31 março 2015

Páscoa: a exemplo dos anos anteriores Dom Fernando leva a alegria e conforto do evangelho a presidiários e doentes

Texto e fotos: Patrícia Silva
No dia de ontem, 30, o Dom Fernando Panico iniciou suas visitas, anualmente feitas durante a Semana Santa, aos presidiários e doentes da Diocese de Crato. A primeira visita foi aos doentes mentais,  que vivem nos leitos da Casa de Saúde Santa Tereza, em Crato. Dom Fernando transmitiu  palavras de ânimo e esperança aos internos e funcionários. O pastor diocesano buscou mostrar a presença de Cristo, sendo apoio no período delicado que a unidade está passando, quando se fala em um possível fechamento por falta de recursos que viabilizem a manutenção da unidade.
Casa de Saúde vive momentos dificeis
A casa de saúde, que foi fundada em 21 de junho de 1970, é o único hospital psiquiátrico de referencia da região e acolhe cerca de 200 pacientes, entre homens e mulheres, não só do Ceará, mas também de estados vizinhos como Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte. Todos os internos são atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), com recursos que, segundo a diretora Luciana Abath  são considerados insuficientes para a manutenção do hospital, que conta com 80 funcionários. Estas dificuldades levam  a direção a tomar a decisão de fechar as portas, caso não aconteça uma mudança na situação. Um grupo de leigos católicos de Juazeiro do Norte procurou Dom Fernando para obter o apoio da Igreja Católica visando uma campanha junto a empresas e população do Crajubar tentando evitar o fechamento da Casa de Saúde Santa Teresa.

Diante desta realidade, o bispo visitou todos os leitos, rezou com os internos, escutou as angústias dos funcionários e da direção do hospital. “Trabalho aqui há 28 anos e não consigo imaginar este hospital fechando as portas. 28 anos não são 28 dias e de repente você ver uma coisa se acabar, uma coisa que você ama, que você gosta. Tenho os pacientes aqui como meus filhos”, falou emocionada a Dom Fernando, Liduina Maria Nogueira, uma das funcionárias mais antigas da unidade.
O bispo se mostrou solidário ao apelo e pediu para que todos tenham esperança. “A Semana Santa é tempo também do serviço. Eu estou aqui para servir a vocês, como Cristo, Bom Pastor, que cuida de suas ovelhas. Escuto as angústias vivenciadas e sinto em meu coração as suas dores. Meus irmãos, contem comigo, contem com o apoio da Diocese de Crato. Nós estamos aqui para ser uma igreja, que luta pela causa do bem comum, que tem atenção aos esquecidos e marginalizados de nossa sociedade, para assim fazer a Páscoa acontecer na vida de todos”.
A presença do bispo provocou alegria aos internos, que se alegravam em receber a atenção e o carinho doados a cada um, e também impulsionou os funcionários a trilharem as dificuldades encontradas no dia- a- dia como fala o diretor clinico do hospital, Dr. Joaquim Batista, médico clinico geral, que definiu esta visita como extraordinária. “Fiquei emocionado em ver tão importante figura vir até o nosso sofrimento, porque nós sofremos junto com os pacientes. Nunca esquecerei da humildade expressada por Dom Fernando. Este dia ficará marcado para sempre em minha memória”, afirmou.


Para a visita pastoral, que foi acompanhada pelo Pe. Joaquim Ivo Alves dos Santos,  pároco da Paróquia São José de Missão Velha. a Diocese ofereceu aos internos um lanche, propiciando um momento de partilha e convivência entre todos os envolvidos com a atividade missionária.
Texto e fotos: Patrícia Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.