xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 21/02/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

21 fevereiro 2014

Católico, orgulha-te da tua Igreja! – por Dom Fernando Arêas Rifan (*)

Diante dos ataques contra a Igreja por causa da fraqueza humana e queda de seus membros, especialmente nos EE UU, cito trechos do discurso de Samuel H. Miller, grande empresário judeu de Cleveland, Ohio, proferido no City Club dessa cidade. “Talvez seja mais fácil para mim dizê-lo, porque não sou católico!”, disse, indignado por essa sede de vingança e preconceito contra “uma das mais importantes instituições da Humanidade, a Igreja Católica”.
“Poucos conhecem e menos ainda se divulga, que só nos Estados Unidos, a Igreja Católica educa 2.6 milhões de estudantes, o que lhe custa mais de dez milhões de dólares por ano, soma que o Estado economiza. Na Espanha, 5.141 centros católicos de ensino formam cerca de um milhão de alunos, aforrando ao Estado mais de três milhões de euros por ano!”
“A lista dos 100 hospitais mais cotados dos Estados Unidos não só é encabeçada pelo Saint Joseph’s Hospital and Medical Center de Phoenix, Arizona, entidade que tem prestado os seus serviços por mais de 115 anos contínuos, como 28 dos outros hospitais selecionados são também operados pela Igreja Católica. Nos Estados Unidos há mais de 260 centros médicos católicos, na Espanha 107 hospitais católicos, além dos 1.004 centros, entre ambulatórios, dispensários, asilos, centros de inválidos, de passantes e de doentes terminais de AIDS, com mais de 51.300 leitos. Há 365 centros de reeducação permanente para marginais sociais, ex-prostitutas, ex-presidiários e ex-toxicômanos, umas 53.100 pessoas. Isso, sem falar dos 937 orfanatos espanhóis que albergam 10.835 crianças abandonadas. No total, a Igreja Católica administra e serve 26 por cento dos centros hospitalares e de ajuda sanitária que existem em todo o mundo! E quase todos os que trabalham ou colaboram com as obras de caridade católicas, trabalham pelos outros sem pedir nada para si. Além disso, quanto custa manter para a Humanidade tantas e tão monumentais obras históricas e artísticas da cristandade?”
“Enquanto 1,7% do clero católico foi encontrado culpado de pedofilia, 10% dos ministros protestantes foram assinalados pela mesma conduta. Não é que o mal dos outros seja um consolo ou uma desculpa, mas este NÃO é um problema exclusivo dos católicos. A agonia que os católicos sentiram e sofreram não é necessariamente culpa da Igreja como um todo. Vós fostes atingidos por um muito pequeno número de sacerdotes desviados, que numa boa parte foram já suspensos e outros o serão a seguir. Um estudo acerca dos sacerdotes americanos mostrou que a maioria se encontra feliz no seu sacerdócio; e a maioria, se lhes apresentassem uma alternativa, voltaria a escolher o sacerdócio apesar dos ataques que a Igreja tem recebido”.
“A vossa religião ofereceu consolo e fortaleza a milhares de milhões de pessoas em todo o planeta, dando-lhes assim uma razão para seguir em frente quando já tudo parecia perdido”.
“Caminhem, pois, com os ombros erguidos e a vossa cabeça levantada. Defendam a vossa FÉ com orgulho e reverência, e dimensionem muito o que a vossa religião fez e continua a fazer por todas as outras religiões do mundo! Sintam-se orgulhosos de ser Católicos”.

(*) Dom Fernando Areas Rifan,  bispo católico, apostolico, romano, prelado da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney – Campos (RJ)
                                   

Em entrevista, a Prioresa do Mosteiro de Nossa Senhora da Vitória esclarece sobre a elevação do Mosteiro à dignidade de Abadia

Madre Maria Aparecida Menezes do Couto, da Ordem de São Bento (OSB), -- foto o lado -- atual Prioresa do Mosteiro de Nossa Senhora da Vitória, de Juazeiro do Norte, disse que muita gente ainda não entendeu a mudança da denominação de “Mosteiro” para “Abadia”. Perguntam: O que mudou? O Mosteiro vai deixar de ser Mosteiro?, etc. Para falar sobre o assunto, Madre Maria Aparecida concedeu a entrevista abaixo.

Pergunta: O que é necessário para a criação de um mosteiro beneditino?
Madre Maria Aparecida –  Quando um Bispo  deseja a fundação de um  Mosteiro de monjas beneditinas, faz o pedido a uma Abadia já existente. O novo Mosteiro se torna um Priorado Simples, dependente do Mosteiro fundador. Quando atinge o número de oito monjas de votos perpétuos, torna-se um Priorado Conventual, independente, e a Prioresa Conventual assume o governo do Mosteiro com os mesmos deveres de uma Abadessa, somente não usa a cruz peitoral e não recebe a Bênção Abacial. Em cada Visita Canônica que ocorre de três em três anos, o Abade Presidente, junto com a comunidade do mesmo Priorado, examinará as possibilidades de sua elevação à categoria de Abadia.

E quando um Mosteiro pode ser elevado à Abadia, como aconteceu recentemente com o de Juazeiro do Norte?
Madre Maria Aparecida – Quando atinge o número de 12 monjas de votos perpétuos o Abade Presidente, em Visita Canônica ao Mosteiro, constatando que a comunidade caminha bem e existem condições para isso, pede que essa comunidade faça um Capítulo Conventual para decidir – por votação –, se quer ou não que o Mosteiro seja elevado à categoria de Abadia. O Bispo Diocesano também expressa seu desejo. O Abade Presidente encaminha a Ata Capitular e a carta do Bispo à Sé Apostólica, pedindo a ereção do Mosteiro em Abadia. A Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica examina cuidadosamente a questão e tendo em conta o parecer favorável do Abade Presidente da Congregação Beneditina do Brasil, através de um Decreto cria o Mosteiro como Abadia. Foi o que aconteceu conosco.

Como foi esse processo?
Madre Maria Aparecida – Em fevereiro de 2013 tivemos a Visita Canônica. Nosso Abade Presidente, Dom Emanuel d´Able do Amaral, acompanhado da Abadessa Co-Visitadora Madre Martha Lúcia Ribeiro Teixeira. Ambos mostraram-se muito contentes com o enraizamento e a irradiação do Mosteiro em Juazeiro do Norte, e constatando que a comunidade caminha bem, nos pediram que realizássemos um Capítulo deliberativo no qual antes da votação todas pudessem manifestar a sua opinião quanto a oportunidade da elevação do nosso Mosteiro à categoria de Abadia. Nosso Bispo Dom Fernando Panico, que já havia manifestado também o desejo de que essa elevação acontecesse no Ano Centenário da Diocese de Crato, escreveu uma carta muito bonita ao Papa Francisco. Encaminhamos tudo ao Abade Presidente, que é quem deve enviar a documentação ao Vaticano. E no dia 11 de dezembro do ano passado foi aprovado e enviado o Decreto criando nosso Mosteiro como Abadia.  Mas somente no dia 09 de fevereiro chegou às mãos do Abade Presidente esse Decreto. Comunicamos esse fato a Dom Fernando dia 10, quando veio celebrar conosco a festa de Santa Escolástica, irmã de São Bento.


Quem foi Santa Escolástica?
Madre Maria Aparecida – O que sabemos sobre Santa Escolástica está no Livro II dos Diálogos, do Papa São Gregório Magno, monge beneditino. A iconografia medieval apresenta Santa Escolástica com um báculo, como Abadessa, mas na realidade ela era irmã de São Bento, consagrada a Deus, e que ia uma vez por ano encontrar-se com o irmão numa dependência do Mosteiro e passavam o dia em santos colóquios  e louvores a Deus (vitral ao lado). No último encontro, ela pediu ao irmão para passarem a noite toda conversando sobre as alegrias da vida celeste. São Bento negou, pois não podia passar a noite fora do Mosteiro. Narra São Gregório que o céu estava sereno, sem nuvens. Diante da recusa do irmão ela cruzou as mãos sobre a mesa e nelas inclinou a cabeça para rogar a Deus todo- poderoso. Logo que levantou a cabeça, tão violentos trovões e relâmpagos e tão copiosa chuva explodira que nem São Bento, nem os irmãos que com ele vieram puderam mover o pé do recinto em que estavam. E assim passaram a noite toda em santas conversas sobre a vida espiritual. Ela pôde mais porque amou mais, escreve São Gregório Magno. Três dias depois, São Bento em oração viu a alma da irmã em forma de pomba penetrar nas profundezas do céu. Santa Escolástica era discípula de São Bento e é esse o significado de seu nome: Escolástica. Ela não foi a fundadora do 1º mosteiro beneditino feminino do mundo ocidental, como foi anunciado.

Quais os passos a partir de agora para oficializar a nova Abadia de Juazeiro do Norte?
Madre Maria Aparecida – No dia 18 de março faremos a eleição da 1ª Abadessa do Mosteiro de Nossa Senhora da Vitória (na foto ao lado, a nova Abadia de Juazeiro do Norte). Qualquer Irmã que tenha a idade e o tempo mínimo de Profissão Perpétua exigidos pode ser eleita. Após a eleição, a eleita recebe a cruz peitoral e marca-se a Bênção Abacial, que é uma cerimônia muito bela. A data foi marcada para o dia 24 de junho, Solenidade de São João Batista e 9º aniversário da inauguração do nosso Mosteiro.
 
Nossa vinda para Juazeiro do Norte corresponde a um plano misterioso de Deus, pois o que Dom Fernando disse na homilia do dia 10 de fevereiro último, está confirmado em um livro que é do conhecimento de poucos, sobre a vinda de uma fundação de monges a pedido de Pe. Cícero, que encontrou uma afinidade muito grande com a espiritualidade de São Bento. Padre Cícero formou o povo de Juazeiro do Norte na oração e no trabalho, que é o lema da Ordem de São Bento: Ora et Labora. Os monges saíram do Mosteiro de Olinda em direção a Juazeiro do Norte  e vinham acompanhados pelo Superior maior, na época o Abade de Olinda, Dom Gerardo Van Caloen. Na Serra do Estevão, em Quixadá, ele caiu do cavalo e interpretou como um sinal de que Deus queria que a fundação do novo mosteiro fosse ali, no município de Quixadá. E assim foi fundado o 1º Mosteiro Beneditino do Ceará, o Mosteiro da Santa Cruz. Esse mosteiro não foi adiante, sobretudo pela dificuldade da água.

E somente depois de muito tempo a Ordem de São Bento veio para o Cariri?

Madre Maria Aparecida
– Sim, as monjas vieram em 2003 trazendo para Juazeiro do Norte o Ora et Labora  de São Bento. Já na visita de sondagem que fizemos, para ver se seria possível atender o convite de Dom Fernando, ou seja, a transferência de São Cristóvão, em Sergipe, para Juazeiro do Norte, sentimos uma grande afinidade com esse povo. É bom lembrar que em 15 de junho de 2001, quando ainda não tinha assumido sua nova diocese em Crato, Dom Fernando, em visita ao Mosteiro de Nossa Senhora da Vitória em São Cristóvão nos disse: “Vou tomar posse na Diocese de Crato no dia 29 de junho. Se não ficarem aqui, lembrem-se de mim que quero muito um Mosteiro beneditino na minha Diocese".
Não podemos deixar de ver aí o dedinho do Padre Cícero. Viemos numa aventura de fé, sentindo que havia um plano de Deus a nos chamar para Juazeiro do Norte. Aqui chegamos no dia 13 de maio de 2003 e ficamos dois anos numa chácara no Bairro Aeroporto, que generosamente nos foi cedida por  Rosenir Fiúza, diretora do Colégio Paraíso,  Não podemos deixar de mencionar o Pe. José Alves de Oliveira, hoje  Monsenhor e pároco emérito da Paróquia do Menino Jesus de Praga, que desde o início nos acompanhou e até agora nos acompanha com carinho de um verdadeiro pai.

Não houve dúvidas de que Juazeiro do Norte era o lugar indicado para o novo Mosteiro?
Madre Maria Aparecida
– Quando tomaram conhecimento de nossa decisão de sair de São Cristóvão  ouvimos muita coisa negativa, como: “que vão fazer naquele sertão? Vão passar fome...Vão trocar o certo pelo duvidoso”, etc. Com nossa vinda, agora olham para Juazeiro do Norte com admiração. Eu costumo dizer que nosso Mosteiro é um dos milagres de Juazeiro do Norte, pois o prédio com a hospedaria, o dormitório das monjas (que chamamos celas) e as oficinas ( onde ganhamos o nosso pão de cada dia) foi construído em um ano e cinco meses com a ajuda da França, Holanda, e Alemanha, pela construtora Cecé Coelho sendo engenheiros Dr. Tadeu e Dra. Fátima que deram o melhor de si nessa construção. Em 24 de junho de 2005  nosso Mosteiro foi inaugurado.
Quando escolhemos esse terreno, que foi doado pela Prefeitura na gestão de Dr. Carlos Cruz só havia mato, hoje estamos cercadas de casas, num bairro próspero. Foi preciso nos lançarmos em mais essa aventura de fé: a construção de nossa igreja, pois o número de fiéis que vinham participar de nossas missas dominicais aumentava sempre mais.Dra. Maria Lília Campelo, a arquiteta que projetou o prédio do Mosteiro,nos presenteou com o belo projeto da igreja que está sendo construída pela Construtora Sólida, sendo engenheiro o  Dr. Paulo de Souza, que a vem construindo com muita dedicação e competência. Por um misterioso desígnio de Deus, ela que tanto desejava ver concluída a igreja faleceu dia 06 passado. Pela dedicação e competência do nosso engenheiro a igreja já estaria pronta. Falta pouco, mas estamos a espera de que a Providência Divina nos envie os recursos para completarmos a construção.
Desejamos muito que na nossa igreja seja realizada a bênção da primeira Abadessa da primeira Abadia do Ceará, que o Senhor, em seu misterioso desígnio, quis que fosse na Diocese de Crato – no Ano Centenário da Diocese – e na cidade de Juazeiro do Norte, cidade da fé que atrai uma multidão de romeiros do Pe. Cícero, para consolar o coração tão sofrido do nosso caro Pastor. E na paróquia do Menino Jesus de Praga, onde nosso caro Mons. José Alves, pároco na nossa chegada, agora emérito, que com seus paroquianos, assumiu nossa comunidade com carinho de pai . Gostaria de terminar com uma reflexão do nosso atual pároco Pe. Lenilson, na homilia que fez na Missa que celebrou hoje no Mosteiro. “A elevação desse mosteiro a abadia foi um sinal de deus, uma resposta de Deus nesse momento difícil que nossa diocese está atravessando. É como Deus nos dizendo: Eu estou com vocês. Não fiquem presos às pequenas coisas”. O Senhor nos pede algo grandioso. Pensemos alto, pois nascemos para o alto.
(Entrevista concedida a Armando Lopes Rafael) 

Carta de Dom Fernando ao Papa Francisco pedindo a criação da Abadia


                                                                                                                                         

VÍDEO - Ex-prefeito Samuel Araripe concede entrevista após o seu depoimento à PROCAP e acrescenta mais documentos.



Na manhã desta sexta-feira ( 21 ), o Ministério Público e a PROCAP ( Procuradoria dos crimes contra a administração pública ) ouviu em Crato, depoimentos de mais 4 pessoas, o vereador Guer, o ex-prefeito Samuel Araripe, o seu enteado Davi Araripe, e o Sr. Paulo da AABEC. Logo após a oitiva, o ex-prefeito Samuel e o coordenador da PROCAP concederam entrevistas aos repórteres Ed Alencar ( Blog do Crato ) e Wilson Rodrigues ( Rádio Educadora do Cariri ). 

Ao contrário do que aconteceu no dia anterior, quando os vereadores acusados na denúncia de haverem recebido cada um a quantia de 50 mil reais das mãos do atual prefeito do Crato, Ronaldo Gomes de Mattos para desaprovar as contas do ex-gestor na câmara municipal ficaram calados em seus depoimentos, hoje a coisa foi diferente. O primeiro a falar foi o vereador Guer, por cerca de 40 minutos. Em seguida, Davi Araripe. O ex-prefeito Samuel começou a falar por volta das 11 horas e terminou por volta das 12:30. Em seu depoimento, o ex-prefeito ratificou todas as acusações, repetiu o seu depoimento anterior e acrescentou ao processo novas "provas" ( conteúdo que não foi divulgado pela PROCAP, que tipo de provas seriam essas ). Em sua entrevista, Samuel diz que irá até as últimas consequências na justiça para provar o que ele considera um "crime", e que "um segredo entre 2 pessoas já é difícil de manter, imagina querer manter um segredo entre 24 pessoas", por isso acredita que ao final, a justiça será feita. 

Em seguida, o repórter Wilson Rodrigues, da Rádio Educadora do Cariri, entrevistou também o Coordenador da PROCAP, Sr. Maurício carneiro, que dentre outras coisas, disse que a situação no Crato é "grave". Segundo o que foi denunciado, a PROCAP, mesmo sem o depoimento dos vereadores que se recusaram a falar para não se comprometerem, dispõe de outros meios de investigação e cruzamento de informações. Segundo um advogado por nós consultado, a estratégia dos vereadores acusados está equivocada, pois ao se calarem, poderá fazer o Ministério Público pedir a dilatação do prazo para a investigação, e que os acusados poderiam estar esperando o MP colher primeiro as provas para em seguida elaborar a sua defêsa, o que poderá ser então, tarde demais.

Por: Dihelson Mendonça 
Com informações de Ed Alencar e Wilson Rodrigues 
www.blogdocrato.com


Uma luta chamada futebol - Por: Emerson Monteiro


Houve um tempo quando até se falava em futebol arte. Vieram as copas do mundo, com o Brasil ganhando algumas e perdendo outras. Só então os meninos passaram a ver na bola o pino do meio-dia da fortuna. - Pé na bola, meu filho! – diziam, ansiosos, os pais diante da fortuna dourada do futuro, depois de sermos os campeões em 1958.

Depois, o tempo correu atrás da bola, também. Vieram os campeonatos brasileiros, as taças, campeonatos estaduais e locais, maratona de jogos que pedia anabolizantes, transmissões ao vivo de rádio, cota de tevê, vôos a todo lado,  norte a sul, leste a oeste.


Pelés, Garrinchas, Vavás, Gérsons, Ronaldos, Zicos, Amarildos, Romários, viraram artigo de exportação. Aquilo de pensar (sonhar) em jogar bola virou carreira de gladiador, corrida de criar massa muscular a todo custo. Primeiro, a academia; em seguida, as quatro linhas. Do pescoço para baixo, tudo virou canela.


Os meninos, artistas magistrais dos dribles, passes e gingas, caíram nas garras dos empresários e das torcidas; japoneses, árabes, espanhóis, italianos, a peso de ouro, carrões fantasiosos, sétimo céu da fama e amantes, assim correntes glamourosas escravizaram os santos da pelota.

Hoje, o que se diz: Houve um tempo quando até se falava em futebol arte. Lealdade, companheirismo, respeito profissional, passaram a ser história de moleza e frouxidão, pura melancolia romântica.

– Entrar em toda bola, seja por baixo ou pelo ar - exigem técnicos de clubes deficitários para manter a frente da tabela, ou ficar fora da zona de rebaixamento, - que futebol é coisa de homem.

O menino que saiu da várzea à busca dos estádios cheios significa autor de pernadas, carrinhos, velocidade pela lateral infinita, disparadas em prol do gol impossível, da fama, ainda na fase em que o corpo aguentar os bicos contundentes dos zagueiros pegadores da adversidade.

Os gramados já refletem arquibancadas lotadas de outros jovens aventureiros, noutras pelejas insanas, em mundo de que fugiu pelos túneis sentimentais do passado. As chuteiras viraram instrumentos de contatos mortais nas guerras dos coliseus sem trégua, entre a fome e a esperança, que rasgam a pele dos dias, nas noites das arenas contemporâneas. Novos autores de histórias gloriosas, infantes latino-americanos, sozinhos, solitários, apenas ouvem distante aquilo que iniciara tudo isso, lá no começo dourado. Nos campos da Suécia, as lágrimas de um Pelé adolescente antecipavam o que o rio da sorte fácil conduzia em suas águas turvas, essa desembalada disputa cruel dos jovens de chuteiras no reino modernoso do futebol. Toda a beleza dos passes longos e suas conclusões maravilhosas se tornaram aflição e desespero dos cartolas, no banco dos reservas, matreiros agentes dessa modalidade.

Futebol, eis o nome da nova luta que pariram as emoções da multidão nas tardes memoráveis de sucesso humano e suas experiências coletivas.

Agora atualizado: carnaval de Pernambuco terá versão gigante do Imperador Pedro I, Dilma Rousseff e Joaquim Barbosa

("Folha de S.Paulo", 21-02-2014)

As ladeiras de Olinda e as ruas do Recife Antigo vão receber figuras ilustres neste Carnaval. Dilma Rousseff, Neymar, Ariano Suassuna, Imperador Pedro I, Fátima Bernardes,de um mascarado dos protestos de rua  e até o ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, morto no ano passado, são algumas presenças “garantidas” na festa. Versões em tamanho GG dessas figuras estão sendo finalizadas em ateliês das cidades. São ao menos 50 novos bonecos gigantes feitos de fibra de vidro.
Sílvio Botelho, 56, corre para dar conta dos pedidos. Os trabalhos são feitos sob encomenda e mediante autorização do homenageado ou de alguém ligado a ele. “Por isso não tem nenhum boneco de Dominguinhos ou Reginaldo Rossi aqui”, diz Botelho, citando dois artistas locais mortos em 2013. Em Olinda, o escritor paraibano Ariano Suassuna já está pronto. Foi uma encomenda do Clube de Máscaras Galo da Madrugada, que vai prestar homenagem ao autor.

Esqueceram de combinar com o povo...

Pesquisa revela que torcedor não queria Copa no Brasil
Metade dos entrevistados não queriam sequer a candidatura do Brasil como sede do torneio
(“O Estado de S. Paulo” –– 20 de fevereiro de 2014)


SÃO PAULO - Pesquisa divulgada nesta semana pelo Instituto MDA revela que os brasileiros sempre torceram o nariz para a realização da Copa do Mundo no País. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores levaram em consideração uma das respostas da enquete, que dizia respeito ao fato de os brasileiros apoiarem a escolha da Fifa em outrubro de 2007. Foi nessa data que a CBF, ainda comandada pelo presidente Ricardo Teixeira, foi apontada por Joseph Blatter como o país-sede do Mundial de 2014. Os representantes do Brasil festejaram. Metade dos ouvidos pela pesquisa, não gostaram.

Contratada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), a pesquisa divulgada nesta terça-feira concluiu que 50,7% dos brasileiros não queriam sequer a candidatura do Brasil como sede do torneio. No levantamento feito entre os dias 9 e 14 de fevereiro, 2 mil pessoas de 24 estados brasileiros responderam também questões relacionadas aos gastos que estão sendo realizados para a competição, além das obras de mobilidade urbana e a possibilidade de protestos nas cidades-sede durante o Mundial, que vai ocorrer entre os dias 12 de junho e 13 de julho.

Dentre os entrevistados, 75,8% acham que os investimentos feitos para a Copa foram desnecessários, enquanto 13,3% acreditam que os gastos foram realizados de forma adequada. Os outros 7,3% disseram que os investimentos foram insuficientes. O mesmo senso crítico também foi encontrado em relação às obras de mobilidade urbana. 66,6% dos entrevistados disseram que as intervenções nos metrôs, trens e ônibus não ficarão prontas a tempo. Em reportagem do Estado semana passada, o repórter Almir Leite constatou que das 41 obras de mobilidade urbana no País, apenas cinco foram terminadas.
                                                                                                                                    

19.fev.2014 -- Pesquisa CNT : Avaliação positiva de Dilma volta a cair e vai 36,4%


A avaliação positiva da presidente Dilma Rousseff (PT) voltou a cair e interrompeu a trajetória de recuperação após a onda de protestos em junho, aponta pesquisa divulgada hoje pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), feita pelo instituto MDA. 
Dilma obteve 36,4% de avaliação positiva (ótimo ou bom). A avaliação negativa foi de 24,8%. A pesquisa foi feita entre os dias 9 e 14 de fevereiro com 2.002 pessoas e tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais. Em novembro, a avaliação positiva da presidente havia sido de 39%, a melhor após a queda brusca detectada em julho. Em junho, antes dos protestos, ela tinha 54,2% de avaliação positiva. No mês seguinte, caiu para 31,3%.

Copa do Mundo

Pela primeira vez com perguntas mais específicas sobre a Copa do Mundo, o levantamento aponta que, para 75,8% dos entrevistados, os investimentos para a realização da Copa foram “desnecessários”. Só 13,3% opinaram que os investimentos foram “adequados”. Já 7,3% disseram que foram “insuficientes” e 3,6% não souberam ou não responderam. (da Folhapress)

 Cearenses aliados querem derrubar veto de Dilma

Deputados cearenses da base de Dilma Rousseff, petistas inclusos, reafirmam que votarão para derrubar o veto da presidente ao projeto que autoriza a criação de municípios. O veto seria votado, e provavelmente, derrubado na noite de terça, mas o governo manobrou para esvaziar o quórum de senadores e a sessão do Congresso Nacional foi adiada para 18 de março. “Do PMDB ao PR, é todo mundo favorável à criação de municípios. Se a bancada do PT quer derrubar o veto, imagine as outras”, disse ontem o deputado Eudes Xavier (PT-CE).
“Vou manter minha posição. A bancada do PMDB na Câmara está pacificada pela derrubada do veto”, disse Danilo Forte (PMDB). “O veto foi a coisa mais atrasada que eu já vi numa administração federal”, afirmou Manoel Salviano (PSD). “Minha tendência é votar pela emancipação”, declarou Ariosto Holanda (Pros).

(jornal O POVO)



VÍDEO - Pra descontrair - BlogHumor - Câmera registra saída dos vereadores...




VÍDEO - BlogHumor - Câmeras conseguiram registrar vereadores saindo do depoimento em que combinaram ficar calados perante a opinião publica. Porquê, vereadores ? Porque ficaram calados ? Quem lhes ensinou essa "estratégia" tão fraca ? Será que agora não ficou ainda mais claro que algo pode estar sendo escondido ? Será que o MP será tão ingênuo ?





Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30