xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Centro cirúrgico continua fechado | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

10 setembro 2015

Centro cirúrgico continua fechado

centro-cirurgico-realidade

Araripe. A população deste Município, no Cariri-Oeste, enfrenta um drama na área da saúde há quatro anos: o fechamento do centro cirúrgico do Hospital Municipal Lia Loiola de Alencar. A medida foi provocada pela perda de recursos federais, fato que vem se agravando nos últimos anos. O prejuízo para os cerca de 20 mil habitantes é enorme, pois, em todos esses anos, a população tem sido encaminhada para as cidades de Crato, Juazeiro do Norte ou Barbalha para realizar cirurgias que antes eram feitas no próprio Município.

De acordo com o vereador Hildo Pereira, o Município depende quase que exclusivamente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), e dos programas governamentais. Como os recursos do FPM vêm caindo a uma proporção de cerca de 23 %, a administração tem sentido grande dificuldade para cumprir todas as demandas, a exemplo do que vem ocorrendo na maioria dos pequenos municípios.

"Araripe enfrenta ainda o problema de divisas, que provoca um aumento na demanda dos nossos atendimentos de saúde para cerca de 25 mil pessoas. Só estamos recebendo cerca de R$ 23 mil reais do governo Federal, ao passo que o investimento do governo do Estado para o Hospital Lia Loiola de Alencar gira em torno de R$ 53 mil reais mensais. Ainda assim, para manter o hospital funcionando, o Município tem que investir mensalmente cerca de R$ 200 mil reais. Os valores são insuficientes para manter os custos do centro cirúrgico em funcionamento", afirma o vereador.

Hildo aponta outros problemas na saúde pública do Município: a defasagem nos recursos para o Programa Saúde da Família (PSF). Enquanto é preciso um investimento de R$ 36 mil reais mensais por equipe para manter o programa funcionando, só é feito o repasse de R$ 20 mil. Desse modo, a Prefeitura tem que investir R$ 16 mil mensais para cada uma das oito equipes em funcionamento. "Com a diminuição dos recursos, o município já enfrenta dificuldade para fazer esse complemento. Se esse repasse for afetado, temos que aumentar a demanda no hospital, que terá que ofertar também o atendimento básico dos PSFs".

Diario do Nordeste - Regional

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30