xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Tristeza em Crato: museu da Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus é arrombado e peças históricas são roubadas -- por Patícia Silva | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 setembro 2015

Tristeza em Crato: museu da Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus é arrombado e peças históricas são roubadas -- por Patícia Silva

A Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus, que está em festa pelos 500 anos de sua patrona, tiveram na manhã deste sábado, 5, algo a não comemorar. Um furto das peças de riqueza histórica, espiritual e cultural da Diocese de Crato, que estavam na Sala Histórica da Congregação, foi notado logo cedo.

O bandido, ainda não identificado, arrombou a porta lateral da Sala Histórica na noite de ontem, por volta das 19h, porém o furto foi percebido apenas às 6h30min de hoje, quando a Irmã Maria Zeneide Bernardo foi até o local como de costume. “Chegando ao museu e vendo como estava, tive um sentimento de perda e indignação pela violação de algo tão sagrado e de um valor inestimável para a nossa Congregação e para a Diocese. São peças que foram usadas pelos nossos fundadores e antecessoras da Congregação, portanto tem um valor afetivo para todas nós”, relatou à religiosa.

O Centro Histórico de Pesquisas e Estudos Patientia Et Doctrina Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, nome dado a Sala Histórica, localizada em Crato- CE, guarda cerca de duas mil e quinhentas peças que pertenceram a Dom Quintino, o primeiro bispo da Diocese de Crato e fundador da Congregação, Dom Francisco de Assis Pires, o segundo bispo, Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, terceiro bispo, Madre Ana Couto, co- fundadora da Congregação, irmãs já falecidas da Congregação e também objetos históricos do Colégio Santa Teresa.

Os armários vazios e as peças espalhadas pelo chão mostram a falta de respeito ao valor espiritual das peças. Cálices, patenas, ambulas, crucifixos, anéis, relógios de pulso, louças de porcelana, tecidos bordados já não fazem mais parte do acervo. Segundo a Congregação cerca de 40% das peças foram levadas, sendo a maior parte delas, objetos pertencentes a Dom Quintino.

A Ir. Aldenira Máximo, religiosa responsável pelo Centro Histórico, que está em Aparecida- SP participando do Fórum 500 anos do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, em contato com a nossa reportagem expressou tristeza pelo ocorrido e pediu as orações dos fiéis para que as peças sejam logo devolvidas. “A Sala Histórica significa a memória viva da nossa Sagrada Congregação. É um lugar que mantém acesa a lâmpada do nosso carisma fundacional. Lamentamos o acorrido e imploramos a devolução de todas as peças. Estamos consternadas e convocamos a todas as pessoas para enriquecermos a corrente de oração aos nossos santos intercessores, para sensibilizar e tocar o coração desta pessoa que retirou estas relíquias, a fim de que as devolva”, disse.

Na Casa Mãe da Congregação, onde fica o museu, residem oito religiosas, das quais cinco estavam na residência no momento da ação criminosa, mas não sofreram nenhuma violência física. Apesar do susto, todas estão bem.
O Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Crato, ainda pela manhã.
Texto: Patrícia Silva         

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30