xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> MENTIR PARA AGRADAR O MUNDO ? - Quem não quer ouvir a verdade, não deve pedir a opinião de ninguém ! | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

27 junho 2015

MENTIR PARA AGRADAR O MUNDO ? - Quem não quer ouvir a verdade, não deve pedir a opinião de ninguém !



O mundo, como todos nós sabemos, é um lugar engraçado como um boteco, onde frequentam todos os tipos de criaturas, algumas amáveis, outras hostis, e algumas que são dignas da nossa piedade. O problema é que grande parte delas vive num mundo de fantasias, mergulhados em seus próprios delírios, seus castelos no ar, onde a chegada de qualquer visitante às portas poderá ser considerada uma afronta ao ego e a auto-imagem que estas fazem de si próprias. Sendo assim, vive-se num mundo de farsas, de mentiras, de auto-enganos, de representações, como já bem o disse o filósofo alemão Artur Schopenhauer. Tirando a pouca gente que ainda toca o solo da realidade, o grande resto não aceita a verdade jogada em sua cara diretamente, ainda que esta fosse feita de diamante, e evitam aqueles que, pela sinceridade, possam desmascará-las mostrando-lhes através de um espelho, o mundo real tal qual estas nunca viram. Para quem vive neste permanente estado de dissimulação, auto-engano ou seja lá como se queira denominar ( E não quer que o castelo se desmorone ), nunca deve pedir a opinião de alguém, pois pode-se correr o risco de ouvir aquilo que não se deseja.

Por esses dias, um músico veio perguntar qual a minha opinião sobre uma determinada gravação que haviam feito. Normalmente, já sabendo das susceptibilidades que algumas pessoas possuem, eu me abstenho de emitir juízo de valor sobre músicos e às vezes sobre música, até porque tendo passado mais de 40 anos ouvindo todos os tipos de música do mundo, desde o renascimento ao pós-modernismo, posso dizer que já ouvi muita coisa: Boa e Ruim. Não quero com isso dizer que eu seja algum tipo de expert, mas se estudo, prática e 40 anos de pesquisa valerem de alguma coisa, tenho descoberto nesse ínterim, trabalhos belíssimos em todas as áreas; Por outro lado, também tenho visto diversos trabalhos medíocres, mesmo de bandas musicais consideradas de "alto nível". Sempre evitei comentar o que realmente penso sobre alguns grupos e pessoas da minha região, porque meu gosto pode ser diferente do referencial a que essas pessoas estão acostumadas. Se eu considero Beethoven, Bach, Tchaikovsky, Oscar Peterson, Chick Corea como gênios, que palavra hei de usar para tratar os principiantes, estudantes, simpatizantes a não ser dizer a verdade sobre a qualidade do som que fazem? Por isso, tenho evitado sempre que possível este tipo de embate musical que considero improfícuo, mas eis que alguém vem me mostrar uma de suas gravações caseiras e pede a minha sincera opinião. No meu entender, a sinceridade nestes casos ainda é a melhor política. Se a pessoa lhe pede confidencialmente sua verdadeira opinião, ela no mínimo DEVE estar preparada para o que virá em seguida, seja agradável ou não. Caso contrário, apenas revela o despreparo, e o auto-engano, ou seja, a máscara serve à carapuça, afinal, temos aqui no Nordeste um velho ditado: "Quem não pode com o pote, que não pegue na rodilha". De modo que mesmo a contragosto, expressei a minha sincera opinião sobre a gravação que me foi pedida, em que disse ao indivíduo que achei um som "morgado", de harmonias consonantes demais para o estilo, acordes mal-feitos, tonais, sem conhecimento de formação de acordes, inversões...harmonização pobre, também achei a gravação de um saxofone um tanto fanha, talvez devido à microfonação, e achei a improvisação em geral fraca...( sinceridade )... Mas pra que dizer isso, meus amigos ? O indivíduo saltou com 7 pedras na mão, atirando até na lua. Mas é como eu falei antes, ORA...se você não pode aceitar a verdade, ou a opinião dos outros, porque pede esta opinião ? Saber afagar o ego, dizer que está tudo lindo e maravilhoso, parabenizar os outros para não se meter em encrencas é o que muitos querem quando te pedem a opinião. O ator Clint Eastwood em seu clássico filme "Magnum 44" disse uma frase marcante: "Um homem deve conhecer suas limitações". Devemos conhecer nossas limitações, sabê-las profundamente, saber dos nossos pontos fracos, e não só nossos, mas daqueles que nos rodeiam. O mundo vive na mentira. Devemos compactuar com a mentira a fim de parecermos mais palatáveis aos olhos dos observadores ? Para que possamos ser amados ? Será que devemos sempre mentir a fim de que algumas pessoas gostem de nós ? Ou devemos ser realistas, sinceros, mesmo sabendo que 90% da humanidade vai nos detestar ? Você tem o poder de fazer suas escolhas. A minha, eu já fiz há muito tempo: Escolhi dizer a verdade, ser sincero para com os outros, ainda que isto me custe muitas "amizades". Um amigo verdadeiro não vai se magoar se você fala ( Se ele pedir ) a verdade que não gostaria de ouvir, pois vai entender que isso é um aprendizado para que ele possa ir mais longe. Agora o falso amigo, com certeza, vai se encolerizar, e poderá até deixar de ser seu amigo, caso você não apenas o eleve aos céus. Você escolhe o seu caminho, mas eu tenho uma opinião a esse respeito: É melhor que você tenha amigos verdadeiros, leais, que possa contar apenas nos dedos da mão por falar a verdade e usar da sinceridade, do que ter que passar a vida mentindo para agradar aos outros.

Por: Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com




0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30