xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Piloto de parapente cai durante voo e morre | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

17 agosto 2015

Piloto de parapente cai durante voo e morre

quixeramibim

Quixadá. O corpo do engenheiro civil português João Miguel Carvalho Ferreira da Silva, 39, vítima de um acidente com parapente no início da tarde do último sábado (15), em Quixadá, a 160Km de Fortaleza, onde morava, deverá ser liberando pelo Núcleo de Perícia Forense de Quixeramobim somente nesta segunda-feira (17). A esposa dele, única familiar, não pode seguir viagem para o Sertão Central do Ceará porque se encontra em gravidez de risco.

O presidente da Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC), Artemir Júnior, está dando auxílio à família. Como a esposa não deve seguir até Quixadá e os pais do engenheiro civil viajam somente nesta segunda-feira de Portugal para Fortaleza, Artemir Júnior aguarda procuração para liberar o corpo e fazer o traslado para a capital cearense. "Fui informado por familiares da esposa de João Miguel que ele será cremado na terça-feira e suas cinzas serão levadas pelos pais para sua terra natal", explicou.

A Associação tem sede em Quixadá, no distrito de Juatama, de onde o piloto decolou e acabou caindo de uma altura aproximada de 300 metros sobre uma formação rochosa. No momento do acidente, outros dois pilotos também estavam sobrevoando a área da Serra do Ouro Preto, onde a vela de João Miguel fechou e ele caiu sobre uma formação rochosa.

Um dos pilotos era Dileone Freitas, instrutor de voo livre da AVLSC. Quando ele viu o equipamento do piloto português enroscando insistiu pelo rádio: "Reserva ! Reserva ! Reserva !", se referindo ao paraquedas de emergência, utilizado em situações dessa natureza. Todavia, enquanto Dileone está a uma altura de 800 metros, a vela de João Miguel estava abaixo dos 400 metros. Além da baixa altitude, ele resolveu manobrar para dentro do vale, onde existem duas formações rochosas elevadas. O parapente fechou, provavelmente em decorrência de um vento circular forte conhecido como "rotor", acrescentou Artemir.

Acesso

O local de onde o corpo foi resgatado é de difícil acesso, informou o bombeiro militar Dourado do Nascimento. Ele e sua equipe tiveram que adentrar uma mata fechada e escalar uma rocha íngreme. Encontraram o piloto já sem vida. As linhas do parapente estavam totalmente enroscadas. Mais abaixo, a viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) aguardava para realizar o socorro, entretanto, a morte deve ter ocorrido instantaneamente. Conforme os pilotos amigos de João Miguel, ele havia começado a praticar voo livre em 2010, na Serra de Pacatuba. Três anos depois, em 2013, passou a voar em Quixadá. Há um mês, ele havia superado o seu recorde pessoal, atingindo 120Km em voo.

Alex Pimentel
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31