xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/01/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 janeiro 2015

Cem anos atrás: o Crato de 1915 (por Armando Lopes Rafael)

  
Bons tempos, aqueles de 1915 – há cem anos – nesta Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos Maria de Ferrara! A julgar pelo que ficou registrado para a história (e louve-se a preservação dos fatos feita pelo historiador Irineu Pinheiro através do seu livro “Efemérides do Cariri”) o Ano da Graça de 1915 não teve nenhum acontecimento digno de registro na então mais do que  centenária Freguesia de Nossa Senhora da Penha de França. 
Para não deixar passar totalmente em branco, Irineu Pinheiro registrou apenas duas anotações – para lembrar 1915 – na sua famosa obra memorialística. Ambas no mês de junho. E, mesmo assim, essas duas efemérides se restringem a dois telegramas expedidos pelo Padre Cícero, a partir da cidade de Juazeiro. Noutras palavras: nem do Crato partiram as duas mensagens telegráficas preservadas para assinalar 1915 por Irineu Pinheiro.
    Fico matutando o que teria levado o nosso historiador maior a ser tão avaro para os fatos municipais de 1915...
    Sabemos, no entanto, que outros acontecimentos regionais ocorreram, naquele ano, causadores de grande repercussão na vida da pacata população cratense de então. Para começar, 1915 registrou uma das piores secas da história do Nordeste brasileiro, forçando a emigração de milhares de cearenses para escapar da fome. Naquele ano, o prefeito de Crato era o coronel Teodorico Teles de Quental, respeitado pela sua autoridade e honestidade. Ele certamente teve de ajudar a muitos pedintes que se postavam em frente à Intendência (era assim que se chamava a Prefeitura naquela época), localizada na Praça da Sé, onde hoje funciona (ou funcionou?) o Museu de Arte (na parte superior) e o Museu Histórico (parte inferior) do vetusto edifício. Teodorico Teles foi o construtor da Praça Siqueira Campos, na sua primeira versão. Para fazê-la, mandou derrubar a primitiva capela de São Vicente Ferrer, causando pesar a muitos católicos cratenses que choraram com a demolição do humilde templo. Deve-se a ele também a construção dos primeiros calçamentos das ruas centrais da cidade e o estudo para implantar a luz elétrica em Crato, cuja caldeira – no dizer de Lindemberg de Aquino –, foi transportada por possantes bois, muitos dos quais morreram nessa travessia, inclusive 12 touros que pertenciam ao genro do prefeito, o agropecuarista Sr. Cícero Pinheiro.
   Outros eventos de importância também aconteceram naquele ano, nesta cidade. Na área religiosa, por exemplo, depois da criação da segunda diocese do Ceará, vamos encontrar nos escritos de J. Lindemberg de Aquino – mais precisamente no seu livro “Roteiro Biográfico das Ruas de Crato” – que “A 10 de março de 1915 (Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva) foi preconizado primeiro Bispo de Crato, sendo, aliás, essa nomeação a primeira feita pelo (novo) Papa Bento XV”. Ainda sobre Dom Quintino, Lindemberg registra que “Ocorreria a 31 de outubro de 1915 a solenidade de sua sagração, na cidade de Salvador, Bahia”.  Bem já encontramos outros fatos relevantes para a memória histórica desta comunidade, fora os parcos registros de Irineu Pinheiro.
   
É crível supor que a imensa maioria da população cratense, em 1915, sequer sabia o nome do Presidente de plantão dos Estados Unidos do Brazil (este o nome e a grafia oficial do nosso país). Havia apenas 25 anos um golpe militar tinha derrubado a Monarquia e rasgado a Constituição do Império, que durara 67 anos sem ter nunca sido violada pelos imperadores. Todos os cratenses, daquele tempo, sabiam de cor que durante 67 anos apenas dois imperadores tinham reinado no Brasil: Pedro I e Pedro II. Mas, em 1915, apenas 25 anos depois do golpe militar, o Brasil já estava sendo governado pelo seu 9º (nono) Presidente da República, o que dá uma média de 2 anos e 5 meses por mandato presidencial. Tínhamos retroagido ao status de banana-republic.
   E dentre esses nove presidentes, estão incluídos dois ditadores, exatamente os dois primeiros que exerceram esse cargo na nova res pública.
 Para matar a curiosidade do leitor informo: o presidente do Brasil em 1915 era Wensceslau Braz, um mineiro escolhido para concorrer ao posto pelas elites de São Paulo e Minas Gerais, os dois estados que dominaram por muito tempo o rodízio da Presidência,  dentro do famoso esquema eleitoral do “café-com-leite”, destinado à manutenção do poder republicano. Wenceslau obteve 532.107 votos contra 47.782 votos dados ao candidato da oposição, o jurista baiano Rui Barbosa.  O café-com-leite, dos paulistas e mineiros, representava, naqueles tempos, o que hoje se chama eufemisticamente de  “base de sustentação do governo”.
    Faz cem anos hoje que teve início 1915, um ano de muita movimentação na antiga Vila Real do Crato, embora Irineu Pinheiro não tenha atentado para tantos fatos. Quem sabe se 2015, também não venha com esse jeitão de pouca importância e termine sendo um ano de prufundas modificações no  cenário sócio-econômico nacional, com sérios reflexos no município de Crato? Boas modificações , diga-se de passagem. Afinal, a única certeza da vida é o imprevisível...,A Mãe do Belo Amor -- primeira devoção mariana desta Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos Maria de Ferrara -- nos ajude para que isso se torne realidade. Amém.

Armando Lopes Rafael

FELIZ ANO NOVO - FELIZ 2015



E finalmente chegamos a 2015. O Blog do Crato completa 10 anos de existência. Há 10 longos anos começamos a difícil tarefa de criar e manter um site que pudesse fornecer informações, fotos, novidades e crônicas escritas pelos Cratenses para os Cratenses. Fomos pioneiros num mundo virtual onde quase nada existia sobre o Crato na internet. Passado todo esse tempo, vemos que nosso trabalho em prol da divulgação da nossa cidade é bastante gratificante. De cada 10 fotos do Crato procuradas no Google, 7 ou 8 vem do Blog do Crato. E olha que já há algum tempo não fazemos as grandes coberturas fotográficas e videográficas e fazíamos no passado. E é justamente sobre isto que quero falar aos nossos queridos leitores: Neste ano de 2015, pretendemos finalmente realizar os nossos projetos de ampliação e unificação de todas as mídias do Grupo Chapada do Araripe de Comunicação, que incluem o Blog do Crato, Portal de Notícias Chapada do Araripe, Rádio Chapada do Araripe, e a WebTV Chapada do Araripe. Há muito tempo prometemos algo um tanto "revolucionário" aos Cratenses; O cenário já está pronto, aliás, os cenários! Estamos com muita energia e força de vontade para começarmos inúmeros programas que mostrarão a vida cotidiana dos Cratenses e a preservação da nossa história.

Por enquanto, quero desejar um Feliz 2015 a todos os nossos leitores, colaboradores, escritores. Os leitores são a razão da existência dos nossos espaços, e é principalmente a eles que esta mensagem é endereçada: Um FELIZ 2015 de muita saúde, Paz, alegrias. Que todos os nossos sonhos possam se realizar.

www.blogdocrato.com
Desde 2005 registrando todo dia a história do Crato para a posteridade

Agradecimento especial a todos os nossos patrocinadores!







CRATO - SERVIDORES ENTRARÃO 2015 SEM SALÁRIOS


Sinceramente! Não consigo ficar em paz com uma situação dessas e desejar um feliz ano novo, quando tudo parece estar a beira do caos para todos os servidores de Crato, ainda hoje, não foi pago o salário dos professores.

São exatamente R$ 4.118.454,54 depósitados do recurso do FUNDEB, até o dia 31 desse mês dos R$ 47.100.802,39 depositados ao longo do ano nas contas da prefeitura e desse mais de 27 milhões para pagamento da folha da educação, recurso mais do que suficiente para pagar todos os servidores efetivos e temporários criados pela Secretaria de Educação que tem servido mais como cabide de emprego do prefeito do que uma verdadeira operadora dos programas e políticas de educação em nosso munícípio.

Uma Secretaria de Educação que tem só de professores temporários beirando aos 40% ,Sem sinallizar para um concurso público ,não pode ser séria nem a secretaria nem a gestão municipal.

Rogo que em 2015 mudanças efetivas se concretitizem, como um caledário de pagamento para todos os servidores, mais respeito ao servidores públicos. Uma guarda municipal com condições de trabalho, que inclusive seja implementada o plano de cargos e carreira dos mesmos, obdecendo a lei nacional que regulamenta a profissão dos guardas municipais, só assim os parasitas e incompetentes que estão no subcomando da guarda voltam aos seus buracos.

Menos assédio moral aos trabalhadores, enfim um ano verdadeiramente de mudanças, e ao contrário do que pensam muitos, rogo que esse cidadão que se diz prefeito do Crato, encontre um nova forma de governar, não torço pelo o mal do mesmo, não tenho nada pessoal contra o mesmo, mas políticamente ele vem se apresentando como um péssimo gestor, é preciso mundanças urgentes e torcer pelo seu fracasso é torcer infelizmente pelo insucesso do Crato, coisa que não queremos.

Enfim, um ano de muita paz e sobretudo muita luta para todos!!

Samuel Siebra - Professor





Câncer surge com mais frequência devido ao azar do que a causas genéticas, afirmam pesquisadores

cancer2O câncer surge com frequência por "azar do paciente", devido a mutações aleatórias que acontecem no processo de divisão celular, e não por causas genéticas ou hábitos de risco, afirmaram pesquisadores americanos nesta quinta-feira.

O estudo, publicado na revista "Science" e realizado por cientistas da Universidade Johns Hopkins, é baseado em um modelo de estatística que leva em conta uma grande variedade de tipos de câncer.

Ele exclui, no entanto, o câncer de mama, o mais frequente entre as mulheres, e o de próstata, o mais comum entre os homens, depois do de pele.

Dois terços dos cânceres produzidos em adultos podem ser explicados por mutações genéticas aleatórias que fazem com que os tumores cresçam, enquanto um terço é consequência de fatores genéticos ou hábitos de risco.

"Este estudo mostra que se pode aumentar as chances de ter câncer quando se é fumante ou se tem maus hábitos", disse um dos autores da pesquisa, Bert Vogelstein, professor de oncologia na universidade Johns Hopkins.

"Mas numerosas formas de câncer se devem, principalmente, ao azar e à mutação de um gene que provocará um tumor maligno, sem relação alguma com os hábitos de vida ou fatores hereditários", assinalou.

Os pesquisadores analisaram o processo natural de renovação celular, que permite ao corpo humano substituir as células que morrem nos diferentes órgãos.

Há tempos, os cientistas sabem que, quando as células-tronco cometem erros ou mutações, um câncer pode ser produzido, mas esta nova pesquisa é a primeira a tentar compreender a proporção de casos de câncer gerados por este processo em relação aos que surgem devido à genética ou a hábitos de risco.

"Mudar nossos hábitos de vida será muito útil para evitar alguns tipos da câncer, mas não terá nenhuma eficácia em outros", observou Cristian Tomasetti, biomatemático e professor de oncologia na Johns Hopkins. "Deveríamos destinar mais recursos a detectar estes tipos de câncer aleatórios em seu estágio inicial

AFP

Dilma defende na posse ajustes na economia para país crescer e reforma política

dilmaposse

Por Maria Carolina Marcello e Nestor Rabello

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff afirmou em seu discurso de posse, nesta quinta-feira, que a retomada do crescimento da economia brasileira passa pelo ajuste nas contas públicas, que prometeu fazer com o menor sacrifício para os mais pobres.

Dilma, de 67 anos, assume o segundo mandato depois da mais acirrada eleição presidencial desde a redemocratização e sob fortes críticas pela estagnação da economia e em meio ao maior escândalo de corrupção da história do país.

Ao ser reempossada presidente no Congresso Nacional, voltou a defender a reforma política e também afirmou que conta com o apoio de sua base aliada no Legislativo para promover as mudanças que pretende fazer no novo período de governo.

"Mais que ninguém sei que o Brasil precisa voltar a crescer. Os primeiros passos desta caminhada passam por um ajuste nas contas públicas, um aumento na poupança interna, a ampliação do investimento e a elevação da produtividade da economia", disse Dilma em seu discurso, que durou mais de 40 minutos.

"Faremos isso com o menor sacrifício possível para a população, em especial para os mais necessitados", acrescentou.

Dilma, a primeira mulher presidente do Brasil, assumiu o segundo mandato ao lado de seu vice, Michel Temer, e tem pela frente um cenário de fragilidade econômica e incerteza política.

Ao assumir o mandato anterior, em 2011, Dilma se beneficiava da economia crescendo 7,5 por cento. Enquanto em 2014, a economia deve expandir só 0,2 por cento, segundo previsão do Banco Central.

O cenário para as contas públicas também é desfavorável para a presidente, que teve de enfrentar uma dura batalha no Congresso no final de 2014 para aprovar uma mudança na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que, na prática, desobrigou o governo de realizar um superávit primário no ano passado.

Assim como fez no discurso de posse para seu primeiro mandato em 2011, Dilma voltou a defender a necessidade de uma reforma política e, em um momento que parece refém de sua base aliada no Parlamento, disse contar com o apoio dos partidos que compõem sua base.

"Sei que conto com o forte apoio da minha base aliada, de cada liderança partidária de nossa base e com os ministros e ministras que estarão, a partir de hoje, trabalhando ao meu lado pelo Brasil, discursou a presidente.

"É inadiável, também, implantarmos práticas políticas mais modernas e éticas e, por isso mesmo, mais saudáveis. É isso que torna urgente e necessária a reforma política. Uma reforma profunda que é responsabilidade constitucional desta Casa, mas que deve mobilizar toda a sociedade na busca de novos métodos e novos caminhos para nossa vida democrática."

EXTIRPAR A CORRUPÇÃO

Dilma aproveitou seu discurso para propor um pacto nacional de combate à corrupção e, ao citar as denúncias de irregularidade na Petrobras , defendeu a apuração do caso, sem prejudicar a estatal, que ela classificou de "estratégica" para o país.

A presidente também anunciou que lançará no novo período de governo uma terceira versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), uma segunda fase do programa de logística do governo federal e a construção de 3 milhões de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Dilma tratou também de política externa em seu discurso de posse e prometeu manter a prioridade para a América Latina e para países africanos, assim como da Ásia e dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

A presidente defendeu ainda como sendo de "grande relevância" o aprimoramento das relações do Brasil com os Estados Unidos, abaladas em seu primeiro mandato por conta do escândalo de espionagem da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA).

(Reportagem adicional de Eduardo Simões, em São Paulo)

Crise de energia deve piorar em 2015

eletricidade1

(Foto: AFP)
As dificuldades de abastecimento de água e de geração de energia enfrentadas ao longo de 2014 tendem a se intensificar neste ano. Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam que, mesmo que as chuvas deste verão fiquem muito acima da média histórica - o que não está previsto -, o país terá em 2015 um cenário muito pior que há 12 meses.
O ano começa com os reservatórios da Região Sudeste/Centro-Oeste com apenas 19% do total de suas capacidades. É menos da metade da quantidade de água que esses reservatórios tinham um ano atrás, quando registravam 43% de armazenamento em 1.° de janeiro de 2014.No Nordeste, os dados reconstroem o cenário preocupante de 2014, com 33% do volume útil "guardado" nas principais bacias hidrográficas da região.
O governo contava com um volume de chuvas superior à média histórica para tentar recompor, minimamente, as condições dos reservatórios das principais regiões consumidoras. O histórico registrado até agora, no entanto, apresenta chuvas dentro da média, situação que tende a se repetir neste mês, segundo informações meteorológicas analisadas pelo ONS.

A previsão para o Sudeste é que chova, em janeiro e fevereiro, 90% da média. A estimativa se baseia em histórico dos últimos 83 anos. Para o Nordeste, a média esperada para os dois meses é de 63%. As Regiões Norte e Sul do País terão bons volumes de chuva e, mais uma vez, não têm riscos ao abastecimento.
O ano de 2014 entra para a história do setor elétrico como o pior dos últimos 83 anos (a medição do volume de chuvas pelo governo teve início em 1931) para algumas das principais bacias hidrográficas do País, como Rio Grande e São Francisco, responsáveis por abastecer 25% e 96%, respectivamente, das Regiões Sudeste/Centro e Nordeste. A situação nessas bacias só não foi pior por conta de reduções de vazão de água determinadas pelo ONS ao longo do ano para garantir o uso da água para abastecimento humano e geração de energia.
Obras. Sem previsão de ter obras estruturais prontas em 2015 para garantir a oferta de água nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste, como a interligação dos reservatórios de Jaguari e Atibainha, prevista para 2016, cresce o risco de que medidas de racionamento tenham de ser tomadas para essas regiões. O governo garante não haver razões para preocupação.
O ONS estima que, até o fim de março, há condições de fechar o verão com 34% do volume útil nos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste. Com essa quantidade de água, diz o presidente do operador, Hermes Chipp, é possível atravessar mais um ano de estiagem severa sem necessidade de tomar medidas de racionamento de energia. Em março, o Sudeste/Centro-Oeste tinha 36% do volume máximo de armazenamento.
Térmicas
Na prática, o setor elétrico coloca todas as suas fichas nas chuvas dos próximos três meses, dado que não poderá contar com grande expansão do parque gerador de usinas térmicas em 2015. Novos projetos de geração térmicas devem entrar em operação apenas nos anos seguintes. Hoje, a capacidade total dessas usinas está em torno de 20 mil megawatts (MW). Há pelo menos cinco meses, o governo tem utilizado a capacidade máxima dessas geradoras, algo em torno de 16 mil MW, já que uma média de 4 mil a 5 mil MW passa mensalmente por processos de manutenção.
De acordo com as orientações técnicas do ONS, o uso intensivo das térmicas deve prosseguir neste início de 2015, bem como o acionamento das grandes hidrelétricas das Regiões Sul e Norte do País, como Itaipu e Tucuruí, principalmente. O propósito é armazenar a maior quantidade possível de água no Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.
O que deve ajudar a aliviar a situação é a entrada em operação de novas turbinas das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, no Rio Madeira (RO). As duas usinas estão numa região onde há grande volume de água, principalmente no período seco das Regiões Sudeste e Nordeste. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Por André Borges | Estadão

IPI de carros e móveis sobe a partir desta quinta-feira

 

ipi2

O governo confirmou que elevará o Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) sobre carros a partir desta quinta-feira, 1º de janeiro. Com a medida, a alíquota do tributo incidente sobre modelos 1.0 passará de 3% para 7%. Para os 2.0 flex, subirá de 9% para 11%. Já para os veículos com motor entre 1.0 e 2.0, mas movidos somente a gasolina, a cobrança passará de 10% para 13%. O imposto sobre caminhões e ônibus permanece zerado.

A informação foi confirmada pelo Ministério da Fazenda nesta quarta-feira, que também anunciou o aumento do tributo sobre móveis, que voltará a ter alíquota de 5%, contra os 4% cobrados em 2014. Será elevada ainda a tributação sobre luminárias, que passará de 12% para 15%. Não houve alteração das alíquotas sobre produtos da linha branca.

A decisão já era esperada pelo setor automotivo. Em novembro, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, disse que a volta do tributo ao normal já era considerada “fato consumado”, após sair de reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A estratégia de reduzir o IPI para estimular as vendas de veículos começou a ser usada pelo governo em 2009. O objetivo era estimular a indústria automotiva. Neste ano, no entanto, mesmo com a alíquota ainda reduzida, o setor viveu um ano fraco. Segundo os dados mais recentes da Anfavea, referentes a novembro, as vendas de carros recuaram 8,4% no acumulado do ano.

Há exatamente um ano, o imposto sobre carros populares subiu de 2% para 3%. O plano original era retomar a alíquota cheia ainda em junho, mas a medida foi adiada. Os seis meses adicionais de benefício representaram uma renúncia fiscal de R$ 800 milhões, de acordo com estimativa do Ministério da Fazenda. No ano, o governo deixou de arrecadar R$ 1,6 bilhão por causa da alíquota reduzida.

A reportagem é do jornal O GLOBO.

Novo Simples Nacional passa a valer a partir desta quinta-feira

novosimples

A partir desta quinta-feira (1º), micro e pequenas empresas terão diminuidas a carga tributária e a burocracia para a gestão de suas atividades. Isso porque entrarão em vigor novos aspectos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que sofreu alterações em 2014. Cerca de 450 mil empresas, de 140 atividades e com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões poderão ser beneficiadas.

A principal mudança tem o objetivo de universalizar e unificar o sistema de tributação diferenciado para as micro e pequenas empresas, o Simples Nacional, conhecido como Supersimples. Haverá a unificação de oito impostos em um único boleto e a diminuição da carga tributária. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), essa diminuição será, em média, 40%.

Com as mudanças, a adesão ao Simples Nacional dependerá do porte e do faturamento da empresa, não mais da atividade exercida. Dessa forma, empresas prestadoras de serviços decorrentes de atividade intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, entre outras, poderão acessar o regime diferenciado. A medida beneficiará profissionais como médicos, advogados e jornalistas.

Para fazer a adesão, pequenos e médios empresários devem se cadastrar no site criado pela Receita Federal e preencher o formulário. No site, é preciso clicar em Solicitação de Opção e utilizar um Certificado Digital ou o Código de Acesso fornecido via Internet, pela Receita Federal. Os procedimentos requerem o CNPJ da empresa e o CPF do responsável. A adesão é feita sem custos.

(Agência Brasil)

Cid Gomes será supervalorizado no segundo governo Dilma

 

cid-gomes

O lema “Brasil Pátria Educadora”, anunciado na tarde desta quinta-feira (1º) pela presidente Dilma Rousseff como principal meta do seu segundo governo, aponta para uma supervalorização do Ministério da Educação, que tem à frente o cearense Cid Gomes. Mais cedo, no Palácio da Abolição, em Fortaleza, durante a transição do governo do Ceará, Cid Gomes revelou que a Educação Básica será prioridade em sua pasta.

Dilma Rousseff também reafirmou a necessidade de uma reforma política, que “estimule o povo brasileiro a retomar o seu gosto pela política”. A presidente reconheceu, no entanto, que as mudanças que o país espera para os próximos quatro anos dependem da estabilidade da economia. “Em todos os anos do meu governo, a inflação permaneceu abaixo da meta”, destacou. “O Brasil a sétima economia do mundo e o quinto país que mais atrai investimentos estrangeiros”, lembrou.

A presidente também prometeu a universalização do acesso a uma internet de qualidade e barata.

O povo

O fortalecimento político de Mirian Sobreira

miriansobreira

Mirian Sobreira assume a Secretária de Políticas sobre Drogas.

A deputada estadual Mirian Sobreira, agora secretária de estado, foi bastante cumprimentada por autoridades e políticos antes da solenidade de posse do governador Camilo Santana, na Assembleia Legislativa. Mirian deve se tornar ao longo dos próximos anos, uma das principais lideranças da Região Centro-Sul do Estado.
A prova disso foi que sob sua liderança, a oposição de Iguatu quebrou a oligarquia dominada há mais de uma década pelo ex-prefeito e agora também deputado Agenor Neto (PMDB). A não realização do Natal de Luz depois de 9 anos consecutivos e a eleição da Câmara Municipal de Iguatu, vencida pela oposição, são indicativos de que Mirian Sobreira está fortalecida.
Fora da Região Centro-Sul, a deputada tem prestígio junto ao governador Camilo Santana e principalmente, perante ao clã dos Ferreira Gomes. Nesta gestão, a deputada foi prestigiada com a secretaria de Políticas sobre Drogas, tendo portanto, mais uma oportunidade de mostrar suas habilidades políticas e técnica, já que é enfermeira. Mirian tem demonstrado fidelidade ao aceitar o desafio de comandar importante pasta e ao mesmo tempo abrir vaga para suplente, como era desejo de Camilo Santana.

Flavio Pinto News

Foto oficial do governador dará lugar a fotos de cearenses nas repartições públicas

camilo

O governador Camilo Santana (PT) informou, nesta quinta-feira (1º), que não haverá foto do chefe do Executivo Estadual nas repartições públicas.

Segundo o governador, ao invés da foto oficial, haverá fotos de cearenses. “O servidor tem que saber que ele trabalha para os cearenses”, explicou Camilo Santana.

Municípios que não cumpriram meta devem manter vacinação

Polio_Sarampo_2014

A Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Pólio se encerra nesta quarta-feira (31), mas a orientação da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) é para que os municípios que não atingiram a meta mínima de cobertura de 95%, estabelecida pelo Ministério da Saúde (MIS), continuem vacinando as crianças na faixa etária de seis meses a menores de 5 anos. A Coordenação Estadual de Imunizações também recomenda aos municípios a realização do Monitoramento Rápido de Coberturas (MRC) para garantir a homogeneidade da cobertura vacinal em todas as subfaixas etárias – 6 meses a menores de 1 ano, 1 ano, 2 anos, 3 anos e 4 anos a menores de 5. Pelo critério da homogeneidade, ainda há crianças que precisam ser imunizadas em todos os municípios cearenses, de acordo com relatórios do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

No Ceará, 174 municípios cumpriram a meta de vacinação contra o sarampo e a cobertura no Estado atingiu 109,63% da população-alvo, para 628.622 doses aplicadas, com homogeneidade de 94,57% nos municípios que atingiram a meta de vacinação. Contra a pólio, 156 municípios atingiram a meta de imunização, mas a cobertura vacinal no Estado ainda está abaixo da meta, em 94,76%, com 543.400 doses aplicadas e homogeneidade de 84,78%. A população na faixa etária da campanha de vacinação no Ceará é de 573.429 crianças. Para garantir a homogeneidade da vacinação, o Monitoramento Rápido de Coberturas faz averiguação da situação vacinal das crianças com a verificação o cartão de vacina. Esse trabalho é feito casa a casa, por meio de amostragem. A realização do MRC permite resgatar as crianças não vacinadas, ampliar as coberturas vacinais e melhorar a homogeneidade de coberturas vacinais no município e entre os municípios.

A campanha de vacinação contra o sarampo no Ceará foi antecipada por conta dos casos da doença registrados a partir de dezembro de 2013. O número de crianças imunizadas contra a doença é superior à população-alvo por conta daquelas que, ao longo da campanha antecipada e iniciada em fevereiro, entraram e saíram da faixa etária. Desde 25 de dezembro do ano passado foram confirmados no Estado  573 casos da doença. Os casos confirmados estão distribuídos em 25 municípios, a maioria deles em Fortaleza, com 227 confirmações. Conforme o boletim epidemiológico da Sesa, foram confirmados casos da doença no mês de novembro em Fortaleza e Maranguape. Os casos notificados em novembro e que estão em investigação estão distribuídos em oito municípios – Senador Sá, Fortaleza, Granja, Caucaia, Pacajus, Alcântaras, Maracanaú e Sobral.

 

Assessoria de Comunicação da Sesa

Camilo Santana é empossado governador do Ceará

camiloposse1

A assinatura do termo de transmissão de cargo para o governador Camilo Santana foi realizada na manhã desta quinta-feira (01/01), em uma cerimônia que reuniu uma multidão de pessoas na área externa do no Palácio da Abolição. Camilo chegou acompanhado de sua esposa, a primeira-dama Onélia Leite, e sua família. Em seguida, dirigiu-se à entrada do Palácio para passar a tropa em revista.

Na sequência, o governo foi recebido ao som de “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, por um grupo de músicos de 14 municípios do Estado, liderado pelos instrumentistas Rodolf Forte e Marcos Farias. A cerimônia contou ainda com um ato ecumênico, realizado pelo padre Ivan Santos e o pastor Mário Levi, que fizeram uma oração e abençoaram a gestão de Camilo.

Cid Gomes fez um último discurso como governador e agradeceu a equipe que esteve durante seu governo. Ele ainda disse que acredita no trabalho de Camilo Santana. “Acredito em você porque sei que você tem competência, espírito público e muita vontade de trabalhar”, afirmou.

Já como governador empossado, Camilo Santana fez seu primeiro pronunciamento e agradeceu o povo cearense pela confiança depositada nele. Bastante emocionado, Camilo agradeceu ao pai e disse tê-lo como inspiração. E dedicou, ainda, um agradecimento aos cearenses que o elegeram. “Agradeço a todos aqueles que incansavelmente e cheios de sonhos empunharam bandeiras e vestiram a camisa de nosso projeto, que não tem outra finalidade se não ajudar principalmente àqueles que mais precisam”, disse Camilo.

Cid Gomes também foi lembrado em seu discurso e afirmou que continuará o legado deixado por ele durante os oito anos de governo. “Seu legado me motiva ainda mais para o Ceará seguir avançando”, disse. Por fim, Camilo convidou os secretários para tomar posse, acompanhado do som da Orquestra Sinfônica da UFC. Na ocasião, Camilo deu posse aos seus secretários de governo.

Assembleia

Antes da transmissão de cargo, o governador Camilo Santana tomou posse na Assembleia Legislativa do Ceará, em solenidade comandada pelo presidente da ALCE, deputado Zezinho Albuquerque. Em discurso, Camilo reafirmou a parceria com o Parlamento e destacou o compromisso dos dois poderes com a construção do bem comum. "Parto, neste momento, para o maior desafio da minha vida: governar o meu Ceará. E muito do que levo para esta nova etapa é fruto do que aprendi nesta Casa. No exercício democrático do dia a dia do Parlamento. No reafirmar cotidiano do compromisso com a sociedade", destacou.

Crédito das fotos: José Wagner e Carlos Gibaja

Clique aqui e veja na íntegra, o discurso de posse do governador Camilo Santana:

 

Assessoria de Comunicação
Camilo Santana - Governador Eleito

Dúvidas sobre a prisão da jovem negra no Ceará


Na semana que passou, todos puderam ver a história do garoto de 14 anos que, 70 anos depois de executado, foi julgado inocente por uma corte americana. Na foto viu-se uma criança desamparada, acuada, olhando com espanto para a lente da máquina fotográfica. Para os contemporâneos, alimentados com o cereal do preconceito yankee, esse rosto era a prova cabal do crime. George Stinney foi na verdade assassinado pelo estado racista americano da época.

delegada_853x48073129
Por Bajonas Teixeira de Brito Junior*
Diário do NordesteA repercussão ganha a forma de show, e com claras violações dos corretos procedimentos policiais; delegada que conduz o caso convoca coletiva e não apresenta nenhuma informação nova.A repercussão ganha a forma de show, e com claras violações dos corretos procedimentos policiais; delegada que conduz o caso convoca coletiva e não apresenta nenhuma informação nova.

No Brasil agora, após o crime brutal e barbaramente covarde que vitimou a turista italiana Gaia Molinari, vemos uma jovem negra ser acusada pelo ato. Ninguém está, evidentemente, a salvo de uma acusação. E, em princípio, não se descarta que ela possa ser a criminosa e deva ser punida por isso. Mas espera-se que os procedimentos policiais sejam isentos, claros, técnicos e, principalmente, livres de qualquer mácula de racismo. Mas não está claro, pelo que lemos nos jornais, que esse seja o caso.
Não se vislumbra motivos, nem qualquer vestígio no histórico da acusada, uma estudante de pós-graduação da UFRJ, interessada em questões raciais e sociais no Brasil, como mostra o seu perfil no facebook, que trouxesse ao menos uma sombra de possibilidade de que estivesse envolvida na execução de um crime brutal. A única coisa que foge a rotina da classe média brasileira, é o fato de ser negra. Seria isso um crime?
Repetimos: de modo nenhum afirmamos que não há chance de a acusada ter estado envolvida no crime. Mas apenas que não se pode, julgando pelo que até agora a imprensa e as autoridades apresentaram ao público, concluir que esteve e, menos ainda, que deveria ser presa. O que até agora se viu não mostrou qualquer fato relevante para justificar sua prisão para a opinião pública. A não ser que o fato de ser negra já baste, para uma opinião pública branca e racista, como prova de delito. O silêncio em torno dos pontos obscuros do assunto parece acenar para esta última hipótese.
1) O primeiro fato que chama a atenção é que não teria sido fácil à jovem negra realizar o ato do assassínio da italiana Gaia Molinari que está sendo atribuído a ela. As imagens do cadáver e os comentários da perícia indicam que foi empregada grande força física, com tal violência que o rosto da vítima terminou inteiramente desfigurado. Seria preciso alguém suficientemente forte para isso. Ainda mais que para vencer a resistência da vítima, o criminoso foi ao ponto de estrangulá-la:
“De acordo com o laudo da Polícia Civil, divulgado na tarde de sexta-feira, a turista italiana Gaia Molinari foi morta por estrangulamento. Gaia sofreu vários golpes com objetos cortantes no corpo e no rosto antes de ser asfixiada.”
2) De modo nenhum é claro como uma jovem franzina teria a força necessária para efetuar tudo isso. Mas o caso se torna ainda menos verossímil quando se considera que houve luta corporal:
“De acordo com a Polícia, o corpo de Gaia apresentava também arranhões, reforçando indícios de que houve luta corporal. O subtenente Rodrigues afirmou já existir um ‘forte suspeito’, que é procurado. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios.”
A expressão “forte suspeito” aqui tem que significar, também, que esse suspeito é um “suspeito forte”, fisicamente capaz de produzir os efeitos verificados. Segue daqui que, com quase 100% de certeza, teria que ser homem. Senão, com que força praticaria tal brutalidade? Mas um ponto tão significativo é deixado como um ponto cego, sequer tematizado pela delegada.
3) A terceira consequência evidente de tudo isso é que, em havendo luta, em havendo resistência, o que está provado pelos arranhões no corpo da vítima, nada, absolutamente nada, tenha sido dito relativo a alguma marca encontrada na jovem negra farmacêutica. Bastariam essas marcas de luta (arranhões, hematomas, luxações, etc.) no corpo da suspeita para que se tivesse uma prova contundente. Por isso, acreditamos que se elas existissem seriam prontamente reveladas pela delegada como prova final. Mas isso não ocorreu. Nada foi dito, o que faz com que permaneçam dúvidas sérias.
4) Houve uma corrida para divulgar a foto da jovem, mas não houve uma celeridade semelhante para justificar a prisão, apresentado ao público pelo menos uma das contradições apontadas pela delegada. Se, como diz a delegada, ela caiu em contradição “inúmeras vezes”, nada mais simples que pinçar as mais rotundas e apresenta-las ao público. E que não se venha com o argumento vazio de “segredo de justiça”. Na situação de massacrante violência aos direitos dos negros em que vivemos, é preciso começar esclarecendo a responsabilidade dessa prisão. É preciso responder por ele justificando sua necessidade. Os jornais trazem apenas menções a “inúmeras contradições”, mas sequer uma é apresentada. Não basta escorar a afirmação de que constata-se “inúmeras contradições” em outra que fala em “vários indícios e depoimentos que apontaram para incontáveis contradições”. Isso são meras palavras, nada mais que palavras redundantes e tautológicas.
5) Não se entende porquê a jovem foi privada de toda comunicação, sequer conseguindo contato com a família. Como declarou a mãe em entrevista o seu celular encontra-se desligado. Presa e incomunicável? Por quê?
6) Não se escuta a voz, sequer o tênue sussurro, de um advogado que diga uma palavra em favor da jovem negra. O que parece indicar que não está sendo assistida, ou, se está, a situação é pior ainda uma vez que possui uma defesa jurídica que não se pronuncia, que não fala, que não contrapõe, portanto, que não defende e, sendo assim, que é cúmplice de quem acusa.
7) Nessa direção, é nauseante ver a impunidade das elites brancas no país, quando um cantor sertanejo branco com mais de 100 multas nas costas, acumuladas depois de matar no trânsito por bebedeira duas pessoas, é detido por embriaguez, tentativa de fuga e direção com a habilitação vencida desde maio de 2010, e é liberado após pagar uma fiança simbólica, fica difícil entender porque uma jovem negra é colocada incomunicável, quando não houve flagrante e estava fora das 24 horas convencionadas após o crime. A Justiça brasileira costuma, por acaso, ter dois pesos e duas medidas?
8) A delegada se expressa em termos preocupantes, numa linguagem infantilizada e não técnica lançando mão de palavras como “mentiras” (cuja validade é do âmbito moral, não do criminal), o que faz pensar que por essa via espera um efeito de cumplicidade de parte da população em apoio aos seus procedimentos. “Lá, quando ela foi chamada para ser reinquirida, ela não sustentou o que tinha dito inicialmente nem explicou o porquê dessas mentiras”.
Bem, Mirian França, a acusada, é pesquisadora da UFRJ na área de química, em nível de pós-graduação. Portanto, é uma mulher negra articulada. Será que teria tanta dificuldade para manter um discurso coerente e não cair em contradições? Ou será que sua contradição é a de contradizer a delegada nas acusações que essa assoma contra ela? Será que esse contradizer, que significa refutar as acusações, seria o principal motivador da sua prisão? Tendo morado alguns meses em Natal, percebi lá na época uma forte prevenção contra os cariocas. Não sei se ela existe do mesmo modo no Ceará. Mas caso exista, não penso que ser mulher, negra, carioca, inteligente e independente, sejam credenciais que tenham favorecido a acusada.
9) A repercussão ganha a forma de show, e com claras violações dos corretos procedimentos policiais. Se lê por exemplo: “Um policial italiano está em Fortaleza para prestar apoio à polícia cearense”. Isso parece estranho, já que em princípio é uma interferência externa à soberania brasileira. E basta se perguntar o que italiano poderia saber sobre o Brasil, e o que daria a ele a capacidade de “prestar apoio à polícia cearense”, de exercer uma supervisão tutelar, para suspeitar que a condução do assunto está fora de controle. A não ser que, aceitando isso, o estado brasileiro declare tacitamente que ele, esse estado, é uma farsa. Nesse caso, temos que nos preocupar ainda mais com a jovem negra que caiu em suas garras.
10) Os jornais estão construindo uma versão, que, ao que parece, provém da própria lógica da Justiça do Ceará, essa que admite um policial italiano prestando apoio num país em que nem a língua ele conhece, em que, na ausência de fatos, se preenche os vazios com frases que já pressupõe acontecimentos. Assim, uma postagem da farmacêutica num fórum é apresentada como uma prova em matéria do G1: “Suspeita disse que estaria em Jericoacoara entre 18 e 31 de dezembro; crime ocorreu dia 24”. A narrativa constrói uma imaginária relação de inserção de causa num contexto que, ao contrário, não deixa espaço para isso. O fato de ter exposto seu itinerário e planos de viagem nas redes sociais mostra apenas que não há nada de suspeito. Ao menos até esse ponto. Mas a matéria, ao nos explicar que a “suspeita” disse que “estaria em Jericoacoara entre 18 e 31 de dezembro” e o crime “ocorreu dia 24”, essas frases ocas são usadas como se estabelecessem uma prova.
É interessante que no post a jovem busca companhia para a viagem. Penso que isso poderia se dever justamente ao risco que qualquer mulher corre ao viajar sozinha pelo país, mas, principalmente, em sendo negra. Certamente ela não previa o risco de uma acusação e uma prisão, mas isso também pode ser um. Sua postagem é de 13 de julho de 2014, o que mostra que planejava com bastante antecedência e responsabilidade a viagem.
O mesmo raciocínio por amalgama de identificações preconcebidas, que no fundo é apenas uma máquina de acionar preconceitos, se mostra ainda mais contundente na página do G1 Ceará.
Ora, por favor, que conexão existe entre uma coisa e outra: Por quê apresentar a manchete sobre ela buscando companhia na web em letras garrafais? Existe aqui, de fato, um esforço de indução do leitor. E isso, por si só, mostra um vácuo de fatos efetivos que atestassem a culpa da jovem farmacêutica negra, vai sendo preenchido com idiotices, apresentadas como descobertas. Tudo isso é muito eloquente sobre como a situação toda está sendo conduzida.
11) A afiliada local da TV Globo está mobilizada para dar forma de show ao acontecimento. O trecho que citamos acima, referente a conversa da jovem em busca de informações sobre um albergue em Fortaleza, é apresentada como algo que foi descoberto e vem servir à elucidação do crime. Puro abuso semântico. E podemos ler nos créditos dessa imagem: Reprodução/TV Verdes Mares. Na mesma matéria do G1 aparece o momento de dar forma solene ás investigações tão pouco claras, como mostramos, com uma coletiva da imprensa em que figuram a delegada, e outras autoridades, entre elas o cônsul da Itália. Não se lê, contudo, nada de substancial que tivesse justificado essa coletiva. Ou foi a prisão da “suspeita” negra calibrado para dar lastro a essa exibição pública?
No pesadelo de uma acusação criminal, num interrogatório, uma pessoa pode se confundir. Ou mesmo, suas palavras podem ser confundidas e distorcidas, e se pode encontrar contradições que não existem. O acompanhamento de um advogado tem a finalidade de evitar justamente essas consequências perversas, que de tão repetidas levaram os estados modernos a garantir essa defesa para os acusados que não dispõem de um advogado. Se alguém fica nervoso e se confunde, cometendo erros que irá ruminar pela vida afora, às vezes com uma simples reunião social, com uma prova de vestibular, com uma entrevista de emprego, imagine-se diante de uma acusação de assassinato. As contradições podem acontecer sempre. Mas qual o seu teor? Essenciais, decisivas, ou em questões desprezíveis, tais como qual era a cor da armação dos óculos que X usava no momento? Só dando a conhecer ao público as tais “inúmeras contradições”, se poderá avaliar se elas justificam de fato a prisão. Por isso, é realmente de admirar que não sejam apresentadas à opinião pública as contradições que permitiram, ao que tudo indica, à delegada desvendar o crime. Isso é muito importante. Aliás, não é todo dia que um crime é desvendado através de contradições. Mesmos os criminosos mais despreparados não costumam cair em contradições. Por isso, é de espantar que uma jovem farmacêutica, se participou de um crime tão brutal, não tenha sabido inventar uma versão sustentável. Tanto mais que, ao que parece, nenhum objeto, pertence, ou o que seja, que a implicasse no crime, foi encontrado. Até agora vejo muito mais uma situação de abuso de poder que de necessidade real para as investigações.
Esse, me parece, que é um daqueles casos em que há interesse dos negros, de seus movimentos, seus coletivos, suas associações de mulheres, em acompanharem de perto os procedimentos empregados, e questionarem sempre que notarem a necessidade disso. Amanhã, quase com certeza, o caso sairá da mídia, mas pode ser que a ‘suspeita’ continue na prisão.
*É doutor em Filosofia

vermelho.org.br

Secretaria da Fazenda do Ceará libera consulta a valores do IPVA 2015


Contribuintes podem consultar valores no site da Secretaria da Fazenda.
Imposto pode ser pago à vista com desconto ou em quatro parcelas.

Começa nesta quinta-feira (1º) no Ceará a consulta do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), no site da Secretaria da Fazenda. Os boletos devem chegar às residências dos contribuintes ainda neste mês.

O IPVA no Ceará vai ter redução média de 10,78 em 2015 em relação a 2014, segundo o titular da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará (Sefaz-CE), João Marcos Maia. As alíquotas do imposto continuam as mesmas de 2013 e variam de 1% a 2,5%, conforme o tipo de veículo.Confira o valor do IPVA de todos os veículos.

Segundo João Marcos Maia, o tributo incide sobre 1.990.863 veículos, e a secretaria espera arrecadar R$ 661,8 milhões. Aumento de 12,17% em relação a este ano. A frota em 2014 teve acréscimo de 153.569 mil veículos.

"Esse crescimento no número de veículos novos aumentará a arrecadação em R$ 71,6 milhões", explica. Segundo o secretário, o índice de inadimplência do IPVA é baixo, apenas 7%, o que representa redução de R$ 69,9 milhões, em 2015.

Descontos
O IPVA poderá ser pago em até quatro parcelas, desde que cada parcela não seja inferior a R$ 50. A primeira parcela vence em 13 de fevereiro; e as seguintes no dia 13 de cada mês. Quem pagar à vista até 30 de janeiro terá 5% de desconto no valor do imposto.

Segundo João Marcos Maia, diferentemente dos anos anteriores, somente 687 mil contribuintes terão acesso ao papel em casa. Os contribuintes que pegaram o boleto pela internet nos anos anteriores, não receberam os papéis em casa neste ano.

Maior IPVA do estado
A base de cálculo do IPVA é tabela divulgada pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (FIPE), que taz o valor médio de mercado dos veículos. O maior IPVA do estado é de uma Ferrari 2010, com valor de mercado de R$ 1,4 milhão e IPVA de R$ 35 mil. O menor é relativo ao Triway Yiaguia, avaliada em R$ 831, que pagará R$ 16,62 de imposto.

Alíquota
De acordo com o secretário da Fazenda, 77.549 mil proprietários de motocicletas de até 125 cilindradas vão pagar um valor maior de IPVA em 2015. "Essas pessoas cometerem infrações de trânsito durante esse ano e, em vez de alíquota de 1%, vão pagar 2%. Se no próximo ano, eles não cometerem infrações, voltam a pagar menos imposto", explica João Marcos maia.

ipva2015

Veja datas de pagamento do IPVA 2014
Pagamento integral com desconto  - 30 de janeiro
1ª Parcela -  13 de fevereiro
2ª Parcela  - 13 de março
3ª Parcela -  13 de abril
4ª Parcela -  13 de maio

Confira as alíquotas do imposto no Ceará:
Automóveis, camionete e camioneta e utilitário - 2,5%
Ônibus, microonibus, caminhões/locadoras - 1%
Motocicleta, motoneta, ciclomotores e triciclos até 125 cilindradas (sem infração)  - 1%
Motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos acima de 125 cilindradas - 2%
Aeronaves - 1,5%
Embarcações e outros modelos - 2,5%

Do G1 CE

Camilo pede apoio da Assembleia no discurso de posse do Governo do CE

camiloposse
'Preciso e sobretudo valorizo o trabalho de parlamentares', disse Camilo.
À Tarde, Camilo Santana viajam a Brasília para posse de Dilma Rousseff.
André Teixeira e Gioras Xerez

O governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), chegou à Assembleia Legislativa do Ceará às 10h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira para o discurso de posse. A solenidade que estava prevista para iniciar às 10h deve começar às 11h.  (Foto: G1)
O governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), chegou à Assembleia Legislativa do Ceará às 10h30 (horário de Brasília). (Foto: G1)
Camilo Santana (PT) foi empossado governador do Ceará às 11h03 (horário de Brasília) desta quinta-feira, 1º de janeiro, na Assembleia Legislativa do Ceará, em sessão presidida pelo deputado Zezinho Albuquerque (PROS).
“Venho para assumir uma grande responsabilidade e despedir do Parlamento. Aqui defendi ideais que tenho desde o início da vida pública. Começo a maior responsabilidade da vida, que é de governar o Ceará”, afirmou, no primeiro discurso como governador do Ceará.

“Nesses quatro anos, sei que não poderei governar sozinho. Preciso e sobretudo valorizo o trabalho de parlamentares que chegaram aqui pela vontade do povo cearense. Conto com vocês”, completou, agradecendo aos deputados estaduais eleitos.
Governador eleito também destacou as suas prioridades. “Meu  principal objetivo é diminuir os índices de violência que tanto atormenta o povo cearense. Vou combater com muita responsabilidade a criminalidade e evitar que os mais jovens sejam seduzidos pelo crime.  Vamos trabalhar nos locais mais vulneráveis. Outro objetivo é a saúde. Vamos construir mais dois hospitais do interior e ampliar o número de Upas e Policlínicas em todo o estado. Vou garantir a segurança hídrica. A seca nos atinge há três anos e vou trabalhar juntamente com meu secretariado para que nenhum cearense deixe de ter água para seu consumo”.
No Palácio da Abolição, sede do Governo do Estado do Ceará, onde houve a transmissão de cargo, Cid Gomes fez discurso de agradecimento, fez um balanço dos seus oito anos de governo  e destacou avanços. “Nesse período, mantivemos o PIB do Ceará crescendo a uma média maior do que a brasileira e apresentamos uma das maiores reduções da taxa de desigualdade”, disse. "Seu legado me motiva a trabalhar ainda mais para trabalhar para o Ceará seguir avançando", declarou o sucessor Camilo Santana.
Após a transferência de cargo, Camilo se emocionou e chorou ao lembrar a família. "É no seio familiar que encontramos as respostas para as dúvidas mais difíceis. A partir deste momento tratarei os cearenses como minha família, serão todos pais, filhos e filhas. Quero ouvir os seus conselhos e retribuir com todo amor. Quero dialogar com trabalhadores e trabalhadoras", afirmou.
Camilo Santana acrescentou que em todas as repartições do Governo do Estado não haverá sua foto oficial, imagem comum fixo na parede, quando um político assume o governo. Camilo Santana afirmou que em todas as salas colocará imagens do povo cearense. Povo, segundo ele, que deve inspirar a nova equipe do governador eleito.
"Não haverá minha foto oficial nas salas do governo. Não mandarei colocar. Ao invés disso vou pedir para pôr fotos e imagens do povo cearense. Esses sim merecem ser a inspiração para toda a minha equipe. Quero que meu secretariado trabalhe para o povo e não para mim", disse Camilo Santana. Ao final, Camilo Santana deu posse aos 26 secretários nomeados.
A cerimônia começou com uma hora de atraso. À tarde, Camilo Santana deve viajar a Brasília, com Cid Gomes, onde assiste à cerimônia de posse da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT).
Secretários
O governador anunciou na segunda-feira (29) os secretários que vão compor o seu governo, que também devem estar presentes na cerimônia. Na lista estão nomes indicados por Cid Gomes e aliados derrotadas na campanha eleitoral de 2014. A Secretaria da Segurança, área que Camilo Santana considera uma das mais importantes, terá como titular o Delci Teixeira. Veja o nome de todos os secretários nomeados.
Biografia
Camilo Santana tem 46 anos, é casado e pai de dois filhos. Nascido no Crato, é engenheiro agrônomo, professor e mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Servidor público federal concursado, ocupou a superintendência adjunta do Ibama no Ceará em 2003 e 2004.
No primeiro governo de Cid Gomes, entre 2007 e 2010, foi secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado. Em 2010, foi o deputado estadual mais votado do Ceará, eleito com mais de 131 mil votos. No segundo governo de Cid Gomes, Camilo assumiu a secretaria das Cidades.

Do G1 CE

Exemplo de lealdade - Por: Emerson Monteiro

Conta uma história da tradição européia atribuída a Santo Agostinho que Pitias, jovem prisioneiro romano, achando-se condenado à morte, durante o período em que aguardava o cumprimento da sentença quis muito rever seus pais que moravam distante e de quem era o arrimo, sem, contudo, receber do tirano Dionísio crédito de confiança imprescindível a empreender essa tão longa jornada.

Ao saber do desejo extremo do amigo, outro jovem de nome
Damon buscou o palácio e se ofereceu para substitui-lo na ausência, propondo, inclusive, caso não retornasse na hora estabelecida que, em absoluta eventualidade, prestar-se-ia até mesmo a ficar no seu lugar no instante da execução pública, poucos dias adiante.

O imperador considerou a oferta, dando amparo suficiente a que Pitias buscasse a remota província, aonde, saudosos e debilitados, viviam os genitores. Face disso ficara na prisão em seu lugar o voluntário Damon.

Os dias céleres transcorreram, demorando quase nada a chegar o prazo fixado da condenação.

Nesse dia, o imperador e muitos outros cidadãos acordaram de espírito voltado ao pacto dos dois amigos. A cidade fervia de comentários em vista do completo desaparecimento de Pitias, de quem mais nenhuma notícia souberam desde a sua partida.

As solenidades previstas se dariam de qualquer jeito, conforme o estabelecido. Cedo da manhã, largas manifestações sacudiram a massa estertorosa das gentes nas arquibancadas do circo. Gritos histéricos feriam os ouvidos ansiosos de Damon, trazido ao meio da arena e exposto aos ânimos exaltados daquela multidão impaciente. Renderia destarte nisso o pacto de compromisso firmado em amor do amigo.

Enquanto que, diante da exiguidade do tempo e nos limites da força física, de um dos portões do estádio superlotado, exangue, esquálido, surgiria Pitias, causando espasmos na população silenciada com o forte gesto demonstrando maior lealdade de quem permanecera no seu lugar.

Perante os presentes, o condenado se dirigiria aos carrascos, libertando Damon, o amigo fiel.

Também assustado com o que vira, de pronto Dionísio ordenou a suspensão do ato punitivo e, solene, desceu da tribuna emocionando indo abraçar os dois amigos, numa reverência profunda ao cumprimento da palavra firmada.

Face daquilo, sensibilizado, o imperador decretou a absolvição de Pitias, afirmando por acréscimo, segundo a história:

- Tudo, nesta vida, não vale esta amizade que hoje posso testemunhar.  

“Feliz Ano Velho: a vaca tossiu” -- por Thelma de Oliveira

Na campanha eleitoral a gerentona garantiu que manteria os direitos dos trabalhadores "nem que a vaca tussa"
Faltando menos de três dias para terminar 2014, o governo petista de Dilma Rousseff aplicou outro duro golpe na população brasileira, especialmente no segmento de baixa renda e, em particular, nos desempregados.
No final do ano, no apagar das luzes de um mandato medíocre, Dilma Rousseff anunciou mudanças na concessão de importantes benefícios sociais que, na prática, significam a perda de conquistas históricas dos trabalhadores, apregoadas e enaltecidas na campanha eleitoral como “luminares” da maneira petista de governar.
Com uma só canetada, o governo Dilma Rousseff atingiu estudantes, pensionistas, servidores públicos, pescadores, e beneficiários do abono salarial e do auxílio doença.
Em relação ao seguro-desemprego, o governo petista foi ainda mais perverso: criou critérios supostamente mais rígidos para barrar um direito do trabalhador desempregado, no momento em que o desemprego no país aumenta de maneira acelerada. Ou seja, teremos mais demitidos e menos benefícios.
Mais uma vez, como os próprios petistas costumavam repetir em seus discursos de oposição, a “classe trabalhadora” vai pagar a conta dos desmandos de um governo incompetente na condução da política econômica – o “esforço” obrigatório trará economia de R$ 18 bilhões ao nefasto governo no ano que vem e garantirá pelo menos 25% da meta do superávit primário de 2015.
Por erros primários em sua política econômica, sequioso por se manter no poder a qualquer custo, o governo petista de Dilma Rousseff gastou em 2014 mais do que podia, não controlou a inflação, segurou as tarifas públicas e reduziu os juros para garantir os votos nas urnas. Em português claro; cometeu estelionato eleitoral, o maior que o Brasil já conheceu!
O resultado das contas públicas de novembro – divulgado no último dia 29 – mostra o pior desempenho em 17 anos, comprova a incompetência na condução da política econômica e o desmonte do Brasil equilibrado, entregue à administração petista, por Fernando Henrique Cardoso.
No ano, até novembro, o rombo é de exatos R$ 18,7 bilhões, não por coincidência o mesmo valor que o trabalhador, desempregados, estudantes, viúvas e pensionistas em geral vão pagar.
Sem consultar as centrais sindicais, a Presidente da República se contradiz e revela sua verdadeira face, negando o que disse, então candidata, em programa eleitoral com dirigentes sindicais, que não mudaria as leis e benefícios trabalhistas “nem que a vaca tossisse”.
A vaca tossiu, o desempregado pagará a conta e o berro de raiva, será do povo brasileiro.

Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30