xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Colômbia e Venezuela convocam embaixadores por crise na fronteira | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

27 agosto 2015

Colômbia e Venezuela convocam embaixadores por crise na fronteira


Mais de mil colombianos foram deportados de território venezuelano.
'Isto é totalmente inaceitável', disse presidente Juan Manuel Santos.

colombiamigrantes


Colombianos deportados da Venezuela em abrigo temporário (Foto: José Miguel Gomez/Reuters)Colombianos deportados da Venezuela em abrigo temporário (Foto: José Miguel Gomez/Reuters)

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, decidiram nesta quinta-feira (27) convocar para consultas seus embaixadores em Caracas e Bogotá, respectivamente.

A medida de convocar um embaixador é tomada quando um governo quer demonstrar descontentamento com o país do qual convoca seu representante diplomático.

Santos classificou de "inaceitável" o comportamento do governo da Venezuela em relação à crise na fronteira, que levou à deportação de mais de mil colombianos.

"Dei instruções à chanceler para que chame para consultas o nosso embaixador na Venezuela e que convoque uma reunião extraordinária de chanceleres da Unasul. Queremos contar ao mundo (...) o que está ocorrendo porque isto é totalmente inaceitável", disse Santos durante um ato oficial.

"Revisaremos integralmente as relações com a Colômbia em razão das agressões que sofre o nosso povo pelo militarismo e a guerra econômica", disse por sua vez, a chanceler venezuelana Delcy rodríguez por meio de sua conta no Twitter.

As ministras das Relações Exteriores dos dois países se reuniram na quarta-feira, mas não conseguiram chegar a um acordo sobre a situação.

Maduro determinou na semana passada o fechamento temporário de duas passagens importantes da fronteira com a Colômbia depois de um combate com contrabandistas que deixou gravemente feridos dois militares venezuelanos.

Colombianos deportados da Venezuela carregam móveis e outros objetos através do rio Tachira, na fronteira entre os dois países, na terça (25) (Foto: AFP Photo/Luis Acosta)

Os dois países dividem uma fronteira terrestre de 2.219 quilômetros que facilita a passagem sem maiores controles, assim como atividades ilegais como contrabando de combustíveis e alimentos.

Mais cedo, Maduro acusou Santos de mentir e de se deixar enganar pelos que considera realizarem uma campanha de ódio contra o povo venezuelano, e enfatizou que manterá o fechamento da fronteira.

"Presidente Santos, eu te respeito, mas você tem sido enganado, mas acredito que o pior de tudo é que a esta altura você gosta que o enganem, você mentiu publicamente", disse Maduro em um evento televisionado.

"Eu não vou abrir essa fronteira, não vou abrir até que consigamos restituir os direitos humanos do povo de Táchira. Aspiro que o governo da Colômbia recupere a sensatez", acrescentou.

Do G1, em São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31