xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 21/05/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

21 maio 2015

Indústria naval perde 11 mil empregos com Lava Jato e crise

industria-navalA indústria naval contabiliza uma redução de 11 mil empregos desde dezembro de 2014. As causas são as dificuldades resultantes dos escândalos envolvendo a Petrobras [na Operação Lava Jato] e a crise político-econômica do país. A informação é do Sindicato da Indústria Naval Brasileira (Sinaval) e foram apresentadas hoje (20), durante audiência pública na Câmara dos Deputados.

De acordo com o presidente do Sinaval, Ariovaldo Santana de Rocha, não procedem as informações de que as demissões já seriam 20 mil. “Até o momento, foram cerca de 11 mil demissões no setor. Em dezembro do ano passado, a indústria naval tinha 82 mil empregos diretos. Hoje, são 71 mil. Não fossem os problemas atuais, poderíamos ter mais de 100 mil pessoas empregadas”, explicou Ariovaldo.

Ao mesmo tempo em que elogiou as iniciativas do governo para estimular o setor, Rocha fez críticas a instituições financeiras que têm criado dificuldades para o crédito necessário à execução dos investimentos previstos em contratos.

“Estamos tralhando diretamente com o governo federal. No entanto, infelizmente não temos conseguido solução para o problema de financiamentos com o setor financeiro. A exceção é o BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social]”, disse Rocha.

Representando o BNDES, a chefe do Departamento de Gás, Petróleo e Cadeia Produtiva do banco, Priscila Branquinho das Dores, informou que que a instituição já desembolsou R$ 16,7 bilhões para a indústria naval. Dess total, 54% foram destinados a embarcações de apoio, 23% para navios petroleiros e 23% estaleiros e plataformas. “Só em 2015, já foi desembolsado R$ 1,5 bilhão para a indústria naval”, afirmou Priscila.

Segundo Ariovaldo Rocha, os bancos demoram mais de 90 dias apenas para dar posicionamento sobre pedidos de financiamento. “E boa parte das respostas é negativa. Em 40 dias, o BNDES consegue informar se tocará ou não o projeto. É melhor fazer isso que ficar sentado em cima do projeto, enrolando”, acrescentou.

Assessor do presidente e coordenador executivo do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural da Petrobras, Paulo Sérgio Rodrigues Alonso esclareceu que alguns projetos não conseguiram financiamentos em bancos públicos.

“No caso da Sete Brasil [consórcio que tem a Petrobras como sócia para fabricação de 28 sondas], isso não foi possível, porque não conseguimos cumprir a exigência do BNDES para mitigação de risco”. Ele destacou que, para esse empreendimento, as dificuldades são maiores porque a Sete Brasil tem um “modelo financeiro muito complexo”. Segundo Alonso, a Sete Brasil não está quebrada, mas “carente de solução” para a questão financeira.

“Cada sonda é uma sociedade de propósitos específicos. Nunca havíamos construído uma sonda no Brasil. Por isso, tínhamos de dotar o estaleiro de estrutura. Só com a Petrobras como sócia é que os estaleiros teriam condições de dar conta desse modelo complexo e com necessidade de financiamento”, disse o representante da Petrobras.

“Temos de vencer a situação financeira pela qual passamos. Não é possível um país que criou, com competência e iniciativa, esse mundo que é a indústria naval, não conseguir equacionar questões financeiras e técnicas para manter essa indústria, que é altamente estratégica para o país. Em termos de soberania nacional e de reparos navais, a indústria pode construir muito para a Petrobras e Marinha”, concluiu Paulo Sérgio Alonso.


agencia brasil

Explosão em plataforma da Petrobras paralisa produção na P-56

plataforma-P-56A plataforma P-56 da Petrobras ficou paralisada nesta quinta-feira, 21, até as 14h, por causa de uma explosão de um disjuntor em um painel elétrico, segundo o Sindicato do Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), em texto publicado no site da Federação Única dos Petroleiros (FUP). Dois trabalhadores ficaram feridos. Houve um princípio de incêndio e a geração de energia foi suspensa com o acidente.

Segundo o sindicato, os técnicos de manutenção elétrica Randerson Gomes, de 46 anos, e Marcus Vinícius Rocha de Almeida, de 30 anos, funcionários da Petrobras, sofreram queimaduras de primeiro e segundo graus, nos punhos e nas mãos. As causas do acidente não são conhecidas, mas há a hipótese de falha no disjuntor.

“Os petroleiros passaram por avaliação médica à distância e foi recomendado o desembarque para os dois casos”, informou o Sindipetro-NF, em comunicado oficial. A Petrobras ainda não se pronunciou sobre o acidente.

estadão

Desemprego atinge 6,4% em abril

emprego

“O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a taxa de desemprego alcançou 6,4%, em abril de 2015, a maior desde março de 2011, quando alcançou 6,5%. Em março deste ano, a taxa foi 6,2%. A taxa faz parte da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), que produz indicadores mensais sobre a força de trabalho nas seguintes regiões metropolitanas: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Em relação a abril de 2014, a taxa ficou 1,5 ponto percentual maior (passou de 4,9% para 6,4%).

A população desocupada, correspondente a 1,6 milhão de pessoas, não apresentou variação em comparação a março deste ano. No entanto, em relação a abril de 2014, o quadro foi de elevação: o número de desempregados aumentou 32,7%, acréscimo de 384 mil pessoas.

Em abril deste ano, a população ocupada foi estimada em 22,8 milhões para o conjunto das seis regiões, refletindo estabilidade nas análises mensal e anual. No quarto mês de 2015, o número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,5 milhões) ficou estável na comparação mensal. Em comparação a abril de 2014, apresentou retração de 1,9% (219 mil pessoas).

O rendimento médio real habitual dos trabalhadores foi estimado em R$ 2.138,50. Este resultado foi 0,5% menor que o registrado em março (R$ 2.148,71) e 2,9% inferior ao obtido em abril de 2014 (R$ 2.202,08).”

(Agência Brasil)

FGV – Confiança da indústria recua pelo quarto mês consecutivo

industria

“O Índice de Confiança da Indústria (ICI) caiu 0,7% da série livre de influência sazonal em relação à prévia de abril. Este foi o quarto resultado negativo consecutivo. Os dados constam da prévia de maio da Sondagem da Indústria de Transformação divulgado hoje (21), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV).

Os dados da FGV indicam que em abril o ICI já havia recuado 3,4% em relação ao resultado de março. Por sua vez, em março o ICI tinha recuado 9,2% em comparação a fevereiro, depois de ligeira recuperação de 1,9% no primeiro mês do ano, também na série livre de influências sazonais.

Com a queda da prévia de maio, o ICI ficou em 72,3 pontos, o menor nível da série mensal iniciada em outubro de 2005. Segundo a FGV, a prévia do resultado de maio foi influenciado principalmente pela piora das avaliações sobre o momento presente, com o Índice da Situação Atual (ISA) recuando 1,1% em relação a abril e atingindo 75,3 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE) deve cair 0,3%, se o resultado se confirmar nos números do fechamento do mês, atingindo o menor nível da série histórica (69,4 pontos).

Já o resultado preliminar do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) indica um recuo de 0,9 ponto percentual, em abril e maio, ao passar de 79,9% para 79%, o menor nível desde maio de 2009 (78,9%). Para a prévia de maio de 2015, a FGV consultou 783 empresas entre os dias 4 e 18 deste mês. O resultado final da pesquisa será divulgado na quarta-feira (27).”

(Agência Brasil)

Receita Federal – Demora na votação do ajuste fiscal refletirá na arrecadação

dinheiro

“A demora na votação das medidas do ajuste fiscal refletirá na arrecadação dos próximos meses, aumentando o impacto das desonerações nos cofres federais. A avaliação é do chefe do Centro de Estudos Tributários da Receita Federal, Claudemir Malaquias. Segundo ele, a trajetória de queda na arrecadação pode continuar por mais tempo que o previsto caso o Congresso Nacional atrase a votação da medida que reduz a desoneração da folha de pagamento.

“Se a medida [provisória] da desoneração da folha for aprovada mais para o fim do ano, os efeitos [sobre o caixa do governo] serão menores neste ano e a maior parte do ajuste ficará para o ano seguinte. Isso tende a ser um complicador, porque os efeitos esperados para essas medidas estão sendo postergados”, disse o técnico da Receita Federal.

Originalmente, a Receita estima em R$ 104 bilhões a renúncia fiscal deste ano, decorrente de benefícios concedidos nos últimos anos. A medida com maior impacto será a desoneração da folha de pagamento, algo em torno de R$ 25 bilhões em 2015. De acordo com Malaquias, caso o Congresso atrase as votações a projeção poderá ser revista para cima. Ele, no entanto, afirmou que a Receita ainda não tem nenhum novo número oficial.”

(Agência Brasil)

Camilo Santana se reúne com representantes do Sindicato dos Médicos do Estado

 

medicosdoestadoO governador Camilo Santana recebeu nesta quinta-feira (21), no Palácio da Abolição, representantes do Sindicato dos Médicos do Estado do Ceará (Simec). Na ocasião, o governador ressaltou que as ações emergenciais já estão sendo tomadas. "Autorizamos R$ 60 milhões para tudo que os hospitais pediram. R$ 20 milhões por mês nos próximos 90 dias. Autorizei contratar leitos de retaguarda", disse. No entanto, ponderou que ações de longo prazo, como o formato da contratação de concurso público, precisam de diagnóstico e planejamento. "Estou contratando uma consultoria externa para fazer um diagnóstico mais forte e minha ideia é que possamos construir nos próximos 60 a 90 dias esse balanço para traçar os caminhos para o nosso Estado. A nossa auditoria vai ser clara com relação a isso, otimizar mais os recursos, diminuir o desperdício", explicou.

Camilo  reforçou ainda o compromisso para suprir as necessidades com o setor, de forma compartilhada entre Estado, Municípios e União. Dentre as medidas, está a criação de um comitê para avaliar de forma profunda a questão da saúde. "Com esse comitê e esse diagnóstico (auditoria), nós vamos planejar quais são os caminhos que nós precisamos traçar para o Ceará. Vamos envolver todos nesse processo de discussão, municípios, União, Estado, as entidades de classe”, disse.

O governador afirmou ainda que não tem medido esforços para reivindicar, junto ao Governo Federal, medidas para remediar os problemas: “Estive com a presidenta Dilma, apresentei todos os números da Saúde no Ceará. Mostrei a discrepância que existe nos números em relação aos últimos oito anos. Estarei na semana que vem com minha equipe para averiguar porque o Ceará é apenas o 22º estado em repasse de média e alta complexidade do SUS. Há necessidade de mais recursos, de olhar para essa área com mais delicadeza”.

Investimentos

RdentrosaúdeDurante o encontro, Camilo apresentou a evolução dos investimentos realizados pelo Governo do Estado, desde 2006 até agora. Durante todo o ano de 2014, foram investidos cerca de R$ 1,5 bilhão. Somados aos R$ 404 mihões oriundos do SUS, são aplicados no setor R$ 1,88 bilhão no Ceará. 

O governador relembrou o fato de que o Brasil passa por um subfinanciamento para a Saúde pelo Governo Federal. Atualmente, o Estado é responsável por arcar com 78% do que é gasto na Saúde do Ceará.  Em 2006, a cada R$ 1 repassado pela União, a proporção era de R$ 1 investido pelo Estado na Saúde. Já em 2015, a proporção aumentou para R$ 4 gastos pelo Estado a cada R$ 1 aplicado pela União no setor. Ou seja, enquanto os investimentos do Estado na área cresceram 412%, de 2006 a 2014, da União aumentou 61%.

Ainda assim, Camilo frisou que de janeiro a abril de 2015, foram investidos cerca de R$ 50 milhões a mais em comparação com o mesmo período de 2014 e houve um aumento de 52% no número de leitos no Ceará. Ele lembrou que o Estado é referência em todo o Brasil, dispondo de três hospitais regionais (Norte, Cariri e Sertão Central), 19 policlínicas (três estão em conclusão, em Canindé, Maracanaú e Crato), 22 UPAs 24h (mais duas serão inauguradas até julho deste ano) e 19 CEOs, além da rede de atendimento de Fortaleza.

O Ceará investe 15,77% do Orçamento em Saúde, superior a estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia, que aplicam em torno de 12%, percentual obrigado por lei.

Reunião

Além de apresentar os investimentos em saúde pública pelo Estado e citar medidas emergenciais, como a liberação de mais leitos de retaguarda, Camilo Santana ouviu as demandas dos médicos.  “Trabalho em um Governo de maneira aberta, com diálogo. A partir do momento que passa a eleição, sou governador de todos os cearenses. Sabemos o quanto é delicado o assunto da saúde. Antes de tudo, sou servidor público, meu interesse é servir, conversar, saber mais sobre interesse do médico, medicina preventiva e outras questões”, disse o governador.

Os representantes do Simec concordaram e disseram que querem fazer parte do comitê. "As ações emergenciais que eles sugeriram é praticamente o que já estamos fazendo. Contratar mais leitos de retaguarda, olhar um pouco para a gestão interna e nossos equipamentos", afirmou Camilo que citou também o estudo da criação da central de medicamentos.

Participaram do encontro o secretário-chefe do Gabinete do Governador do Estado, Élcio Batista; o secretário-chefe da Casa Civil, Alexandre Landim; o secretário da Saúde, Henrique Javi; o secretário da Fazenda, Mauro Filho; o secretário do Planejamento e Gestão, Hugo Figueirêdo; e o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Albuquerque.

 

Thiago Sampaio
Repórter / Célula de Reportagem
Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado - Casa Civil

Inscrições abertas para a VII Reunião do Fórum da Rede Cegonha

 

redecegonha_2013A Secretaria da Saúde do Estado está com inscrições abertas para a VII Reunião do Fórum Estadual da Rede Cegonha, que será realizada na sexta-feira, 29 de maio, no Auditório José Euclides Ferreira Gomes, 6º andar do Anexo II da Assembleia Legislativa.Clique aqui para fazer sua inscrição online. Com o tema “Redução da morte materna: Nós podemos!”, o encontro reunirá prefeitos, gestores e técnicos das secretarias estadual e municipais de saúde, diretores e profissionais de hospitais e maternidades, representantes do Ministério Público, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério da Saúde e Unicef.
No Ceará, a Rede Cegonha tem os serviços integrados em 17 Redes nas 22 regiões de saúde. É um programa do Ministério da Saúde que tem o objetivo de atender todas as brasileiras pelo Sistema Único de Saúde (SUS), desde a confirmação da gestação até os dois primeiros anos de vida da criança.  É uma Rede de cuidados que assegura às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo, à atenção humanizada à gravidez, parto e puerpério e, às crianças, o direito ao nascimento seguro, crescimento e desenvolvimento saudáveis.


Assessoria de Comunicação da Sesa

População reclama de má qualidade da água

[NREGIONAL - 4]  DIARIO/NREGIONAL/1_MATERIAL<NREG04> ... 21/05/15

A água que escorre pelas torneiras das residências na sede do município é usada apenas para banhos e afazeres domésticos

Foto: Carlos Alberto Albuquerque

Campos Sales. A falta de qualidade da água distribuída aos consumidores deste município continua gerando transtornos e aborrecimentos aos usuários da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). Em Campos Sales, o líquido que escorre pelas torneiras residências é usado apenas para banhos e afazeres domésticos.

A água utilizada para o consumo humano e cozimento de alimentos é comprada de carros-pipas que atendem aos diversos bairros da cidade. Ao todo, são cerca de nove veículos que comercializam o produto, ao preço médio de R$ 1,00, vendido em latas de 18 litros e, embora a aparência seja boa, não há garantias de que seja própria para o consumo humano.

Na maioria dos casos, a água que chega às residências não possui coloração. O cheiro, no entanto, é forte, segundo afirmam os consumidores. Conforme os relatos, em épocas de chuvas, a coloração da água sofre modificações, chegando a ficar barrenta ou muito escura.

O problema vem sendo debatido há vários meses em audiências públicas realizadas pela Câmara de Vereadores do Município ou por meio de movimentos criados pela sociedade local. Entretanto, a população alega que nenhuma providência foi adotada até este momento pela Cagece, no sentido de resolver o problema que se arrasta.

“Eu moro aqui já faz muito tempo e nunca vi uma única pessoa consumir a água que é distribuída pela Cagece. Aqui em Campos Sales a das torneiras só serve para limpar a casa e para lavar roupa, e olhe lá”, afirma o comunicador Carlos Alberto Albuquerque. Radialista com vários anos à frente de um programa de entretenimento em uma rádio da cidade, ele diz receber inúmeras denúncias de ouvintes a respeito da falta da qualidade da água. “A reclamação acontece já faz muito tempo. Não tem quem suporte o cheiro da água quando as torneiras são abertas. O problema persiste sem que nenhuma solução seja adotada. Além da falta da qualidade, agora estão racionando à distribuição diária. O caso aqui é sério”, disse.

Consumo

O empresário Luiz Péricles, dono de um posto de combustíveis, diz se sentir lesado por pagar mensalmente a água que consome apenas de forma parcial. Ele informou que alguns proprietários rurais estão perfurando poços na tentativa de encontrarem água que possa ser utilizada para o consumo humano e de animais de criação.

A situação levou o Ministério Público do Ceará (MPCE) a encaminhar ofício à Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce), solicitando fiscalização nos sistemas de água e esgoto do Município.

O promotor de Justiça Gleydson Leandro Carneiro Pereira, autor do pedido, apontou a necessidade de cumprimento do Artigo 129, II, da Constituição Federal, que trata sobre a necessidade de “zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância publica”. O representante do Ministério Público pediu que seja realizada uma avaliação técnica em torno da qualidade da água (nos aspectos físicos e odor) distribuída pela Cagece, desde o armazenamento ate o processo de filtragem e distribuição da água em Campos Sales.

A visita dos técnicos da Arce ao município está agenda para os dias 25, 26 e 27 deste mês. Serão realizadas inspeções de campo, levantamento e avaliações documentais, obtenção e análise de informações de dados gerais da área técnica e, ainda, identificação e referência de ocorrências operacionais.

Em Nota, a Cagece informou que possui pleno conhecimento da atual situação da sede do município de Campos Sales.

A Companhia ressaltou que, até o início deste ano, estava em tramitação processo que tratava da liberação de recursos da ordem de R$ 20 milhões que seriam destinados à implementação do projeto de reestruturação de todo o sistema de abastecimento de água da sede do Município.

No entanto, o recurso teve sua liberação cancelada pela Fundação Nacional da Saúde (Funasa), motivada por razões desconhecidas pela Cagece. Diante da negativa por parte da Fundação, a Companhia iniciou ações com recursos próprios voltadas para a melhoria da água tratada e distribuída à sede de Campos Sales.

Mais informações:
Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece)
Avenida Doutor Lauro Vieira Chaves, 1030
Telefone (85) 3101-1826
Vila União - Fortaleza

Roberto Crispim
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Termina greve dos agentes de trânsito

Milagresgreveagentes2Movimento paredista foi um dos mais longos registrados no País, com um total de 180 dias

Milagres. A greve dos agentes de trânsito deste município, que já durava cerca de 180 dias, foi encerrada ontem. A decisão pelo fim do movimento paredista foi decidida durante assembleia realizada pela categoria, após o envio de propostas apresentadas pelo Executivo local, atendendo, em parte, as reivindicações apresentadas pelos agentes de trânsito, em dezembro do ano passado.

Na ocasião, foi solicitado o reajuste linear de 15% sobre o salário base; criação da Gratificação de Atividade de Trânsito (GAT) em percentual de 15% sobre o salário-base; criação da Gratificação de EPI (Protetor Solar) em 10% sobre o salário-base; melhorias nas condições de trabalho e estrutura do órgão e, ainda, melhorias na sinalização da cidade.

Também foi cobrada a realização de concurso público para agentes do órgão de trânsito municipal e que sejam realizadas mudanças em relação ao sistema de trabalho desenvolvido, como reestruturação na escala de serviço por dupla de agentes; redução da carga-horária para seis horas diárias, de segunda-feira a sexta-feira; criação da data-base; aquisição de mais viaturas (duas motos e um carro); e a criação de uma central de rádio.

Reunião

Na última terça-feira, na sede da Prefeitura, uma reunião envolvendo o prefeito do município, Hellosman Sampaio de Lacerda, e representantes do movimento grevista reabriu o canal de diálogo entre os agentes de trânsito e o Município, possibilitando, desta forma, a discussão de propostas visando o fim da greve dos servidores.

A proposta apresentada pelo Município garante aos servidores a fixação de salário-base no valor de R$ 1 mil e reajuste linear de 20%, criação da Gratificação de Atividades de Trânsito (GAT), no percentual de 15% sobre o salário-base, com implementação retroativa a janeiro de 2015; gratificação de horas extras no valor de R$ 280,00 e a Criação da data-base da categoria para 1º de Maio de 2016.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Milagres afirmou que as propostas apresentadas encontram-se dentro das possibilidades financeiras do Município, bem como nos limites de gastos apontados pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), resultando e ganhos reais à categoria e no retorno das atividades dos servidores em prol do bem estar coletivo.

Como os agentes de trânsito retornam às atividades exatamente seis meses após a deflagração da greve, o movimento paredista se iguala à greve realizada pelos professores do Paraná no ano de 1993, quando estes permaneceram com suas funções paralisadas também pelo mesmo período de tempo.

Roberto Crispim
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Toque de Vida ajuda na formação musical de jovens

toqueO projeto Um Toque de Vida se define não somente na realização de aulas e sim na socialização por meio da música. Atualmente, vêm sendo atendidos jovens dos municípios de Aracati e Maranguape

Fortaleza. A música como meio transformador de vidas. É com esta perspectiva que a segunda edição do projeto Um Toque de Vida vem contribuindo para a formação musical e social de jovens carentes dos municípios de Aracati e Maranguape.

O projeto funciona da seguinte forma: as alunos oriundos de escolas públicas participam de aulas gratuitas de percussão e violão, totalizando 150 horas de aula. Os instrumentos são cedidos pelo projeto, que, neste ano, tem como patrono o músico cearense Manassés de Sousa. Na edição 2014, realizada nas cidades de Sobral, Tauá e Iguatu, ele teve como patrono o cantor norte-americano Billy Paul.

Em Maranguape, as aulas de violão ocorrem em uma escola pública no distrito de Columinjuba e beneficiam diretamente 12 alunos e indiretamente mobilizam os moradores da região de Penedo, Jardim, Ladeira Grande, Lajes e Vila Nova.

As pessoas dessas comunidades participam, como colaboradores, algumas vezes como ouvintes nas aulas e fora do horário do curso, para não prejudicar o desempenho dos estudantes, e aprendem um pouco sobre musicalização.

Já em Aracati, as aulas são realizadas no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Nossa Senhora de Lourdes, tendo dez alunos de percussão e também contando com grande participação da interessada comunidade local.

Socialização

O projeto Um Toque de Vida se define não somente na realização de aulas e sim, na socialização por meio da música. "O objetivo não é a formação de músicos e sim promover e desenvolver a musicalidade de jovens carentes, por meio de cursos específicos, aprimorando a criatividade, a sensibilidade e criando oportunidades de expressão artística", destaca Leonardo Rocha, músico e coordenador do projeto.

Ao final dos cursos, os instrumentos utilizados serão todos doados a uma instituição sem fins lucrativos, localizada nos municípios onde foram realizadas as aulas. O projeto Um Toque de Vida II é realizado pela Modo Maior Projetos Culturais, apoiado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Companhia Energética do Ceará (Coelce).

Mais informações:
Telefone: (85) 8787- 8742/ 9991- 2626
www.projetoumtoquedevida.blogspot.com.br/
www.facebook.com/projetoumtoquedevida

Diario do Nordeste - Regional

Governador e deputados visitam Cinturão das Águas nesta sexta-feira

camiloedepudado

 

Camilo e Zezinho visitam o Cinturão das Águas no Cariri.

O governador Camilo Santana acompanhado de uma comissão de deputados estaduais, tendo à frente o  presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros)  visitam nesta sexta-feira (22), as obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). O governador e os parlamentares também irão conferir as obras da Barragem de Jati, que receberão as águas da Transposição do Rio São Francisco. Da barragem, a comitiva seguem para o ponto de captação, sistema por meio do qual as águas do São Francisco entrarão no CAC.
A comitiva parlamentar será composta ainda pelos deputados Elmano Freitas (PT), Joaquim Noronha (PP), Leonardo Pinheiro (PSD), Welington Landim (Pros), Zé Ailton Brasil (PP) e Bethrose (PRP).
A segunda etapa da visita acontece em Missão Velha, onde está sendo construído o Túnel Veneza, com 2,3 km de extensão. Neste ponto, técnicos da Secretaria dos Recursos Hídricos e das empresas responsáveis pela obra devem apresentar às autoridades detalhes do projeto que, nesta primeira etapa, tem 150 km de extensão com investimento de R$ 1,6 bilhão. As águas beneficiarão, somente nesta etapa, mais de um milhão de pessoas na região do Cariri.
O Cinturão das Águas, no trecho 1, vai atender diretamente as cidades de Jati, Brejo Santo, Porteiras, Abaiara, Missão Velha, Barbalha, Crato, Nova Olinda, Milagres, Farias Brito, Lavras da Mangabeira, Iguatu, Icó, Orós, Mauriti, Aurora, Cariús e Quixelô. A obra estará voltada para dar maios sustentabilidade e segurança hídrica ao Estado.

flavio pinto

Maria da Penha no Crato

 

mariadapenhacrato

O auditório da Escola Profissionalizante foi pequeno para abrigar o público que esteve presente para assistir a palestra da assistente social Maria da Penha, mulher que dá nome à Lei 11. 340/2006, que trata do combate à violência contra à mulher. Maria da Penha  esteve no Seminário Gênero, Mulher e Violência: Luta e Resistência no Cariri Cearense. À tarde, a ativista e militante da causa, esteve visitando a sede do Centro de Referência da Mulher, em Crato, que veio fortalecer a luta no combate à violência no Município.
Maria da Penha tem atuado fortemente para que a lei seja cumprida em sua integralidade e as mulheres se encorajem para denunciar os crimes cometidos contra a integridade física e psicológica. O evento contou com uma grande participação de autoridades locais, integrantes de conselhos, alunos, onde foram apresentados posicionamentos a respeito da violência no Crato e Região, além de responder diversos questionamentos dos participantes.
A primeira-dama do Crato, Gil Mattos, esteve recepcionado Maria da Penha, prestando homenagem à militante, com a entrega de um buquê na chegada da palestrante ao Juazeiro do Norte, onde foi recepcionada por diversas militantes da região. Além de Gil Mattos, estiveram presentes integrantes do Conselho Municipal de Mulher Cratense, Projeto Mulheres da Paz, e a secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social do Crato, Elisangela Rodrigues.


(Governo do Crato)

Bispo de Picos, Dom Plinio Luz, trará cerca de dois mil féis em visita a Juazeiro do Norte – por Patrícia Silva (*)

No próximo sábado, dia 23 de maio, aproximadamente dois mil romeiros da Diocese de Picos, Piauí,  acompanhados do seu Pastor Diocesano Dom Plínio José Luz da Silva, estarão realizando a I Romaria Diocesana ao Juazeiro do Padre Cícero, por ocasião do ano jubilar pelos 40 anos da Diocese.
Na programação os romeiros visitarão pela manhã, a partir das 9h, o Horto, onde acontecerá a acolhida feita pelo bispo da Diocese de Crato, Dom Fernando Panico, e a palavra de Dom Plínio. A tarde os participantes visitarão a Capela do Socorro, museu e memorial do Pe. Cícero, concluindo a peregrinação às 16h, com a celebração da Santa Missa de encerramento da Romaria do Ano Jubilar, no Santuário Basílica de Nossa Senhora das Dores.
A Diocese de Picos foi criada aos 28 de outubro de 1974, pela bula “Neminem Latet”, do Papa Paulo VI, sendo desmembrada da Diocese de Oeiras. Dom Plínio é o segundo bispo. Atualmente ela conta com 18 Paróquias e uma Área Pastoral e o Ano Jubilar esta sendo vivenciado desde o dia 21 de setembro de 2014.
(*) Patrícia da Silva, da Assessoria de Imprensa da Diocese de Crato.

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30