xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Intervenções do Estado afastam sedes municipais do colapso hídrico | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

30 julho 2015

Intervenções do Estado afastam sedes municipais do colapso hídrico

 

tubulacaoSobral, Quixeramobim, Morada Nova e Jaguaretama. Para além de serem importantes municípios do interior cearense, possuem em comum o fato de estarem superando o risco de colapso hídrico iminente neste ano. A crise hídrica, decorrente da estiagem que se prolonga há quatro anos no Estado ameaçava fortemente o abastecimento dessas sedes municipais. Graças a intervenções do Governo do Estado, por meio da Secretaria dos Recursos Hídricos e de suas vinculadas (Cogerh, Sohidra e Funceme), a ameaça do desabastecimento está praticamente descartada para este ano. “Não há soluções mágicas mas, dentro do que dispomos, temos conseguido importantes êxitos no enfrentamento aos efeitos dessa estiagem”, destaca o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira.

Aliada à perfuração de poços em áreas urbanas, intervenções na mudança do ponto de captação da água nos reservatórios tem possibilitado não apenas o melhor aproveitamento do recurso disponível, como a captação de uma água de melhor qualidade. “Essas captações eram feitas a jusante das barragens. Ou seja, a água era liberada por uma comporta para só então ser captada. O que fizemos foi transferir essa captação para dentro do açude, por meio de flutuantes, onde a água está disponível em maior quantidade e qualidade”, explica Teixeira.

Para possibilitar essa nova captação, foi necessária também a instalação de novas tubulações, nos moldes de mini-adutoras, ligando os flutuantes à rede já existente. “Importante nesse processo tem sido a participação de todos. Em Quixeramobim, por exemplo, fizemos a obra com apoio do Sistema Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). A Prefeitura de Sobral também tem sido parceira nas ações ali empreendidas. Esse sentimento precisa ser entendido e absorvido por todos, porque a luta é de todos nós”, comenta o Secretário.

ADUTORAS – Em Jaguaretama, a solução adotada foi a construção de uma adutora de montagem rápida 16,6 km. Construída pela Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), a obra teve investimento de R$ 1,4 milhão e leva água do Açude Orós – desde o Perímetro Irrigado do Alagamar, até a Estação de Tratamento da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), na sede do município). Já Morada Nova teve o risco de desabastecimento descartado após a construção de adutora de montagem rápida partindo do Eixão das Águas até a estação de tratamento do município.

Em Quixeramobim, mesmo com as ações já adotadas (mudança na captação da água e construção de mais de 50 poços profundos) será necessária a construção de adutora de montagem rápida. A obra já foi licitada por meio de Leilão Reverso presidido pelo governador Camilo Santana, no último dia 08/07. A adutora que levará água do Açude Pedras Brancas para a sede do município terá 60,1 quilômetros e custará cerca de R$ 32 milhões.

OUTROS MUNICÍPIOS – O prolongamento da estiagem, que em algumas regiões já entrou no sexto ano seguido de chuvas abaixo da média – levou o governo do Ceará, por meio da Secretaria dos Recursos Hídricos, a incrementar a política de perfuração de poços profundos também nas sedes municipais. “Devido ao prolongamento da estiagem, o grande desafio do abastecimento neste ano são as sedes municipais. Nosso trabalho tem sido intenso no sentido de encontrar soluções para cada problema específico”, explica o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira.

Ipaporanga, Uruoca, Senador Sá, Coreaú e Moraújo são exemplos de municípios cujo risco de desabastecimento foi mitigado graças à construção de poços. Todos esses municípios estavam à beira do colapso. Graças a uma parceria muito forte entre Cogerh – que faz a locação dos poços; Sohidra – que faz o poço propriamente dito; e Cagece (ou SAAEs) - que injeta a água do poço na rede de abastecimento, a situação foi contornada.

 

Henrique Silvestre
Assessor de Imprensa da Secretaria de Recursos Hídricos

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30