xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Os batráquios – por Pedro Esmeraldo | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

27 junho 2015

Os batráquios – por Pedro Esmeraldo

  Em meados da década 1990, sofria de grande abalo psicológico o que me fez desviar da rota do comportamento sóbrio e equilibrado. Afastou-me do conjunto de condutas sociais. Foi um ba-fa-fá da molesta que me deixou atormentado por vários anos.
    Por essa razão, tive a ideia de mudar o meu modo de trabalhar, modifiquei as minhas atividades honradas forçando-me andar em caminhos retos que fossem jus ao trabalho sincero e honesto.
    Recai-me em sonhos prediletos e pretendi preparar cuidadosamente o meu bem estar com a ânsia de usufruir no futuro uma compensação durável que me fizesse vibrar com entusiasmo, praticando o bom comportamento.
    Mudei de rotas e resolvi exercer novas funções que me coadunaram ao poder produtivo no trabalho nobre da agricultura. No entanto a situação crítica e dilacerante do país onde vivemos não me permitiu soerguer, com esta atividade, o meu ponto de vista de homem sério e digno para exercer as funções honradas deste trabalho.
    Tentei reaver todos os problemas relativos ao conjunto de fenômenos mentais que me deixam atordoado no sentido neurológico.
    Pensando em equilibrar-me com eficiência, resolvi frequentar pontos estratégicos em bares, com reunião de pessoas amigas, o que me aliviariam o meu distúrbio psicológico.
    Encontrei grandes amigos que passo a relembrar e que foram amistosos e tratáveis para comigo. No entanto, a princípio tudo era bom: havia brincadeiras jocosas, entre as bebedeiras normais, pois tudo era controlado pelo comportamento e equilíbrio. Todavia, apareciam, de vez em quando, pessoas inoperantes e imundas que vieram deslizar com gestos malignos a permanência dos homens no referido bar.

       Junto com todos esses homens, mudei-me para o “Cantinho do Pimenta”, bar pertencente à família Teles Duarte. Lá, novamente chegaram os batráquios. A principio frequentaram a periferia do bar, mas foram se chegando com gestos indignos de querer desfazer de pessoas dignas. Por isso, chamou-se esses homens “indignos de frequentar as rodas sociais” de girinos, já que são semelhantes a esses anuros. Esses homens se chegaram ao convívio dos amigos com palavras inócuas dizendo asnices e por fim metamorfosearam chegando, a parecer como sapo-boi, pois são horríveis e mete nojo a sociedade.
   Para se ter uma ideia, esses ditos sapos falavam em ser cientistas, visto que havia deles que tinha desejo de movimentar o avião com lenha, isto é uma demonstração de grau tremendo de loucura. Isto é de estarrecer! Agora durma com tanto barulho!
Pedro Esmeraldo, 25 de junho de 2015
 

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30