xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 07/05/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

07 maio 2014

NOTÍCIA EM PRIMEIRA MÃO - A sessão do "Mensalão do Crato" acaba de ser anulada pela Justiça


Tivemos conhecimento agora há pouco de que o juiz da 2ª Vara Cível, Flávio Bezerra de Morais acaba de anular a chamada "Sessão do Mensalão", que aconteceu no dia 21 de outubro de 2013, quando durante uma sessão turbulenta, 14 dos 19 vereadores votaram pela desaprovação das contas do ex-gestor Samuel Araripe, contrariando o parecer do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, que recomendava a aprovação. Logo mais, outros detalhes.

Dihelson Mendonça 
www.blogdocrato.com 


FLASH MOB ECOLÓGICO - Por MariaOtilia

Os alunos da EEF Dom Quintino de nossa Cidade, realizaram um Flash Mob Ecológico, com a orientação do Professor do Laboratório de Informática,  Anderson Feliciano. Este trabalho é fruto do curso de vídeo do Programa Mais Educação.
O professor Anderson está ministrando as oficinas de vídeo , trazendo temáticas educativas, para que os alunos possam fazer as filmagens como laboratório.
O primeiro vídeo  surgiu a partir de um Flash Mob canadense. As filmagens e edições foram realizadas pelos alunos do curso de Vídeo e Edição da Escola. O Flash Mobo foi o primeiro projeto de filmagem da turma. As filmagens foram realizadas nas Praças Cristo Rei, Sé e Siqueira Campos da Cidade de Crato-CE pela manhã do dia 30 de Abril/14.

A Mania, Esquizofrenia e os Transtornos Psiquiátricos


Algumas das doenças mais temidas e que afetam cada vez mais grande parcela da população são a Esquizofrenia e a Psicose maníaco-depressiva, hoje chamada de transtorno bipolar.

Embora as duas doenças apresentem sintomas parecidos, como delírios, alucinações, idéias bizarras, desconfiança extrema, idéias de Complô, ilusões, promiscuidade, falta de zelo para com o corpo, nem sempre é fácil ao médico diferenciar um quadro de MANIA da ESQUIZOFRENIA, devido a outras considerações importantes. Mas é bastante conhecida a idéia de que a esquizofrenia começa a dar os seus primeiros sintomas ainda na juventude, quando os pacientes começam a ouvir vozes, falar sozinho, ver coisas que não existem, e experienciar pensamentos bizarros. Famílias inteiras são levadas ao caos e à bancarrota por causa da esquizofrenia, que é considerada o maior de todos os transtornos mentais e não tem cura. O que existem, são medicações que resolvem temporariamente os sintomas, podendo o paciente viver dentro de um certo grau de "normalidade" quando o este reconhece e aceita a doença, quando aceita que há algo errado com o seu pensamento e resolve se tratar. As famílias também precisam ficar atentas aos primeiros sinais da MANIA e da ESQUIZOFRENIA, e hoje, com as modernas tecnologias, é possível acompanhar bem o quadro para um melhor prognóstico. 

O diagnóstico da esquizofrenia, como sucede com a grande maioria dos transtornos mentais e demais psicopatologias, não se pode efetuar através da análise de parâmetros fisiológicos ou bioquímicos e resulta apenas da observação clínica cuidadosa das manifestações do transtorno ao longo do tempo. Quando do diagnóstico, é importante que o médico exclua outras doenças ou condições que possam produzir sintomas psicóticos semelhantes (uso de drogas, epilepsia, tumor cerebral, alterações metabólicas). O diagnóstico da esquizofrenia é por vezes difícil. Para além do diagnóstico, é importante que o profissional identifique qual é o subtipo de esquizofrenia em que o doente se encontra. Atualmente, segundo o DSM IV, existem cinco tipos:

Paranóide — É a forma que mais facilmente é identificada com a doença e na qual predominam os sintomas positivos. O quadro clínico é dominado por um delírio paranóide relativamente bem organizado. Os doentes de esquizofrenia paranóide são desconfiados, reservados, podendo ter comportamentos agressivos, gastam o que não possuem, se acham poderosos, invencíveis, e muitas vezes procuram arruinar a vida de outras pessoas. Na maioria das vezes é o clássico "detetive" sempre achando que descobriu alguma coisa importante, e a persistente idéia de COMPLÔ.

Desorganizado — em que os sintomas afetivos e as alterações do pensamento são predominantes. As ideias delirantes, embora presentes, não são organizadas. Em alguns doentes pode ocorrer uma irritabilidade associada a comportamentos agressivos. Existe um contacto muito pobre com a realidade.

Catatônico — caracterizado pelo predomínio de sintomas motores e por alterações da atividade, que podem variar desde um estado de cansaço e acinesia até à excitação.

Indiferenciado — que apresenta habitualmente um desenvolvimento insidioso com um isolamento social marcado e uma diminuição no desempenho laboral e intelectual. Observa-se nestes doentes uma certa apatia e indiferença relativamente ao mundo exterior.

Residual — em que existe um predomínio de sintomas negativos: os doentes apresentam um isolamento social marcado por um embotamento afetivo e uma pobreza ao nível do conteúdo do pensamento.

Existe também a denominada esquizofrenia hebefrênica, que incide desde a adolescência, com o pior dos prognósticos em relação às demais variações da doença e com grandes probabilidades de prejuízos cognitivos e socio-comportamentais.

Atualmente todos os tipos de esquizofrenia foram fundidos em um diagnóstico denominado de espectro esquizofrênico ( de acordo com o DSM 5 e organização mundial da saúde) .

Sinais e sintomas

A esquizofrenia, talvez o transtorno mental de maior comprometimento ao longo da vida, caracteriza-se essencialmente por uma fragmentação da estrutura básica dos processos de pensamento, acompanhada pela dificuldade em estabelecer a distinção entre experiências internas e externas. Embora primariamente uma doença orgânica neuropsiquiátrica que afeta os processos cognitivos, seus efeitos repercutem também no comportamento e nas emoções. Os sintomas da esquizofrenia podem variar de pessoa para pessoa, podendo aparecer de forma insidiosa e gradual ou, pelo contrário, manifestar-se de forma explosiva e instantânea. Podem ser divididos em duas grandes categorias: sintomas positivos e negativos.

Sintomas positivos e Negativos

Os sintomas positivos estão presentes com maior visibilidade na fase aguda da doença e são as perturbações mentais "muito fora" do normal, como que "acrescentadas" às funções psíquico-orgânicas da pessoa. Entende-se como sintomas positivos 

Delírios (ideias delirantes, pensamentos irreais, "ideias individuais do doente que não são partilhadas por um grande grupo",6 como, por exemplo, um indivíduo que acha que está a ser perseguido pela polícia secreta e acha que é o responsável pelas guerras do mundo); alucinações, percepções irreais de audição, visão, paladar, olfato ou tacto, sendo mais frequentes as alucinações auditivas e visuais;
pensamento e discurso desorganizado (confusão mental), elaboração de frases sem qualquer sentido ou invenção de palavras; alterações visíveis do comportamento, ansiedade excessiva, impulsos ou agressividade constante na fase de crise.

Mania

A mania representa um quadro agudo, que pode ter como uma das principais causas, o consumo excessivo de antidepressivos. Euforia, inquietação, impaciência e falta de auto-controle são as principais características da mania.

Mania (do grego mania (loucura)) é um distúrbio mental definido como um período distinto, durante o qual existe um humor anormal e persistentemente elevado, expansivo ou irritável. É característico, embora não exclusivo, do transtorno bipolar no qual os episódios maníacos alternam com episódios depressivos. Pode também ocorrer devido a intoxicação por drogas (especialmente estimulantes como cocaína ou metanfetamina) ou como efeitos imprevisíveis de medicamentos (especialmente Inibidor seletivo de recaptação de serotonina). Estima-se que pelo menos 5% da população mundial já tenham apresentado episódios maníacos.

Sinais e Sintomas

Durante um episódio maníaco há uma elevação anormal e persistente do humor (euforia). A exaltação do humor é acompanhada por aumento nos níveis de energia, que resulta em hiperatividade, fala pressionada, e necessidade de sono diminuída.3 A atenção não consegue ser mantida e há uma frequente distração acentuada. A auto-estima é frequentemente aumentada com idéias grandiosas e extrema auto-confiança. A perda de inibições sociais pode resultar em um comportamento que é imprudente, temerário ou inadequado às circunstâncias, e fora do caráter.

Diagnóstico

Esse diagnóstico só é dado a um episódio hipomaníaco ou maníaco isolado. Quando um indivíduo apresenta um ou mais episódios afetivos prévios de depressão nervosa, hipomaníaco, mania, ou quadro múltiplo, o diagnóstico passa a ser de transtorno bipolar.

Os principais sintomas desse transtorno sem sintomas psicóticos são:

Humor elevado duradouro (euforia);
Energia para atividades físicas e mentais aumentada;
Sentimento intenso de bem-estar e satisfação física e psíquica;
Aumento da sociabilidade e do desejo de falar, da familiaridade e/ou da energia sexual;
Redução da necessidade de sono;
Pensamento acelerado com fuga de ideias;
Irritabilidade e impaciência;
Aumento da agressividade;
Dificuldade em manter a atenção e concluir atividades;
Sexualidade exacerbada;
Ideias de grandeza e superestima;
Condutas racionalmente imprudentes ou inapropriadas;
Impulsividade e pouco auto-controle.
Pode ser acompanhado também de sintomas psicóticos (F30.2)4 :

Ideias delirantes (megalomania, em geral de grandeza);
Alucinações (como ouvir vozes e sons ou sensações táteis falsas);
Fala rápida que pode se tornar incompreensível;

Diferente do episódio maníaco ou da fase maníaca do transtorno bipolar ou da ciclotimia existem também outros transtornos considerados como manias, na concepção popular de compulsão, como a megalomania (um tipo de transtorno delirante de grandeza; a mitomania, compulsão por mentir; a ninfomania, adicção ou compulsão por relações sexuais.

Tratamento

O tratamento psiquiátrico geralmente é feito com sais de lítio ou com um estabilizante de humor. Caso existam sintomas de alucinação ou delírio pode ser usado também um neuroléptico. Essa medicação é eficaz em 48 a 70% dos casos. O estilo de tratamento psicológico depende da abordagem. No caso da Terapia cognitivo-comportamental tem um perfil psicoeducativo de ajudar o indivíduo a ser mais produtivo, fazer um melhor planejamento e modificar crenças disfuncionais com crenças mais saudáveis. Segundo um estudo, o tratamento mais eficiente foi a Terapia cognitivo-comportamental somada a Olanzapina.

CONCLUSÃO:

É muito importante que a família e os amigos comecem a perceber os sinais da esquizofrenia, e não esconder da sociedade, como alguns fazem. Quando passam a observar comportamentos exagerados de desconfiança, paranóia, idéias fixas, cismas, perseguições, agressividade, falta de sono, falta de apetite, delírios, promiscuidade ( Fazer sexo com qualquer um ), falta de zelo com a casa e com o próprio corpo, desorganização do pensamento, idéias bizarras, compras descontroladas sem ter dinheiro para pagar, ou colocar outras pessoas para pagar suas próprias dívidas, tudo conta. O importante é que se busque a conscientização do paciente, da família e da comunidade para observar atentamente os sintomas, a fim de quanto mais cedo, os primeiros tratamentos sejam instituídos ao paciente. Infelizmente as instituições mentais que fazem um tratamento decente estão cada vez mais em falta devido à imensa procura e à falta de apoio. É preciso que a sociedade passe a apoiar melhor estas instituições. Em todo o sul do Ceará, por exemplo, o único local onde se pode levar um paciente que está tendo uma crise maníaca ou esquizofrênica é o Hospital Sta. Tereza de Jesus, localizado no Crato, que atende diversos Estados, como o Ceará, Pernambuco, Paiuí e a Paraíba.

Dihelson Mendonça
Com informações da Wikipedia


Regressou a São Paulo a cantora e compositora cratense Eunice Vianna


Residente no sudeste do pais, a cantora Cratense Eunice Vianna já fez várias apresentações nos programas: Altas Horas, Domingão do Faustão, Programa Raul Gil, Programa do Jô e outros. Eunice e sua filhinha Nicolly passou um pouco mais de 15 quinze com seus familiares e amigos. Nós cratenses desejamos muito sucesso a essa grande guerreira da tribo Cariri.




Por: José Carvalho Leite


Caixa Econômica deve patrocinar clubes cearenses - Entrevista com André Figueiredo






Você sabia que no Crato existem pessoas ACIMA DA LEI ? Veja isto...


Davi Araripe informa:


"Esse carro está parado em local exclusivo para motos, o DEMUTRAN já passou algumas vezes, foi informado pela população, mas nada fez, ou melhor se fez de cego. Segundo populares o carro pertence ao vereador intocável Fernando Brasil."

Isto é uma vergonha ( Para o Demutran, que não tomou qualquer providência )

Por: Davi Araripe



Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30