xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Índices de violência preocupam toda a Região do Cariri | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 agosto 2015

Índices de violência preocupam toda a Região do Cariri

violenciacariri

Juazeiro do Norte. Tarde de domingo. Era para ser apenas mais um momento de descontração e lazer entre os frequentadores de um bar nas proximidades do Estádio Romeirão, quando dois homens se aproximaram em uma motocicleta e abriram fogo contra todos. Na ação, que durou menos de um minuto, um homem morreu e outro ficou ferido. A vítima portava um revólver na cintura. Os atiradores fugiram sem serem identificados.

O primo da vítima, de 33 anos, que ficou ferido relata o momento de tensão vivido no interior daquele estabelecimento comercial. "Todo mundo conversava tranquilamente quando, do nada, começaram os disparos. Cada um correu e se escondeu como pôde. Perdi um amigo e quase meu primo era morto também", lamenta o jovem que pediu para não se identificar temendo represálias.

Na casa de Fernando Damião Coelho, localizada no bairro João Cabral, um dos mais violentos da cidade, dor e silêncio. O jovem, morto com vários tiros, tinha completado 23 anos no último dia 06. Com ele, a Polícia encontrou um revólver. No entanto, familiares não quiserem falar sobre a arma. "Ele já tinha sido preso mas não merecia isso. A dor da gente é grande", limitou-se em dizer a tia do jovem, com passagens por roubo e tráfico de droga.

Na sexta-feira (14/8), outras duas pessoas foram executadas. Ambos os crimes cometidos por homens que trafegavam em motocicletas. As vítimas, de 19 e 29 anos, possuíam passagens pela Polícia. O relato destes três homicídios em apenas três dias, reflete a crescente violência no Município. Em duas semanas, foram 11 crimes, média de quase uma morte por dia (0,78%). O número de casos já supera todo o mês de julho, quando a Polícia registrou sete homicídios em Juazeiro do Norte.

Cariri

Os crimes não estão restritos à maior cidade da região. A insegurança invadiu até cidades menos populosas, outrora consideradas seguras e com baixos índices de violência. Neste fim de semana, as cidades de Jardim e Araripe tiveram homicídios. Ontem, um homem foi morto da cidade de Barro. No entanto, um dos casos de maior repercussão foi a morte do Policial Cícero Soares da Silva, de 34 anos, assassinado durante uma tentativa de assalto em um estabelecimento comercial na cidade de Barbalha.

Cícero foi baleado em 4 de agosto em uma tentativa de assalto a um supermercado localizado na Avenida Coronel João Coelho, Centro de Barbalha. O circuito de segurança do local gravou a ação criminosa. Cícero morreu após ficar dez dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Vicente de Paula (Barbalha).

Dos 26 municípios que compõe ma Área Integrada de Segurança 11 (Região do Cariri), em 14 deles houve, pelo menos, um homicídio no mês passado. Dos 261 assassinatos cometidos em todo o Estado em julho, 22 deles foram no Cariri cearense, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social.

Vítimas

Dos 11 homicídios de agosto, nove vítimas respondiam a algum crime policial. A maioria deles encontrava-se em situação de vulnerabilidade social, com baixa escolaridade e residentes em bairros considerados "violentos". Segundo o psicólogo social e professor universitário Bryan Andrade, "há uma grande fragilidade nos vínculos sociais e, em muitos casos, o Estado falha quanto a medidas protetivas para estes grupos, o que os deixam ainda mais expostos e suscetíveis a crimes".

"Vários fatores empurram o cidadão a essa fragilidade de vínculos, pondo-os em situações vulneráveis, Portanto, não por coincidência, os crimes de homicídios de modo geral são cometidos por pessoas e contra pessoas com alguma ligação já com outros crimes. O Estado falha desde o princípio, em não fornecer educação de qualidade, empregos e etc, e falha também em não conseguir ressocializar o detento de forma eficaz, deixando esses grupos, muitas vezes, em círculos criminosos", explica o psicólogo.

Polícia Militar

Apostando em ações preventivas para diminuir o número de crimes na região, a Polícia Militar tem realizado blitz e rondas ostensivas em locais estratégicos. Somente neste fim de semana, sete armas foram apreendidas, nas cidades de Juazeiro do Norte e Campos Sales. O major Clauber avalia que "o número de crimes é proporcional à quantidade de armas nas ruas".

De acordo com o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, major Paulo Hermann Fernandes, diretrizes operacionais têm sido desenvolvidas no combate à criminalidade na AIS 11 e, em especial, na cidade de Juazeiro do Norte.

"O emprego de diversos tipos de policiamento em locais com maior incidência de delitos tem sido fundamental para a redução dos crimes contra a vida", avalia.

Hermann ressalta a importância "na parceria firmada com os demais órgãos de segurança que atuam na região" e lembra que "nos quatro últimos meses, a AIS 11 reduziu o número de homicídios", muito embora, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, 167 pessoas já foram assassinadas este ano no Cariri.

André Costa
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31