xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> V Festival de Jericoacoara Cinema Digital prossegue até 21 de junho | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

16 junho 2015

V Festival de Jericoacoara Cinema Digital prossegue até 21 de junho

JERI3

Com o tema “Cinema Popular e Cinema Político”, a quinta edição do festival reconhecido no calendário nacional do cinema independente, iniciado na última segunda-feira (15/6), reunindo grandes nomes e novos realizadores do audiovisual brasileiro, prossegue até o dia 21 deste mês. Ao todo, 30 curtas-metragens, de cineastas de 11 estados, foram selecionados para participar da mostra competitiva. Neste ano o festival, que acontece no Polo de Atendimento à Criança e ao Adolescente de Jericoacoara, realizará exibição especial do filme “Aos ventos que virão”, do cineasta cearense, radicado em São Paulo, Hermano Penna, e promoverá debate sobre a atual crise do futebol mundial, com a exibição do filme “Os Subterrâneos do Futebol”, de Maurice Capovilla, e um debate com os ex-jogadores Afonsinho e Sérgio Redes. Haverá ainda homenagem ao ator cearense Sidney Souto. Confira a programação completa

Pela quinta vez, realizadores audiovisuais de diversos estados brasileiros, responsáveis pelo novo cinema nacional, vão se encontrar em uma das praias mais belas de todo o mundo. O Festival de Jericoacoara – Cinema Digital realiza esta edição, sempre fiel à proposta original, de oferecer um novo olhar sobre o cinema brasileiro, um panorama da nova produção do audiovisual nacional, democratizada tanto em conteúdo quanto em forma, por meio da tecnologia digital.

O V Festival de Jericoacoara – Cinema Digital contará, na Mostra Competitiva de Curtas, com a exibição de 30 filmes, de realizadores de 11 estados, selecionados entre mais de 260 inscritos. Participam do festival filmes de até 20 minutos, sobre quaisquer temas, nos gêneros documentário, ficção, animação e experimental.

O festival também destacará o trabalho do cineasta cearense Hermano Penna, radicado em São Paulo, onde construiu uma trajetória de destaque no cenário do audiovisual brasileiro. Seu filme “Aos ventos que virão” será exibido especialmente no festival. Após o filme, tem debate com a presença do diretor.

"O destaque ao trabalho de diretores referenciais, como o Hermano Penna, que já foi homenageado no Festival de Jericoacoara e faz parte da história e do presente do evento, é uma forma de chamar atenção para momentos importantes e diferentes, na história do cinema brasileiro", destaca o cineasta Francis Vale, diretor do Festival de Jericoacoara - Cinema Digital, uma realização da Anhamum Produções Audiovisuais e do Cineclube Avenida, com co-produção da Jerimoon Tour, patrocínio da Coelce, por meio do Mecenato, com apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e do Governo Federal/Ministério da Cultura.

Futebol na tela e em debate

A quinta edição do festival, que começa nesta segunda-feira, 15/6, também tem entre suas atrações um debate sobre a atual crise do futebol mundial, com a exibição do filme “Os Subterrâneos do Futebol”, de 1965, dirigido por Maurice Capovilla, e a presença dos ex-jogadores Afonsinho, colunista da revista Carta Capital e personagem da história do esporte brasileiro ao se tornar o primeiro jogador a conquistar o passe livre, e Sérgio Redes, ídolo do futebol no Rio de Janeiro e no Ceará, aplaudido comentarista esportivo, autor de crônicas elencadas no livro “Nem tudo é futebol” e poemas como os reunidos no livro “O Raio do Futebol”, lançado em parceria com o artista visual Sérgio Pinheiro e com apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

A exibição do filme acontece no sábado, 20/6, às 14h30, seguida do debate. “Neste momento em que o tema está quente, teremos certamente uma grande discussão sobre essa questão e as perspectivas de mudanças administrativas pra valer, no futebol no Brasil e no mundo, o que é esperado há muito tempo”, aponta Afonsinho, celebrando a oportunidade de retornar ao Festival de Jericoacoara Cinema Digital, do qual se tornou participante cativo.

O festival e o novo cinema brasileiro

“Chegando ao marco importante da quinta edição, o Festival de Jericoacoara Cinema Digital prossegue consolidando cada vez mais sua dimensão nacional, reunindo os novos realizadores do cinema brasileiro, que estão em todas as regiões, fazendo seus trabalhos, mesmo enfrentando, muitas vezes, dificuldades para divulgação, repercussão, visibilidade”, afirma Francis Vale.

“Na contramão dessa realidade, o festival existe justamente para contribuir para dar mais destaque a novos nomes do cinema brasileiro, provando que passamos de um eixo geográfico de produção para novos e múltiplos polos, espalhados pelo País”, acrescenta o diretor do festival.

“O festival contribui para mostrar o pluralismo, essa riqueza de origens, temas e formas dos filmes, os realizadores de várias gerações que fazem o novo cinema brasileiro acontecer de um modo muito forte, pulsante”, complementa Francis, que também enfatiza a relação do festival com a comunidade como um diferencial.

Programação 2015: abertura com “Cine Holliúdy”

A programação completa da edição 2015 do festival foi divulgada pela organização nesta semana. A abertura do festival, na segunda-feira, 15/6, às 19h, contou com solenidade e com a exibição do aplaudido filme “Cine Holliúdy”, do cearense Halder Gomes.

Na terça-feira, 16/6, tem início a Mostra Competitiva de Curtas-metragens, que segue até sexta-feira, 20/6, sempre a partir das 19h30. A cada dia serão exibidos seis filmes.

Já o período da tarde contará, sempre a partir de 14h, com a Oficina de Cinema Digital (ministrada pela professora Rosa Berardo e pelo doutorando Guilherme Souza, da Universidade Federal de Goiás) e, a partir das 14h30, com a Mostra Informativa e a programação de debates. Na terça-feira, acontece também homenagem ao ator cearense Sidney Souto, falecido em janeiro de 2015, deixando um vasto legado de contribuições ao cinema e ao teatro. Serão exibidos, a partir das 14h30, filmes dos quais ele participou.

Outras produções histórias do cinema brasileiro que serão exibidas no festival, sempre às 14h30, são “O Desafio” (1965), de Paulo César Saraceni (quarta-feira, 17/6) e “São Paulo Sociedade Anônima” (1965), de Luiz Sérgio Person (quinta, 18/6). Na sexta, 19/6, tem exibição de “Aos Ventos que Virão”, de Hermano Penna, e no sábado, 20/6, de “Os Subterrâneos do Futebol”, de Maurice Capovilla, seguida do debate com os ex-jogadores Afonsinho e Sérgio Redes.

No domingo, 21/6, as atividades acontecem a partir das 19h, com homenagem ao cineasta Tuna Espinheira, com exibição de seu filme “O Imaginário de Juraci Dórea no Sertão Veredas”. Às 20h acontece a solenidade de encerramento do festival e de premiação aos vencedores nas diversas categorias, com entrega dos troféus.

Convivência e debate

Para assegurar, na prática, a democratização da participação no evento, a produção do festival garante transporte entre Fortaleza e Jericoacoara, alimentação e hospedagem, ao longo de todo o período, para um representante de cada um dos filmes selecionados.

“Mais do que apenas exibir os filmes, o festival se diferencia por proporcionar que os realizadores e o público possam conviver em Jericoacoara, ao longo de uma semana, debatendo cinema e permanecendo em contato direito com o público e a comunidade de Jeri”, reforça Francis Vale. “Muitas vezes novas produções nascem desse encontro”.

Ao longo do festival, os filmes serão apreciados por um júri composto por nomes de destaque no audiovisual. Receberão o Troféu Pedra Furada as obras escolhidas pelo júri como as melhores em cada categoria: ficção, documentário, animação e experimental. Também receberá o troféu a melhor produção dos estados Ceará, Piauí e Maranhão, em homenagem à chamada “Rota das Emoções”, que se inicia em Jericoacoara-CE, passa pelo Delta do Parnaíba-PI e se estende até os Lençóis Maranhenses.

O festival também destinará troféus aos vencedores dos quesitos melhor filme, direção, roteiro, fotografia, trilha original e direção de arte. Além dos troféus para melhor ator e melhor atriz.

Filmes selecionados – Festival de Jericoacoara Cinema Digital 2015

Joaquim Bralhador - Ficção - Márcio Câmara - CE
A Caminho de Casa – Ficção - Paula Szutan - SP
Olhos de Botão – Ficção – Marlom Meirelles - PE
Paixão Nacional – Ficção - Caio Baú - PR
Nua Por Dentro do Couro – Ficção - Lucas Sá - MA
O Passageiro – Ficção - Eduardo Cantarino - RJ
Preto ou Branco! – Ficção - Alison Zago Brito - SP
Tereza – Ficção – Mauricio Baggio - PR
Cadê Meu Zóculos – Ficção - Josafá Ferreira Duarte - CE
Amigo Anônimo – Ficção - Fábio Batista - SE
Tubarão – Documentário - Leo Tabosa - PE
Araca - O Samba em Pessoa – Documentário – Fausto Junior - RJ
Às Margens do Itapecuru – Documentário – José Gomes Pereira - MA
Curitiba Mon Amour – Documentário – Pedro Rocha de Oliveira - CE
O Pau da Bandeira – Documentário – Felipe Wenceslau - BA
Gutierres – Documentário – Fernando Bassani - RS
SerTão Resistente – Documentário - Roger Pires - CE
Beatitude – Documentário - Délio Freire - ES
Envolvidos –Documentário – Roger Pires - CE
O Muro é o Meio – Documentário – Eudaldo Monção Jr - BA
Agradecimento – Animação – Diego Akel - CE
Guida – Animação – Rosana Urbes - SP
As Aventuras de Chaga das Onças – Animação - George Alex Barbosa - CE
Bem me Quer – Animação - Brenno Levi de Sousa Magalhães - CE
Até a China – Animação – Marcelo Marão - RJ
Hotel Farrapos – Animação – Lisandro Santos - RS
A Arte Tem que ter Ambição - Experimental – Alex Nunes Barroso - CE
Cântico dos Ventos – Experimental – Laurita Caldas - PB
Miragem – Experimental – Virgínia Pinho - CE
Lampejos da Resistência – Experimental - Roger Pires - CE

SERVIÇO:

V Festival de Jericoacoara – Cinema Digital. De 15 a 21 de junho, em Jericoacoara. Toda a programação tem entrada franca. Mais informações:www.jeridigital.com.br.
Entrevistas/mais informações:
9998-9497 - Francis Vale – Cineasta, produtor, escritor / Diretor do Festival
8699-6524 – Assessoria de Imprensa – Dalwton Moura (CE 01339 JP)

 

Assessoria de Comunicação da Secult

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31