xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Barbalha e Sobral esperam ampliar serviço de radioterapia | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

07 julho 2015

Barbalha e Sobral esperam ampliar serviço de radioterapia

radioterapia

Foto: André Costa

Barbalha. Este município da região do Cariri cearense e Sobral, localizado região Norte receberão ampliação dos serviços de radioterapia respectivamente no Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo (Barbalha) e Santa Casa de Misericórdia de Sobral. No caso de Barbalha, o processo licitatório já foi concluído, porém, ainda sem data definida para o início da construção de um bunker - local específico destinado a abrigar os aceleradores, garantindo a segurança dos pacientes e profissionais.

Complexidade

De acordo com o assessor jurídico da unidade de Barbalha, Amilcar de Sá Barreto, a obra é de grande complexidade. "Estamos num período em que o governo está cortando gastos, portanto não sabemos precisar o início da obra. Caso comece neste ano, acredito que no fim de 2017 esteja concluída, por se tratar de uma construção complexa e que envolve altos valores", afirmou Barreto.

Ele adiantou que, apesar de já ter sido feita análise de solo, verificação da planta baixa, licença na Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), entre outras exigências do Ministério da Saúde, "ainda não houve uma sinalização concreta para início das obras".

Equipamento

Além da construção deste bunker, Barbalha receberá um novo equipamento utilizado para o tratamento com radioterapia de diversos tipos de câncer, chamado de acelerador linear. O Hospital já conta com um equipamento destes, porém, com algumas limitações devido ao seu ano de fabricação. Já no município de Sobral, ainda não existe tal equipamento.

Atualmente, cerca de cinco pacientes são atendidos por dia no Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo, somente por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Amilcar de Sá acredita que, com a ampliação dos serviços de radioterapia, este número pode dobrar. Ainda segundo ele, o equipamento será de grande importância, não só para a macrorregião do cariri, mas para cidades de todo o Ceará e Estados vizinhos que demandam atendimento.

Expansão

O plano de Expansão da Radioterapia no SUS, lançado pelo Ministério da Saúde em 2012, tem um investimento previsto de R$ 500 milhões para a compra de 80 aceleradores lineares utilizados para a ampliação de 36 serviços e construção de 44 novos serviços em 23 cidades, alcançando 65 municípios. Além disso, prevê a realização de obras para acomodar os equipamentos, privilegiando as demandas regionais de assistência oncológica, com o objetivo de reduzir os vazios assistenciais.

Os aceleradores adquiridos pelo Ministério da Saúde constituem na maior compra de equipamentos para atender a serviços do SUS. O valor da compra, realizada por licitação, chegou a R$ 119,9 milhões, incluindo também a elaboração de projetos básicos de arquitetura e executivos e o apoio à fiscalização e supervisão da execução das obras nos 80 hospitais que receberão os equipamentos.

O investimento do Ministério da Saúde na assistência oncológica cresceu quase 63% desde 2010, totalizando R$ 3,1 bilhões em 2014. Houve um aumento de mais de 20% na realização de radioterapia e quimioterapia, entre 2010 e 2013, chegando a 10 milhões de procedimentos radioterápicos e 2,7 milhões de quimioterapia.

Atualmente, 283 hospitais estão habilitados para tratamento de câncer no SUS. Destes, 146 também possuem habilitação em radioterapia e contam com 261 equipamentos. Com as 80 novas soluções - equipamento de radioterapia e bunker. Assim, o País passará a contar com 340 equipamentos.

Fabricação

Para estimular e abastecer o mercado nacional, o Ministério da Saúde e a empresa Varian firmaram na quinta-feira passada, acordo para a construção, em Jundiaí (São Paulo), da primeira fábrica para soluções de radioterapia da América Latina.

Será a terceira unidade da empresa no mundo a produzir aceleradores lineares. A medida faz parte da compensação tecnológica prevista no Plano de Expansão da Radioterapia no SUS. A previsão é de que a unidade inicie suas atividades em dezembro de 2018.

Além da fábrica para produção de aceleradores lineares, estão previstas outras ações de desenvolvimento e qualificação de fornecedores locais, desenvolvimento de softwares e a criação de um centro de treinamento e capacitação no Brasil.

Com isso, a empresa pretende capacitar fornecedores para a linha de produção e profissionais brasileiros para garantir que o produto final tenha ao menos 40% de partes, peças, acessórios e software confeccionados no Brasil.

Atualmente, tanto os aparelhos, aceleradores lineares, quanto suas peças e softwares utilizados na programação das sessões de radioterapia e organização da assistência são importados. Desta forma, o acordo dará ao Brasil uma maior autonomia nesta área estratégica para a saúde em relação ao mercado internacional.

Mais informações:

Hospital Maternidade São Vicente de Paulo - Avenida Coronel João Coelho, 299 - Barbalha

Telefone: (88) 3532-7100

Santa Casa de Misericórdia de Sobral - Rua Antônio Crisóstomo de Melo, 919 - Centro - Sobral

Telefone: (88) 3112-0400

André Costa
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30