xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 18/09/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 setembro 2014

O deus de duas faces - Por: Emerson Monteiro

Falar de Jano, ou Janus, em latim, reverte à memória de um deus romano cujo nome batizaria o primeiro mês do calendário (janeiro), o começo do ano. Ele se vincula às portas, ao entrar e sair, também às transições nos acontecimentos. Enquanto isso, sua face dupla significa passado e futuro nas espirais do tempo. Era o deus dos inícios e chegava sempre no instante das decisões e das escolhas.

As representações artísticas lhe mostram, de comum, na tradição, qual figura feminina e masculina, em única forma. Nalgumas vezes, num dos lados, imberbe. No outro, barbado. As características da imagem o indicavam a olhar cada face em direções opostas.

Aspecto que diz respeito a Jano o relaciona às guerras, conquanto  anunciava seus começos e términos. Enquanto durassem os conflitos, os templos a ele dedicados permaneciam abertos, já ficando fechados durante os períodos de paz, tradição que perduraria até o século IV d.C., comportamento que, segundo Tito Lívio, só aconteceu duas vezes em oito séculos.

A correlação entre as mitologias grega e romana quase sempre conduzem a deuses de iguais parecenças, o que, no entanto, deixou de ocorre quanto a Jano, sem similar entre os gregos.

O poeta romano Ovídio, na obra Fastos, consigna o deus sob as seguintes palavras: Os Antigos chamavam Caos a esta divindade que, originalmente, não tinha sequer forma. Quando da criação dos elementos que hoje temos, esta bola de massa transformou-se então no corpo de um deus. E ainda acrescentou: Tal como as portas têm dois lados, e um porteiro fica por fora, também este deus era então o porteiro da corte divina, e com as suas duas faces podia então olhar para lugares opostos, tal como Hécate (com suas três faces) podia vigiar atentamente as intersecções das estradas.

Na concepção de Ovídio, as razões de as portas dos templos a Jano permanecerem abertas no decorrer das guerras seria o fito de que os guerreiros pudessem reencontrar o caminho de regresso à Pátria. E fechadas nos tempos de harmonia, a fim de impedir de a paz fugir pelas portas, se estas permanecessem abertas.

Ciro Gomes agride professor em Iguatu


O secretário de Saúde do Ceará deu um soco em um docente da UECE após uma discussão durante a inauguração de uma escola, na manhã desta quinta-feira.

O secretário de Saúde do Estado do Ceará, Ciro Gomes, agrediu um professor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), na manhã desta quinta-feira (18). A informação foi publicada na manhã desta quinta-feira (18) no portal CNEWS.  De acordo com o site, o irmão do governador Cid Gomes participava da inauguração da Escola Estadual de Educação Profissional Lucas Emmanuel Lima Pinheiro, localizada na cidade de Iguatu, a 380 km de Fortaleza. De acordo com a presidente Sindicato dos Docentes da Uece (SindiUece), Elda Maria Maciel, Ciro deu um soco no rosto do professor Fernando Roberto, após uma discussão.

Greve

Nesta quarta-feira (18), os professores da Uece e Universidade Regional do Cariri (Urca) iniciaram a greve. A decisão foi tomada após uma assembleia feita com professores no campus do Itaperi. Dos 106 presentes, 71 votaram a favor, 28 contra e 7 não votaram.

***************
ATUALIZAÇÃO (16H30)
Após a reprodução da matéria do CNews, o portal retirou a publicação do ar. No entanto, demos continuidade à averiguação das informações e conseguimos a versão apresentada pelo professor, apontado como vítima. Fernando Roberto, docente da UECE, publicou em seu perfil no Facebook as denúncias de ameaças e da suposta agressão sofrida.

Por meio de nota encaminhada ao Ceará News 7, o professor relata o ocorrido.

Leia a íntegra da declaração: 

"Hoje aqui no Iguatu estava prevista a inauguração da Escola Profissionalizante. Nós, alunos e professores, da Uece fomos reivindicar a conclusão de nosso Campus e concurso para professor efetivo. Eu, outro professor e alguns alunos chegamos cedo e conseguimos entrar. Todos os outros foram barrados (inclusive o diretor da FECLI que estava com um convite). Pois bem, na chegada do governador, os alunos puxaram uma vaia e nesse momento o Ciro virou e eu fui o primeiro que ele viu. Veio em minha direção enfurecido, me deu um soco na barriga e disse que se eu continuasse me prenderia. Depois passou o tempo inteiro olhando em minha direção e me chamando de fascista. Mas para ser sincero o soco foi com a intenção que eu reagisse e aí sim causasse uma confusão; não foi nada que me machucou. No entanto, considerando a posição dele, é algo lamentável". 
Prof. Fernando Roberto Ferreira Silva

ATUALIZAÇÃO (15H00)

A denúncia sobre o comportamento agressivo de Ciro Gomes ganhou repercussão entre os demais professores da instituição de ensino que, por meio do Sindicato dos Professores da UECE - SINDUECE - apresentaram uma Nota de Repúdio por conta do ocorrido. A instituição promete acionar judicialmente o secretário da Saúde para que o caso seja esclarecido. 

Leia o documento publicado pelo sindicato: 

CIRO GOMES AGRIDE PROFESSOR FERNANDO ROBERTO DA FECLI/UECE
A SINDUECE tomou conhecimento dos lamentáveis acontecimentos que resultaram na agressão ao Professor Fernando Roberto, colega da Biologia da FECLI/UECE. em manifestação hoje, dia 19 de setembro de 2014, durante inauguração de escola profissionalizante em Iguatu pelo Secretário de Saúde do Estado, Sr. Ciro Gomes.

A SINDUECE, em nome de seus filiados, repudia profundamente a atitude do Sr. Ciro Gomes e deplora um governo que mantém um homem com este perfil de desequilíbrio à frente dos negócios de Estado, e declara o que se segue.

Desde ontem, dia 18, a categoria docente da UECE está em greve, conforme decisão de assembleia geral. Neste contexto, a comunidade acadêmica da FECLI resolveu se dirigir ao Governador Cid Gomes para pleitear uma audiência com o mesmo, na busca de uma resposta positiva sobre a convocação de concurso para professor efetivo, tal como acordado por ocasião da suspensão da greve em janeiro último, e sobre a conclusão do prédio da FECLI.

A comunidade, contudo, foi recebida pela PM, restando a mesma manifestar seu repúdio através do sagrado e bem cearense recurso da vaia. Foi neste contexto que o Secretário de Saúde, Ciro Gomes, reagiu agredindo o colega. Reproduzimos, neste ponto, o relato do próprio Professor Fernando Roberto:

“Hoje aqui no Iguatu estava prevista a inauguração da Escola Profissionalizante. Nós, alunos e professores da UECE, fomos reivindicar a conclusão de nosso Campus e concurso para professor efetivo. Eu, outro professor e alguns alunos chegamos cedo e conseguimos entrar [no recinto do evento]. Todos os outros foram barrados (inclusive o diretor da FECLI, que estava com um convite). Na chegada do governador, os alunos puxaram uma vaia e nesse momento o Ciro virou e eu fui o primeiro que ele viu. Veio em minha direção enfurecido, me deu um soco na barriga e disse que se eu continuasse me prenderia. Depois passou o tempo inteiro olhando em minha direção e me chamando de fascista.”
O relato fala por si mesmo. O Sr. Ciro Gomes, gestor público, diante de uma manifestação legítima e usual nos conflitos sociais e políticos, passou à agressão física contra um cidadão, num delito previsto no Código Penal.

A atitude do Secretário corresponde fisicamente à atitude político-administrativa do Governo Cid Gomes que agride cotidianamente o serviço público e a Universidade pública, em particular, negando-lhe, como neste momento, o essencial à sua existência, o professor efetivo, sem o qual não há universidade.

Nossa categoria e nossa comunidade (e, esperamos, nossa Administração Superior) saberão responder politicamente à agressão do Secretário, aprofundando a luta em defesa do concurso para professor, da melhoria e ampliação física da instituição, hoje em condições de precariedade, como no próprio caso de Iguatu, mas também nos casos de Itapipoca, Crateús e Tauá, enfim, em defesa do ensino superior estadual público e gratuito.

Entretanto, embora confiemos nessa resposta altiva da comunidade, a SINDUECE acionará pelos meios judiciais o Sr. Ciro Gomes pela agressão a nosso professor, para que o Secretário não fique impune em face da agressão que cometeu.

FORTALECER A GREVE!
CONQUISTAR O CONCURSO PARA EFETIVO E AS DEMAIS REIVINDICAÇÕES!
TOTAL SOLIDARIEDADE AO COMPANHEIRO FERNANDO ROBERTO!

A Diretoria da SINDUECE 

Fonte: Ceará News 7


Centenário da Diocese: Realizado o Jubileu dos Romeiros – por Patrícia Silva (*)

Texto e Fotos:Patrícia Silva
Com uma celebração presidida por Dom Fernando Panico, e concelebrada por Dom Antônio Muniz, Arcebispo de Maceió (AL) além de dezenas de padres da Diocese de Crato foi realizado o Jubileu dos Romeiros na cidade de Juazeiro do Norte, por ocasião da Romaria a Nossa Senhora das Dores. Durante os dias de romaria, estima-se que cerca de 400 mil romeiros tenham visitado Juazeiro do Norte– a Capital da Fé.
Segundo o Padre Wesley, secretário da comissão para o Jubileu, “não poderia ficar de fora uma celebração com os romeiros, por que as romarias de Juazeiro do Norte são elementos que marcam a diocese de Crato, isso é o elemento que dá a ela um diferencial todo especial no Ceará, no Brasil, na igreja no Brasil”. Para ele, celebrar com os fieis romeiros possui dois significados importantes “o primeiro deles, é o significado de agradecer a Deus, pela existência da diocese que tornou a capela de Juazeiro do Norte em igreja matriz, e também o significado da reconciliação, por que nós conhecemos a história e sabemos das incompreensões, das limitações, das fraquezas humanas, que marcaram a história eclesiástica da diocese em relação às romarias de Juazeiro. Então a celebração desse centenário, desse jubileu com os romeiros quer ser também um momento de reconciliação, um momento de dizer que de agora em diante, procuraremos nos aproximar mais, acolher mais, dar mais atenção.”
A próxima comemoração pelo centenário da Diocese de Crato será o Jubileu dos Seminaristas que acontecerá dias 19, 20 e 21 de setembro no Seminário Diocesano São José, em Crato.

(*) Patrícia Silva, jornalista. Assessoria de Imprensa da Diocese de Crato

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30