xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Controle do calazar sofre restrições | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

08 julho 2015

Controle do calazar sofre restrições

varzea-alegre-ceara

Várzea Alegre. Esta cidade vem enfrentando um surto de calazar. Dos casos registrados no período de um ano, o mais grave aconteceu em outubro de 2014, quando uma criança de pouco mais de um ano de idade morreu, desencadeando manifestações populares e ações de combate à doença.

Segundo informações do setor da saúde municipal, de lá para cá, o combate ao calazar não parou. Mesmo assim, o problema persiste com foco em vários locais.

Conforme os agentes de Endemias, Antônio Vitor e Aroldo Araújo, que trabalham sob a supervisão de José da Costa, o trabalho de borrifação nas áreas com registros de calazar é feito de quatro em quatro meses, bem como o teste DPP que identifica a Leishmaniose Visceral Canina.

O Agente de Endemia Antônio Vitor disse que, mesmo com a gravidade da doença e com a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizando as condições necessárias ao seu combate, muitos moradores se mostram resistentes aos trabalhos, não permitindo a borrifação nas residências, alegando que o material químico destinado a eliminar focos do calazar sujam as casas e causam desconforto devido ao cheiro forte.

"Nestas áreas de risco para a doença, mais de cem residências ficaram sem proteção devido às resistências dos moradores", contou Antônio Vitor.

Recusa

Outro problema é o de donos de cães que se recusam a fazer o teste DPP, assinando até termo de responsabilidade. Ele contou que, no bairro Riachinho, uma área de risco do calazar, o dono de um cachorro não permitiu realizar o teste no seu animal. Em novo ciclo de combate à doença, o proprietário do animal foi diagnosticado com a enfermidade.

O Agente de Endemias Antônio Vitor disse também que a comunidade pode contribuir ajudando a monitorar os cães soltos nas ruas com sinais da doença, acionando a secretaria de Saúde da cidade.

Donizete de Souza
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30