xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 21/08/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

21 agosto 2015

Servidores do Judiciário mantêm greve e marcam manifestação para terça-feira

greve-judiciario

Servidores do Judiciário no Distrito Federal decidiram, em assembleia na tarde de hoje (21), continuar em greve. Eles marcaram para a próxima terça-feira (25) uma manifestação em frente ao Congresso Nacional contra o veto da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que previa reajuste salarial da categoria entre 53% e 78,56%.

“Nós estamos lutando e fazendo todo um trabalho de convencimento para que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), marque uma sessão do Congresso Nacional para terça-feira [25] ou quarta-feira [26], e coloque o veto em votação”, disse o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Distrito Federal (Sindjus), José Rodrigues Costa.

Segundo Rodrigues, os servidores rejeitam a proposta de reajuste definida na semana passada entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Ministério do Planejamento. Ela prevê que o reajuste individual oscile entre 16,5% e 41,47% e seja pago em oito parcelas semestrais, a partir de janeiro de 2016.

“Uma proposta totalmente inviável, que não repõe a inflação pregressa, nem a futura. Isso é uma aberração, que deixa os servidores cada vez mais indignados”. De acordo com Rodrigues, a mobilização dos servidores deve continuar neste fim de semana nas bases eleitorais dos parlamentares e em aeroportos. Ele disse que estão previstas também conversas com deputados e senadores no Congresso Nacional, a partir de segunda-feira (24).

Editor Aécio Amado

Da Agência Brasil|

Maluf terá de pagar indenização de R$ 128,6 milhões à Prefeitura de São Paulo

maladinheiro

“Deputado federal e ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf terá de pagar indenização de R$ 128,6 milhões à prefeitura por ter usado um símbolo de sua campanha eleitoral como marca oficial da cidade durante seu mandato na prefeitura (1993-1996). A decisão é do juiz Fausto José Martins Seabra, da 3ª Vara de Fazenda Pública.

Maluf foi condenado por improbidade administrativa neste caso em 2006, após uma ação popular. A Justiça considerou que ele fez promoção pessoal com recursos públicos, ao adotar como símbolo da administração municipal o desenho de um trevo de quatro folhas formado por quatro corações.

Foi o mesmo símbolo que ele utilizou em sua campanha eleitoral em 1992, quando elegeu-se prefeito. Todos os recursos de Maluf foram negados e a discussão agora era somente sobre os critérios de cálculo da indenização. A assessoria de Maluf disse que seus advogados vão recorrer da decisão a instâncias superiores.

Por meio de nota, a prefeitura de São Paulo disse que vai adotar “as medidas necessárias para identificar bens do ex-prefeito que possam ser bloqueados para garantir o pagamento da indenização”.

(Agência Brasil)

Mais seis mortes por dengue são confirmadas no Ceará

dengue2

A dengue provocou mais seis mortes esta semana no Ceará, e mais 2.118 casos foram confirmados nos últimos sete dias. Já chega a 54 o número total de óbitos e 44.003 casos confirmados no Estado, em 164 municípios. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (21) pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

Foram notificados 754 casos graves, destes, 91,9% foram confirmados. A média de idade dos óbitos confirmados é de 25 anos. E o mês que apresentou o maior número de mortes e casos graves confirmados foi maio.

Ainda conforme a Sesa, em 2014, 41.684 casos de dengue foram notificados, em 183 (99,5%) municípios. Destes, 18.243 casos se confirmaram, em 146 (79,3%) municípios.

(O POVO Online)

Casa Branca anuncia morte do número dois do Estado Islâmico

whitehouse

O número dois do grupo extremista Estado Islâmico (EI) foi morto durante um ataque aéreo dos Estados Unidos no norte do Iraque, informou nesta sexta-feira (21) a Casa Branca.

O Conselho Nacional de Segurança identificou o militante morto como Fadhil Ahmad al-Hayali, também conhecido como Haji Mutaz.

As forças de defesa dos Estados Unidos explicaram que Al-Hayali morreu junto com um operacional do grupo, conhecido como Abu Abdullah, na terça-feira (18), durante ataque contra um veículo perto da cidade de Mossul.

A Casa Branca descreveu Al-Hayali como membro do Conselho Governativo do Estado Islâmico e “principal coordenador para o transporte de grandes quantidades de armas, explosivos, veículos e pessoas entre o Iraque e a Síria”.

“Fadhil Ahmad al-Hayali apoiou as operações do grupo em ambos os países e foi responsável pelas operações do Estado Islâmico no Iraque nos últimos dois anos”, afirmou a Casa Branca, acrescentando que, antes de pertencer ao grupo extremista, Al-Hayali fazia parte da facção iraquiana da Al-Qaeda.

(Agência Brasil)

Governador Camilo Santana inaugura duas Unidades Básicas de Saúde da Família em Várzea Alegre

 

ubsf_varzea_alegre_2015

Construída com recursos do Governo Federal, no valor global de R$ 1 milhão, as duas unidades Básicas de Saúde da Família receberam investimentos de R$ 202 mil do Governo do Estado em equipamentos, como cadeiras autoclave, odontológicas, central de nebulização, mesas ginecológicas e armários de frios, de um conjunto de 41 itens.  As UBSF serão inauguradas neste sábado às 14h, em Várzea Alegre, na região do Cariri.

A cidade inaugurou em 2012 uma Unidade Básica de Saúde construída pelo Governo do Estado, no valor de R$ 178,660,00, e recebeu dois veículos doados pela Secretaria da Saúde do Estado para apoiar as ações da atenção básica de saúde.

A destinação e utilização dos recursos liberados pelo Estado foram definidas em novembro de 2013 pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB-CE), formada pela Secretaria da Saúde do Estado e gestores municipais de saúde. Para os municípios receberem os recursos, os critérios são bem claros.

1- Adesão aos consórcios públicos de saúde. Os consórcios são uma estratégia de gestão adotada pelo governo do Estado, por meio da Sesa, para a gestão das policlínicas e Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs regionais), construídas pelo Estado.

2- Cobertura da Saúde da Família igual ou superior a 70%, calculados com base nos dados do Relatório do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde  de 2012, deduzidos os três meses de menor cobertura, com o percentual arredondado para 70% quando a cobertura atingir o intervalo entre 69,5% e 69,9%.

3- Percentual de recém nascido de mães com sete ou mais consultas de pré natal igual ou acima de 57,8% ( média estadual), de acordo com Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc/ 2012). Quando a cobertura ficar no intervalo entre 57,5% e 57,7% o percentual é arredondado para 57,8%.

No parágrafo único da Resolução da CIB-CE está destacado que os municípios que possuem menos de 10 equipes de Saúde da Família receberão recursos para aquisição de um kit de equipamentos e um veículo. Já os que têm de 11 a 20 equipes receberão recursos para aquisição de dois kits de equipamentos e dois veículos. Os municípios com mais de 20 equipes terão recursos para a aquisição de três kits de equipamentos e três veículos, baseado em dados de agosto de 2013 do relatório do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde.

Ao todo, 168 Unidades Básicas de Saúde da Família de 123 municípios de diferentes regiões receberam novos equipamentos com recursos do Governo do Estado, no valor total de R$24.469.000,00.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde do Ceará

No Crato - Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia discute a homofobia

 

Audiencialgbt

A audiência foi realizada no auditório do Sesc-Crato. (Foto: Flávio Pinto)

A Comissão dos Direitros Humanos da Assembleia Legislativa do Ceará (CDHAL), sob a presidência do deputado estadual  Zé Aílton Brasil (PP), realizou nesta sexta-feira (21), no auditório do Sesc, no Crato, uma Audiência Pública, onde foram discutidas questões sobre a diversidade sexual. O evento também fez parte do Programa Ceará de Cidadania Contra a Homofobia, do Governo do Estado e antecedeu a abertura da 12ª Edição da Parada da Diversidade Sexual do Crato.
No encontro foram debatidos temas importantes como a conscientização, a saúde e os direitos dos homossexuais, bem como uma convivência pacífica e harmoniosa com os heterossexuais.
A audiência que teve como tema: "Tratar da luta contra a homofobia" foi provocada pelo presidente da (CDHAL), Zé Aílton Brasil e contou com a participação do relator da comissão, deputado Renato Roseno (Psol) e estiveram presentes aos debates a secretária estadual de Política Sobre as Drogas, Mirian Sobreira (madrinha da Parada da Diversidade 2015), os vereadores Amadeu de Freitas (PT), Fernando Brasil (PP), o sindicalista Júnior Matos, o representante da OAB, Dr, Sangeorgi, al´´em de alunos e representantes ligadas aos direitos da comunidade LGBT.

flavio pinto

Seminário sobre tecnologia debate desenvolvimento e oportunidades para o setor

TI_Ceara

 

Os incentivos e os impactos das políticas públicas em Tecnologia da Informação e Comunicação serão debatidos durante o “Seminário +TICeará: Conhecimento, Oportunidades e Desenvolvimento em um só lugar”, na próxima segunda-feira, dia 24/8, na Assembleia Legislativa. O assunto fará parte do primeiro painel, com início às 10h30, e terá como palestrantes o diretor do CTI Renato Archer, Victor Mammana, e ainda o representante da Angola Cables - empresa líder em circuitos de voz e dados por cabos submarinos de fibra óptica, Antonio Nunes.

Farão parte da mesa o presidente da Etice, Adalberto de Paula Pessoa, o presidente da Citinova, Tarcísio Pequeno, e o presidente da Câmara Setorial de TIC/Adece, Márcio Braga. Os painéis seguintes discorrerão sobre Inovação e Desenvolvimento (14 horas) e Estratégias e Oportunidades (16 horas). Instituições como M.Dias Branco, Pague Menos, BSPAR, Secrel, Universidade Federal do Ceará, Instituto Federal do Ceará, Universidade de Fortaleza, Banco do Nordeste, Companhia Siderúrgica do Pecém, Unimed Fortaleza e Lanlink participarão das discussões sobre as potencialidades para o setor com foco em inovação, capital humano e políticas de fomento e incentivo.

Há no Estado cerca de mil empresas dedicadas exclusivamente à TIC com bom rendimento. Destas, 10 já faturam mais de R$ 500 milhões. Mesmo assim, há muitos entraves que barram o desenvolvimento da área no Estado e que serão discutidos no evento. A ideia é formalizar um programa unificado e integrado de ações e políticas públicas de TIC para o Ceará.

Realização

O “Seminário +TICeará: Conhecimento, Oportunidades e Desenvolvimento em só lugar” é uma realização da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado (Secitece), Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), Câmara Setorial de TIC da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece), Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice) e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio).

Serviço:

Seminário +TICeará | Conhecimento, Oportunidades e Desenvolvimento em um só lugar

Data: 24 de agosto de 2015

Horário: 8h30

Local: Assembleia Legislativa do Ceará

Auditório Dep. João Frederico Ferreira Gomes – Anexo II

(Rua Barbosa de Freitas S/N – Dionísio Torres – Fortaleza/CE)

Mais informações: (85) 3101-6466

Inscrições através do site da Secitece (www.sct.ce.gov.br) ou diretamente no link: http://eventos.sct.ce.gov.br/inscricoes/inscricoesSeminario/create

Programação:

08h30min – Credenciamento

09h - 10h – Solenidade de abertura

10h30min – 12h: Painel I - Políticas Públicas de TIC

Palestrantes:

Victor Mammana - Diretor do CTI Renato Archer

Antonio Nunes - Angola Cables

Debatedores:

Adalberto de Paula Pessoa - Presidente da Etice

Tarcísio Pequeno - Presidente da Citinova

Márcio Braga - Presidente da Câmara Setorial de TIC/ Adece

**Intervalo

14h – 16h: Painel II – Inovação e Desenvolvimento

Painelistas:

representantes do M.Dias Branco, Pague Menos, BSPAR, Secrel, Universidade Federal do Ceará

Moderador: Prof. Antônio de Barros Serra (IFCE)

Relator: Márcio Braga (CSTIC)

16h– 18h: Painel III – Estratégias e Oportunidades

Painelistas:

representantes do Banco do Nordeste do Brasil, Companhia Siderúrgica do Pecém, UNIMED Fortaleza, Lanlink e Universidade de Fortaleza

Moderador: Prof. Joaquim Celestino Junior (UECE)

Relator: Wagner Forte (Fecomércio)

 

Assessoria de Imprensa da Secitece

Evento faz tributo ao Mestre Noza

mestrenoza2

Juazeiro do Norte. As Universidades Federais do Ceará e do Cariri realizam, hoje (21), "Tributo ao Mestre Noza", no Memorial Padre Cícero, neste município, com o intuito de celebrar o artista e a arte desenvolvida por ele. A abertura acontecerá às 15h30 com uma mesa redonda mediada pelos professores Weber dos Anjos e Renato Casimiro, além do pesquisador Geová Sobreira.

À noite, será aberta a exposição com peças de xilogravura e esculturas. O material exposto pertence ao acervo pessoal do pesquisador Geová. Haverá originais de seis mestres da xilogravura de Juazeiro: Mestre Noza, Antônio Batista, Damásio Paulo, João Pereira, Walderêdo Gonçalves e Manoel Lopes.

O tributo trará dez esculturas de Inocêncio Medeiros da Costa, mais conhecido como Mestre Noza. O artesão talhou a cultura nordestina para o mundo em xilogravuras e esculturas. Dentre o material exposto, com destaque para o Padre Cícero de dez centímetros e peças de Lampião e Maria Bonita, ambos feitos pelo artesão, a mostra trará dois álbuns de xilogravuras do Mestre Noza, editado em 1962.

Para Geová Sobreira, o tributo será uma oportunidade para as pessoas entrarem em contato com peças de alto valor artístico. "A grande importância é ver a capacidade criativa, a instrumentação mínima possível e mesmo assim conseguir produzir obras de arte de valor inimaginável". A reitora da UFCA, professora Suely Salgueiro Chacon, ressalta que o "Mestre Noza catalisa para sua arte a cultura popular e a fé do povo desse lugar. Esse momento de celebração é, portanto, profundamente significativo para a região", destacou.

O reitor em exercício da UFC, Henry de Holanda Campos, em texto assinado no catálogo da exposição, disse que "a exposição vem retemperar a memória dos que valorizam suas raízes e ratificar o reconhecimento da Instituição acadêmica àquelas manifestações mais representativas de nossa cultura".

Livro

O Tributo contará, também, com a obra "Noza: o escultor do Padre Cícero", organizada pelo pesquisador Gilmar de Carvalho e publicada em 2014. O livro reúne a coleção de 59 esculturas de Noza, pertencentes a Renato Casimiro e doadas para o acervo do Museu de Arte da UFC. Os exemplares da obra serão doados para instituições educacionais e culturais da região do Cariri. Atualmente, a maior parte de suas obras está no Museu de Arte da UFC e no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (USP).

André Costa
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Unidades prisionais do Estado são destaque internacional no tratamento à população LGBT

lgbtbandeira

O bom tratamento dado à população LGBT nas unidades prisionais cearenses foi destaque no jornal francês Liberation. A matéria foi produzida pelo jornalista francês Philippe Castetbon em sua visita à Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Jucá Neto (CPPL III), onde a Secretaria da da Justiça e Cidadania do Estado tem um projeto com a população LGBT em privação de liberdade.

A ideia da reportagem começou quando o fotógrafo e jornalista francês Philippe Castetbon, que esteve em Fortaleza em junho deste ano com a exposição fotográfica “Condenados – no meu país, minha sexualidade é um crime”, visitou a unidade prisional. O jornalista entrevistou internos homossexuais, travestis e transexuais que participam do projeto“Meninas que encantam“, que desenvolve atividades lúdicas com este público na unidade.

Além de participar das atividades do programa, os internos têm uma cela separada no presídio e recebem tratamento digno, que respeite a sexualidade de todos. Ações como exigir o cabelo curto ou outras atitudes discriminatórias e homofóbicas não são toleradas na unidade.

Na reportagem, Castetbon destaca que : "todos usam o mesmo uniforme: uma camisa branca e short laranja ou verdes. Mas alguns, para trazer um toque de feminilidade, cortam as mangas ou a gola da camisa para torná-la mais irregulares. Outros transformam a bermuda em minishort". E revela o depoimento do interno: "Nós éramos invisíveis, aqui ganhamos a nossa visibilidade e somos os atores dessa conquista. Lutamos para obter o respeito dos outros internos em uma estrutura penal historicamente machista e homofóbica. Nós quebramos o silêncio".

De acordo com o repórter do Libération, a iniciativa é uma “verdadeira tomada de posição política”, em um país em que “60% das pessoas são cristãs e onde a igreja evangélica, reacionária e conservadora, se amplia principalmente nas favelas”. O jornal também aponta que com a prática da atividade “Meninas que encantam”, diminuiu a violência na unidade e é considerada positiva em um país que apresenta números alarmantes de ataques de caráter homofóbico.

 

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil

Dia do Folclore é celebrado com tradição popular

Reisado_Juazeiro_do_Norte

Um mês de homenagem ao Dia do Folclore, lembrado em 22 de agosto, levando a seis cidades cearenses o melhor das manifestações culturais populares. Até a próxima semana, o Serviço Social do Comércio oferece o programa "Ao Gosto Popular", para valorizar a cultura de cada lugar e incentivar apresentações das tradições.

O projeto reúne espetáculos em Sobral, Juazeiro do Norte, Fortaleza, Quixeramobim, Crateús, São Gonçalo do Amarante e Ibiapina.

A programação, gratuita, acontece até 28 de agosto e conta com a apresentação de grupos de tradição popular, cortejos, reisados, lançamento de livro, apresentações musicais, exposições e oficinas, além de levar às pessoas um intercâmbio cultural. No âmbito regional e sociocultural, Ao Gosto Popular tem o objetivo de valorizar a cultura de cada lugar e incentivar apresentações de tradição popular.

O papel desse projeto é também difundir os costumes, valores e memórias de cada região, propiciando ao público conhecer e valorizar o que é sé próprio.

Pluralidade

É diverso o caldeirão cultural. Tem o vaqueiro, mestre seleito, jangadeiro e as rendeiras no Litoral. O Cariri traz seus mestres, cordéis, brincantes, tradição e modernidade nos territórios encantados da identidade cultural. O projeto tem o objetivo dedicar espaço aos indivíduos e grupos da linguagem oral, contemplando memórias, saberes e fazeres.

Desse modo, praças, escolas, terreiros e as unidades do Sesc no Interior e na Capital tornam-se a vitrine da cultura popular tradicional.

Um decreto lei criou em 1965 o Dia do Folclore, considerado de grande importância crescente dos estudos das manifestações populares nos aspectos antropológico, social e artístico.

Nesta sexta-feira, o Sesc realiza mais uma edição do projeto "De noite com a história" em Juazeiro do Norte. Destinada a crianças de 7 a 14 anos, a programação acontece das 17h, do dia 21, às 6h, do dia seguinte, com atividades culturais na Colina do Horto. O acesso é gratuito.

Realizado desde 2012, o projeto conta com encontros trimestrais e uma equipe formada por 20 professores.

O objetivo é levar uma noite cultural às crianças que acompanham os pais em seus trabalhos noturnos, como festas, bares e barracas localizadas no entorno. A programação reúne contação de história, gincana, cinema com pipoca, espaço para leitura, apresentação artística e visita ao Museu Vivo Padre Cícero. Na edição deste mês, também participam alunos das escolas de ensino fundamental José Sabiá e Professora Maria de Lourdes, além da ONG Projeto Cafuné no Coração. A iniciativa busca atender cerca de 150 pessoas, por meio de atividades que proporcionam o conhecimento através das artpor meio das artes, fazendo a troca de saberes de forma divertida, conduzindo em um passeio pela história.

Espetáculo musical

No próximo sábado (22), o Sesc apresenta o grupo musical Abanda. A programação, do projeto Sesc Instrumental, acontece a partir das 10h no Teatro Violeta Arraes, em Nova Olinda. O acesso é gratuito. Formado por músicos da Fundação Casa Grande, o grupo traz em sua trajetória um repertório que dialoga com o cenário visual e sonoro da região do Cariri.

Composto por Aécio Diniz (contra baixo e percussão), Alan Cardoso (guitarra e percussão), Hélio Filho (bateria e percussão) e Augusto Diniz (percussão), o grupo passeia pelo universo lúdico e singular do terreiro chamado "A casa", contando em forma de música, as lendas e histórias do Cariri Encantado.

No Crato, Filme do cineasta Eduardo Coutinho será apresentado dentro da programação do Cinemarana. Na próxima segunda-feira (24), será exibido "Cabra marcado para morrer" através da mostra "De 1964 a 1985: A Ditadura Militar Brasileira vista pelo cinema", que está em cartaz na Unidade Crato do Sesc desde o início de julho.

Como parte do projeto Cinemarana, a Mostra acontece com exibições às segundas-feiras, sempre às 19h. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é de 14 anos.

Documentário

Do cineasta Eduardo Coutinho, o filme se passa em 1964 e fala sobre a vida de João Pedro Teixeira, líder da Liga Camponesa de Sapé (PB), assassinado por latifundiários, que inclui uma reconstituição ficcional do evento político que  levou a sua morte.

Encerrando a Mostra, é exibido "A memória que me contam", de Lúcia Murat, no dia 31. A trama traz um grupo de amigos que resistiu à ditadura militar e se reencontra para reavaliar o passado.

Programação

Ao Gosto Popular

De 21 a 28 de agosto

Sobral, Juazeiro do Norte, Fortaleza, Quixeramobim, Crateús, São Gonçalo do Amarante, Ibiapina

Sesc Instrumental com Abanda

Nova Olinda

Dia 22/08

Local: Teatro Violeta Arraes, Casa Grande (Avenida Jeremias Pereira, 444 - Nova Olinda)

Horário: 10h

Informações: (88) 3512.3355

Exposição

Juazeiro do Norte

Em cartaz até 10/09

Conexão arte e feminismo: "Vagina, orai por nobis"

Local: Galeria de Artes da Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)

Informações: (88) 3512.3355

CINEMARANA

Crato

Mostra "De 1964 a 1985: A Ditadura Militar Brasileira vista pelo cinema"

Local: Auditório Adalberto Vamozi - Unidade Crato do Sesc (Rua André Cartaxo, 443)

Dia 24 a 32/08

Cabra marcado para morrer

(Dir. Eduardo Coutinho, Brasil, 1984, 119min)

Entrada: gratuita

Classificação indicativa: 14 anos

Informações: (88) 3523.4444

Cine Sesc

SOBRAL

Dia 21 - "Lunchbox"

Classificação indicativa: 12 anos

Dia 28 - "O Congresso Futurista"

Classificação indicativa: livre

CINEMATÓGRAFO

Juazeiro do Norte

Dia 26 Lutas: a verdade na resistência

Filme: Nenhum lugar para ir

Classificação indicativa: Livre

5º encontro Sesc Povos do Mar

De 18 a 22/08

Caucaia

Local: Colônia Ecológica Sesc Iparana (Av. José de Alencar, 150 - Caucaia)

Período: 18 a 22/8

Informações: (85) 3318.4918 ou 0800 275 5250.

Diario do Nordeste - Regional

Camargo Corrêa firma acordo para devolução de R$ 700 milhões


Empreiteira investigada na Lava Jato fez acordo de leniência com o MPF.
Dinheiro deve ser devolvido para empresas públicas lesadas por crimes.

LavaJato1
A empreiteira Camargo Corrêa, investigada na Lava Jato, vai devolver R$ 700 milhões para empresas de capital público lesadas por crimes descobertos na operação. O valor foi definido em um acordo de leniência entre a empresa e o Ministério Público Federal (MPF), para ressarcir a sociedade por crimes como cartel, fraude à licitação, corrupção e lavagem de dinheiro.

A informação, publicada na edição desta sexta-feira (21) do jornal "Folha de S. Paulo", foi divulgada em nota do MPF nesta tarde.

O acordo que admite essa série de crimes é complementar ao firmado no fim de julho entre a Camargo Corrêa, o MPF e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em que a empresa prestou informações sobre formação de cartel para a licitação da construção da Usina Angra 3 pela Eletronuclear.

O acordo foi costurado pela empresa e procuradores da força-tarefa da Lava Jato e é semelhante à delação premiada – porém, firmado com pessoas jurídicas que desejam cooperar com a Justiça.

Entre as condições está que a empresa colaboradora confesse a participação nos ilícitos, pague ressarcimento pelos prejuízos causados, e revele informações para as investigações.

Em nota, a construtora reafirmou "sua disposição de colaborar para o esclarecimento dos fatos" e "garantir um ambiente de negócios éticos, justos e sustentáveis". Disse também que as informações e documentos que estão sendo apresentados à autoridade são "fruto de investigações internas que vêm sendo conduzidas pela companhia". (veja nota na íntegra abaixo)

Ressarcimento
Na quarta-feira (19), a empresa firmou um Termo de Compromisso de Cessação de Prática, só com o Cade, e que prevê apenas a admissão de crime de cartel em licitações da Petrobras. Nesse documento, a Camargo Corrêa já havia concordado em pagar R$ 104 milhões de ressarcimento, que, somados a estes R$ 700 milhões, totalizam R$ 804 milhões a serem devolvidos pela empresa.

O MPF ressalva, porém, que mesmo com o pagamento destes valores, as empresas integradas por capital público vítimas das fraudes ainda podem buscar recuperar eventuais danos que não tenham sido satisfeitos pelo acordo.

Segundo o MPF, para concluir este acordo, a empreiteira se obrigou a entregar novas informações e produzir provas sobre os crimes, que devem ser utilizadas também para demonstrar ilícitos cometidos por outras empresas, agentes públicos e operadores ilegais do mercado financeiro.

Além disso, se comprometeu a implantar mecanismos de compliance com regras de combate à corrupção.

Livre de acusações
Devido ao acordo, a empresa ficará livre de acusações de improbidade administrativa em relação aos crimes admitidos. Além disso, o MPF não deve oferecer acusação criminal contra funcionários da empresa envolvidos nos crimes. O acordo não interfere nas delações premiadas firmadas individualmente por diretores.

Segundo o Cade, a indenização aos cofres públicos é a maior já estabelecida em um Termo de Compromisso de Cessação (TCC) – que suspende o processo administrativo contra a empresa em troca da confissão de culpa.

 

Este também é o primeiro acordo de cessação de conduta na investigação de cartel em licitações da Petrobras. A investigação pelo Cade faz parte da Operação Lava Jato.

Condenação
Três executivos afastados da Camargo Corrêa já foram condenados por crimes cometidos em contratos e aditivos com a Petrobras para as obras da Refinaria Getúlio Vargas (Repar), no Paraná; da Refinaria de Abreu e Lima (Renest), em Pernambuco; e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

São eles: Dalton Avancini (ex-presidente do Conselho de Administração), Eduardo Leite (ex-vice-presidente) e João Ricardo Auler (ex-presidente do Conselho de Administração). Todos se desligaram da empresa após serem presos, em novembro do ano passado, quando a 7ª fase da Operação Lava Jato foi deflagrada.

Leite a Avancini fecharam acordo de delação premiada e, por essa razão, têm benefícios, como a redução da pena. Os dois cumprem prisão domiciliar, com o monitoramento da tornozeleira eletrônica.

No caso de Auler, que não é delator, o juiz federal Sérgio Moro determinou que a tornozeleira eletrônica fosse retirada. As penas somadas dele chegam a 9 anos e 6 meses de reclusão.

NOTA DA CAMARGO CORRÊA
Coerente com a decisão de sua Administração de identificar e sanar irregularidades, a Construtora Camargo Corrêa firmou Acordo de Leniência com Ministério Público Federal em que se compromete a fornecer informações de sua conduta nos processos em investigação e também a reforçar com mecanismos modernos e eficazes seus programas de controle interno e compliance.

As informações e documentos que estão sendo apresentados à autoridade são resultado de investigações internas que vêm sendo conduzidas pela companhia, com auxílio de especialistas externos e auditoria forense independente. A Construtora Camargo Corrêa reafirma sua disposição de colaborar para o esclarecimento dos fatos, assumir responsabilidades com a adoção das medidas necessárias para corrigir desvios e garantir um ambiente de negócios éticos, justos e sustentáveis.

Fernando Castro e Thais KaniakDo G1 PR

Governo estuda elevar idade para benefício assistencial ao idoso

idosoh

Para promover mudanças estruturais nas contas públicas, o governo avalia a elevação de 65 para 67 anos a idade mínima para ter acesso ao benefício assistencial ao idoso. Previsto na Lei Orgânica da Assistência Social (Loas), o benefício garante o pagamento de um salário mínimo mensal às pessoas com 65 anos ou mais que não tenham meios de manter seu sustento e que, ao longo da vida, não tenham contribuído para o INSS.

Essa é uma das propostas que estão na mesa da Junta Orçamentária do governo federal na elaboração do projeto de Lei Orçamentária de 2016 que será enviado no final do mês ao Congresso Nacional.

Embora não tenha efeitos no curto prazo para diminuir a pressão sobre as despesas obrigatórias do governo, a avaliação da área econômica é de que quadro das contas públicas é muito grave e já não são mais suficientes apenas medidas de corte de despesas não obrigatórias. A junta é formada pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Segundo apurou o Broadcast, serviço de tempo real da Agência Estado, também está em discussão no governo a possibilidade de fixar uma idade mínima para a aposentadoria, além de novas medidas de aumento da carga tributária.

As medidas em análise pela presidente Dilma Rousseff são muito duras e, sobretudo impopulares, mas a avaliação dentro do governo é de que será preciso enfrentá-las para começar a mitigar os desequilíbrios estruturais das finanças públicas no País. A presidente tem dado apoio, avaliam autoridades da área econômica.

Está em análise também a possibilidade de envio ao Congresso de proposta para acabar com benefício fiscal para distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) para as grandes empresas. A medida, se adotada, faz as empresas pagarem mais impostos e pode render em torno de R$ 5 bilhões por ano.

O fim do incentivo, que permite as empresas abaterem das despesas a distribuição dos Juros sobre Capital Próprio chegou a ser incluído pela senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) na Medida Provisória (MP) 675, que trata de aumento da carga tributária dos bancos, mas foi retirada para não atrapalhar a sua tramitação.

Além de corte de programas, outras medidas de receita e venda de ativos fazem parte da análise da junta orçamentária, que pode voltar a se reunir neste fim de semana.

O quadro é considerado "gravíssimo" na avaliação de fontes econômicas. Sem essas medidas, o governo não consegue fechar as contas em 2016 na direção da meta de superávit primário do setor público de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB).

Os próximos quatro meses serão um período de grande desafio para o governo conseguir aprovar no Congresso Nacional as medidas necessárias, avaliou uma fonte. A presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), conversou nesta sexta-feira, 21, com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, para tratar das votações dos projetos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e do Orçamento de 2016.

A peemedebista pediu ao ministro para que o Congresso não seja surpreendido com novas medidas econômicas que, por exemplo, não constem das diretrizes orçamentárias. Também não quer votar os textos orçamentários sem ter acesso aos últimos dados de arrecadação da área econômica. Um acordo fechado no encontro vai permitir a inclusão de uma obra estruturante para cada Estado na LDO do próximo ano.

Os dois chegaram a discutir um eventual atraso na votação da LDO do próximo ano - que deveria ter sido apreciada até o meio do mês passado - para contemplar novas medidas a serem tomadas pelo governo. O ministro disse que, até setembro, o Executivo mandará ao Congresso a proposta de reforma do PIS/Cofins. Ele destacou na conversa que o ajuste não acabou. Essa é a preocupação central da equipe econômica para conseguir apoio dos parlamentares.

Na terça-feira, 25, haverá uma reunião entre Rose de Freitas, Nelson Barbosa, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e os relatores da LDO e da LOA de 2016, respectivamente, os deputados Ricardo Teobaldo (PTB-PE) e Ricardo Barros (PP-PR), com o objetivo de debater a melhor forma de conduzir essas questões. "Pedi essa unidade de ação para podermos chegar juntos a uma melhor situação para o País", disse Rose, ressalvando que essa ação não significa que o Congresso não vá discordar de decisões do Executivo.

Estadão Conteúdo

Tesouro Direto registra recorde de investidores cadastrados em julho

graficos-crescimento-positivo-setaO Tesouro Nacional informou na noite desta sexta-feira, 21, que bateu o recorde, em julho, de investidores cadastrados em um mês no programa Tesouro Direto ao somar 15.905 cadastros, um aumento de 138,4% ante julho do ano passado. Com o acréscimo, o Tesouro totalizou 536.979 investidores cadastrados no programa.

O volume total vendido em julho chegou a R$ 1,212 bilhão e as vendas líquidas, excluídos os resgates, totalizaram R$ 922,9 milhões. Segundo o Tesouro, os valores representam a segunda melhor marca da história do programa. A secretaria informou ainda que os títulos do Tesouro Direto mais procurados pelos investidores foram os indexados ao IPCA, com uma participação de 57,7%. Os títulos atrelados à Selic corresponderam a 32,5% e os prefixados a 9,8% do total. O Tesouro avaliou o resultado como bom.

Os títulos com vencimento entre 5 e 10 anos corresponderam a 48,6% em julho. As vendas de títulos com prazo entre 1 e 5 anos representam 38,9% do total. Já os papéis com vencimento acima de 10 anos correspondem a 12,5%.

O Tesouro destacou ainda que a presença considerável dos pequenos investidores com vendas até R$ 5 mil, que correspondeu a 66,2%. Segundo nota divulgada pelo Tesouro, o valor médio das operações foi de R$ 12 mil no mês passado.

O estoque registrou aumento, alcançando o montante de R$ 12,47 bilhões, uma alta de 6,1% em relação ao mês anterior e 41,8% ante julho de 2014. Segundo o Tesouro, os papéis remunerados pelo índice de preço respondem por 60,6% do estoque.

Em seguida, vêm os títulos prefixados, com participação de 21,1% e, por último, os títulos indexados à taxa Selic, com 18,3%. Do estoque, 47,1% dos papéis vencem entre 1 e 5 anos. Os títulos com prazo entre 5 e 10 anos são responsáveis por 33,3% e os com mais de 10 anos, a 16,1%. Apenas 3,5% dos títulos vencem em até 1 ano.

O Tesouro ressaltou a participação dos investidores. Segundo a secretaria, o número de investidores ativos bateu recorde com a marca de 11.410 e um crescimento de 342,6% ante julho de 2014. Também foi registrado um recorde no número de operações de vendas de títulos em um mês, com um crescimento de 22,9% em relação ao mês anterior e de 183,9% ante o mesmo período do ano passado. Foram registradas 98.712 operações em julho.

Por Rachel Gamarski | Estadão Conteúdo

Homem planta mais de mil girassóis para homenagear a esposa morta

 

girasol
Don Jaquish viveu os piores dias de sua vida no final de 2014. Acompanhou a luta de Babbette, sua esposa,  contra um câncer avassalador. Ao fim do ano, perdeu a companheira de vida e grande amor de sua vida. O norte-americano, porém, não desistiu de demonstrar todo seu amor.
Oito meses depois da morte de Babbette, ele encontrou uma forma de manter o sonho da mulher vivo e de homenageá-la de uma forma muito bonita. Antes de morrer, ela havia contado ao marido a ideia de vender sementes de girassóis para financiar pesquisas sobre o câncer.
Para dar visibilidade ao sonho de sua mulher, Don plantou mais de 100 hectares de girassóis — o que significa mais de mil flores plantadas! A ideia surgiu após ele ter começado a arrumar as coisas da mulher após a morte. Nelas, encontrou uma carta que dizia: “Siga sua vida e viva cada dia. Me sinta em cada manhã, cada vez que acordar e fizer café. Eu estarei aí para sempre”.
Inspirado pela mensagem que Babbette deixou, Don deu início às plantações e, posteriormente, ao projeto Babbette’s Seeds of Hope. Nele, coloca em prática exatamente a ideia de sua mulher de vender sementes e financiar pesquisas.

Super Incrível

Kim Jong-un mobiliza Coreia do Norte para a guerra

coreiadonorteO dirigente norte-coreano, Kim Jong-un, ordenou nesta sexta-feira às tropas do país que estejam preparadas para o combate na fronteira da península dividida, onde a tensão é grande, depois de uma troca de disparos entre as duas Coreias.

As forças sul-coreanas já estavam em alerta máximo depois do ultimato feito na quinta-feira por Pyongyang: Seul tem até sábado para cessar a guerra de propaganda na fronteira ou ficará exposta a operações militares da Coreia do Norte.

Esta não é a primeira vez que Kim Jong-Un faz uso da retórica bélica. Em 2013, o jovem dirigente norte-coreano já havia declarado "estado de guerra".

Os dois países permanecem tecnicamente em guerra há 65 anos porque o confronto da península da Coreia (1950-53) acabou com um simples cessar-fogo, que nunca foi formalizado por um tratado de paz.

A poderosa Comissão Central Militar (CCM) da Coreia do Norte, presidida por Kim Jong-un, apoiou na quinta-feira o ultimato e projetos de "ataques de represálias e contra-ataque ao longo de toda a fronteira".

Segundo a agência oficial norte-coreana KCNA, o líder do regime comunista ordenou que as unidades do Exército Popular Coreano (EPC) mobilizadas na fronteira intercoreana fortemente militarizada permaneçam em "estado de guerra" a partir das 17H00 locais desta sexta-feira (5H30 de Brasília).

Ato impensado

Os comandantes do Estado-Maior da Coreia do Sul exigiram que o EPC que se abstenha de "qualquer ato impensado" e advertiram que não ficarão de braços cruzados em caso de nova provocação.

"Já vimos isto em várias ocasiões, o que não quer dizer que não é perigoso", comentou Yoo Ho-seo, professor de Estudos Norte-Coreanos na Universidade Coreana de Seul.

"Existe uma verdadeira possibilidade de que este confronto leve a uma espécie de enfrentamento armado", disse.

Os sul-coreanos estão acostumados com a retórica belicista do país vizinho.

Vestida com uniforme militar, a presidente sul-coreana Park Geun-Hye discursou para um grupo de comandantes do exército e disse que não vai tolerar nenhuma provocação da Coreia do Norte.

Por sua vez, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon convocou nesta sexta-feira as duas Coreias a desacelerarem o aumento da tensão.

"Ban pede às partes que se abstenham de tomar novas medidas que possam incrementar as tensões", indicou seu porta-voz, Eri Kaneko.

O último ataque direto contra o Sul aconteceu em dezembro de 2010, quando a Coreia do Norte bombardeou a ilha sul-coreana de Yeonpyeong, ação que matou dois soldados e dois civis sul-coreanos. Seul disparou obuses contra posições norte-coreanas, o que provocou o temor de um conflito generalizado.

Minas terrestres

Seul acusa Pyongyang de ter provocado um tiroteio na quinta-feira ao abrir fogo em direção a um dos alto-falantes da fronteira. Seul respondeu com "dezenas" de obuses de artilharia de 155 mm.

Quase todos os projéteis disparados pelos dois lados caíram em suas partes respectivas da zona desmilitarizada (DMZ), que tem dois quilômetros dos dois lados da fronteira.

Os tiroteios na fronteira são raros, principalmente, segundo os analistas, pelo perigo de uma escalada repentina.

A situação já estava tensa desde o início de agosto, quando dois soldados sul-coreanos ficaram mutilados na explosão de minas terrestres quando patrulhavam a DMZ.

Seul acusa o Norte de ter colocado as minas no local e respondeu com a retomada de uma guerra de propaganda na fronteira, com o uso pela primeira vez em 11 anos dos alto-falantes instalados na região.

O ministério sul-coreano da Unificação anunciou que o acesso à zona industrial intercoreana de Kaesong, situada na parte norte-coreana da fronteira, será limitado a certos sul-coreanos.

Kaesong tem 53.000 funcionários norte-coreanos em 120 empresas sul-coreanas e este anúncio parece uma ameaça dissimulada de fechar completamente a zona industrial, uma preciosa fonte de divisas para o Norte.

A Guarda Costeira sul-coreana explicou que os pescadores das ilhas fronteiriças receberam a ordem de permanecer em terra por tempo indeterminado.

Estados Unidos, União Europeia e ONU expressaram preocupação com a situação.

AFP


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30