xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 02/09/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

02 setembro 2015

Após sete altas, Copom mantém Selic em 14,25% ao ano

juros-menores

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu hoje (2) manter a Selic, taxa básica de juros da economia, em 14,25% ao ano. O BC confirmou as previsões do mercado ao suspender o aperto monetário, após um ciclo de sete altas seguidas. Na última reunião, o Copom elevou a Selic em 0,5 ponto percentual, fazendo-a retornar ao nivel de outubro de 2006.

O Copom já havia indicado, em comunicado, que a taxa básica de juros ficaria inalterada daqui para a frente. “O comitê entende que a manutenção desse patamar da taxa básica de juros, por período suficientemente prolongado, é necessária para a convergência da inflação para a meta no final de 2016”. A meta da inflação, estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,5%.

Há uma margem de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. O teto da meta, portanto, é 6,5%. Para 2015, a estimativa da equipe econômica é que a inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará o ano acima do teto, em 9,25% Até julho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumula alta de 9,56% em 12 meses.

A taxa Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter a inflação sob controle. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida. Os juros mais altos causam reflexos nos preços, porque as taxas elevadas encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Agência Brasil

Sejus firma parceria com faculdades para doação de livros

 

bibliotecateoA Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) firma parceria com as faculdades de Fortaleza para receber doação de livros que irão ampliar o acervo das bibliotecas das unidades prisionais. O projeto é executado pela Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe) e já conta com a adesão de duas faculdades: Faculdade Cearense (FAC) e Faculdades Nordeste (Fanor).

A ideia do projeto é promover uma semana de doação por semestre para arrecadar livros destinados as unidades prisionais. O foco são os novos alunos que podem doar os livros utilizados na preparação para o vestibular. "É uma ação para consolidar a leitura como instrumento de ressocialização dos internos, ampliando e reforçando o acervo das bibliotecas dentro das unidades", pontua a coordenadora da Cispe, Cristiane Gadelha.

Os livros do acervo de cada biblioteca poderão entrar na lista do projeto Livro Aberto, que possibilita a remição da pena pela leitura. A cada mês, os apenados podem ler um livro e remir até quatro dias de suas penas. A Cispe mantém uma campanha permanente de arrecadação de livros. Informações: 3101.7725

 

Assessoria de Comunicação da Sejus
Camille Soares

Juazeiro teve média de um homicídio a cada dos dias em agosto

armascariri2

Juazeiro do Norte teve méda de um homicídio a cada dois dias, segundo dados da Polícia Militar. Em Agosto, a PM registrou 15 homicídios, sendo o segundo mês do ano com maior número de mortes até agora em 2015. Fevereiro teve 21 assassinatos.  
Nesta terça-feira (1), cinco adolescentes foram flagrados com uma arma de fogo, em Juazeiro do Norte. O grupo foi localizado no bairro Frei Damião após denúncias de que estavam ameaçando pessoas na Rua Padre Germano. Com a chegada da Polícia Militar ao local, os adolescentes tentaram se desfazer de um revólver taurus, calibre 32, desmuniciado. Os envolvidos, com idades entre 15 e 17 anos, foram apresentados na delegacia de Polícia Civil.
Esse é apenas um dos motivos de tamanha violência nesta cidade. O tráfico de drogas é outro.
(Fonte: 2º BPM)

flavio pinto

Dnocs e UFCA buscam acordo

ufc

Icó A Chefia de Gabinete da Reitoria e a Diretoria de Articulação e Relações Institucionais da Universidade Federal do Ceará no Cariri, estudantes e servidores docentes e técnico-administrativos do Instituto de Estudos do Semiárido estiveram reunidos na última sexta-feira com a diretoria do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), na sede do órgão, em Fortaleza, para tratar da viabilidade de cessão de terreno para construção do Campus Icó.

O evento contou com a presença do diretor geral do Dnocs, Walter Gomes de Sousa, do assessor do senador Eunício Oliveira, Edson Guimarães, e do representante do município de Icó, Jaime Alencar.

Localização

A Universidade está solicitando uma área de 20 hectares em local que o Dnocs negou, ao justificar que se trata de uma área de proteção ambiental. Conforme a professora Poliana Luna, o que é importante é encontrar uma área que satisfaça tecnicamente a instalação do centro universitário, levando-se em consideração questões como a localização e o acesso para os alunos.

Aspectos legais

Após as discussões, nas quais o diretor geral do Dnocs ressaltou o apoio da instituição ao pleito, ficou definido em comum acordo que as instituições enviarão equipes técnicas até a cidade de Icó para, juntas, definirem uma área que esteja dentro dos padrões funcionais, respeitando as normas de repasse de terras públicas federais no que concerne aos aspectos legais e ambientais.

As duas instituições marcaram, a princípio, o dia oito de setembro para a visita. A Diretoria de Infraestrutura da UFCA e técnicos do Dnocs realizarão estudos de áreas adequadas à referida cessão.

Diario do Nordeste - Regional

Paralisações afetam população

grevejudiciario

Iguatu Greves de servidores públicos estaduais e federais se espalham pela Capital e Interior do Estado. Ontem pela manhã, começou a paralisação dos servidores da Justiça estadual. Soma-se esse movimento às greves na Justiça Federal, na Justiça do Trabalho e nas agências do INSS. O funcionamento parcial dos órgãos públicos afeta a vida do sertanejo prorrogando o atendimento às suas necessidades. Já o funcionalismo reclama de direitos que não assegurados.

A greve dos servidores do Judiciário estadual foi iniciada ontem pela manhã com manifestação no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza, e nas comarcas das maiores cidades do Interior. Os coordenadores do movimento avaliam inicialmente uma adesão de 80% da categoria, respeitando a manutenção de 30% dos servidores. "Temos uma avaliação positiva, acima das nossas expectativas", disse Roberto Eudes, coordenador geral do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Ceará (SindJustiça).

O SindJustiça criticou a decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) de determinar o corte de ponto dos servidores que aderiram à paralisação. "Acreditamos que isso não pode ser feito, pois respeitamos os 30% de manutenção dos serviços e os casos de urgência", disse Roberto Eudes. "Ingressamos com mandado de Segurança e vamos aguardar a decisão".

A direção do SindJustiça critica a falta de diálogo por parte do TJCE e não aceita o argumento de crise financeira. "Há dinheiro para luxo, renovação de frota de carro dos desembargadores, vantagens para os juízes, mas para os servidores só tem ameaça", disse Roberto Eudes. "A falta de negociação, essa queda de braço só vai trazer prejuízo para toda a sociedade".

O diretor Pedro Hélker Alcântara disse que inicialmente os servidores reivindicavam apenas o item de adequação da jornada de trabalho para 7 horas corrida, conforme resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) "Para este ano não iríamos reivindicar nada financeiro", frisou. "Mas, infelizmente, o acordo que havia com a presidência foi rompido".

Segundo Alcântara, os servidores teriam melhor qualidade de vida e iria produzir mais, alcançando meta definida pelo CNJ, se a jornada de trabalho fosse corrida, cabendo ao TJCE decidir se aplicar em turno único ou dois turnos. "De todos os tribunais no Brasil, apenas cinco não observam as sete horas corridas, e o Ceará é um deles", destacou. "O expediente de protocolo e de distribuição permaneceria até as 18 horas".

A pauta de reivindicação dos servidores inclui a adequação de jornada de trabalho a partir da implantação de sete horas corridas, pagamento de ascensões funcionais, extensão de gratificações, igualdade do auxílio alimentação entre juízes e servidores, fim da terceirização e a contratação de concursados, além da participação efetiva de servidores em todas as comissões que discutam direitos e deveres da categoria.

Inicialmente, a greve dos servidores do Judiciário estadual é por 15 dias, mas esse prazo poderá ser ampliado. "Vai depender de avaliação do movimento", disse Eudes. Segundo Alcântara, há distorções que precisam ser corrigidas de direitos assegurados em lei. "O adicional de especialização e a gratificação de estímulo ao interior (GEI) não estão sendo observados", disse. "Em cem comarcas ocorre o pagamento, mas em outras não e servidores novos e removidos recentemente não recebem a GEI".

No âmbito do poder judiciário, os oficiais de Justiça que estavam em estado de greve no último mês aderiram ontem à paralisação e só atendem 40 mandados por oficial por mês, mas a decisão do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus) é de cumprir apenas os mandados de urgência a partir de amanhã, dia 3, caso não ocorra acordo com o TJCE. Em Iguatu, a Justiça do Trabalho está funcionando regularmente, pois só há dois servidores de carreira, os demais são cedidos por outros órgãos. A Justiça Federal paralisou parcialmente e só as audiências estão sendo realizadas.

Nas comarcas da Justiça Estadual no Sertão Central o atendimento é normal. Quixadá é polo regional do Tribunal de Justiça e do Tribunal do Trabalho. Quem precisar de atendimento desses órgãos nas 11 cidades assistidas por elas terá que aguardar por tempo indeterminado. Apenas 30% dos servidores federais estão trabalhando.

Parcial

No Cariri, os oficiais de Justiça lotados nas comarcas da região aderiram à greve de acordo com as orientações do Sindojus, e o mesmo ocorreu com parte dos servidores efetivos do TJCE. A paralisação é parcial na maioria das comarcas. Em Sobral, cidade polo da região Norte, o juiz da 1ª Vara do Fórum de Justiça informou que não há adesão dos servidores e que o trabalho transcorreu sem alteração, ontem.

A Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça divulgou nota em que lamenta a decisão dos servidores em deflagrar o estado de greve, reconhece a legitimidade da manifestação nos termos constitucionais, porém, com fundamento no Enunciado Administrativo nº 15 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), informa que procederá o desconto da remuneração dos servidores que se ausentarem do trabalho.

O TJCE tranquiliza ainda a população informando que, mesmo com parte dos servidores tendo paralisado suas atividades, os serviços seguem funcionando normalmente. Sobre os pleitos apresentados pelos sindicatos, o TJCE reafirma que os contatos entre a direção das entidades de classe e a administração do TJCE tem sido constante, com transparência, inclusive as finanças do Poder Judiciário que continuará em negociação, dentro dos limites da disponibilidade orçamentária do ano de 2015.

Mais informações:

Tribunal de Justiça do Ceará

Fone: (85) 3207. 7060

Sindicato dos Servidores do Judiciário: (85) 3218. 1077

Diario do Nordeste - Regional

Ceará passará a ter voo para China com apenas uma escala

 

cearachina

Governador Camilo Santana continua em visita a empresários chineses

O governador Camilo Santana participou nesta quarta-feira (2), durante o terceiro dia da missão comercial na China, de quatro encontros com empresas dos setores de tecnologia (incluindo smartphones), navios e aviação civil. Em uma delas, com os presidentes das empresas Hainan Airlines e Azul Linhas Aéreas (também proprietária da TAP), foi assinado
um termo de cooperação entre as companhias aéreas para voos entre o Ceará – e outros estados - e Pequim via Lisboa, com o objetivo de encurtar o tempo de viagem entre os dois locais.
Atualmente, os voos partindo de Fortaleza fazem duas escalas para chegar a China. Com o acordo, a viagem será realizada com apenas uma escala, que será realizada na capital portuguesa. “Tivemos um dia muito produtivo. Nesta mesma reunião com a Hainan, que pertence a um dos maiores grupos de investidores na área do turismo, a companhia reafirmou o interesse na concessão do aeroporto de Fortaleza. Além disso, apresentei ainda o projeto do Acquario do Ceará e eles se mostraram impressionados”, disse o governador Camilo Santana, ressaltando que a empresa também atua no ramo de hotelaria.
Reuniões
Na primeira agenda do dia em Pequim, o governador e o ministro da Defesa, Jacques Wagner, visitaram a empresa Huawei, terceira maior companhia de smartphone do mundo e que já possui fábrica em São Paulo. A intensão, segundo eles, é expandir os negócios para outros estados brasileiros. Além dela, a comitiva brasileira na China se reuniu com a CSIC (China Shipbuilding Industry Corporation), que fabrica navios civis e militares e tem interesse de ampliar suas bases industriais para outros países, e com representantes da Academia Chinesa de Tecnologia espacial da China Aerospace Science & Industry Corooration - CAST of CASIC.
(Governo do Ceará)

Ministério Público e Assembleia firmam convênio para ampliação da defesa do consumidor no interior do estado

mpce

O Ministério Público Estadual e a Assembleia Legislatva assinaram convênio entre os dos órgãos, através do Decon e o Procon da Assembleia para ampliação do atendimento de defesa do consumidor no interior do estado. A assinatura do documento aconteceu nesta quarta-feira (2), entre o procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado e o deputado Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa.

O convênio tem como objetivo estabelecer mecanismos de atuação conjunta e integrada para atender interesses relacionados ao efetivo cumprimento das normas de proteção e de defesa dos consumidores. Também será possível, a partir da parceria, a implementação da base de dados do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) no PROCON e a integração dos processos. Além disso, O DECON receberá os processos instaurados no PROCON que não tenham sido atendidos pelos fornecedores. Dessa forma, será possível a aplicação de sanções administrativas previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC) e na lei de criação do órgão ministerial.

"Estamos ampliando os serviços de proteção e defesa dos interesses e direitos dos consumidores cearenses, porque este convênio automaticamente vai conferir um maior grau de efetividade nas decisões aqui do Procon. Não solucionando aqui ou não propícios ao entendimento na área do fornecedor, o feito poderá ser remetido ao DECON para aplicação das efetivas sanções", explicou Ricardo Machado.

A promotora de Justiça Ann Celly Sampaio destacou que o convênio é mais uma vitória da defesa do consumidor, pois permitirá a ampliação do atendimento para outras cidades do interior. O MPCE mantém DECONs em seis cidades do interior do Estado e para a promotora "a Assembleia tem condições de estar em vários outras cidades, fazendo a defesa do consumidor chegar a locais menos acessíveis", citou. "Nós da defesa do consumidor ajudamos a uma coletividade de pessoas que não tem ideia  do que a gente faz para defendê-los. Ganhamos ajudando as pessoas e isso não tem preço", afirmou Ann Celly Sampaio.

(MPCE)

Secretária de Saúde nega fechamento do Hospital Tasso Jereissati

 

CelsolealMarcleide Nascimento é secretária de Saúde de Juazeiro do Norte. (Foto: Flávio Pinto)

"O setor de traumatologia e exames de Raio X do Hospital Tasso Jereissati em Juazeiro do Norte atende uma média de 70 pessoas por dia e vai continuar recebendo os pacientes normalmente. (sic)". A informação é da secretária de Saúde, Marcleide Nascimento, através da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Juazeiro do Norte.
Segundo a nota divulgada nesta quarta-feira (2), Marcleide Nascimento nega as informações repassadas à imprensa pelos servidores do Hospital Tasso Jereissati (antigo Estefânia). De acordo com relatos de funcionários ouvidos por esse blog, eles teriam sido comunicados verbalmente na segunda (31/8), da decisão do prefeito Raimundo Macedo (PMDB) de fechar até o final deste mês o Hospital Tasso Jereissati.
Ainda conforme a nota, a secretária Marcleide Nascimento comunica que haverá apenas a transferência dos 14 leitos de retaguarda da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Limoeiro para a moderna e recém-construída enfermaria do Hospital São Lucas passando para 28 a capacidade de acolhimento.
"A intenção de Raimundão é criar condições de funcionamento de um setor para a realização de cirurgias eletivas no Hospital Tasso Jereissati e este garantiu que jamais passou por sua cabeça a idéia de fechamento do mesmo. Seu desejo é inaugurar em dezembro 80 leitos de enfermarias no HTJ devolvendo-o por completo aos juazeirenses. Segundo ele, a transferência da retaguarda da UPA Limoeiro para o São Lucas será efetivada a partir da próxima sexta-feira, dia 4 de setembro, com melhores condições de acompanhamento. (sic)", diz a nota.

10 hours ago|flavio pinto

60 ml pessoas no encerramento dos festejos de Nossa Senhora da Penha

 

penha

Fotos: Divulgação.

 

Deputado Zé Aílton Brasil participou dos festejos.

O Crato encerrou nesta terça (1), os festejos da padroeira do da cidade,  Nossa Senhora da Penha. A festa, que contou com a participação de mais de 60 mil pessoas, nas ruas da cidade, entre elas empresários e políticos devotos da santa. A festa teve o apoio da administração cratense, por meio de diversos órgãos do município. "A presença das famílias virou tradição nessa festa de encerramento. Hoje estou aqui com meus familiares e amigos participando desse momento de fé", disse o deputado Zé Aílton Brasil.
O evento é um marco para o Crato, pelos 270 anos da chegada da imagem de Nossa Senhora da Penha à localidade, além dos 247 anos de paróquia. Desde cedo, devotos chegavam à praça. Mais dois importantes eventos foram acrescentados na programação, iniciada desde o último dia 22. O I Passeio Ciclístico e a I Cavalgada de Nossa Senhora da Penha contaram com o acompanhamento dos agentes de trânsito, garantindo mais segurança para a população e os participantes.
A celebração final, na praça da Sé, foi presidida pelo bispo diocesano do Crato, dom Fernando Panico. O padre Edmilson Neves afirma que o evento este ano surpreende pela grande participação popular, a fé e a devoção à Nossa Senhora da Penha, cuja imagem chegou ao Crato antes mesmo da cidade ser criada. A santa é também padroeira da Diocese.

flavio pinto

Casa Branca obtém apoio suficiente do Senado para acordo com Irã

whitehouse

O presidente norte-americano, Barack Obama, conseguiu hoje (2) reunir apoio suficiente do Congresso para garantir a aplicação do acordo internacional sobre o programa nuclear do Irã, quando um 34º senador anunciou votar a favor. A maioria dos congressistas norte-americanos opõe-se ao acordo, que aliviará sanções económicas impostas a Teerão enquanto impede o Irã de prosseguir o seu programa nuclear. Muitos republicanos advertem que o Irã avançará dissimuladamente para a construção da bomba atómica.

Se o Congresso aprovar uma resolução que desaprove o acordo, Obama irá vetá-la. Para ultrapassar o veto presidencial, será necessária uma maioria de dois terços, tanto no Senado, como na Câmara dos Representantes. Com o apoio da senadora democrata Barbara Mikulski, o acordo conta agora com 34 apoiantes no Senado – o número necessário para manter o veto de Obama.

Mikulski disse hoje que, apesar de o acordo não ser perfeito, concluiu que “este Plano Conjunto de Ação Abrangente é a melhor opção disponível para impedir o Irã de ter uma bomba nuclear”.
“O Congresso deve também reiterar o nosso empenho na segurança de Israel”, acrescentou.

Os republicanos estão unidos na oposição ao acordo com o Irã, e dois senadores democratas seniores – Chuck Schumer e Robert Menendez – opõem-se-lhe igualmente, bem como alguns democratas na Câmara dos Representantes, entre os quais Steve Israel, o elemento judeu de mais elevada hierarquia daquela câmara.

O Congresso deverá votar o acordo até ao final deste mês.

Da Agência Lusa

Iniciativas estimulam alemães a abrigar refugiados em suas casas

 

Com o crescente número de imigrantes que chegam à Alemanha fugindo da violência de seus países e a superlotação de abrigos, cidadãos e governo buscam soluções de moradia.

alemanha_refugDepois de abrigar um refugiado em sua casa, alemães criaram site para que amigos fizessem o mesmo (Foto: Jean paul pastorguzmn/flchtlinge willkommen)

Diante do crescente número de refugiados chegando diariamente à Alemanha e a superlotação de abrigos temporários do país, iniciativas da sociedade civil e do governo têm buscado novas formas de abrigar esses imigrantes, inclusive oferecendo moradia temporária na casa de alemães.

 

É o caso do Flüchtlinge Willkommen ("Bem-vindos, Refugiados", em alemão), que funciona como o popular site Airbnb - mas que, em vez de turistas, é voltado para quem se sentiu obrigado a deixar seu país.

Desde novembro, o Flüchtlinge Willkommen já intermediou o aluguel de 80 quatros na Alemanha e recebeu mais de 1,5 mil ofertas de pessoas que desejam abrigar refugiados.

O portal surgiu quando três jovens de Berlim decidiram oferecer um quarto vago no seu apartamento.

"Ia fazer intercâmbio no Egito e precisava alugar meu quarto durante esse período. Já acompanhava a situação dos refugiados havia algum tempo e tive a ideia de proporcionar uma nova casa a alguém, já que faltam abrigos para quem pede asilo atualmente", disse Mareike Geiling, uma das fundadoras do site, ao jornal Spiegel Online.

Seus colegas de apartamento, Jonas Kakosche e Golde Ebding, aprovaram a proposta, e os três recolheram doações com amigos e familiares para bancar o aluguel do quarto.

Em duas semanas, já tinham o suficiente para seis meses de aluguel. Bastou, então, encontrar o novo morador.

"Um amigo nos apresentou ao Bakary, um ourives que fugiu do Mali e vivia nas ruas de Berlim. No mesmo dia, ele se mudou para o nosso apartamento", contou Geiling.

A experiência deu certo, e eles desenvolveram um site para que amigos pudessem fazer o mesmo.

O Flüchtlinge Willkommen acabou se tornando a primeira plataforma online de aluguel de quartos do tipo.

A iniciativa já tem adeptos também na Áustria, onde o projeto foi lançado em janeiro passado. Pelo site austríaco, já foram intermediados mais de 40 quartos.

Financiamento coletivo
O processo para quem deseja disponibilizar um quarto é simples. Primeiro, é preciso preencher um formulário no site sobre o apartamento e seus moradores.

A partir de então, parceiros locais procuram refugiados que mais se adaptam ao perfil do grupo e intermediam o contato. Se ambos concordarem, o quarto é alugado.

O aluguel pode ser pago de diferentes formas. Muitas vezes, é usado o auxílio mensal para moradia oferecido pelos governos de Estados alemães para refugiados em situação legal.

O valor do benefício varia conforme o tamanho e a região do apartamento.

Os criadores do Flüchtlinge Willkommen também sugerem o sistema de financiamento coletivo, em que cidadãos podem fazer microdoações para pagar a estadia.

Outras iniciativas

 

Além do Flüchtlinge Willkommen, há outras iniciativas que intermedeiam não somente o aluguel de quartos para refugiados, mas também de apartamentos.

Em Berlim, o Trabalho de Assistência e Juventude Luterana (EJF, na sigla em alemão) foi a organização escolhida pelo Departamento Estadual para Saúde e Assuntos Sociais (LaGeSo) para administrar esse sistema de aluguéis.

O processo é um pouco mais burocrático do que o do Flüchtlinge Willkommen. Os interessados precisam, primeiro, entrar em contato por telefone com a central do EJF.

Depois, os funcionários da organização analisam as informações, enviadas por escrito, sobre o espaço oferecido.

Caso o local seja considerado apropriado, três famílias ou refugiados, juntamente com um intérprete, fazem uma visita para conhecer o imóvel. O proprietário escolhe entre eles quem ficará no apartamento.

Se o proprietário desejar cobrar pelo aluguel, a LaGeSo fica responsável pelo pagamento e das despesas adicionais.

Desde janeiro até julho, o EJF já intermediou o aluguel de 81 apartamentos e quartos na capital alemã.

A porta-voz do EJF, Julie von Stülpnagel, ressaltou à BBC Brasil, porém, que essas moradias são destinadas somente a requerentes de asilo que possuem permissão para ficar no país, mas ainda não foram reconhecidos oficialmente como refugiados.

Só vontade não basta
Com o aumento do interesse de alemães em receberem refugiados em casa, a organização alemã de direitos humanos Pro Asyl (Pró-Asilo) fez um alerta: apenas a solidariedade não é suficiente para o sucesso dessa experiência.

A organização destacou que refugiados têm vontades próprias, nem todos são abertos e simpáticos e que é preciso ter isso em mente na hora de decidir dividir uma casa.

A ONG recomendou ainda que os interessados levem também em consideração que muitos refugiados vêm de contextos culturais diferentes e que alguns sofreram traumas em seu país ou durante a viagem.

Por isso, muitos precisam morar em locais que ofereçam na vizinhança determinados serviços voltados para eles, como apoio psicológico ou de assessoria para pedidos de asilo.

Clarissa NeherDe Berlim para a BBC Brasil

Grupo Odebrecht é condenado em R$ 50 milhões por trabalho escravo em obras em Angola

odebrechtSÃO PAULO - A 2ª Vara da Justiça do Trabalho em Araraquara, no interior paulista, condenou o Grupo Odebrecht ao pagamento de R$ 50 milhões a título de indenização por danos morais coletivos por reduzir trabalhadores a condição análoga à escravidão, mediante aliciamento e tráfico internacional de pessoas, nas obras da construção de uma usina de açúcar em Angola, na África. Segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), a decisão representa a maior condenação por trabalho escravo da história brasileira. Cabe recurso.

O inquérito contra o grupo Odebrecht - formado pela Construtora Norberto Odebrecht S.A., pela Odebrecht Serviços de Exportação S.A. (antes denominada Olex Importação e Exportação S.A.) e pela Odebrecht Agroindustrial S.A. (antes denominada ETH Bioenergia) - foi instaurado pelo procurador Rafael de Araújo Gomes a partir da publicação de uma série de reportagens pela BBC Brasil sobre a existência de inúmeras condenações proferidas pela Justiça do Trabalho no Brasil em favor de trabalhadores brasileiros contratados pela empreiteira na cidade de Américo Brasiliense, também em São Paulo, submetidos a condições degradantes de trabalho em Angola.

De acordo com o MPT, as obras da usina pertenciam à Biocom/Companhia de Bioenergia de Angola Ltda., empresa angolana que tem entre os sócios a Odebrecht Angola (empresa do grupo multinacional brasileiro) e a Damer Industria S.A., de propriedade de dois generais e do vice-presidente daquele país.

Em Angola, segundo as reclamações trabalhistas, vários operários adoeceram, alguns com suspeita de febre tifoide, em razão das péssimas instalações sanitárias nas obras e das condições de higiene precárias na cozinha do canteiro. Os trabalhadores relataram , por exemplo, que como os banheiros eram distantes do local de trabalho e permaneciam sempre cheios e entupidos, vários operários eram obrigados a evacuar no mato. Além disso, a água consumida não era potável, e a comida, muitas vezes estragada. Na cozinha, segundo os operários, era comum a presença de ratos e baratas.

Na obra havia cerca de 400 trabalhadores vindos de Américo Brasiliense contratados, entre 2010 e 2014, pela Pirâmide Assistência Técnica Ltda., prestadora de serviços da Biocom, e uma outra empresa, a W. Líder.

Além das condições degradantes de trabalho, os trabalhadores recrutados foram submetidos ao aliciamento, primeiramente em território nacional e depois no exterior, o que configura tráfico de seres humanos. Para isso, as duas empresas trouxeram trabalhadores das cidades de Cocos, na Bahia, São José da Lage e União dos Palmares, em Alagoas; Alto do Piquiri, no Paraná; e Alto Araguaia, no Mato Grosso; e os enviaram a Américo Brasiliense e São José da Barra, onde houve a contratação e o envio dos operários para Angola. Em solo africano, os trabalhadores entravam apenas com o visto ordinário nos passaportes, válido por 30 dias, e que a contratação sempre ocorria em período indeterminado.

Segundo o MPT, também em Angola os trabalhadores brasileiros foram também submetidos ao cerceamento de sua liberdade, com apropriação de documentos como passaportes e carteiras de identificação, e ameaças mediante guardas armados no canteiro de obras.

A sentença, proferida pelo juiz Carlos Alberto Frigieri, determina que o Grupo Odebrecht deixe de "realizar, promover, estimular ou contribuir à submissão de trabalhadores à condição análoga a de escravo", sob pena de multa diária de R$ 200 mil, "não utilize em seus empreendimentos no exterior mão de obra contratada no Brasil enviada ao país estrangeiro sem o visto de trabalho já concedido pelo governo local", sob pena de multa diária de R$ 120 mil, e que não realize intermediação de mão de obra com o envolvimento de aliciadores, com multa de R$ 100 mil diariamente.

A indenização será revertida para projetos e iniciativas indicados pelo MPT e à publicidade da decisão em dois grandes veículos de comunicação após o trânsito em julgado.

Agência O Globo

Senado reduz limite aprovado pela Câmara para doação de empresas


senadoCâmara aprovou até R$ 20 mi para partidos; Senado reduziu para R$ 10 mi.
Decisão do Senado manteve proibição de doação de empresa a candidatos.


O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira (2), em votação simbólica, o texto-base do projeto que reduz para R$ 10 milhões o limite de doação de empresas a partidos políticos. Os senadores alteraram o texto aprovado pela Câmara, que previa um limite de R$ 20 milhões.
Os senadores ainda terão de votar as propostas de alteração a trechos do texto-base. Após a conclusão da votação, se os senadores mantiverem as alterações no texto que veio da Câmara, o projeto terá de passar por nova análise dos deputados. Na Câmara, o projeto foi aprovado como um complemento à proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma política.

De acordo com o texto aprovado no Senado, as empresas ficam proibidas de doar a candidatos, mas podem doar a partidos políticos. Essas doações das pessoas jurídicas para os partidos devem ser de até 2% da receita da empresa no ano anterior à doação, considerando que o valor máximo é de R$ 10 milhões.
Além disso, a proposta estabelece que cada partido pode receber doações de até 0,5% da receita da empresa doadora. Ou seja, caso a empresa opte por doar o teto de 2% da receita, o valor deverá estar diluído entre ao menos quatro siglas.
Pelo texto, as pessoas físicas podem fazer doações, a candidatos ou partidos, de um valor que seja de até 10% dos rendimentos que elas tiveram no ano anterior à eleição.

 

Votação
Para tentar agilizar a votação, o relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR), propôs que o plenário aprovasse o texto-base e disse que, logo em seguida, as primeiras emendas a serem discutidas seriam as tratam do financiamento de campanha – tema mais polêmico da proposta.
O relator informou que ele mesmo apresentou uma sugestão de alteração ao texto para tirar o limite de doação feita por pessoa física e acabar com a possibilidade de financiamento privado de campanha.  Segundo Jucá, o relatório apresentado por ele reflete a posição da comissão especial que discute a reforma política.
Em seguida, o senador Roberto Requião(PMDB-PR) elogiou a possibilidade de acabar com o financiamento por parte das empresas. “Pessoa jurídica não é cidadão, não tem cidadania”, disse.
Para o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), o financiamento de campanha por empresas é uma boa possibilidade. “Não há problema nenhum que pessoas jurídicas possam doar. Eu já recebi doação de pessoas jurídicas, e não por isso meu mandato é meio mandato, é vinculado”, disse.

Laís AlegrettiDo G1, em Brasília

Ex-chefe da CIA propõe utilizar Al-Qaeda contra Estado Islâmico

davipetraeusO ex-chefe da CIA David Petraeus disse nesta terça-feira que os Estados Unidos deveriam trabalhar com alguns membros da Al-Qaeda para enfrentar o grupo Estado Islâmico (EI) na Síria.

Em uma declaração à CNN, Petraeus disse que alguns membros da Al-Qaeda, ligados ao grupo Al-Nosra, poderiam ser convencidos a lutar com os Estados Unidos contra o EI.

"Não devemos, sob qualquer circunstância, tentar cooptar a Al-Norsa, mas sim alguns combatentes individuais, considerando que o grupo atua hoje de forma mais oportunista do que norteado por razões ideológicas".

Petraeus argumenta que combatentes dispostos a renunciar à Al-Nosra, ao Estado Islâmico e ao presidente sírio Bashar al-Assad poderiam ser chamados.

David Petraeus tornou-se um nome conhecido nos Estados Unidos depois de comandar tropas no Iraque em 2007. Na época, políticos americanos o apontaram como responsável por salvar o esforço de uma guerra conturbada.

Nessa operação, o general convenceu combatentes sunitas a abandonar a Al-Qaeda para trabalhar com militares americanos.

O anúncio feito nesta terça-feira ocorre depois de uma publicação do The Daily Beast apontando a ironia de os Estados Unidos trabalharem com pessoas ligadas à Al-Qaeda, grupo responsável pelos ataques de 11 de Setembro, que desencadearam a guerra ao terror declarada pelos EUA.

O jornal The Daily Beast afirmou que muitos oficiais americanos consideram a ideia de Petraeus politicamente problemática, quase impossível de ser implementada e arriscada do ponto de vista estratégico.

Petraeus disse à CNN que utilizar combatentes da Al-Nosra requer o surgimento de grupos de oposição muito mais moderados e, ao mesmo tempo, a intensificação da pressão militar sobre os grupos extremistas.

AFP

PF afirma que esquema de Dirceu movimentou R$ 59 mi em propinas

 

dirceu_mat

(Foto: Estadão Conteúdo)
Relatórios de investigação da Polícia Federal indicam que o esquema de corrupção atribuído ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu movimentou mais de R$ 59 milhões em propinas. A PF estima que o valor pode ultrapassar os R$ 84 milhões.
O ex-ministro foi indiciado nesta terça-feira, 1, pelos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além dele, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e outros 12 investigados na Operação Pixuleco - desdobramento da Lava Jato - foram enquadrados pela PF.
"Esta fase da operação se concentrou na investigação de pagadores e recebedores de vantagens indevidas oriundas de contratos com o Poder Público, alcançando beneficiários finais e 'laranjas' utilizados nas transações", destaca a Polícia Federal.

Influência
De acordo com o relatório de investigação da PF, o ex-ministro 'capitaneava quadrilha'. Segundo o documento subscrito pelo delegado Márcio Adriano Anselmo, da força-tarefa da Operação Lava Jato, Dirceu não perdeu influência mesmo depois de perder a cadeira de ministro mais poderoso do governo Lula, em 2005, no auge do escândalo do Mensalão.
"Observa-se portanto que o fato de ter deixado o posto de ministro da Casa Civil e a cassação do mandato de deputado federal não serviram para retirar do investigado José Dirceu todo o poder político que o mesmo angariou no primeiro mandato do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, sendo o homem forte do primeiro mandato", assinala a PF no relatório em que indicia o ex-ministro, Vaccari e mais 12 investigados por corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa e falsidade ideológica.
A PF invoca a ministra Carmem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF) em seu voto no julgamento da Ação Penal 470 (Mensalão). "O dinheiro é para o crime o que o sangue é para a veia. Se não circular com volume e sem obstáculo, não temos esquemas como esse", disse a ministra, na ocasião.
"E aqui no presente caso o que se observa é que o dinheiro jorra abundante, seja pelas artérias da Petrobras, seja por meio de pequenos vasos sanguíneos irrigando toda sorte de 'pequenos' corruptos", afirmou o delegado.
O ponto central da investigação que culminou com o enquadramento penal de Dirceu é sua empresa, a JD Assessoria e Consultoria, que movimentou R$ 34 milhões entre 2009 e 2014. A PF suspeita que o maior volume desses recursos tenha tido origem em pagamentos de empreiteiras para as quais Dirceu abriu as portas, inclusive, na Petrobras.
A PF ressalta que "sequer o fato de responder à ação penal do Mensalão, na condição de réu junto ao Supremo (Tribunal Federal), lhe retirou os clientes das vultosas consultorias vazias. É possível identificar, até aqui, o recebimento, por José Dirceu e outros membros da quadrilha por ele capitaneada."
Em um trecho do relatório de indiciamento, a PF destaca a ligação do ex-ministro com empresário Fernando Moura, lobista ligado ao PT. Também cita o delator Milton Pascowitch, pivô da Operação Pixuleco, que levou Dirceu para a prisão no dia 3 de agosto - Pascowitch denunciou o esquema de propinas supostamente liderado por Dirceu.

Estadão Conteúdo

Deslocamentos humanos - Por: Emerson Monteiro

Pesquisas históricas dão conta de grandes acontecimentos em andamento quando o formigueiro humano da Terra se agita e principia correr mundo à cata de melhores dias. Espécies de sintoma de outros eventos, estudiosos avaliam essa verificação em face de modificações geopolíticas indícios de adaptações aos critérios das leis universais, razão de aparente intranquilidade, porém característica dos sistemas, seres dos rebanhos vivos em larga escala.

Nos séculos recentes, fins do século 18, com a Revolução Francesa; século 19, com guerras napoleônicas e outras guerras de conquista comandadas, sobretudo, pelos ingleses; e século 20, com duas grandes guerras e dezenas de guerras de conquista dos recentes impérios russo e americano, o tal sintoma de efervescência das populações na face do Planeta representa por demais readaptações e realojamentos das massas, que significam constatações dos pesquisadores de que novos tempos se processam nos concertos das nações.

Hoje as notícias predominam fruto das guerras do Oriente Próximo, havendo deslocamentos coletivos de forma ordeira, no entanto destituídos de organização, ou previsão, ou transferências de capitais ou consumidores em potencial. Grupos extremistas dominaram seus países antes politicamente estruturados e agora feitos em cacos. As tradições perdem o sentido e os traços de civilização que antes havia somem debaixo da barbárie equipada de armamentos supermodernos, desnorteando as comunidades que, perdidas, recorrem ao refúgio dos lugares em paz, no rumo de salvação imediata.

Profetas falam disso, dessa intranquilidade, quais sinais de mudanças e transformações profundas a ocorrer no longo das eras. A Europa, epicentro dos impactos anteriores de tantos povos espalhados na distância, que carreara riquezas mil ao seu território, indo saquear os povos afastados, ora defronta a imprevisibilidade de marcas deixadas noutros tempos, na Ásia, na América, na África, Oceania.

O Velho Continente, corredor de tantas dores nas maiores guerras do passado, atravessa, pois, imenso enigma a resolver, de crise enorme da Humanidade, que lhe mostra imigrantes pacíficos que aportam em levas à busca de lenitivo. Valores clássicos acumulados na forma de conhecimento mostrarão as respostas urgentes ao grito de socorro que lhes apresentam nesta difícil ocasião que envolve todos nós.

Solenidade de Nossa Senhora da Penha atrai milhares de fiéis a Sé Catedral – por Patrícia Silva

Aumenta a cada ano o número de fiéis que lotam interior da catedral,  átrio e Praça da Sé. Em 2015 os fiéis se solidarizaram com Dom Fernando Panico, em face das calúnias feitas por uma minoria contra o bispo diocesano e fizeram o 1º Passeio Ciclístico e a 1ª Cavalgada de Nossa Senhora da Penha. 
Abrindo o mês de setembro e encerrando a festa da padroeira da Diocese de Crato, centenas de fiéis participaram na manhã de hoje, 1, da Solenidade de Nossa Senhora da Penha, que foi presidida por Dom Fernando Panico e concelebrada por vários padres da Diocese de Crato, na Sé Catedral, em Crato- CE. 
A organização estima que aproximadamente 50 a 60 mil pessoas participem da programação festiva deste dia que, além da Solenidade, contará também com mais uma Santa Missa, Consagração a Nossa Senhora da Penha, Procissão e Bênção do Santíssimo.
Neste ano a festa de Nossa Senhora da Penha recordou os 270 anos da chegada da imagem da padroeira diocesana ao Crato, fato histórico que inspirou o novenário e reavivou a presença maternal de Maria na fé do povo católico do interior do Ceará.
Segundo Dom Fernando os louvores à padroeira reafirmam a intercessão de Maria pela Diocese centenária. “Maria continua apontando a caminhada desta Diocese para o seu rumo certo, que é Jesus: o caminho a verdade e a vida. Ao longo do caminho podem acontecer, como qualquer situação da vida, realidades de angústias e sofrimentos, mas a fé ilumina nossa caminhada e estes momentos são superados na certeza de que Deus é fiel e Maria está sempre ao nosso lado, como Mãe solícita para nos dizer: “Fazei tudo o que Ele vos disser (Jo 2, 5)”. 
A Festa de Nossa Senhora da Penha, em todos os anos, conta com um grande número de participação dos fiéis, mas este ano superou toda a expectativa, segundo a organização. “Isso prova que a Igreja não é uma instituição humana, que pode ser manipulada por meios políticos ou outros, mas sim é a pedra angular, onde só Jesus é o Senhor”, explica Dom Fernando.
Dentro da dinâmica de evangelização, a edição 2015 da festividade trouxe novidades como o 1º Passeio Ciclístico Nossa Senhora da Penha e a 1ª Cavalgada Nossa Senhora da Penha. Momentos que já deixam os fiéis com saudades, como afirma a devota Eliane Tavares, que participou das comemorações em todos os dias. “Já sinto saudades. A festa foi muito boa, muita santa. Levarei para minha vida muitas coisas boas de tudo o que vivenciei aqui”.
Abaixo, a decoração que os funcionários da Cúria Diocesana fizeram em frente ao Palácio Episcopal para saudar a passagem da procissão,  realizada no final da tarde, que contou com uma multidão calculada em mais de 50 mil fiéis.



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31