xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 12/06/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

12 junho 2015

Aqui bem perto - Por: Emerson Monteiro

As cores que mostram o melhor da história aos poucos revelam a necessidade das urgências de querer querer alguém bem de junto ao coração, repouso dos guerreiros insones dessa guerra surda dos verões inclementes que tonalizam os verbos e qualificativos. A fome devoradora das feras viciadas invade a soalheira e trabalha o cerne de todas as questões administrativas no ápice do desejo de contrariar as evidências. Mundo imenso dos demasiados esperares e água nos lábios sedentos das manhãs festivas do Tempo. Pequenos porém preciosos seres invadem o trilho das memórias falando das saudades antigas e dos frutos atuais espalhados na esteira dos primeiros sonhos, otimistas inveterados.

Quando palavras gritam mais alto do que a melodia, nessa hora o intenso apego aos gestos de carinho quase sumiram do universo das criaturas humanas e viraram pura excentricidade dos gastos, nos mercados abertos da prezeirama espraiada pelo espaço ocupado das velhas angústias. 

Num dia qual este dos namorados perguntando ao coração o que justifica viajar ao infinito das explicações e demonstrar justificativas ainda abertas de folhas de papel crepom, enquanto guerras insistem no comércio armamentista a céu aberto. Quem poderá vencer os instintos e chegar ao pomo do amor verdadeiro é de tal tecido que pretendo falar na força do gesto de contar as histórias que aos poucos revelam a necessidade urgente de querer querer alguém de junto, ao pé das lareiras do coração, repouso de insones da guerra surda que persiste, no deserto das consciências amarrotadas de abandonos, e assim se achar poderoso e garrotear a felicidade possível de tantos outros humanos seres.

Bom, as atitudes nos territórios frios do que a vida produz na Terra significam muito mais do que só repetir os erros de antigamente, velhas garras de bichos que insistem rasgar a própria carne a título de preencher os relatórios do medo e da solidão que de comum predominam, diante das amarguras da esperar de ser feliz. 

Pacto para recuperar o bioma

floresta

foto: Cid Barbosa

Guaramiranga. As prefeituras de Aratuba, Guaramiranga, Mulungu, Pacoti, Palmácia e Redenção firmaram pacto com a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Sema) e a Fundação SOS Mata Atlântica para aumento da cobertura florestal da Mata Atlântica nesta região serrana do Estado, com aproximadamente 38 mil hectares.

Conforme os organizadores do Encontro, apenas Baturité não enviou seu representante para assinatura do Termo. A ação de revitalização resultará na criação do Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PNMA).

A proposta foi apresentada nesta quarta-feira (10), no encontro regional promovido pela Sema no Hotel Vale das Nuvens, em Guaramiranga. O próprio secretário estadual de Meio Ambiente, Artur Bruno, foi quem fez a divulgação do plano de recuperação. Ele aproveitou o momento para apresentar também a proposta da Sema para a recuperação das nascentes do Rio Pacoti. Um projeto de educação ambiental para a toda essa área acompanhará o pacote de recuperação florestal.

Representando seus municípios, os prefeitos de Palmácia, José Maria Sipriano, conhecido como "Zé da Bodega" e o de Pacoti, José Leandro de Oliveira, ainda a vice-prefeita de Guaramiranga, Sônia Pinheiro, consideraram o momento como histórico para o Maciço de Baturité. Representa o compromisso de mais atenção para a floresta, como também o alerta acerca do maior rio da região, o Pacoti, com 150 quilômetros de extensão, em relação à poluição e ao desperdício da água do afluente e também de açudes como o Aracoiaba.

O diretor de Políticas Públicas do SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani, convocou os prefeitos, empresários e a comunidade a conhecerem aquela floresta que está ao redor deles, que é uma das mais ricas em biodiversidade do mundo, porque "quem não conhece, não valoriza".

Mantovani também ressaltou o momento como um importante passo para a melhoria da qualidade de vida da população. "Esse Plano traz benefícios para a gestão ambiental e o planejamento do município, além de ser uma legislação que coloca o município muito mais próximo do cidadão", destacou.

Multa pequena

Outro participante, o ambientalista Flávio Torres, solicitou ao secretário Artur Bruno que fortaleça a Semace. O papel do órgão estadual é importante em relação à identificação e punição de infratores da legislação ambiental. Presente, o promotor de justiça João Filho frisou que o crime ambiental compensa para quem o pratica. "A multa é pequena comparada ao valor que agrega ao empreendimento com a infração cometida. Mesmo assim é importante todos ficarem atentos", frisou João Filho.

Mais atenção

Flávio Torres também pediu mais atenção com o Rio Pacoti e convidou o Secretário para "in loco" ver como aquele recurso natural está poluído. No fim do evento, eles foram até a margem do Pacoti. O representante do governo do Estado saiu entristecido. A água está correndo, mas é turva quando deveria ser límpida. Momentos antes, Artur Bruno havia anunciado a liberação de R$ 400 mil para início dos trabalhos de recuperação das nascentes do rio, e de educação ambiental na área. Ainda sobre o PMMA, o secretário acrescentou que irá normatizar os elementos necessários à proteção, conservação, recuperação e uso sustentável da Mata Atlântica.

Alex Pimentel
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Prefeitos querem recuperar até R$ 200 milhões do Fundeb

[NREGIONAL - 1]  DIARIO/NREGIONAL/1_MATERIAL<NREG01> ... 12/06/15

Foto: Roberto Crispim

Fortaleza. Recuperar perdas nos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) de, pelo menos, R$ 200 milhões. Esse é o objetivo de encontro que será realizado, nesta cidade, no próximo dia 22, reunindo prefeitos e técnicos em Finanças do Ceará e Alagoas.

Os prefeitos alegam que não houve a transferência devida nos recursos do Fundeb, nos anos de 2009 e 2010, prejudicando, especialmente, os Estados nordestinos. O evento é uma iniciativa da Associação dos Prefeitos e Municípios do Ceará (Aprece). A recuperação de receitas está baseada no artigo 32, da Lei Nº11.494 (Lei do Fundeb).

Na vigência do Fundeb, o ente federado não poderia receber, por matrícula do Ensino Fundamental, valor inferior ao recebido no ano de 2006, corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O presidente da Aprece, Expedito José do Nascimento, destacou que a reunião abordará, também, outros pontos, como o Pacto Federativo, mas a recuperação de verbas para a educação básica se torna uma prioridade, no sentido de atenuar a restrição de caixa para as despesas com o setor.

“Nosso objetivo é discutir ações para que possamos contar com esses recursos, já que passamos por um dos momentos mais difíceis em termos de investimento em Educação”, disse o presidente da Aprece, que integra a diretoria da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Ele explica que o encontro vai também contar com técnicos de outros Estados, “para que, juntos, estabeleçamos linhas para retomar as verbas devidas aos municípios nordestinos”.

No encontro, que acontecerá no auditório da Ceará Diesel, na Avenida Aguanambi, a expectativa é que sejam estabelecidas estratégias para encaminhar a reposição atrasada. Legalmente, os gestores dispõem de até cinco anos para reclamar dos repasses não efetuados, dentro da determinação constitucional.

Segundo Expedito José, a pretensão é discutir aquilo que ainda pode se recuperar e quando isso pode ser feito. Ele reforça que há uma necessidade urgente, principalmente em relação às cidades mais penalizadas com a redução de receitas.

 

Queda

O presidente da Aprece lembra que os problemas de caixa das prefeituras brasileiras e, particularmente, as do Nordeste vêm sendo destacados a cada encontro dos gestores, como foi o caso da Marcha dos Prefeitos em Brasília, ocorrida em maio passado.

Com uma extensa pauta de prioridades para todos os municípios, os do Nordeste chamaram a atenção dos representantes dos poderes Executivo e Legislativo, no Distrito Federal, para as dificuldades financeiras que se acentuaram com o ciclo de seca, afetando consideravelmente a economia no campo e nas áreas urbanas.

Com isso, a Carta de Brasília enfatizou a necessidade de estabelecer uma nova política de atenção para os municípios, ampliando os investimentos e priorizando os programas sociais, especialmente os setores da educação e saúde.

No documento, assinado pelo presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, foram apresentadas as nove principais reivindicações municipalistas deste ano, compostas por 17 iniciativas, em especial com o novo Imposto Sobre Serviços (ISS), mecanismo de reajuste dos programas federais, o FPM anticíclico e a vedação de se criar despesas sem a clara fonte de recursos. Ele também registra que os parlamentares presentes assumiram o compromisso com a pauta legislativa dos Municípios.

Um outro encontro, que também debateu a crise econômica que recrudesceu nos municípios, foi o Seminário Prefeitos Ceará 2015, promovido pelo Diário do Nordeste e organizado pela Prática Eventos, ocorrido no Centro de Eventos, em Fortaleza. Para a Aprece, essa foi mais uma oportunidade para os gestores assimilarem técnicas para poder administrar, particularmente, os serviços essenciais, com normas modernas de fiscalização e controle. “O que entendemos é que a forma de administrar na atualidade é totalmente diferente do que se fazia há uma década”, disse Expedito.

Irreversível

Ainda com relação ao Fundeb, a avaliação dos prefeitos é que a queda no poder de financiamento vem acontecendo a cada ano, desde 2012.

O economista Irineu Carvalho, que é consultor da Aprece, observou que nesse período houve um aumento de 26% nas receitas do Fundo. No entanto, as despesas com a folha de pagamento aumentaram 74%, sendo impactada principalmente pelo pagamento do piso do magistério.

“Essa é uma situação insustentável para as prefeituras. Se a capacidade máxima para o comprometimento da receita para pagamento da folha era de 60%, hoje está em 74%, o que é insustentável para as prefeituras”, afirmou José Irineu. Ele lembra que é uma forma de aliviar a dificuldade de caixa, uma vez que não há como recuperar perdas decorrentes da queda de receitas, que é uma consequência da crise econômica no País.

Queda

Para José Irineu, a queda da receita do Fundeb é mais uma fonte de recurso que impacta na crise financeira, atingindo particularmente o Ceará, Estado fortemente castigado pela seca e com sérias demandas de caixa para pagamento de despesas, obedecendo à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O Fundeb é formado, na quase totalidade, por recursos provenientes dos impostos e transferências dos estados, Distrito Federal e municípios. Atende toda a educação básica, da creche ao ensino médio, financiando todas as etapas da educação básica e proporciona a reserva de recursos para os programas direcionados a jovens e adultos, especialmente na valorização do magistério, transporte e merenda escolar.

Mais informações:
Aprece
Rua Maria Tomásia, 230
Aldeota - Fortaleza
Telefone: (85) 4006-4000
www.aprece.org.br

Marcus Peixoto
Repórter

Diario do Nordeste - Regional

Governador autoriza concurso com 135 vagas para servidores da UECE

UECEa

O governador Camilo Santana encaminhou para aprovação da Assembleia Legislativa uma mensagem propondo um projeto de lei que cria 135 vagas e autoriza a realização de concurso público para cargos efetivos para servidores da Fundação Universidade Estadual do Ceará (FUNECE). A decisão do governador assinala mais um compromisso de campanha cumprido e foi tomada depois de uma rodada de negociações com a categoria, reforçando a diretriz do governo de valorizar a educação e os profissionais de todos os níveis da rede de ensino.
O novo concurso irá preencher 33 vagas de nível superior e 102 de nível médio. De acordo com a mensagem, a iniciativa irá "minimizar a carência de pessoal técnico-administrativo existente na UECE, fornecendo-lhe o suporte para que possa continuar prestando relevantes serviços à educação superior do Estado do Ceará".
Para o nível superior serão abertas vagas para profissionais de Administração (05), Advocacia (02), Análise de Sistemas (04), Arquitetura (01), Biblioteconomia (08), Contabilidade (01), Engenharia Civil (02), Engenharia Elétrica (01), Assuntos Educacionais (08) e Comunicação Social (01). Já para o nível médio, que irá compor o apoio administrativo da universidade, serão 100 vagas para assistente de administração e duas para técnico em Contabilidade.

UECE
Criada em 1975, a UECE oferece 77 cursos de graduação, em licenciaturas e bacharelados, presenciais e a distância, diurnos e noturnos, nos seus oito campi: dois em Fortaleza (Itaperi e Fátima), e seis no interior (Tauá, Crateús, Iguatu, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Quixadá). Comprometida com a interiorização e a universalização do acesso ao ensino superior, a UECE intensificou sua atuação de ensino na modalidade a distância, em convênio com o Ministério da Educação (MEC), por meio do Programa Universidade Aberta do Brasil-UAB. Hoje, oferece 13 cursos, em 19 polos.
Atualmente, são 1.044 professores e 350 trabalhadores técnico-administrativos, para atender 11.037 alunos de graduação na capital e 4.279 alunos no interior, 2.917 alunos de cursos a distância, 266 alunos de cursos especiais de formação (formação de professor, serviço social do campo, educação do campo e intercultural indígena). A soma desses números indica um contingente de 18.499 alunos de graduação.
Foto: Guarani Batista / UECE


Simplícia Sinibaldi
Assessora de Imprensa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior
simplicia@sct.ce.gov.br / 85 8833.3217 ou 98433.4880 
Emília Augusta
Coordenação de Comunicação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior
emiliaugusta@gmail.com / 85 3101.6466 ou 99994.9140 
Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil

Rivalidade entre Ceará e Fortaleza é tema de peça no Theatro José de Alencar

 

cearaxfortalezaQual o seu time do coração? Com uma boa dose de humor nordestino, peça cearense retrata a rivalidade entre torcedores do Ceará e do Fortaleza, reforçando apelo pela paz no futebol. Peça estará em cartaz sábado, 13, e domingo, 14/6, sempre às 19h, no Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

Não é só em estádios e arenas que se decide um Clássico Rei. Prova disso é o espetáculo de autoria do cearense Jorge Ritchie, dirigido por Marcelo Costa, que será apresentado nos dias 13 e 14 de junho, sábado e domingo, sempre às 19h, no Theatro José de Alencar (TJA), equipamento da Secult. Agradando alvinegros e tricolores, o “Clássico Rei”, da Cia Dionisyos, conta a história de duas famílias, vizinhas, que torcem pelos maiores rivais do futebol cearense. Uma defende, apaixonadamente, o time do Fortaleza, e a outra veste a camisa do Ceará.

Na peça, a princípio, quando não se sabe das preferências futebolísticas de ninguém, as famílias se relacionam amistosamente. Mas, quando descobrem que são rivais, o clima de harmonia se desfaz e as famílias passam a travar verdadeiros embates. A convivência deles passa a ser bem difícil. E o que era ruim se complica mais ainda quando surge a suspeita de que os filhos de cada casal foram trocados na maternidade.

Ao que tudo indica, o filho da família alvinegra foi criado por pais tricolores, e vice-versa. Paixão, torcida, provocação, humor, amizade, amor pela família e pelos times do coração são alguns dos elementos que compõem o roteiro dessa comédia que é, na verdade, uma homenagem ao futebol cearense. A peça aborda de maneira divertida os vários arquétipos de torcedores e demonstra que é possível haver harmonia entre entusiastas dos times Ceará e Fortaleza, abrindo espaço ainda para torcedores do Ferroviário aproveitarem a comédia familiar.

:: Serviço:

Peça teatral "Clássico Rei"

Em cartaz no Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. Nos dias 13, 14, 20 e 21 de junho, sempre às 19h. Informações: 3101-2596.

Direção: Marcelo Farias Costa. Elenco: Geovana Martan, Jorge Cesar, Emidio Tavares, Fernanda Celi, Pedro Ulisses, Pedro Manoel, Raquel Damali, Aurélio Lima, Stand by: Webster Macedo e Deugiolino Lucas. Sonoplastia: Carlinhos Crisóstomo. Iluminação: Alexandre Santos. Cenário: Marcelo Costa.

 

Assessoria de Comunicação da Secult


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30