xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/07/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 julho 2015

Reajuste do Judiciário terá impacto de R$ 25,7 bilhões em três anos

dinheiromuito

O reajuste de 59% a 78% aprovado ontem (30) pelo Senado terá impacto de R$ 25,7 bilhões nos cofres públicos até 2018, informou hoje (1º) o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Em nota, o ministério classificou o reajuste de indefensável e informou que o governo buscará construir uma proposta alternativa.

De acordo com o Planejamento, o aumento para 117,5 mil servidores ativos e inativos do Judiciário custará R$ 1,5 bilhão este ano; R$ 5,3 bilhões, em 2016; e R$ 8,4 bilhões, em 2017 até atingir R$ 10,5 bilhões anuais a partir de 2018. Segundo o comunicado, o ministro Nelson Barbosa, que acompanha a presidenta Dilma Rousseff em visita oficial aos Estados Unidos, disse que a articulação de uma nova proposta de reajuste deverá envolver todos os Poderes e a sociedade.

O texto destaca que, entre 2005 e 2008, todas as carreiras do Judiciário tiveram reajustes próximos de 60%. Apesar de não ter havido aumento de 2009 a 2012, as carreiras foram contempladas com o reajuste de 15,8% concedido após as negociações com o funcionalismo federal em 2012 e pagos em parcelas anuais de 2013 a 2015. Este ano, ressaltou o Planejamento, a categoria teve aumento de 8,4%.

Segundo o ministério, a proposta aprovada pelo Congresso aumenta ainda mais as distorções salariais entre os servidores do Judiciário e do Poder Executivo. Atualmente, as carreiras do Judiciário ganham 60% a mais. Com a proposta, a diferença subiria para 170%.

Agência Brasil

Empresas e executivo negam envolvimento com a máfia de órteses e próteses

mafiadasprotesis

A CPI da Câmara dos Deputados que investiga a máfia das órteses e próteses ouviu hoje (1) um investigado e três testemunhas. Miguel Iskin, dono da Oscar Iskin, uma das empresas citadas na matéria exibida pelo Fantástico e que ensejou a investigação, estava convocado para ser ouvido hoje, mas ontem (30) conseguiu, pela terceira vez, evitar o depoimento, alegando que não teve acesso à documentação da comissão.

Ouvido hoje como investigado, Fernando Strehl, administrador da Strehl, alegou que a conversa gravada pela reportagem do Fantástico, na qual ele confirma a prática de pagar propina a médicos para que eles indiquem seus produtos, era uma “conversa de botequim”.

“Quando o jornalista se apresentou como médico, chegou pra mim com uma proposta de ganhar dinheiro. E só falava disso. Logo percebi que ele recém- formado. Vi que ele estava falando asneira e comecei a falar asneira com ele”, esclareceu Strehl.

O executivo negou ter participado de licitações fraudulentas e disse também que não foi beneficiado por liminares na justiça de Santa Catarina, estado onde atua.

Exibida em janeiro, a reportagem mostrou um esquema em que fabricantes de próteses pagam comissões para médicos prescreverem determinados produtos.

Segundo a denúncia, o esquema começa quando o paciente, depois de esperar pela cirurgia da rede pública, vai para uma consulta, na qual o médico indica um advogado que, com orçamentos falsos e procedimentos superfaturados, entra na Justiça pedindo liminar para obrigar o governo a pagar o procedimento.

Também foram ouvidos como testemunhas Maria Laura Galainena (Boston Scientific do Brasil Ltda), Gabriel Anselmo (Biocath Comércio de Produtos Hospitalares Ltda) e Alexandre Fontelles (Litormed Comercio de Produtos Medicos Ltda).

A maioria das testemunhas ouvidas ontem e hoje pela CPI negou o pagamento de propina a médicos ou hospitais e afirmou ter programas internos para evitar esse tipo de prática.

O presidente da CPI, deputado Geraldo Rezende (PMDB-MS), pediu ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), prorrogação do prazo para tentar ouvir mais investigados e testemunhas. A previsão para leitura do relatório é 8 de julho. O prazo para o fim da CPI é dia 17.

Relator da CPI, o deputado André Fufuca ( PEN-MA) informou que incluirá no relatório os que deixarem de ser ouvidos, de modo que o Ministério Públio e a Polícia Federal façam o pedido de investigação.

Agência Brasil

PF cumpre todos os mandados de busca e apreensão da Operação Vícios

pf

A Polícia Federal (PF) informou que cumpriu todos os mandados de busca e apreensão da Operação Vícios, deflagrada hoje (1º), em conjunto com a Casa da Moeda e a Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda, com base em investigações que começaram há dois anos.

Ao todo, foram cumpridos 23 mandados, sendo 17 no Rio de Janeiro, 1 em São Paulo e 5 em Brasília. A Operação Vícios teve a participação de cerca de 70 policiais federais e 12 servidores da Corregedoria Geral do Ministério da Fazenda (Coger/MF).

A primeira fase da investigação apurou os crimes de fraude em licitação, corrupção e associação criminosa com fortes indícios de direcionamento de processos licitatórios em que a empresa Sicpa Brasil Indústria de Tintas e Sistemas Ltda seria beneficiada, durante a implantação do sistema de controle da produção de bebidas (Sicobe), pela casa da Moeda e pela Receita Federal. Além disso, o benefício atingiria o processo de renovação do contrato.

Ainda de acordo com a PF, entre os investigados há pelo menos 10 servidores públicos da Casa da Moeda ou da Receita Federal. Na operação, foram apreendidas mídias, computadores e documentos, que serão analisados. A instituição disse que na residência de um dos servidores foi apreendida uma quantia equivalente a aproximadamente R$ 70 mil, em dinheiro.

Segundo a PF, pela Unidade de Auditoria Interna da Casa da Moeda, foi descoberta a existência de fraude em contrato de implantação, em 2008, do Sicobe. Conforme as investigações, que contaram ainda com apoio do Ministério Público Federal, nos últimos seis anos, o faturamento relativo à contratação foi superior a R$ 6 bilhões.

Já em propinas a servidores da Receita Federal e empregados da Casa da Moeda, os indícios apontam para o pagamento de aproximadamente R$ 100 milhões.

As apurações indicam também, segundo a PF, evidências de que a licitação, realizada entre 2014 e 2015, também foi fraudada para beneficiar a empresa.

Em nota a Sicpa negou que tenha cometido irregularidades. A companhia informou que desde 2008 tem cumprido todos os requisitos legais e operacionais do contrato com a Casa da Moeda.

“As concorrências em questão, em 2008 e 2013, foram procedimentos internacionais para avaliação de fornecedores, os quais a Sicpa venceu por notória especialização, devidamente amparada pela Lei de Licitações 8666. A Sicpa colaborará com as autoridades brasileiras e com a investigação em curso”, concluiu a nota. De acordo com a empresa, ela tem uma história de 37 anos no Brasil e está instalada no país com 28 filiais e cerca de mil funcionários.

A PF investiga ainda se a contratação do sistema de controle da produção de cigarros sofreu fraude semelhante.

Agência Brasil|

Autorizada perfuração de poços em comunidades de baixa renda

 

domingos-neto

“O Brasil gasta atualmente cerca de R$ 80 milhões por ano com operação carro-pipa para abastecer comunidades do Nordeste afetadas pela Seca. Este recurso seria melhor aplicado na constituição de novas fontes hídricas, como poços profundos, barragens subterrâneas para perenização de pequenos rios, pequenas barragens”, argumentou o líder do Pros na Câmara, Domingos Neto. Com tal colocação, ele conseguiu aprovar na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, relatório ao Projeto de Lei 999/15.

Esse relatório prevê a perfuração de poços comunitários em áreas rurais de baixa renda, quando declarada calamidade pública decorrente de estiagem. O texto, de autoria do deputado Valadares Filho, do PSB-SE, altera a legislação que trata do Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras Tecnologias Sociais de Acesso à Água (Programa Cisternas).

Em seu parecer, aprovado por unanimidade, Domingos Neto destacou que os poços artesianos se constituem, efetivamente, em uma medida elementar e de baixo custo, que pode ser adotada com o objetivo de garantir o mínimo de recursos hídricos capaz de permitir a permanência das pessoas em suas casas e evitar que a cada estiagem corresponda um período de sede, fome e sofrimento. O parlamentar lembrou que a infraestrutura de açudes e de adutoras implantada no semiárido não alcança todas as cidades nem grande parte das pequenas comunidades e populações rurais que se encontram mais dispersas. Nessas localidades, disse, o déficit hídrico é agravado pela escassez de alimentos, uma vez que, durante as estiagens, as atividades agrícolas de subsistência ficam prejudicadas.

O esgotamento permanente das reservas de água dos açudes e das cisternas que guardam a água das chuvas ressaltou o parlamentar, leva muitos municípios a dependerem do fornecimento por carros-pipa. Para não perpetuar uma situação que deve ser tomada como uma medida excepcional, Domingos Neto afirmou que a construção de poços artesianos comunitários nas comunidades rurais de baixa renda pode ajudar a resolver de forma perene o problema. Lembrando que o Nordeste se prepara para o quinto ano consecutivo de seca, Domingos Neto destacou projeto de lei de sua iniciativa que prevê a formação de consórcios municipais para aquisição de máquinas perfuratrizes. Embora reconheça a inevitabilidade do carro-pipa, no cenário atual, o deputado comparou a operação ao “processo de enxugar gelo”.

“É muito mais barato para o governo ter uma fonte de água, a partir de um poço profundo, que possa sustentar o sistema. Se investíssemos metade do que gastamos hoje em carros-pipa na perfuração de poços profundos, nos sistemas de barragens subterrâneas para perenização de pequenos rios, e no sistema de pequenos açudes e pequenos barreiros, não estaríamos sofrendo com a falta de água nem assistindo a continuidade disso que sabemos ser a verdadeira indústria da seca”, afirmou.

(Com Agências)

Uece promove XX Colação de Mestres e a XII Outorga Títulos de Doutores

uece

O Cine Teatro São Luiz será cenário de um evento ímpar da Universidade Estadual do Ceará (Uece), com a solenidade anual de Colação de Grau de Mestres e de Outorga de Título de Doutor, que acontece nesta quarta-feira, 1º de julho, às 18 horas. A Uece realiza esta cerimônia há exatos 19 anos. O evento é coordenado pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGPq).

Serão outorgados 47 títulos de doutor e 435 de mestres de todos os Centros, Instituto e Faculdades da Uece. O Centro de Ciências da Saúde (CCS) emitirá o maior número de títulos, 126, seguido pelo Centro de Humanidades, com 99, e o Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) com 82.

Para o reitor Jackson Sampaio, que preside a solenidade, nós temos hoje na universidade, uma nova estrutura acadêmica por excelência,  não se faz uma grande Instituição de Ensino Superior sem pós-graduação. Jackson Sampaio foi mais além, a UECE, nos seus 40 anos de  existência vem cumprido amplamente seu papel junto à comunidade cearense levando a universidade a assumir um novo perfil docente, em  condições de competir com qualquer universidade do país.

Os mestrandos em Linguística Aplicada somam o maior contingente por curso, 44, com os Mestrados Profissionais em Planejamento e  Políticas Públicas em segundo lugar, com 39 pós-graduandos, e o de Ensino na Saúde em terceiro, com 29.

Com relação aos doutorados, o da Faculdade de Veterinária (Favet), o mais antigo da Uece, que formou sua primeira turma em 1987, e tem conceito 6 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), irá formar cinco novos doutores. O doutorado em Biotecnologia, oferecido em rede pelo Renorbio, contará com 20 agraciados e 12 novos doutores em Saúde Coletiva entrarão no mercado
de trabalho.

Até 2014, a Uece já havia formado 293 doutores e 2.899 mestres. Atualmente, a Uece conta com 37 cursos de pós-graduação stricto sensu: 10 de doutorados, 17 de mestrados acadêmicos e 10  mestrados profissionais, que, juntos somam 1.796 alunos.

01.07.2015

Fátima Serpa
Assessora de Imprensa da Uece

Ceará lidera ranking nordestino de empregos no setor de serviços

cozinha

O Ceará apresentou o melhor saldo de empregos formais gerados no setor de serviços (onde a atividade turística está inserida) nos últimos 12 meses da região Nordeste. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, mostram que o Ceará registrou 13.890 empregos no saldo positivo, representando 38% dos empregos gerados na Região Nordeste.

O estado de Alagoas ficou em segundo lugar, com saldo positivo com 9.278 postos de trabalhos, e o Piauí, em terceiro (7.662). Quando considerado o período acumulado de janeiro a maio de 2015, o Ceará ficou também em segundo lugar do ranking, com 858 novos postos. Os estados de Pernambuco e Bahia ficaram com saldos negativos de 4.547 e 3.757 respectivamente.

Na análise do resultado por atividade, dentro do setor de serviços, os segmentos alojamento e alimentação apresentaram os melhores resultados, ocupando o primeiro lugar do ranking do Ceará no saldo positivo. Foram 3.655 empregos gerados por essas atividades nos últimos 12 meses, o que representa cerca de 26% do total de vagas dentro do setor de serviços no Ceará.

O bom resultado também se repete ao comparar as principais regiões metropolitanas do Nordeste - Fortaleza, Recife e Salvador. A capital cearense, em maio de 2015, ocupou a primeira colocação, com 686 vagas, sucedida por Recife (-3.696) e Salvador (-4.799). Nos últimos 12 meses, Fortaleza teve resultado positivo em 9.004 vagas, enquanto Recife e Salvador seguiram com índices negativos.

Foto: Acervo/Secretaria da Cultura

emprego1

emprego2

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur)
Yanna Guimarães

Chuvas em 4 meses foram 30,1% abaixo da média histórica

Reportagem Especial

Fabiene de Paula

A quadra chuvosa de 2015 foi 30,1% abaixo da média histórica registrada no Ceará. A avaliação foi divulgada, nesta manhã, pela Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), em entrevista coletiva realizada na sede do órgão, localizado na Avenida Rui Barbosa, Aldeota. Com isso, os quantitativos  de chuvas para a quadra de 2015 ficou dentro das previsões dos meteorologistas anunciadas no início do primeiro semestre.

Segundo a Funceme, a avaliação da precipitação observada durante a quadra chuvosa (fevereiro a maio) de 2015 indica que as chuvas no Estado do Ceará ficaram abaixo da média, com desvio percentual de -30,1% em relação à normal climatológica (1980-2009). Maio foi o mês mais crítico, com -56,6% de desvio, seguido de abril (-40,4%) e fevereiro (-23,9%). Em março, a precipitação se aproximou da normal climatológica, porém o desvio percentual permaneceu negativo (-13,1%).

Em 2015, a região Jaguaribana foi a macrorregião mais afetada, com desvio percentual de -42,0%, seguida, proximamente, do Sertão Central e Inhamuns (-37,5%) e região da Ibiapaba (-32,7%). As macrorregiões do Cariri e do Maciço de Baturité apresentaram desvios percentuais semelhantes, de -28,6% e -28,2%, respectivamente. O Litoral Norte e o Litoral de Pecém se aproximaram de sua média histórica, porém, abaixo dela, ficando com desvios percentuais de -14,8% e -11,9%, respectivamente. O menor desvio envolveu a macrorregião do Litoral de Fortaleza (-9,2%), também próximo da média, mas, ainda abaixo dela. A precipitação observada, durante a quadra chuvosa de 2015 em todas as macrorregiões do Estado do Ceará ficaram, portanto, abaixo de suas médias históricas.

Diario do Nordeste - Regional

Prefeituras podem parar por uma semana

greve3

Fortaleza. Para chamar a atenção do Governo Federal sobre a queda nas receitas das prefeituras, os gestores ameaçam suspender serviços por uma semana. A decisão foi tomada, na noite da última terça-feira, em reunião ocorrida na sede da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), nesta cidade. A ação, no entanto, ficará condicionada a um posicionamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que avaliará a possibilidade de uma posição homogênea de todos os municípios brasileiros.

Semelhante a uma reunião de sindicato, onde compareceram 52 prefeitos, a decisão também se assemelhou a uma medida tomada por trabalhadores: a greve em serviços não essenciais.

O presidente da Aprece, Expedito José do Nascimento, disse que a reunião se deu por provocação dos próprios associados, que se mobilizaram através de redes sociais. "Eles queriam uma posição da entidade, diante da queda de receita por parte do Governo Federal, que reduziu o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 0,5% para 0,25%".

A decisão anterior era de que todas as prefeituras receberiam no dia 10 de julho a primeira parcela do aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Conforme negociado com o Congresso e o governo federal, esta elevação será dividida em 0,5%, em 2015, e 0,5%, em 2016, e depois passaria a ser integral. No entanto, já foi anunciado que o repasse será de 0,25%, em vista do contingenciamento de receitas decidido pelo Governo Federal para este ano.

Indignação

De acordo com Expedito José, o município de Piquet Carneiro, onde ele é prefeito, que aguardava uma receita em torno dos R$ 300 mil, vai receber apenas cerca de R$ 140 mil. Para ele, essa redução afeta o pagamento da primeira parcela do 13º mês. Algumas prefeituras, como a de Pereiro, afirma não ter recurso sequer para pagar os carros pipas, no período de agosto até dezembro.

"Nós queremos que qualquer ação de nossa parte tenha o respaldo de outras prefeituras brasileiras. E mais do que isso, que o morador do município saiba de fato o que está ocorrendo", disse o presidente da Aprece.

A indignação foi expressada por gestores presentes. Para o prefeito de Jaguaribara, Francinir Guedes, a entidade tem que deixar de lado a questão partidária e defender a causa maior que é defender os municípios.

Mais informações:
Aprece
Rua Maria Tomásia, 230
Aldeota
Telefone: (85) 4006.4000
www.aprece.org.br

Marcus Peixoto
Repórter

Diario do Nordeste - Regional

Taxistas de Juazeiro e Crato prestes a entrar em conflito

 

claudioluiz2

Cláudio Luz quer liberdade para taxista de Juazeiro entrar no Crato (Foto: Flávio Pinto)

E vem aí a Expocrato 2015. Pelo menos para uma categoria, a maior festa agropecuária do Nordeste traz preocupação. É a classe dos taxistas de Juazeiro do Norte, que nos últimos dois anos se diz perseguida pelo Demutran do Crato. Segundo o sindicato dos taxistas de Juazeiro, para defender a "invasão" de taxistas de outros cidades, agentes de trânsito do Crato passaram a multar os veículos com placas de outros municípios que transportam passageiros durante o período da exposição.
Em Juazeiro do Norte, o vereador Cláudio Luz (PT) saiu em defesa dos taxistas de Juazeiro do Norte e nesta terça-feira (30), em pronunciamento na Câmara Municipal, encaminhou à mesa diretora da casa, o pedido de ofício para ser dirigido ao prefeito do Crato, Ronaldo Gomes de Mattos (PMDB), solicitando que a medida seja revogada pelo Demutran.
Como a demanda é muito grande, os taxistas credenciados no Crato não devem dar conta dos chamados e da condução dos passageiros. Além do fato de que taxistas cratenses estão liberados para apanhar passageiros em hotéis e no aeroporto de Juazeiro do Norte.
Cláudio Luz também vai encaminha ofício ao Gabinete do Governador  Camilo Santana para tentar contornar a situação. Caso a medida não seja alterada, os taxistas juazeirense prometem bloquear a entrada dos colegas do Crato durante o período da Expocrato, que vai de 12 a 19 de julho.

flavio pinto

Índice de mortes violentas é o menor desde março de 2012 no Ceará

grafico-decrescente

 

Governador Camilo apresentou os números na capital (Foto: Carlos Gibaja)

O Ceará registrou, em junho deste ano, o menor número de mortes violentas no Estado desde março de 2012. Pelo quinto mês consecutivo o índice caiu, desta vez em expressivos 23,5%, o que significou 284 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) e um total de 87 vidas salvas em junho, se comparado com o mesmo período do ano passado. Há 38 meses que o balanço não se aproximava tanto das 268 mortes violentas de março de 2012. No semestre, a queda ficou em 13,3% em todo o Ceará, com 310 vidas salvas em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados foram apresentados nesta quarta-feira (1) pelo governador Camilo Santana, após participação mensal na reunião de monitoramento do programa “Em Defesa da Vida”, na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em Fortaleza.
O governador reforça a união entre as diferentes forças da segurança pública e o trabalho de inteligência para justificar a diminuição nos crimes. "Isto é fruto de uma ação integrada, um monitoramento constante, de forma inteligente, com foco em estratégias e se antecipando, muitas vezes, aos fatos", afirmou, logo após deixar a reunião. A diminuição de 13,3% é mais do que o dobro da meta estipulada pela SSPDS para a redução anual nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), que é de 6%. Mesmo assim o governador frisa que é momento de seguir o trabalho. "O esforço é contínuo, permanente. Não se pode baixar a cabeça em momento nenhum", completou Camilo Santana.
Além de enaltecer os índices alcançados em Fortaleza e Região Metropolitana, que apresentam melhor desempenho no ano, com 22,2% e 19,9% de queda, respectivamente, o governador anunciou reforço nas ações para o Interior neste mês de julho. Os 77 homens formados recentemente pelo Batalhão Raio iniciam operação no Cariri, além da inauguração da base da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) em Juazeiro do Norte e da criação do Batalhão de Divisas. "Dos 974 homens convocados para a turma da Polícia Militar, 650 já foram para o Interior, para refoçar a parceria com os municípios. Vamos ainda iniciar as ações do Ceará Pacífico que, somadas às da segurança pública, vão melhorar ainda mais os dados", detalhou o governador. Em setembro, as mesmas inicativas serão aplicadas à região Norte do Estado.

(Governo do Ceará)

Rússia corta gás da Ucrânia após fracasso das negociações

gasucrania

Estação de compressão de petróleo e gás na Ucrânia: A Gazprom confirmou na quarta-feira o corte no abastecimento de gás para a Ucrânia

AFP/Arquivos, da AFP

A Rússia confirmou nesta quarta-feira o corte imediato de suas entregas de gás àUcrânia, no dia seguinte ao fracasso nas negociações no dia seguinte ao fracasso das negociações, em uma nova fase da guerra energética travada entre os dois países e acompanhada com preocupação pela UE.

Esta decisão ocorre depois da reunião tripartite entre russos, ucranianos e europeus, que terminou na terça-feira à noite em Viena sem acordo entre Moscou e Kiev sobre os preços do gás russo.

A Gazprom confirmou na quarta-feira o corte no abastecimento de gás para a Ucrânia, depois do anúncio na véspera por Kiev da suspensão de todas as compras de gás russo como resposta ao fracasso dessas negociações sobre os preços.

"A Ucrânia não pagou o gás para julho. A partir de dez da manhã de 1 de julho, o abastecimento de gás da Gazprom à Ucrânia será cortado. A Gazprom não entregará mais gás à Ucrânia -seja qual for seu preço- sem pagamento antecipado", declarou em comunicado o presidente da Gazprom, Alexei Miller.

Este corte não deve ameaçar as entregas de gás russo à União Europeia. Cerca de 15% do consumo de gás de países europeus transita pelo território ucraniano. A companhia pública ucraniana Naftogaz prometeu na terça-feira em um comunicado que seguirá garantindo a passagem de gás russo aos demais clientes europeus da UE.

"As entregas de gás para as necessidades da Ucrânia, esse é um tipo de acordo. A passagem de gás para a Europa, é outro tipo de acordo. A situação atual não afetará de forma alguma a passagem (de gás) para a Europa" confirmou à AFP um porta-voz da operadora ucraniana Ukrtransgaz.

Posições distantes

A Gazprom e a Naftogaz se confrontam desde que o governo de Kiev foi ocupado pelos pró-ocidentais, no início de 2014, e em um contexto de tensões com Moscou pelo conflito com o leste ucraniano, controlado por separatistas pró-russos.

A Rússia concedeu às antigas autoridades ucranianas simpáticas a Moscou reduções sobre o preço do gás, que foram anuladas com a chegada dos pró-ocidentais. Isso gerou um forte aumento das tarifas que Ucrânia se negou a pagar.

Um representante da Comissão Europeia que participou nas negociações reconheceu que as posições dos dois países estão ainda mais distantes, mas prometeu novas propostas para reativar as negociações.

Bruxelas quer que as negociações permitam um acordo "que cubra pelo menos o período de inverno (boreal) até o final de março", segundo uma fonte europeia.

A Ucrânia, muito dependente de seu vizinho russo no que se refere a seu abastecimento energético, conta cada vez mais com as entregas de gás pela Europa central, procedentes da Noruega.

A Gazprom considera que essas entregas são frequentemente ilegais porque podem ser de gás que originalmente vem da Rússia, e depois revendido à Ucrânia por outros países europeus.

 

Sergey Bobok/AFP

Obama confirma em carta a Castro restabelecimento de relações em 20 de julho

obama4

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou nesta quarta-feira em uma carta dirigida ao presidente de Cuba, Raúl Castro, o restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países no dia 20 de julho.

"Com essa decisão, os EUA estão encorajados pela intenção recíproca de desenvolver relações respeitosas e cooperativas entre nossos dois povos e governos, coerentes com os princípios e objetivos expostos na Carta das Nações Unidas", acrescentou o presidente americano na carta, com data de 30 de julho, mas divulgada hoje pela Casa Branca.

Obama classificou o fato como "um importante passo rumo à normalização das relações", iniciada em dezembro do ano passado.

Além disso, ressaltou que entre esses princípios da ONU estão a igualdade soberana dos Estados, a resolução de disputa por meios pacíficos, o respeito à integridade territorial e política, à igualdade de direitos e à autodeterminação dos povos.

Obama também anunciou hoje, nos jardins da Casa Branca, a reabertura das embaixadas nas respectivas capitais dos dois países, Washington e Havana. E pediu ao Congresso americano que atue para suspender as restrições sobre as viagens e o embargo comercial impostos à ilha há mais de 50 anos.

Além disso, o presidente antecipou que o secretário de Estado, John Kerry, irá nas próximas semanas a Cuba para cerimônia formal de reabertura da embaixada americana em Havana.

A Chancelaria de Cuba recebeu hoje das mãos do chefe do Escritório de Interesses dos Estados Unidos na ilha, Jeffrey DeLaurentis, uma carta de Obama.

Já o chefe do Escritório de Interesses de Cuba em Washington, José Ramón Cabañas Rodríguez, entregou ao subsecretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, um documento enviado por Raúl Castro, que também menciona o dia 20 de julho como a data para o restabelecimento das relações diplomáticas.

Terra

SUS passa a oferecer única técnica capaz de curar anemia falciforme


Transplante de medula é único tratamento curativo para a doença genética.
Até então, técnica era feita em caráter experimental, dentro de pesquisas.

elvis-magalhaes
Elvis Silva Magalhães, hoje com 48 anos, viveu até os 38 com anemia falciforme: crises de dores intensas e transfusões de sangue faziam parte de seu cotidiano. Há 10 anos, fez transplante de medula óssea e se curou (Foto: Márcia C. Lima Pereira/Arquivo Pessoal)

Pacientes com anemia falciforme agora poderão fazer o transplante de medula óssea – única técnica capaz de curar a doença – no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Até então, o procedimento era feito no Brasil somente em caráter experimental, dentro de projetos de pesquisa. Com a publicação de uma nova portaria no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º), o transplante passa a fazer parte das opções de terapia.

 

A anemia falciforme é uma doença genética caracterizada por alterações nas hemácias, ou glóbulos vermelhos do sangue, que são responsáveis principalmente por transportar oxigênio dos pulmões até os tecidos do corpo. Mais frequente na população negra, estima-se que a doença afete cerca de 50 mil pessoas no Brasil. Ela pode ser detectada logo após o nascimento, no teste do pezinho.

Por causa do formato irregular das hemácias, o fluxo sanguíneo pode ser obstruído e a oxigenação dos órgãos é prejudicada. Os sintomas são crises de dores, olhos e pele amarelados, infecções frequentes, priapismo (ereção dolorosa e prolongada que ocorre independentemente de estímulo sexual), entre outros.

O paciente precisa de acompanhamento médico durante toda a vida e pode ser submetido a transfusões de sangue com frequência. Os tratamentos até então disponíveis visavam somente a amenizar os sintomas.

Sem opção
"Tem pessoas que vivem muito bem com essas medidas de suporte. Mas há pacientes com crises de dor repetidas, ou com quadros neurológicos ou que têm reações às transfusões sanguíneas em que não tem o que fazer", diz a hematologista Belinda Simões, professora Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP.

Os pacientes têm problema de alfabetização porque faltam muito na escola, têm que estar sempre no hospital, além de dificuldade em conseguir emprego. Ela dá uma qualidade de vida muito ruim e o transplante é a única possibilidade de cura"

Belinda Simões, médica hematologista

É para esses casos que o transplante de medula é indicado. Belinda explica que o procedimento envolve "matar a fábrica que produz o sangue anormal" com quimioterapia e introduzir, por meio da medula doada, uma nova "fábrica" que produza sangue saudável. Para o transplante ser possível, é preciso ter um doador compatível dentro da própria família.

Para a hematologista Lúcia Silla, presidente da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO), a inclusão do procedimento – tecnicamente chamado de transplante de células-tronco hematopoéticas alogênico – pelo SUS é muito importante.

“A anemia falciforme tem casos extremamente graves, em que o paciente sofre muito. E o transplante cura”, diz a médica. Ela acrescenta que, apesar de o transplante ser um procedimento agressivo, na anemia falciforme, a experiência mundial mostra que mais de 80% dos casos têm sucesso.

'Outra vida'
Cerca de 40 pacientes com anemia falciforme já foram submetidos à técnica no Brasil, a grande maioria em hospitais públicos e sempre em caráter experimental. Um deles foi Elvis Silva Magalhães, de 48 anos, que hoje está curado.

"Saí de uma condição em que tinha que fazer transfusões a cada quatro dias, fazer curativos diários por causa de úlcera no tornozelo e priapismo toda noite”, conta. "Imagine passar 38 anos enfrentando essa doença e, um belo dia, sou transplantado e simplesmente passei os primeiros seis meses após o transplante sem acreditar. Nunca mais tive crise de dores, nunca mais tive úlcera nem nada. É outra vida totalmente diferente e é isso que a gente queria que outros pacientes tivessem."

No ano passado, ele chegou a se reunir, junto com outros representantes de pacientes, com o ministro da Saúde Arthur Chioro para reivindicar que a técnica fosse oferecida pelo SUS. Para Magalhães, que lidera a associação de pacientes com anemia falciforme em Brasília, a incorporação do tratamento pelo SUS "é uma questão de justiça social", já que outros pacientes devem ter o direito ao mesmo tratamento que ele fez.

Mariana LenharoDo G1, em São Paulo

Crescem as chances de terremoto de filme destruir a Califórnia de verdade

 

fenda

Reprodução
As cenas devastadoras do filme “Terremoto - A Falha de San Andreas”, que estreou este ano nos cinemas, podem estar cada vez mais próximas de saírem das telonas e virarem realidade. Pelo menos isso é o que indica relatório do serviço geológico dos Estados Unidos.
De acordo com as novas informações, há um “aumento drástico do risco de um grande terremoto” atingir a Califórnia. O panorama negativo surgiu e foi agravado após a descoberta de um vazamento de gás hélio na falha de Newport-Inglewood, próxima a Los Angeles e que fica a apenas 64 quilômetros da falha de San Andreas.
Os especialistas afirmam que a pesquisa também chegou à assustadora conclusão de que a falha em questão é muito mais profunda do que se pensava até então. Isso significa que um eventual terremoto no local seria extremamente mais devastador do que era previsto.
Além disso, a chance de a Califórnia ser atingida por um tremor de magnitude oito ou mais na escala Ritcher nos próximos 30 anos cresceu entre 4,7% e 7%. O hélio encontrado, vestígio do Big Bang e que tem como única fonte terrestre a superfície, está espalhado por um trecho de quase 50 quilômetros.
“Tivemos sorte de que a atividade sísmica na Califórnia tenha sido relativamente baixa ao longo do século passado. Mas sabemos que forças tectônicas estão apertando continuamente o sistema da falha de San Andreas, fazendo com que grandes terremotos sejam inevitáveis”afirma Tom Jordan, co-autor do estudo.

Redação Yahoo! Brasil

Câmara rejeita PEC da redução de maioridade penal

MAIORIDADE PENAL/PEC/VOTA«√O

 

Depois de um dia tumultuado, com protestos dentro e fora do Congresso Nacional, a Câmara dos Deputados rejeitou na madrugada de hoje o texto principal da PEC 171, que reduziria a maioridade penal de 18 para 16 anos para alguns crimes. Foram apenas 303 votos a favor. Como se tratava de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), eram necessários 308 votos. Um total de 184 deputados foram contrários à redução. Três se abstiveram. Favorável à redução, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), determinou que os manifestantes fossem retirados das galerias.
O texto discutido na Câmara reduziria de 18 para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, homicídio doloso, tráfico de drogas, lesão corporal grave ou seguida de morte e roubo com causa de aumento de pena, como o uso de arma. O governo quer que o prazo máximo de internação de menores que cometem crimes hediondos passe de três para oito anos. A proposta tramita no Senado, que começou a discutir o tema em plenário na sessão de ontem.
O texto rejeitado era um substitutivo apresentado na comissão especial que discutiu o tema. Com a rejeição, os deputados votarão o texto original, que determina a redução da maioridade penal para todos os tipos de crime.
A sessão, que durou cerca de cinco horas, foi marcada por discussões acaloradas. "Reduzir a maioridade penal aumenta a violência na sociedade. Não diminui. É ineficaz", afirmou Valente. "Não somos vingadores. Somos legisladores. Temos que garantir o futuro da nossa juventude. O mesmo Estado que não acolhe, que não dá educação, cultura, lazer, não pode ser o Estado da punição", disse Ivan Valente (PSOL-SP).
Integrante da chamada "bancada da bala", o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), coronel da reserva da Polícia Militar, criticou texto escrito pelo grupo parlamentar contrário à redução da maioridade penal. "Quem escreveu isso aqui ou fumou maconha estragada ou não sabe o que diz", afirmou da tribuna o deputado.
Ao concluir seu discurso, Fraga foi alvo de manifestação de estudantes que acompanham a sessão nas galerias do plenário. Outros deputados da "bancada da bala", todos vestindo camisetas pretas onde se lê "redução da maioridade penal já", reagiram. O Capitão Augusto (PR-SP) olhou para os manifestantes e friccionou os dedos insinuando recebimento de dinheiro.
Concluída a votação, manifestantes comemoraram a rejeição cantando "O Cunha é ditador", "Nas ruas, nas praças, quem disse que sumiu, aqui está presente o movimento estudantil". Contrário à redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou ontem que a medida deve fazer a população carcerária do País aumentar em até 40 mil pessoas por ano, o que agravaria ainda mais o déficit de vagas do sistema prisional brasileiro. Atualmente, faltam 220 mil vagas nos presídios para abrigar os 607 mil presos do País.
O governo tentou durante todo o dia impedir que o grupo de parlamentares favorável à alteração na Constituição atingisse os 308 votos necessários para garantir a mudança. A ação do governo começou pela manhã. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, convocou reunião com líderes de partidos da base do governo para apresentar argumentos contrários à redução. Segundo ele, se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) for aprovada, a situação do sistema prisional brasileiro ficaria "catastrófica". "A situação será alarmante. As consequências serão desastrosas para o País", afirmou. O ministro lembrou o déficit de prisões. "Temos presídios completamente superlotados. A taxa de ocupação chega a 160% e há mais de 400 mil mandados de prisão a serem cumpridos. Temos necessidade de um outro sistema prisional."
Bomba atômica
Cardozo disse que o governo entregará, no fim deste ano, 40 mil vagas prometidas pela presidente Dilma Rousseff em 2011. Ou seja, o governo levou quatro anos para oferecer o número de vagas que seriam necessárias em um ano se a redução da maioridade for aprovada. "Isso é uma bomba atômica para o sistema prisional dos Estados", disse o ministro da Justiça. "Há momentos em que o governo não pode deixar de informar que o caminho é desastroso." A pesquisa sobre sistema prisional que Cardozo afirmou ter distribuído para deputados e senadores indica ainda que detentos têm nível de contaminação por HIV 60 vezes maior do que quem está em liberdade.

Estadão Conteúdo

A aflição dos amores impossíveis - Por: Emerson Monteiro

Quando nem dera tempo de existir, pois não houvesse a oportunidade em que nasceu diante do mundo real, ou viesse a lume pelas folhas urgentes do momento, ou cruzasse o espasmo das emoções. Espécie intermediária entre o furor da paixão e os sonhos dos desejos, marcas indeléveis de dramas guardados nas valas do inexistente. Permaneceram ali esquecidos no meio da distância regulamentar de vontade e ilusão, força neutra que orienta os animais desesperados quando buscam o repouso de outro coração impaciente. Por mais quisesse, todavia os circuitos da visão deixaram largados bem longe os sentimentos, as sensações. 

Há conto de Machado de Assis, A missa do galo, que reflete isso dessa vontade contida só nos de dentro exíguo do território mágico da saudade, sem percorrer a praia longa dos gozos e alegrias, origem de toda saudade dos amores, depois arquivada nos gavetões definitivos do coração, saciados ao toque físico e desenfreadas experiências, por exemplo, o que, no citado conto, deixa de ocorrer. Conquanto existente íntima probabilidade de dois vivos, pensantes, amarem, porém irrealizável na existência absoluta das horas, o que, caprichosamente, recusa receber plena a concretização. 

Este espaço invisível do mundo emocional das criaturas que aceitam gestos mútuos porém lá certa vez decepa quaisquer inícios concretos, naquele instante de permitir a efetivação do plano comum. Argumento por melhor seja ele se transformar ineficaz dalguns merecerem livre trânsito do critério, nas tempestades frívolas do desejo.

Bom, muitos contam episódios assim semelhantes de voos interrompidos da esperança que, ausentes, sumiriam nas curvas da longa estrada de normas sociais ou circunstanciais, meros protagonistas de filmes improváveis, enredos imaginativos feitos na ausência prévia. Daí cogitação de denominar saudade ineficaz tais produções inacabadas. A força da vinculação amorosa deixaria de produzir resultados eficientes no painel dos relacionamentos, sem uma palavra sequer, um gesto de calor suficiente, ainda que reste no íntimo ser o fervor caloroso dos palcos e das vivências.   


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31