09 agosto 2015

De ânimo sempre mais forte - Por: Emerson Monteiro

Todos precisam levantar a cabeça e buscar forças internas, por vezes desconhecidas, mas de primordial importância na preservação do gosto de viver. As responsabilidades crescem a formar a consciência, razão da manutenção do espírito elevado à busca de valores e elementos úteis.

Jovens analisam o mercado e sentem a exiguidade dos instrumentos de quem dispõem para forjar objetivos. Sociedades padecem das providências administrativas insuficientes a responder aos desafios.

O modo de utilizar as normas do viver precisa do aprimoramento dos recursos, na força interna do ser. Ninguém há de negar que o progresso tecnológico propicia maravilhas aos humanos. A todo instante, novas fontes de poder trazem inovações. Em face disso, admitir potencialidades e saber utilizá-las torna-se fator vital de alegria e sobrevivência.

Antes de quaisquer atitudes negativas, portanto, concentrar esforços e escolher os caminhos melhores. Depois, o resultado indicará a espécie de geração espontânea para chegar sem apresentar instabilidades e com o equilíbrio justo na marcha da firmeza de continuar.

Preservar o espírito de vitória dentro das realidades escuras, sem reduzir o ânimo, eis a base da vitória no crescimento a que todos se submetem, jornada de viver com sabedoria e sucesso.

Guerras, inflação, dramas familiares, demais impasses temporárias, transformam-se toda hora, mudam nos contrários, nas experiências inevitáveis de integração e unidade. 

Religiosidade, filosofias de sentimentos agradáveis, amizade, beleza, arte, poesia, idealismo, esperança, altruísmo, revestem-se nos elementos válidos ao dispor, na procura pelo sentido.

Porquanto mestres indicam a direção, e existe a chance da felicidade enquanto formos seres inteligentes; amar com vigor a existência tal condição da paz no coração. Sintonizadas, as realizações nascem junto com o sol das manhãs, peças e movimento de igual sistema. 

Vivamos, pois, com intensidade o dom de partilhar tudo isso e trabalhar a melodia da Eternidade através da liderança de Si Mesmo, artífices do Universo que somos.