xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> O Dilúvio – por Pedro Esmeraldo | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

11 dezembro 2015

O Dilúvio – por Pedro Esmeraldo


    Primeiramente, narro alguns fatos que me causaram nojo. Deram-se no período eleitoral em 2012. Foram ações lamentáveis e enigmáticas, visto que se tratava de uma circunferência enlameada por evidencia de uma prensa sem efeito que a proposito enxovalha a minha consciência. Por isso, estou aqui explicando com palavras encorajadoras, afirmando-o que ocorreram nesse ano eleitoral. Com o pensamento conturbado e dilacerado, fiquei pasmo com essas ocorrências em negrito a que vieram atanazar, com o pensamento aleatório que foi preciso controlar-me com dignidade e altivez.
    Nessa primeira segunda-feira de outubro, fiquei com aparência fisionômica sombria e o desprazer de conviver com pessoas alheias e a ausência de dignidade em permanecer ao lado de pessoas não possuidoras comportamento ético que seria e falta de amor ao próximo.
    Não sabia o que acontecia nesse momento, era uma loucura que ofuscava a minha alma. Desejava correr à toa em direção ao canal do rio Grangeiro para ver se encontrava a paz espiritual. Fiquei assombrado, atônito, andando em marcha lenta.
    Irritado e macambuzio desejava-me afastar das pessoas indignas que vinham embrutecer o bom comportamento humano. Segui a direção do rio Grangeiro até a esquina da prefeitura. Nesse local, ganhei à zona comercial e na Rua Barbara de Alencar encontrei com a professora amiga que em minha frente parou e abraçou-me dizendo: palavras animadoras. Tenha confiança em si, acredite em Deus que será bem sucedido. Ela era professora ilustre, digníssima e compreensível. Chama-se professora Zenira Cardoso de grande valor moral nesta cidade.
    Daí então fui em direção ao santuário São Vicente Ferrer. Lá encontrei com monsenhor Bosco Esmeraldo, deu-me um abraço de desagravo, pedindo que fizesse as pazes. Respondi ao monsenhor, às pazes serão feitas, mas eles lá e eu cá. Não desejo mais aproximação com aquele pessoal. Foi muito ingrato e possuidor de má fama.
    Agradeci ao monsenhor Bosco ao apoio recebido e fiquei perambulando pelas ruas até à Rua Santos Dumont, encontrei com o jornalista, Vicelmo, meu amigo particular. Também veio me pedir que eu me esqueça das injurias recebidas e fizesse as pazes. Da mesma forma, dei a mesma resposta de monsenhor Bosco: as pazes serão feitas, mas eles lá e eu cá. Não me coaduna conviver mais com eles.
    Agradeci a Vicelmo e fiquei pensativo: meu Deus porque tanta desonra e tanta desunião que a gente deste mundo não vale nada. Tudo é igual perante o Deus. Para que tanta briga? Que o sol ilumine a todos. Acabe com tanta desigualdade.
    Ainda percorrendo com passos trôpegos, encontro com uma vidente. Ela olha para min e diz: ei senhor vai acontecer um dilúvio!
    E eu respondo minha senhora o dilúvio já aconteceu, o que desejo agora e fugir desse impasse descomunal.
    E ela complementa, há uma pessoa invejosa que atormenta sua vida, tenha cuidado com as injurias que ela provoca.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30