xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Do possível ao imaginável - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

03 agosto 2015

Do possível ao imaginável - Por: Emerson Monteiro

Tirar isso da mania constante de trabalhar o pensamento querendo mudar as situações desagradáveis sem, no entanto, abrir mão do senso de realidade. Quantas horas difíceis exigem esta presença dos valores reais que dormem debaixo do tapete dos sonhos, mas há que se cruzar barreiras e sair do outro lado vivendo o desejo forte de continuar a história independente de se ser super-herói, santo ou ilusionista. Bem nesse ponto mora a sobrevivência ao desgaste diante das experiências impossíveis. Largar de lado a velha ambição trazida nos contos de fadas quando velhinho misterioso aparece na sombra de uma árvore nas imediações de casa, com ele a gente se encontra e oferece pouso, alimento, conforto, e ele retribuirá oferecendo amuleto mágico que pode tudo, que cuidaremos de manter com imenso zelo bem longe dos vizinhos. No entanto, mais cedo ou mais tarde, eles o obtêm e, ainda assim, reconquistamos e voltamos a possuir na calma do final da história, e seremos felizes.

Nessa faixa mística entre o possível e o imaginável passa a linha da existência, qual faixa do meio das pistas de velocidade. Aqui vamos, seguros da organização dos espaços no Universo. Ali vêm eles, os passageiros do sentido contrário, que também querem sorrir e agradecer aos Céus a distinção de seus direitos. Rápido deslizam os acontecimentos, até as situações por vezes impossíveis de que falamos, e elevamos ao silêncio distante nossas preces, sacrifícios, promessas...

Naquele momento chegará a lembrança do que ficou a fazer no decorrer da longa estrada percorrida, enquanto a vaidade e as mágoas enchiam o pote dos desejos só de folhas secas e tomavam a saúde a interesse próprio. Caprichos. Imaginação perdida nos desertos do egoísmo. Nas vastidões do oceano vazio do tempo jogado fora. 

No lugar de tamanha solidão nascerão os meios de encontrar as peças que poderão de novo compor o edifício da esperança e do amor da nossa vontade necessária a preencher milhões de aflição, e clarear de bom grado as dependências escuras deste mundo apenas material. Elevar aos níveis superiores o clamor por dias melhores e confiar nEle, no nosso Pai Supremo, Deus e Criador.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31