xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Amor ou interesse - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

13 setembro 2015

Amor ou interesse - Por: Emerson Monteiro

Escutem essa história que ouvi recentemente de um amigo a propósito do seu genitor casado pela segunda vez. 

Depois de haver cruzado as dificuldades naturais do tempo, com a prole já criada, viúvo, isolado no meio deste mundo ocupado na corrida do ouro e da sobrevivência, eis que a idade e as cicatrizes passaram a pedir nova experiência amorosa, companhia de gente. Quando parecia desencantado na procura dessa pessoa, apareceu o anjo de candura que lhe amenizaria a solteirice. Contribuiria, com certeza, na alegria das derradeiras ilusões, a escorrerem os dois juntos pelas biqueiras impiedosas dos calendários. 

Daí, resolveu logo ajuntar seu nome e seus bens aos da mulata cheirosa e que dele se engraçou. Arrotearam o papel, nos registros do cartório, sina de partilhar cama e herança, ainda que isso pesasse nos ombros e na opinião de quase todos os filhos, cinco ou seis, não lembro bem.

Mas tomou gosto e casou, sim, em segundas núpcias qual se diz. Festa, passeios, vizinhanças, amizades fartas e esperanças reacesas.

Impiedoso, porém, o tempo seguia no curso cadenciado e constante. Depois de década e pouco, lá o amigo encontrava o pai assim meio triste pelos cantos, sozinho, amargurado, falando devagar. Senhor das agruras, contudo andando firme, calado ou desconfiado.

Preocupado, o bom filho resolve assuntar sinceridade e buscar o amigo querido a fim de detonar pergunta que guardava desde lá detrás, começos da relação do pai sessentão com a madrasta:

- Sim, meu pai. Quero saber um detalhe de sua história. Seja sincero, como sempre foi, e responda de verdade, o que sua mulher sente pelo senhor é amor ou interesse? 

Nessa hora, o pai levantou a vista, observou o filho sentado à sua frente a interrogar tão sério. E resolveu falar o segredo que guardava a sete chaves. Fez da fraqueza força, pigarreou e, sem titubear, explicou:

- Acho que o que ela sente deve ser amor... Só pode ser amor, pois em mim não demonstra o menor interesse - e baixou a cabeça, escondendo sorriso amarelo que insistia ocupar as rugas da sua face madura.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31