xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Uma palavra sobre o Juiz Dr. Sérgio Fernando Moro - por Renato Casimiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

11 outubro 2015

Uma palavra sobre o Juiz Dr. Sérgio Fernando Moro - por Renato Casimiro

Cumprimento respeitosamente vossa excelência porque simplesmente não deve parecer estranho a quem quer que me ouça, o gesto solidário como milhões de cidadãos nesta pátria já tiveram o desejo de manifestar-lhe um sentimento forte sobre o que vem sendo sua ação desde 17 de março de 2014.
De fato, há em todos nós que acompanhamos com ansiedade as diversas fases da operação Lava Jato, a expectativa de que isto não reproduza o lugar comum de muitos inquéritos, sobre os quais cunhamos a expressão do “termina em pizza”, para significar frequentemente uma frustração. Já vimos por estas investigações, depoimentos e sentenças, que o seu papel tem sido o que nos conforta, na esperança que se alimenta ao dizer-se que a justiça tarda, mas não falha, e particularmente quando se trata de tentar erradicar algo que se entranhou de forma tão grave. 
Quero crer, dr. Juiz, que muitos brasileiros não teriam maior dificuldade, mesmo não indo à etimologia da palavra, em caracterizar razoavelmente o que significam aristocracia, burocracia, democracia, tecnocracia, meritocracia, e outras cracias assemelhadas que nos indicam força e poder. Em dias passados, o Dr. Gilmar Ferreira Mendes, douto ministro do STF, fez uma afirmação muito dura, até inusitada, dizendo textualmente que: O Partido dos Trabalhadores instalou um modelo de governança corrupta, “uma cleptocracia”, o que significa um Estado governado por ladrões. Desta forma, sua excelência reagiu energicamente diante da eventual possibilidade do PT vir a processá-lo por causa das críticas feitas ao partido, durante o julgamento da doação de empresas para campanhas eleitorais, questão já fechada, transitada em julgado naquela Côrte. Esta palavra usada pelo ministro não faz parte da linguagem coloquial do povo brasileiro e, afinal, nem consta na enciclopédia virtual que consultamos habitualmente, mas é antiquíssima, de origem helênica, grega por nascimento, e denota sinceramente que o fato já era percebido historicamente. 
Ao mencionar cleptocracia, para significar este Estado governado por ladrões, o ministro parece não ter centrado sua metralhadora apenas no PT, por estar no poder, mas ele ainda mais teria a dizer sobre este poder que se estrutura no conluio entre executivo, legislativo, judiciário e o empresarial. O senhor, Dr. Sérgio, tem a coragem cívica de conduzir este processo, sendo um homem público de grande responsabilidade social, a despeito das investidas que procuram retirar o que a sociedade lhe delegou em confiança e competência, em manobras ridículas que contam com a nossa repulsa. As mais recentes palavras e suas aberrações, tais gírias como Mensalão, Petrolão, Lava Jato, Propinoduto, Pixuleco, Privataria, Sanguessuga, não conseguiram, a despeito da insistente mídia nacional sobre os escândalos, provocar tal indignação de todos os lados, solidários a vossa excia. 

A nossa postura, esta que sobrevive a duras penas em tolerância aos assaltos que nos penalizam diariamente, malgrado o desinteresse da classe política, felizmente ainda é a da esperança, a da crença em dignos valores, especialmente os que renovam o judiciário brasileiro. Então, o nosso sentimento é o de não estranhar, mas o de apoiar, e de reverenciar, na liturgia do cargo, que um jovem juiz, tão submetido a severas críticas de sectários lados, se revele com exemplar mister no que estriba julgamentos que condenam legendas e políticos da pior qualidade. Alguns partidos que formam a base aliada de sustentação do governo vêm apressados para protestar sobre o quanto se precipita de tentativas aparentemente golpistas, quando se tenta minimizar a riqueza de evidências e provas documentais já elencadas e reunidas no volumoso processo. 
O povo brasileiro vive esta perplexidade de encontrar num dos lados a soma astronômica dos desfalques em suas riquezas; de outro lado a desfaçatez de péssimos homens públicos feridos em suas santidades; de outro a pouca vergonha instalada nestas péssimas legendas partidárias. Quem não sabe disso somos nós porque apenas suspeitamos em tudo que escutamos nos noticiários da imprensa, para quedar tristes e amargurados diante dos inquéritos, mas um juiz de Côrte Federal, conhecedor dos autos e ciente de responsabilidades maiores com a nação? Pelo amor de Deus!!! Viva! dentre outras circunstâncias, doutor juiz, esta derradeira flor do Lácio, inculta e bela, que da elegância verborrágica de um membro do judiciário, sintetiza numa só palavra a soma incomensurável da indignação de todo o povo brasileiro que espera e, o melhor, ainda crê na justiça.
(Crônica lida durante o Jornal da Tarde, da FM Padre Cícero, Juazeiro do Norte, em 05.10.2015)

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30