xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/07/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 julho 2014

“Fazemos caminhada em busca de um Brasil ético e eficiente”, disse Aécio Neves em Crato

O candidato à Presidência pela coligação “Muda Brasil”, Aécio Neves, esteve no fim de semana  na cidade de Crato, no Ceará, onde visitou a feira Expocrato e conversou com a população. Ele foi acompanhado pelo candidato ao Senado, Tasso Jereissati (PSDB), e pelo candidato ao governo estadual, Eunício Oliveira (PMDB). Leia abaixo os principais trechos da entrevista.
Sobre viagem ao Ceará.
“Quero dizer, em primeiro lugar, da alegria de estar chegando ao Crato hoje, principalmente, sendo recebido aqui por alguma das principais lideranças políticas do Ceará, a começar pelo meu companheiro, amigo, irmão e futuro senador Tasso Jeireissati.  Muito importante poder ver o Tasso novamente se dispondo a emprestar a sua experiência e o seu talento ao Brasil. O nosso prefeito Raimundão, o meu deputado Raimundo Gomes de Matos, aqui sendo recebido também pelo meu colega de Senado Federal, o Senador Eunício. E num momento em que a caminhada efetivamente se inicia. Uma caminhada em busca de um Brasil ético, de um Brasil eficiente e de um Brasil mais generoso para uma das regiões que mais precisam da ação do Estado”
Sobre a parceria Aécio e Tasso e a região do Cariri.
"Não tenho dúvida que Tasso Jereissati, onde estiver, será sempre uma referência de honradez, de seriedade e, sobretudo, de competência.  Conheci muito dessa região do Cariri pelo Tasso. É dos amigos e aliados mais próximos que tenho, não apenas no campo político, mas no campo pessoal. O que posso garantir a vocês é que Tasso Jereissati será uma referência para o Cariri, para todo o Ceará e para todo o Nordeste. A sua eleição é uma imposição do bom senso e, principalmente, daqueles que querem políticas definitivas de longo prazo, que permitam a essa região encontrar condições dela própria crescer e se desenvolver, obviamente, sempre com o apoio do governo federal".
Sobre o candidato Eunício Oliveira.
"O senador Eunício, por quem tenho enorme respeito, o seu partido hoje tem uma aliança nacional que nós temos que respeitar. O que quero dizer pra vocês, de forma muito clara, que para mim é uma honra poder estar aqui hoje, chegando ao Ceará no primeiro ato público da nossa campanha, sendo recebido pelo Senador Eunício. Desejo a ele boa sorte. E o PSDB tem com ele uma aliança. E, se ele vencer as eleições, pode ter certeza que, eu como presidente da República, farei com ele uma extraordinária parceira em favor do Ceará e de todo Nordeste".
                                                                                                                                         

Aécio inicia périplo pelo Nordeste e diz que 'PT está à beira de ataque de nervos'

Site da revista Veja
Laryssa Borges, do Crato (CE)


Candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves em visita a Expocrato
Desconhecido por 18% dos eleitores nordestinos, Aécio Neves  realizou neste sábado ato público de campanha na microrregião do Cariri, no Ceará, participou de uma carreata entre Juazeiro do Norte e Crato. Nesta última cidade ele visitou a feira agropecuária ExpoCrato, a maior do Estado. Na feira, estava ao lado de Jereissati, ex-governador e principal alvo de atenção do público local. Boa parte dos presentes questionava quem era o político que acompanhava Tasso. Alguns o confundiram com Eunício Oliveira.
Neste domingo, Aécio Neves participou de missa campal, em Juazeiro do Norte,  em homenagem aos 80 anos da morte de Padre Cícero, foi à estátua do líder católico e visitou um hospital na cidade de Barbalha, seguindo depois para São Paulo onde cumpre agenda.
 Aécio Neves na estátua do Padre Cícero
Faltando um mês para o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, o candidato do PSDB à Presidência da República Aécio Neves disse neste sábado que a rejeição do eleitor ao governo da presidente Dilma Rousseff abre espaço para que o PT atue com “terrorismo eleitoral” e o acuse de querer acabar com programas de assistência social, como o Bolsa Família. Para o tucano, a constatação, medida pelo Instituto Datafolha, de que 35% do eleitorado não votariam na petista “de jeito nenhum” coloca o PT “à beira de um ataque de nervos”.
“Quanto às ameaças e esse terrorismo eleitoral, isso é uma prática costumeira dos nossos adversários e do PT, que está assustado hoje com o que está vendo, com a rejeição das pessoas às suas propostas. Diria hoje que o PT é um partido à beira de um ataque de nervos”, afirmou Aécio após desembarcar na cidade cearense de Juazeiro do Norte, onde foi recebido pelos candidatos ao Senado Tasso Jereissati (PSDB) e ao governo estadual Eunício Oliveira (PMDB).
                                                                                                                                         

A botija de Fideralina - Por: Emerson Monteiro

Quem lá viveu ou conheceu de perto o sítio Tatu, no município de Lavras da Mangabeira, sertão cearense, pode falar a propósito de dona Fideralina e de uma botija que teria deixado enterrada nas cercanias da casa grande da sua propriedade. Em face disso, muitos consideram mal-assombrada a fazenda, sede secular do clã dos Augustos. Há histórias de aparições e outros fenômenos instigantes, qual se espectros desejassem comunicar algo desde o mundo invisível, a querer informar onde estivessem depositados  haveres em ouro da velha senhora. 

As informações reservadas que a família detém dão conta de que apenas três pessoas testemunharam a hora de enterrar a fortuna. O vaqueiro Lourenço, a ex-escrava Tomázia e a própria Fideralina.

Segundo reza a tradição oral, as duas mulheres que escolheram o local em que, elas mesmas, cavaram o buraco, dentro, ou nas proximidades, da casa. E numa noite, convidaram o vaqueiro; vendaram-lhe os olhos e cuidaram de girá-lo muitas vezes, enquanto repetiam as palavras: Faz roda, Lourenço. Faz roda, Lourenço. Faz roda, Lourenço.

Ao imaginá-lo tonto, lhe puseram na cabeça pesado tacho feito de cobre, desses de fazer doce e queijo no sertão, recheando-o de pratarias e libras esterlinas. Puxaram o homem pelo braço até o lugar onde arriaram a carga, depositando-a no solo escavado; em seguida tudo cobrindo de terra.

Nessa noite, se conta, caiu chuva forte, impedindo quaisquer possíveis identificações posteriores por parte das pessoas, inclusive do próprio vaqueiro, o qual, após o desaparecimento das duas outras personagens (o que não demorou muito a ocorrer) pôs-se a comentar o assunto com moradores do sítio. Dizia que, naquela noite, a caminho do ponto em que poriam o tacho, e nesse trajeto, ouvira batida de duas cancelas que cruzavam, sem precisar, no entanto, a situação em que haviam largado o tesouro.

No ano de 1919, Fideralina sucumbiu à febre denominada baliarina, pandemia que assolou o mundo depois da Primeira Grande Guerra, a tantos vitimando nos sete continentes. Tomázia seguiu logo depois, deixando viúvo seu Antônio Pretinho, que ainda viveria tempo mais, responsável por filhos, netos e bisnetos de numerosa prole, fiel contador dessas histórias.  

Passados alguns anos, o vaqueiro alucinou de todo, se afastando por completo do convívio social. Nos seus delírios, repetia vezes sem conta as palavras que escutara na noite em que transportou os haveres da matriarca:

- Faz roda, Lourenço. Faz roda, Lourenço. Faz roda, Lourenço - ocorrência testemunhada pelas pessoas que, nessa época, o conheceram. 

Muitas tentativas se promoveram na intenção de achar esse rico  depósito, contudo até hoje não existe notícia de alguém dele lançar mão, persistindo intacta a lenda de quase um século.    

5 mil pessoas recepcionaram a imagem da Padroeira de Crato em Juazeiro do Norte

Texto e fotos de Patrícia Silva(*)
Entrada triunfal da imagem de Nossa Senhora da Penha, na Praça do Romeiro
No dia 19 de julho aconteceu a peregrinação com a imagem de Nossa Senhora da Penha, padroeira da Diocese de Crato, saindo da Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato- CE, a forania II, em Juazeiro do Norte- CE. O momento celebrativo, que está dentro da programação do centenário da Diocese, contou com a participação de 5 mil fiéis em missa presidida, às 19h, na Basílica Nossa Senhora das Dores, por Dom Fernando Panico e concelebrada por padres da região.
A imagem da padroeira diocesana foi doada no ano 1745 por frades capuchinhos do Convento da Penha, da cidade de Recife, a Missão do Miranda, atual cidade do Crato e sede da diocese e pela primeira vez sai do altar da Catedral para visitar as regiões forâneas.
A peregrinação traz como proposta deixar a diocese cada vez mais próxima do povo, fato que vem animando a fé dos fiéis. Segundo o advogado o Antônio Macêdo, 47, o que está acontecendo é um marco na história da Diocese. Ele considera que a visita da imagem fortalece a fé dos fiéis por deixa- los mais próximos da padroeira diocesana e considera necessário devido favorecer o ardor missionário dos fiéis.
Celebração da missa presidida por Dom Fernando Panico e concelebrada pelos padres da Forania, na peregrinação da imagem de Nossa Senhora da Penha, em Juazeiro do Norte-CE. (Foto: Patrícia Silva)
A Diocese de Crato foi fundada em 20 de outubro de 1914, pelo Papa Bento XV, através da bula papal Catholicae Ecclesiae, e até hoje tem uma grande contribuição para o crescimento espiritual do povo. Para a professora Francisca da Silva, 47, cem anos de história é o suficiente para se avaliar a maturidade da fé, do compromisso que os cristãos católicos da Diocese têm para com o projeto de Deus. “Celebrar 100 anos é para avaliar, dar uma olhada pelo retrovisor da história e observar o que foi positivo, mas também perceber aquilo que precisa melhorar e mudar para que a mensagem do evangelho continue cada vez mais acessível ao povo. A Diocese de Crato está de parabéns pela caminhada tão significativa na evangelização que vem fazendo em nosso meio”, afirmou.
A professora ainda disse que a peregrinação com a imagem de Nossa Senhora da Penha as foranias proporciona que os fiéis sintam, de forma mais intensa, Maria no meio deles. “Para nós que fazemos a forania II, e acolhemos essa imagem hoje em nosso meio, nos faz sentir Maria, que não está apenas no altar, mas Maria que se faz uma com as outras Marias, uma com os outros Josés. É uma experiência de se colocar realmente em peregrinação, romaria. Já que a nossa Diocese tem como projeto viver na pratica do dia-a-dia a experiência de ser romeira e missionária, então temos que colocar Maria no meio do povo, assim como foi a sua prática na época da formação do próprio filho Jesus” disse.
Altar, em frente à Basílica Menor de N.Sra.da Dores,com bispo e padres celebrantes
O vigário Forâneo, Pe. Francisco Luiz dos Santos, disse que todos da forania II estão muito felizes pela visita da padroeira diocesana e acredita que a presença dela faz com que o povo sinta o jubileu, pelo centenário da Diocese, acontecendo em seu meio.
Dom Fernando falou da importância de Maria no projeto de Deus para a salvação do mundo, recordou a importância histórica da imagem de Nossa Senhora da Penha, agradeceu a presença dos romeiros que já estavam neste dia para participarem da celebração dos 80 anos de falecimento do Pe. Cícero, que acontecerá no dia seguinte, e expressou a alegria de estar vivenciando o ano jubilar com muita festa de fé e demonstração de amor a igreja, através do anúncio do evangelho de Cristo. “Maria é a mãe de Deus, é a mãe do Filho encarnado de Deus, Jesus Cristo. Nela resplandece toda a beleza da glória do Pai. Ao longo desses 100 anos de caminhada da Diocese de Crato, Maria significou um baluarte seguro em nossa experiência, de um povo que avança no meio de alegrias e tristezas, de vitórias e derrotas, desafios e conquistas. Ser o povo de Deus significa ser romeiro e peregrino e aqui em Juazeiro, na terra do Pe. Cícero, aprendemos que temos que ser um povo que caminhada, com Jesus a nossa frente”, afirmou.
Representantes de todas as paróquia da Forania II, após receberem as réplicas da imagem de Nossa Senhora da Penha. (Foto: Patrícia Silva)
Ao final da celebração cada uma das quatorze paróquias da Forania II receberam uma réplica da imagem da padroeira diocesana que deverá peregrinar por todas as comunidades paroquias. Dom Fernando também concedeu a indulgência plenária aos fiéis, de acordo com a autorização que recebeu do Vaticano para as comemorações do centenário de criação da Diocese de Crato.
Essa foi a terceira peregrinação com a imagem da padroeira as foranias. Ela já aconteceu na Forania V, em Campos Sales, no dia 14 de junho, e na Forania IV, em Várzea Alegre, no dia 21 de junho. Segundo o secretário geral da Comissão para o Jubileu, Pe. Weslley Barros, a Forania II, como as demais, respondeu muito bem a proposta da Diocese com esta peregrinação e agora a expectativa é de que as programações continuem sendo momentos enriquecedores da fé do povo nesta Diocese centenária.
(*) Patrícia Silva, jornalista e Assessora de Imprensa da Diocese de Crato

A cura da Aids poderia estar a bordo daquele avião", diz consultor sobre a doença


O avião da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia na última quinta-feira (17) levava 298 pessoas. Uma das vítimas foi o holandês Joep Lange, de 60 anos, reconhecido como um dosmaiores especialistas sobre a Aids no mundo. Lange fazia parte de um grupo com cerca de 100 ativistas que estavam a caminho da Conferência Internacional sobre a Aids, que estava marcada para ter início neste domingo (20), em Melbourne, na Austrália. 

O especialista, que atua há 30 anos em busca da cura da doença, foi presidente da Sociedade Internacional de Aids (IAS), entre 2002 e 2004, e atualmente atuava como professor de medicina na Universidade de Amsterdã e diretor do Instituto de Amsterdã para a Saúde Global e o Desenvolvimento.  Em entrevista ao jornal australiano "The Age", o consutor sobre a doença, Trevor Stratton, disse que "a cura da Aids poderia estar a bordo daquele avião. Simplesmente não sabemos". O atual presidente da IAS, Chris Beyrer, demonstrou "tristeza sincera" com a morte dos pesquisadores e afirmou, acerca da morte de Lange, que "o movimento de HIV/AIDS realmente perdeu um gigante".

O pesquisador ficou mundialmente conhecido por defender a diminuição dos custos do tratamento para os mais pobres, contribuindo no desenvolvimento de terapias combinadas a preços acessíveis, e em meios de prevenir a transmissão do vírus da mãe para o bebê.

UOL


Aécio Neves faz caminhada na Expocrato ao lado de Tasso, Samuel Araripe e Raimundão



Cenas poucas vezes vistas. O presidenciável Aécio Neves cumprindo agenda no Crato, obteve uma recepção muito calorosa por parte dos frequentadores da Expocrato neste sábado, sendo abraçado, cumprimentado, além de pessoas que paravam para tirar fotos com o candidato. A chegada no Aeroporto Regional do Cariri foi cercada pela imprensa, que disputava centímetros para uma melhor cobertura.

Uma caminhada de pouco mais de 60 minutos foi suficiente para que Aécio Neves, candidato do PSDB, à Presidência da República pudesse ter a noção de que sua candidatura recebe boa aceitação dos cearenses. Aécio que veio a primeira vez ao Ceará depois de ser lançado como candidato deixou a Expocrato satisfeito. Para ele, o desejo de mudança está no semblante das pessoas. "Nessas andanças é que sentimos o carinho da população e voz do povo pedido mudança. Creio que somos a melhor opção para que isso ocorra", disse.

Na caminhada ao lado de Tasso Jereissati, candidato a senador pelo Coligação PMDB-PSDB-PR, e do prefeito Raimundo Macedo (PMDB0, além de pré-candidatos da coligação, Aécio Neves foi abraçado e cumprimentado pelo frequentadores da Expocrato. Neste domingo, Aécio, Tasso, Roberto Pessoa e Raimundão participam da missa de 80 anos pela morte de Padre Cícero, no Largo do Socorro, em Juazeiro do Norte. Depois, o grupo segue para a Colina do Horto, onde está localizada a estátua de Padre Cícero.

Com informações do Jornalista Flávio Pinto


Na pesquisa Istoé/Sensus Dilma cai de 32,2% para 31,6% e aponta segundo turno



Pesquisa IstoÉ/Sensus divulgada nesta sexta-feira mostra ligeiro recuo nas intenções de voto entre os principais candidatos a presidente da República. Assim como na pesquisa do Datafolha divulgada na quinta-feira, em uma hipótese de segundo turno, a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB) estariam em empate técnico.

Na consulta estimulada (quando o entrevistador apresenta os nomes dos postulantes), Dilma estaria com 31,6% dos votos; na pesquisa anterior - realizada entre os dias 26 de maio e 4 de junho -, a presidente tinha 32,2% das intenções de voto. Aécio aparece neste levantamento com 21,1%, de 21,5% na pesquisa anterior. O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) oscilou também para baixo, de 7,5% para 7,2% entre os dois levantamentos. As variações foram dentro da margem de erro da pesquisa, de 2,2% para mais ou para menos. Os entrevistados que responderam que votariam em branco ou nulo, que não quiseram responder ou que disseram que não votariam em nenhum candidato somaram 34,4%, uma alta ante os 28,8% da pesquisa anterior.

Segundo turno

Em um provável segundo turno, a candidata do PT teria 36,3% dos votos contra 36,2% do tucano - tecnicamente empatados. Na pesquisa do Datafolha, a presidente estaria com 44%, ante 40% de Aécio - igualmente uma situação de empate, uma vez que a margem de erro da pesquisa do Datafolha é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. A distância entre eles diminuiu 5 pontos, já que na pesquisa anterior Dilma teria 37,8% dos votos e Aécio, 32,7%. Indecisos, nulos, em branco ou que não responderam somam 27,6% (de 29,6% antes).

Se o embate no segundo turno fosse com Campos, Dilma teria 38,7% e o socialista, 30,9%. No levantamento anterior, a petista teria 37,5% e o pernambucano, 26,9%. Ou seja, a distância entre eles também diminuiu, mas menos: de 10,6 para 7,8 pontos. Indecisos, nulos, em branco ou que não responderam totalizam 30,4%, ante 35,6%.

Avaliação do governo

A avaliação positiva do governo Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, caiu, segundo pesquisa IstoÉ/Sensus divulgada nesta sexta-feira. À questão "Como vê a administração federal", 32,4% dos entrevistados responderam "positivo"; na pesquisa anterior, realizada entre os dias 26 de maio e 4 de junho, o índice era de 34,2%.

Cresceu o percentual dos que consideram seu governo "regular": o índice subiu de 29,1% para 36,4% entre os dois levantamentos. Avaliaram como "negativo" 28,5% dos consultados nesta pesquisa, de 34,6% da anterior. Não souberam ou não responderam 2,8% dos entrevistados, de 2,2% no mês passado.

O levantamento traz também os índices de rejeição dos três principais candidatos - mas não apresenta os dados de pesquisas anteriores para se conferir a variação. Nesta consulta, a presidente Dilma é rejeitada por 42,4% dos entrevistados; Aécio por 25,3% e Campos, por 25,2%.

Com relação à atuação da presidenta, 40,9% aprovam seu desempenho à frente do governo e 50,9% desaprovam; outros 8,3% não sabem ou não responderam. Essa questão também não apresenta dados de levantamentos anteriores, assim como os índices de conhecimento dos candidatos: Dilma é conhecida por 96,8% dos consultados; Aécio por 76,4% e Campos, por 59%.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea - quando o entrevistador não apresenta os nomes dos candidatos -, Dilma foi citada por 21% dos eleitores consultados; no levantamento anterior, fora por 22,5%. Aécio caiu de 12,9% para 9,8%; o ex-presidente Lula (PT) foi mencionado agora por 3,5% (antes, 13,3% o citaram). Eduardo Campos tinha sido lembrado por 5,1% e, agora, foi por 3,2%. O percentual de quem respondeu que votaria em branco, nulo, que não sabe ou não respondeu subiu de 39,1% para 58,7%.

A pesquisa foi realizada nos dias 12 a 15 de julho, com 2.000 eleitores, em 136 cidades de 24 Estados, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2%, para mais ou para menos, e o índice de confiança é de 95%. Foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR - 00214/2014.

UOL



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31