xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Memórias de Araci - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

25 novembro 2015

Memórias de Araci - Por: Emerson Monteiro

Recebi do amigo Franklin Carvalho esse livro, Memórias de Araci, autoria de Ana Nery Carvalho Silva, retrato desta comuna interiorana da Bahia, Araci, do quadrante nordeste do estado. A obra obtém êxito na intenção de registrar a história político-social e a cultura do lugar. Impressiona pela preservação dos nomes que instalaram e deram continuidade à fixação do homem em plagas sertanejas, sob as vistas anônimas de quantos auxiliarem na faina grandiosa que bem caracteriza os tantos universos desses rincões espalhados pela face deste Mundo.

Desde o esforço de José Ferreira de Carvalho, o fundador, que adquirira a propriedade rural do Raso, vindo aos 29 anos de idade procedente do município de Serrinha, e falecido em 22 de abril de 1866, o livro conta a história de Araci.

Quando instalou devidamente o progresso na fazenda, implantando culturas e domando o solo, o seu anterior proprietário quis de volta o que vendera. Nisso moveu feroz perseguição a José Ferreira. Este usou do estratagema de viajar ao Rio de Janeiro e falar com o imperador Dom Pedro II, de quem era aproximado, e que lhe disse: Amigo, não será preciso você sacrificar seus bens para se livrar de um processo injusto como este. Você tem a escritura, volte em paz. Nada de mal irá lhe acontecer, estou do seu lado. Com isso, preservaria a posse da terra, onde se iniciou o atual município. Porém ao regressar, desgostoso devido os achincalhes da demanda sofrida, viria perecer duas semanas após, ficando seus restos mortais depositados na igreja que havia construído no Raso.

Detalhes assim, que bem refletem a herança viva de um povo, preenchem o trabalho da professora baiana, semelhantes às ocorrências verificadas das peripécias do bando de Lampião naquelas imediações, além da mineração de ouro e prata, a integração religiosa católica da população no transcorre do tempo, e um inventário das manifestações folclóricas que formam o caráter artístico popular e o desenvolvimento da educação e da superação das diversas secas por quem passaram.

Literatura essencial da formação da gente brasileira, o livro Memórias de Araci recebe a produção editorial de Franklin Carvalho, num patrocínio valioso do professor José Nilton Carvalho Pereira e do Colégio Apoio, edição da Autora, de 2015.  

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31