xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 29/04/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 abril 2014

Para você Refletir ! - Por Maria Otilia

Ano de eleição, de novas escolhas. Momento importante para todos nós cidadãos e por isso  precisamos ser cautelosos diante destas escolhas. Não podemos e não devemos  acatar tomadas de decisões baseadas nas negociações de interesses individuais, bajulações, troca de favores, submissão. A humildade, serenidade, bom senso, cautela, senso coletivo, respeito, dignidade,etc.,  são palavras que devem ganhar vida  em cada um de nós. Posto abaixo um texto que fala  da maior virtude de um homem: a humildade. Faça uma boa leitura.

                                   AS LENTILHAS – O CAMINHO DE DIÓGENES


Um dia, estava Diógenes a comer um prato de lentilhas, sentado no umbral de uma casa qualquer.
Não havia alimento mais barato, em toda Atenas, como o guisado de lentilhas.
Dito de outra maneira, comer guisado de lentilhas significava estar no limiar da pobreza.
Passou um ministro do Imperador e disse-lhe:
- Ai, Diógenes! Se aprendesses a ser mais submisso e a adular um pouco mais o imperador, não terias de comer tantas lentilhas.
Diógenes parou de comer, levantou os olhos e, fitando intensamente o endinheirado interlocutor, respondeu:
- Ai de ti, irmão. Se aprendesses a comer um pouco de lentilhas, não terias de ser submisso e adular tanto o imperador.”

Este é o caminho de Diógenes. É o caminho do auto-respeito, da defesa da nossa dignidade acima das nossas necessidades de aprovação.
Necessitar demasiado da aprovação dos outros,
necessitar demasiado da aceitação dos outros,
necessitar demasiado do reconhecimento dos outros,
necessitar demasiado da valorização dos outros,
Pode levar a caminhos desviantes, desviantes de ti próprio.
Se o Preço a pagar for deixares de ser tu mesmo, então o preço é demasiado caro.

Então é como aquele homem que procurava a sua mula por toda a aldeia enquanto ia cavalgando… em cima da sua mula.

O que preferes tu?
Comer as lentilhas ou venderes-te?

Observa bem a tua vida!
E verifica se não o fazes em inúmeras ocasiões, em inúmeras situações.
E verifica se o medo ou a necessidade impera sobre outros valores mais altos.
Observa e vê se isso acontece e decide o queres para ti.

É preferível perder tudo, mas não te perderes a TI!
Podes ter muita coisa, mas se te afastas de ti, ou se te perdes do teu centro, então se calhar não vale a pena.

Podes ter inúmeras coisas, mas não deixes que te "comprem", mas não deixes que te afastem de ti.

Nunca deixes que as circunstâncias exteriores te roubem de tu mesmo, ou te afastem de TI!

Tu és um filho(a) de Deus, és uma obra prima, és único(a).
Assume aquilo que és, a tua individualidade, e todas as bênçãos do céu derramarão sobre ti.

Vereadores requerem o afastamento do Prefeito ( Em Baturité )


A minoria venceu a maioria

Baturité. Eis o documento protocolado por nove vereadores (Luciano Furtado, Herbeli Mota, Marcelo Cardoso, Nilton Guedes, Sávio Cézar, Nelson Arruda, Gildo Barros, Valdinho e Irmã Edleuza), através do qual requerem que seja cumprida a lei e votado em Plenário o afastamento provisório do prefeito Bosco Cigano. O presidente da Câmara, Renaldo Braga (PSDB), ignorou o requerimento e encerrou a sessão. O objetivo dos vereadores é apurar, através de duas Comissões Processantes já instauradas, denúncias de irregularidades na coleta de lixo e na cobrança de taxas e propinas na feira do município. Claro, que sem ter gestor no cargo para não atrapalhar. Veja o documento:





Venham Conhecer o Crato - Por Pedro Esmeraldo


Sempre nos causa revolta quando pronunciamentos sem luz de alguns cratenses que moram fora vêm macular a boa conduta de seus conterrâneos. São palavras ocas que só emperram o crescimento da cidade. Nem sequer respeitam mais a preservação do nosso patrimônio. 

Não vamos falar à toa, mas desejamos que haja união e compreensão mútua. Infelizmente, procuram-nos diminuir, empurrando-nos para um ambiente escuro. Para nós isto e um desrespeito incompreensível, cheio de sombras maléficas que nos causam arrepios devido a mudanças no comportamento “climático” que o humano está sujeito. Isto agrava a temperatura emocional e o comportamento estável. Partiremos para o lado da discórdia, e da intolerância doentia.

Aquela gente impetuosa praticava reuniões às escondidas, na calada da noite, deixando-nos com o pensamento cheio de urdiduras sem nada poder fazer. Retiraram daqui todo o conjunto de obras que seria o ponto de equilíbrio para que pudéssemos lutar pelo bem- estar econômico e social. E ainda aparecem cratenses que abaixam a cabeça e dizem amém. Um exemplo, quando foi tirado do Crato o direito ao Campus da Universidade Federal, que seria o embrião da futura Universidade do Cariri. 

Admitamos que nessa cidade apareçam os abutres, depredando sem dó e nem piedade. Não há mais dúvidas, são confirmados planos sórdidos que alguém revela: Procede de uma entidade da capital esse abuso forjado contra o Crato. Todos nós, os cratenses, somos castigados por termos direitos iguais. 

Uma vez, numa reunião, ouvimos de um político de expressão nacional, dizer que foi ele um dos que ajudaram a retirada da Universidade Federal do Crato. Fez isso porque o prefeito da outra cidade era da situação da conjuntura política nacional, mas quem merecia mesmo aquela Universidade era o Crato. Ao mesmo tempo, quis comparar o Crato como grande centro educativo do grande nordeste. 

Não pessoal, filhos do Crato, consideramos isso como desprezo, um desprestígio. Não vamos abaixar a cabeça e nem vamos dizer amém. Fiquem sabendo, senhores: o Crato foi tratado com desdém. Depois, vem com desculpas esfarrapadas dizendo palavras estapafúrdias que nos causam pavor. 

Somos bastante ativos. Não somos saudosistas como eles dizem. Também progredimos com atividades que nos levam a caminhos largos de vida próspera, com honestidade e trabalho. Esta cidade não merece ser desprezada. Não somos isso que vocês dizem. Não temos riquezas. Os ricos daqui (serão que são ricos mesmo?) não tem condições de arcar sozinhos com responsabilidade permanente. Para seus conhecimentos aqui só há investimentos da esfera privada. Não é preciso dizer aos incrédulos do Crato que aqui só vem as migalhas. Não senhores! Ao mesmo tempo pedimos que abram os olhos, que tirem as viseiras e que olhem para todos os lados da cidade que virão crescer distanciada das autoridades estaduais. O que acontece é que a nossa estrutura não é apoiada por todas as áreas políticas. Aqui recebemos pouco apoio das autoridades atuais. Mas, assim mesmo, aceitaremos de bom grado por que tudo que vem é bom para a nossa seara. Será bem contemplado e bem recebido. 

Agora podemos dizer: tudo que vem para o Crato é contestado pela outra cidade e é obscurecida pelo movimento falacioso provocado pelos inimigos número do Crato, por que todo progresso tem que ser destinado só para lá. Aqui, não temos direito a nada; só temos direito de dizer amém. Para se ter uma idéia, observem por que tudo é arrancado daqui na marra. Basta verificar, quando arranja qualquer benefício para as duas cidades, lá é a cidade comtemplada primeiro, já que constroem as obras em poucos espaço de tempo. No Crato leva meses ou anos para construir uma obra. 

Temos como exemplo o Centro de Convenções, iniciada há mais de dez anos, (no governo de Lúcio Alcântara) por quê? E o ginásio poliesportivo da Urca, quando é mesmo que vão inaugurar? Ah que coisa triste pra nós! E ainda vem chamar o Cratense de acomodado? Possuidor de ressentimento pelo malogro do Crato que foi provocado pelas artimanhas dos inimigos. Agora dizemos em voz alta, é doze para elefante. Relembremos as construções residenciais (Minha Casa Minha Vida), lá do outro lado do mundo constroem-se rapidamente e no Crato demoram a iniciar a construção, pois faz meses que estão emperradas. Constroem a passos de cágados. 

O canal do rio Granjeiro é um desafio. Não fazem nada com seriedade. Tomam medidas apressadas e paliativas. Querem enganar o povo com banana e bolo, ou melhor, querem tapar o sol com a peneira. Quanto à mudança da ExpoCrato, devido tanto descaso que há no tratamento não igualitário, vez que o Crato permanece tão abandonado e o Cratense fica de orelha em pé e não acredita mais em propostas governamentais. Ocorre, porém que essa pretensão da Urca querer realizar seu sonho de dominar a educação sem respaldo afirmando: Terreno a Urca tem demais, ou seja: Campus do bairro do Pimenta, lá há terreno que satisfaz os seus anseios que é uma grande área por larga superfície que serviria para aproveitar em prédio. Onde estar localizada a Faculdade de Direito. Lá há uma superfície enorme que poderia construir prédios para diversas modalidades de ensino superior. 

Também, no bairro pimenta poderia construir prédios de proporção alarmante, visto que onde foi construído o primeiro prédio da Faculdade de Filosofia o professor José Nilton ex-diretor, iniciou a construção do prédio de dez andares, não chegando a terminar por falta de verba, mas o projeto está estruturado, basta concluir se quiser. Se quiser conhecer o Crato, venha dá uma voltinha na cidade, percorra todos os bairros, observe como o Crato cresce assim mesmo com desprezo e abandono. Ah, íamos esquecendo, com relação da estátua de Nossa Senhora de Fátima, no Barro Branco, quando é que vão terminar mesmo? Ficamos por aqui. Queremos que todos saibam a verdadeira situação do Crato, só consegue o desenvolvimento privado e o governamental contestado pelo impedimento dos embusteiros. 

Por Deus, pedimos com sinceridade: Cratenses ajudem o Crato, façam força por que ele também merece um lugar ao sol. Procurem crescer com o Crato, creio que vocês não se arrependerão. A cidade agradece.

PS: Esta crônica e dedicada ao parente e amigo Coronel Ronald Brito e ao amigo R. Noroes Oliveira 

Crato 02 de março de 2014
Autor: Pedro Esmeraldo



Urca realiza aula inaugural do Mestrado em Enfermagem


O Mestrado Acadêmico de Enfermagem da Universidade Regional do Cariri (URCA), o primeiro do Interior do Estado, terá sua aula inaugural nesta tarde de segunda-feira (28) às 17 horas. O evento será no Salão de Atos da Instituição e contará com a disciplina de ‘Introdução ao Mestrado Acadêmico’.

Com dez alunos selecionados para a primeira turma, a coordenação afirma que a maioria dos estudantes aprovados pelo curso é formada por ex-alunos da URCA. A coordenadora, Célida Juliana, diz que o curso vem atender a uma demanda reprimida, para os diversos alunos dos da Enfermagem da própria região e do Estado. Muitos enfermeiros formados no Cariri e Região Sul do Estado, segundo ela, antes tinham que se deslocar a outras partes do país para fazerem Mestrado na área.

Fonte: URCA


Aeroporto Pinto Martins é o sexto melhor avaliado pelos passageiros



Em pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), o Aeroporto Internacional Pinto Martins, de Fortaleza, teve a sexta melhor avaliação de passageiros. A pesquisa foi realizada no primeiro trimestre de 2014 e divulgada nesta segunda-feira (28).

Na pesquisa, os passageiros atribuíram notas de 1 a 5 para vários indicadores, como acesso ao aeroporto, tempo de fila no check-in, as condições de limpeza do aeroporto, acesso a internet/Wi-Fi, custo do estacionamento e custo da alimentação foi o item, que recebeu a pior avaliação entre os serviços, com 2,16 pontos.

No Ranking dos aeroportos, o aeroporto de Natal foi o que recebeu a maior nota, com média de 4,16. Em segundo lugar estão os aeroportos de Porto Alegre e Curitiba, com nota 4,06, seguidos de Congonhas, em São Paulo, com nota 4. Fecham a lista os aeroportos Santos Dumont (3,91), Recife (3,91), Fortaleza (3,89), Confins (3,88), Campinas (3,86), Galeão (3,86), Salvador (3,76), Brasília (3,56), e Manaus (3,55).

A pesquisa ouviu 18.062 pessoas nos aeroportos das 14 cidades-sedes da Copa do Mundo, além do aeroporto de Campinas, em São Paulo. Dos entrevistados, 12.316 estavam em salas de embarque doméstico e 5.746 em salas de embarque internacional.

O POVO Online


Arrecadação de impostos no País chegou a R$ 86 bi em março


A arrecadação de impostos e contribuições federais chegou a R$ 86,621 bilhões em março. O crescimento ficou em 2,5% com a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, (IPCA).

No primeiro trimestre, a arrecadação de R$ 293,426 bilhões teve crescimento real (corrigido pela inflação) de 2,08%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo a Receita Federal, o resultado foi influenciado pela queda na arrecadação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido em janeiro e em fevereiro, com reduções de 5,46% e 16,53% respectivamente. Em março, a Receita informou que a arrecadação desses tributos ficou estável.

A Receita também citou como fator de influência, as desonerações tributárias principalmente de folhas de pagamento, da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) dos combustíveis, do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), cobrado no crédito para pessoas físicas.

Agência Brasil


Implantado Núcleo Permanente de Conciliação da Comarca do Crato


Um projeto pioneiro no interior do Estado foi implantado na última sexta-feira, durante solenidade realizada no Fórum Hermes Parahyba, em Crato. Trata-se do Núcleo Permanente de Conciliação da Comarca do Crato, uma parceria da Universidade Regional do Cariri (URCA), por meio do Curso de Direito, com o Fórum Hermes Parayba. A cerimônia foi presidida pelo diretor do Fórum, o juiz José Flávio Bezerra de Morais, contando com a presença da Reitora da URCA, Professora Otonite Cortez, e do Vice-Reitor, Professor Patrício Melo, além da Pró-Reitora da Extensão da Universidade, Professora Sandra Nancy Freire, professores, coordenadores, chefia de gabinete e diretores de centro.

O Núcleo terá a coordenação acadêmica da Professora Antônia Cileide Araújo, Pró-Reitora da Assuntos Estudantis da Universidade. A coordenação ficará a cargo do juiz Rômulo Veras Holanda, da Vara Única de Famílias e Sucessões. O juiz Flávio Morais destacou a relevante parceria com a URCA, resultando na criação do Núcleo, ressaltando a formação de bons profissionais atuantes em todas as áreas do Direito, ainda enfatizando a formação do profissional, dentro de uma visão conciliadora. Uma forma de estreitar as atividades entre a Universidade e o fórum, beneficiando a sociedade.

Para a Reitora, a iniciativa de reveste da maior importância para a Universidade. Ela afirma que a extensão é um dos eixos de formação do estudante. “Uma via de mão dupla, onde a URCA e a sociedade se beneficiam mutuamente. Os alunos são beneficiados, com a oportunidade de vivenciar a teoria e a prática do conhecimento. Ensina a Universidade a rever os seus conceitos e formar melhor os estudantes”, diz, ao acrescentar os serviços que vêm sendo desenvolvidos ao longo de anos pelo Curso de Direito da URCA, com benefícios diretos à sociedade.

O Núcleo será um órgão direcionado à resolução de casos por meio da conciliação, proporcionada pelo diálogo. “Para as pessoas que serão atendidas, o benefício é inestimável”, antecipa Professora Otonite. Na ocasião, o diretor do Fórum entregou o certificado aos ministrantes do 1º Curso de Formação de Conciliadores e alunos aprovados. Participaram da formação 40 estudantes, para assumirem 8 vagas, conforme edital de seleção. Os alunos dos semestres 7º, 8º e 9º da URCA permanecerão no estágio por um ano, prorrogável por mais um. O diretor do fórum destacou o nível dos discentes da Universidade, após a avaliação do resultado das avaliações para a escolha dos estagiários.

O projeto será de grande importância, conforme a direção do Fórum Hermes Parahyba, por possibilitar a Conciliação de problemas e a redução da demanda de processos na comarca do Crato. Os estudantes terão suas ações coordenadas por meio do fórum. Os selecionados serão remunerados pelas atividades, por meio da URCA. Todas as comarcas serão beneficiadas com o Núcleo, principalmente a Vara da Família, com exceção da penal.

Demanda de processos será minimizada

Para o diretor do Fórum, o Juiz José Flávio Bezerra Morais, o convênio com a Universidade tem um caráter multidisciplinar e visa atingir outras áreas de estudo, como forma de criar uma assistência técnica. Essa proposta já vinha sendo estudada pelo fórum, visando a sua implantação e assim poder prestar serviços de forma mais ampla à sociedade, nas áreas social, psicológica e no segmento jurídico, entre outras atividades. Com o Núcleo, haverá uma dinâmica maior no andamento dos processos, além de possibilitar maior número de conciliações, com o tempo ampliado a ser destinado às partes envolvidas. “Para a justiça vai ser muito bom, com causas humanitárias”, afirma o diretor. Para o juiz Rômulo Veras, é importante salientar a experiência adquirida pelos estagiários em processos conciliadores, já que a formação na universidade possibilita mais litigadores. “Com isso, pode-se mudar um pouco do pensamento do profissional, com uma experiência fundamental para a sua carreira”, afirma. No final do estágio, o aluno receberá um certificado de extensão em conciliação. 

O juiz de Direito do Juizado Especial, Ângelo Bianco, disse que a finalidade do Núcleo é efetivar os princípios constitucionais da eficiência e duração razoável do processo, contribuindo para a redução da demanda e qualificação da gestão judiciária. O Núcleo está inserido na Política Judiciária Nacional de tratamento adequados dos conflitos de interesse do âmbito do poder judiciário, instituída pela Resolução 125 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

URCA


Estado de saúde de Genoino não é grave, conclui novo laudo médico


Junta médica do HUB concluiu que o estado de saúde de José Genoino não é graveValter Campanato/Agência Brasil

A junta médica do Hospital Universitário de Brasília (HUB) concluiu que o estado de saúde do ex-deputado José Genoino não é grave. O documento foi enviado hoje (28) ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.  Com base no resultado da perícia, Barbosa vai decidir se Genoino continuará em prisão domiciliar ou retornará ao Presídio da Papuda, no Distrito Federal. O ex-parlamentar foi condenado a quatro anos e oito meses de prisão em regime semiaberto na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Os médicos concluíram que o estado de saúde do ex-deputado continua estável, conforme primeiro laudo pericial, feito em novembro do ano passado. “Constata-se mais uma vez, em reforço à impressão emitida na avaliação anteriormente conduzida, a persistência de condições clínicas caracterizadas como não graves e o definido sucesso corretivo curativo da condição cirúrgica do paciente”, afirmaram os cardiologistas. Segundo os médicos, o quadro de saúde de Genoino não justifica tratamento diferenciado. “Não se expressa no momento a presença de qualquer circunstância justificadora de excepcionalidade e diferenciada do habitual para a situação médica em questão, visando ao acompanhamento e tratamento do paciente em apreço”, diz o laudo.
Genoino teve prisão decretada em novembro do ano passado e chegou a ser levado para a Penitenciária da Papuda. Mas, por determinação de Barbosa, ganhou o direito de cumprir prisão domiciliar temporária. Durante o período em que ficou na Papuda, o ex-deputado passou mal e foi levado para um hospital particular.

O advogado do ex-parlamentar, Luiz Fernando Pacheco, defende que ele cumpra prisão domiciliar definitiva. De acordo com o advogado, Genoino é portador de cardiopatia grave e não tem condições de cumprir a pena em um presídio, por ser “paciente idoso, vítima de dissecção da aorta”. Segundo Pacheco, o sistema penitenciário não tem condições de oferecer tratamento médico adequado ao ex-parlamentar.

No dia 4 deste mês, a Câmara dos Deputados rejeitou o pedido de aposentadoria por invalidez, apresentado por Genoino. No laudo, a junta formada por quatro médicos concluiu, depois de analisar exames médicos complementares solicitados, que ele não é portador de invalidez que o impossibilite de trabalhar. Com a decisão da Câmara, o ex-parlamentar deixou de receber o benefício integral de R$ 26,7 mil pagos aos parlamentares no exercício do mandato. Ele continua a receber aposentadoria por tempo de contribuição, no valor de R$ 20 mil por mês.

Agência Brasil


Comissão aprova projeto que torna permanente regra de reajuste do salário mínimo


A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou proposta que torna permanente a atual política de valorização do salário mínimo, válida até 2015. Pela regra em vigor, o reajuste é definido pela inflação do ano anterior mais o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores.

O texto aprovado é o Projeto de Lei 7185/14, apresentado pelo deputado Roberto Santiago (PSD-SP).

O relator na comissão, deputado André Figueiredo (PDT-CE), acrescentou um dispositivo para estender as mesmas regras de reajuste do salário mínimo aos que recebem aposentadorias mais altas.

Atualmente, o aposentado com benefício de até um salário mínimo tem reajuste segundo as mesmas regras dos demais trabalhadores. Já as aposentadorias acima de um salário são reajustadas apenas com a correção do ano anterior, provocando perdas em termos reais.

“Só para se ter uma ideia do comparativo, em 2003, o teto das aposentadorias era de R$ 1.508, o que equivalia a 10,45 salários mínimos. Agora, em 2014, o teto é de R$ 4.159, o que equivale a 6,13 salários mínimos. É um achatamento extremamente injusto com os aposentados no Brasil”, disse André Figueiredo



Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30