperar de braços encolhidos demonstra quase um nada, diante dos embates da grande humanidade.

Foram milênios de conquistas até usufruir do império da lei, obtenção da voz de todos através do sufrágio universal. No entanto, ainda persistem na Terra os equívocos da violência no domínio de países e populações, furor de grupos sanguinários que corrompem e subjugam multidões, ocasionando a destruição das famílias, males e traumas de consequências imprevisíveis. Daí a preciosidade do direito à vida, à civilização dos tempos de paz e respeito às liberdades individuais. De sã consciência, ninguém jogaria ao acaso tantas vitórias, que hoje dispomos, porquanto a voz das urnas oferece escolhas de métodos e lideranças ao gosto sadio de largas transformações.

Consta das épocas a dedicação aos bens maiores da paz e do trabalho, fatores inevitáveis dos prêmios sociais que ansiamos em horas de amargor. O justo qual norma fundamental de superposição do poder político dentro da égide dos bons costumes aperfeiçoados no decorrer das experiências. Agressão é vingança e desespero de minorias enfurecidas. Reagir com austeridade traz em si o primado da ordem e vigor das instituições, maturidade e conhecimento guardados como virtude e patrimônio das gerações, eis o recurso da participação.

Contudo isto exige ampla dedicação, feitio minucioso de apurar a prática administrativa pública, critério e refinamento morais e éticos. Muitos erros, com isso, corrigidos, indicarão o caminho dos acertos econômicos e sociais, na mais sabia das conclusões oferecidas pelas chances da história, tanto no presente, quanto no futuro que virá de nossas mãos.

A flor atirada - Por: Emerson Monteiro

A história de um místico árabe conta que enquanto se via apedrejado em sacrifício das práticas religiosas que professava, contrárias que foram à tradição dos poderosos, ele observou cair aos seus pés bela flor atirada junto com as pedras da turba ensandecida. Até ali resistira com altivez aos gestos rudes da multidão formada de criaturas ignorantes no trato com a mensagem salvadora que oferecera. 

Nessa hora, contudo, sentiu fraquejarem as forças, e viu-se rendido dominado de pranto convulso. Daqueles despreparados, que exercitavam instintos vingativos, outra atitude jamais esperaria além de jogarem pedras para ferir corpos e eliminarem existências físicas. De quem jogara a flor, porém, que, então, demonstrava conhecer algo mais a propósito dos ensinos e das práticas fiéis, aguardava maior sinceridade, no mínimo saindo na defesa dos ideais superiores. Negara, fraquejara, isto sim.

Às vezes sentimentos de nostalgia sujeitam atingir pessoas que sentem a força da autenticidade, ainda que distingam o tanto que lhes resta de chegarem às relíquias sagradas, assunto principal dos religiosos.

Existem situações em que discípulos deixam de lado a prática do Amor para aceitar fugas de lazer, esportes, vícios e acomodação. Nisso, esquecem a coerência e os pressupostos que adotam em nome do caminho de Deus, demonstração de abandono e pouca sinceridade interior que deixam patentear.

Aquele que jogou a flor no instante no martírio do árabe lapidado, mesmo que pretendesse cumprir gesto de solidariedade e reconhecimento na hora extrema do testemunho, permaneceu vinculado às sombras da covardia, sabedor de conceitos, no entanto sem praticá-los de verdade.

Não poucos agem de qual jeito, motivo, inclusive, da parábola do festim de bodas contada por Jesus, dos muitos chamados e poucos os escolhidos. Chamados às hostes do Bem todos somos. Raros, talvez raríssimos, exercitam a feliz oportunidade, razão das dores de saber o quanto adiante ainda sofrerão presos àas malhas pegajosas de transes imediatos.

Invés de jogar flores nas homenagens tardias, caberá cultivá-las no íntimo do coração e exalar o justo perfume através dos campos do dever.  

PSDB realiza primeira convenção no Crato Tênis Clube nesta quinta-feira, dia 10, às 18:00



O PSDB realiza nesta quinta-feira, dia 10 de setembro, às 18:00 a sua primeira convenção na região sul do Ceará. O evento contará com a presença dos senadores Tasso Jereissati, Eunício Oliveira, o provável candidato a prefeito pelo partido, Samuel Araripe, além de prefeitos e lideranças das cidades do sul do Estado. Diz-se nos bastidores que será definida a candidatura do ex-prefeito Samuel, mas isto, pelo menos segundo nossas fontes ainda é incerto. O próprio Samuel Araripe admite que poderá ser candidato ou não, dependendo da conjuntura política, e poderá indicar um nome que for consenso na coligação. Há poucos dias houve também em Crato, um encontro reunindo a coligação formada pelo PT, PCdoB, PV, PDT.

Por: Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com






Um pouco do folclore de Crato -- por Pedro Esmeraldo

 Ainda continuamos com disposição para desempenhar a perfeição do bem. Queremos ressaltar o brilhantismo folclórico do município do Crato.Por isso, recordamos com dados históricos a grandeza do folclore cratense.
     Utilizamos a prática cultural permanente em que narramos com atividades de tudo que temos sobre o folclore. Recordamos com disposição, elaborada pelos mestres folcloristas que souberam interpretar as artes culturais e populares deste município, de tudo que temos sobre o folclore. Possuímos por tradição escrita e oral e populares que satisfazem o uso e da tradução oral do desenvolvimento das artes populares. Continuamos com realizações em conservar os efeitos técnicos dos cantos populares, pois nos satisfazemos com alegria assistindo os festivais dessa referida dança. Tudo que realizamos, há idealismo de efeito cânticos jocosos e exercícios rítmicos desses desempenhos febris que são os anseios do povo. Outrora, podíamos nos dedicar com integridade, a fim de aperfeiçoar e conservar as normas que exigem com respeito ao meio ambiente.
     Queremos que tudo isso seja de acordo com o gosto e o desejo do cidadão comum a fim de seguir com preceitos de nobreza, a tenacidade de perpetrar, respeitando as exigências rítmicas das danças, pois sempre nos encantavam e nos satisfaziam cair em brincadeiras que eram anseio para reativar das canseiras dos trabalhos rústicos do campo agrícola.
     Neste mês de agosto, vamos comemorar o dia do folclore. Por isso, estamos tentando praticar e adquirir fatos históricos, comemorando os eventos nos fins de semanas no município do Crato. Desde épocas remotas o povo provocava esforço para se alegrar com entusiasmo e com ênfase, com o movimento da dança popular e o desejo de animar e glorificar com sucesso e o bom desempenho das artes do movimento proveniente no município do Crato que foi o timoneiro em praticar festival folclórico.
    Com certeza, havia práticas suficientes e com alegria apreciaríamos conservar os ritmos populares que nos enobrecem, com a dedicação de todas as classes sociais, amante da arte antiga. Destarte, deveremos dar apoio com veemência aos pregadores, divulgadores da dança popular, que eram o coqueluche do homem do campo, já que saiam em filas dançando em direção aos terreiros vizinhos.
     Agora, relembramos as grandes figuras folcloristas do Crato, Já que souberam granjear simpatia, adquirindo espaço para divulgar com muito amor os festejos populares do Crato.
     Primeiramente, começamos com a figura estoica de Correinha (Francisco Correia Lima ), um cratense de Farias Brito. Foi um amante exagerado da cidade do Crato. Também foi amante do folclore e amava mais o Crato do que certos políticos de hoje. Correinha foi o esteio da sociedade folclórica cratense, um cidadão brilhante, colocava a sua terra acima das nuvens, um cidadão de respeito, um dos maiores amparos do folclore desta cidade.
     Outras pessoas de renome desta arte popular, citamos o seu Eloi, pessoa digna que nos fez aquecer, com sua popularidade e dedicação as artes folclóricas dessa cidade.
      Não podemos deixar de lado a grandeza intelectual cratense J. de Fiqueiredo Filho,  pois para nós foi a maior figurante e da divulgação do folclore regional. Foi um homem sóbrio, decidido, visto que com muita força deu ânsia ao povo seguir com sinceridade a promulgação de toda parte folclórica, não só do Crato, mas de toda a Região, foi à mola-mestra de divulgação e do engrandecimento de nossas artes folclóricas.



Tasso Jereissati estará hoje em Crato

Fonte: jornal “O Povo”
O PSDB do Ceará inicia hoje uma série de encontros regionais para fortalecer a sigla com foco nas eleições municipais de 2016. Em processo de se reerguer no cenário político, o partido inicia a ofensiva pela região do Cariri, na cidade do Crato (a 504 quilômetros de Fortaleza). O senador Tasso Jereissati, principal nome da sigla no Estado, lidera o movimento.
O presidente estadual do PSDB, Luiz Pontes, destaca que, nos últimos meses, o partido fez um trabalho de renovar diretórios e instalar comissões provisórias nos municípios. O PSDB tem investido também em campanha de filiação. A expectativa do PSDB é de eleger de 40 a 50 prefeitos no Estado em 2016, afirma o presidente.
Além do encontro no Cariri, já estão programados eventos em Sobral (Região Norte) e em Quixadá, nos dias 24 e 25 de setembro, respectivamente. Destaque nacional do partido, o senador e ex-candidato à Presidência da República, Aécio Neves, deve vir ao Ceará para participar de encontros em Fortaleza e na Região Norte até o final do ano, segundo Pontes.
SERVIÇO
1° Encontro Regional do PSDB no Crato
Quando: hoje, às 18 horas
Onde: Crato Tênis Clube – Rua: Cel. Antônio Luís, 1365 - Pimenta

República brasileira em crise

Rebaixamento do Brasil pela Standard & Poor’s.  abala apoio do PIB e das classes C e D a Dilma, avaliam aliados

Fonte: coluna Painel, da Folha de S.Paulo
Congressistas do PT e do PMDB fizeram a mesma avaliação diante da retirada do grau de investimento do Brasil pela Standard & Poor’s. A decisão da agência fará Dilma Rousseff perder o apoio das duas pontas mais refratárias ao impeachment: o empresariado e as classes C e D. O sistema financeiro é, hoje, o principal lastro de Joaquim Levy. No outro extremo, o agravamento do desemprego e da recessão pode levar o eleitorado petista a engrossar as manifestações pelo “fora Dilma”. Um senador petista, desolado, descrevia o quadro do governo Dilma Rousseff como o de um “paciente terminal”: “Uma hora para de funcionar um rim, dali a pouco é o coração que dá sinal de que vai pifar”.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30