xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Alemanha lucrou cerca de 100 bilhões de euros com crise grega, diz estudo | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 agosto 2015

Alemanha lucrou cerca de 100 bilhões de euros com crise grega, diz estudo

alemanhapresidente

A chanceler alemã, Angela Merkel. (Foto: AFP)A Alemanha “se beneficiou claramente” em mais de 100 bilhões de euros devido à crise na Grécia, segundo estudo do Instituto de Investigação Econômica Leibniz, divulgado pela agência France Presse na última semana.

De acordo com a pesquisa, o valor representa o montante garantido pela Alemanha em função das baixas taxas de juros, resultado da atração de seu cenário econômico em relação ao grego. Assim, o país germânico foi beneficiado por sua posição estável, em um momento que atuava como pivô das negociações de pacotes de resgate para a Grécia, ao lado do Banco Central Europeu, do Fundo Monetário Internacional e da União Europeia.

“Nos anos recentes, cada vez que os mercados financeiros souberam de notícias negativas sobre a Grécia, as taxas de juros sobre as obrigações do governo alemão caíram, e cada vez que as notícias foram boas, elas subiram”, defende o documento, que conclui que a economia alemã “se beneficiou desproporcionalmente” de sua posição, enquanto suas poupanças “excederam o custo da crise, mesmo se a Grécia não pagasse todas as suas dívidas”.

A Alemanha exigiu um acordo com a Grécia e que o primeiro-ministro Alexis Tsipras realizasse duras reformas econômicas em seu país, sob a justificativa do ministro das finanças alemão, Wolfgang Schäuble, de que o orçamento dos germânicos era equilibrado e seguro. Porém, ainda de acordo com o Instituto Leibniz, esse equilíbro só foi possível devido às poupanças de taxas de juros em função da dívida grega.

O montante de 100 bilhões de euros estimados pelo relatório são provenientes de 3% do PIB alemão poupado desde 2010 – países como Estados Unidos e Holanda também se beneficiaram desse cenário, mas com menos intensidade –, enquanto o valor gasto pela Alemanha em pacotes de resgate internacionais chegou a 90 bilhões de euros.

Yahoo Notícias

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30