xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Cariri em alto astral - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

05 dezembro 2015

Cariri em alto astral - Por: Emerson Monteiro

Sem essa de pessimismo, que os tempos são bem outros e as coisas tenderam a melhorar também nesta parte do território nacional, no que pesem as adversidades e administrações deficitárias. Muito se tem dito em termos de que os índices complicaram as médias e não se consegue vislumbrar perspectivas. No entanto chegamos a outro momento dessa história nordestina. Muito de reais valores existem a considerar quais pontos importantes de progresso na região caririense.

O desenvolvimento marca fases distintas, desde o princípio da colonização. No começo, havia pouco interesse em fixar o homem ao lugar, porque as pretensões portuguesas e espanholas se voltavam à depredação das riquezas que acharam aqui, a preço zero. Com o passar do tempo, no entanto, sobretudo no século XX, as políticas adquiriram outras conotações. Após a Revolução de 30, o Nordeste despertou para o seu real papel histórico.

No Cariri, nos dias atuais, há motivos de se acreditar numa outra realidade sociológica, dentro dos mesmos motivos de que núcleos interioranos, espalhados pelo Nordeste, ganharam impulso inquestionável de autossustentação, quais Feira de Santana, Petrolina e Juazeiro da Bahia, Garanhuns, Vitória da Conquista, Arapiraca, Campina Grande, Caruaru, Arcoverde, Imperatriz, Montes Claros, Araripina, Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, dentre outros. Esse fenômeno, deste modo, supera a fase do homem caranguejo, definida por cientista Josué de Castro ao classificar a insistência dos habitantes das Américas em permanecer no litoral, de onde seria mais fácil retornar ao Velho Mundo.

Disso conclui-se a observar os indícios positivos, sob os mais variados ângulos. Se não providenciamos ainda uma agricultura adaptada ao tempo e ao campo regional, alguma indústria aqui se desenvolveu com ganas de sucesso, qual o pólo calçadista, ourivesaria, confecções, extração mineral, cerâmica, mecânica, etc. O comércio avança, sobremodo na cidade juazeirense, reativado em períodos certos pelas romarias constantes. Os serviços se expandem através da educação, no surgimento acelerado de novas escolas de níveis médio e superior, concedendo instrução à juventude das cidades, em um círculo de 200 km, dos estados fronteiriços. A Universidade Regional do Cariri torna-se uma fonte inesgotável de formação, matriculando para mais de 6 mil alunos em doze diferentes cursos de graduação.  

Itens consideráveis podem vir à tona, quando avaliarmos tais estimativas. O Cariri de hoje, com relação ao de 50 anos atrás oferece justificativa do avanço consignado em termos. 

A personalidade da sua gente ganha, a cada dia, mais firmeza. Possui uma cultura autóctone que se impõe noutros centros quais valores de rara possibilidade, tanto no País quanto no exterior.  

Portanto, nada de alimentar ondas de pessimismo quanto ao deslanche das nossas vocações antropológicas. Cotemos diversificados setores e encetemos esforços a fim de realizar trabalho determinado em prol dos objetivos aonde queremos chegar. Precisamos saber aplicar as energias de que dispomos para criar clima favorável ao crescimento de novas ideias e empreender as iniciativas políticas, econômicas, financeiras, tecnológicas e culturais ao dispor da gente altiva desta parte do globo e viver a plenos pulmões a beleza da região tão promissora que herdamos para viver feliz.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31