xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 21/01/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

21 janeiro 2014

Prossegue em Crato o 18º Curso Nordestão de Liturgia

Contando com a presença dos bispos Dom Fernando Panico (de Crato) e Dom Edmar Peron (Bispo-Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo–SP), o 18º Nordestão de Liturgia reúne agentes, padres, bispos, religiosos e seminaristas para atualização sobre os sacramentos e as dimensões pastoral litúrgica. 

O curso, que tem o apoio da Comissão para a Liturgia da CNBB, foi aberto no último dia 14 e prosseguirá até 25 de janeiro, no Centro de Expansão Dom Vicente Matos da diocese de Crato. A formação tem como base o inculturamento da liturgia no chão nordestino, buscando características próprias da região. Estão representados no Nordestão os estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo. Também está presente o reverendo da Igreja Anglicana, João Bosco.

Na abertura do encontro, Dom Fernando Panico falou sobre os 50 anos da Constituição Sacrossanctum Concilium. Para o bispo de Crato, é necessário neste novo milênio, cultivar uma liturgia mais mistagógica. “Este liturgia possibilita o encontro com o Senhor que deve ser uma experiência concreta nas diversas realidades culturais. É preciso conservar a tradição que recebemos dos Apóstolos e atualizar o que a liturgia recebeu em determinadas épocas culturais que não se adequam ao nosso tempo”, ressaltou.
O curso é coordenado pela equipe composta pelo bispo diocesano e membro da Comissão Nacional de Liturgia da CNBB, dom Fernando Panico, e dos padres Marcelino Sivinski, Joaquim Ivo e Jonilson Torres.
(Fonte: Site da CNBB)
   

Escândalo do Mensalão do Crato - Vereadores poderão ir parar na CADEIA



Vereador Helder França ( Guer ) revela todo o esquema do MENSALÃO DO CRATO em 5 horas de depoimento ao Ministério Público.

Quem tem acompanhado as notícias recentes da cidade do Crato, deve estar perplexo ante tantas denúncias que surgem a cada dia na imprensa envolvendo a administração Ronaldo Gomes de Mattos e a Câmara Municipal, que ao longo de 2013 foi recheada de escândalos, tais como: Coffee Break de 5 milhões de reais, licitações de remédios do Grupo Gentil reveladas no Portal da Transparência que somam quase 10 milhões de reais, enquanto faltava remédios nos postos de atendimento, denúncias de corrupção na SAAEC ao Ministério Público pelo ex-presidente Cesário Cavalcante, que incluem superfaturamentos, instalação de hidrômetros da CAGECE que vieram parar misteriosamente na SAAEC, denúncias contra a sua Presidente por maus tratos a funcionários, revolta dos servidores públicos do município, especialmente os professores, contratações ilegais de servidores temporários, que fez o MP agir, forçando a administração a exonerar cerca de 1500 funcionários ao fim de 2013, além do principal acontecimento do ano, que está sob investigação, o chamado MENSALÃO DO CRATO, em que segundo gravações feitas com o vereador Dárcio Luiz, houve todo um complô para a desaprovação das contas de governo do exercício de 2009 do ex-prefeito Samuel Araripe, com 9 vereadores tendo recebido quantias de 50 mil reais totalizando 450 mil ao todo, e ainda segundo Dárcio Luiz, dinheiro que teria sido pago pelo atual prefeito Ronaldo Gomes de Mattos. 

Hoje, dia 21 de Janeiro foi mais um dia considerado "normal" para a administração do Crato, e dia normal por aqui, é um dia em que há passeatas, levantes, denúncias de corrupção e novidades no que já foi denunciado. Hoje, por exemplo, os Sem-teto fizeram uma passeata no centro da cidade e foram parar no Paço Municipal, exigindo o cumprimento do que havia sido prometido pela gestão. Também os professores da rede pública municipal estão em polvorosa diante da chamada "readequação na educação" que muito tem desgostado as famílias cratenses, e pedem inclusive a cabeça do sub-secretário da educação, Sérgio Ribeiro Bastos.

Mas o que balançou mesmo a cidade hoje foi a revelação bombástica no Jornal do Cariri ainda sobre o Mensalão, da delação premiada do vereador Guer ( Helder França ), que prestou depoimento de cerca de 5 horas de duração ao Ministério Público, mais precisamente, ao Promotor Lucas Azevedo. O conteúdo do depoimento é mantido sob segredo de justiça, mas quem tem acompanhado o desenrolar dos acontecimentos, já faz idéia do que ele pode conter. O Jornalista Donizete Arruda descreve em sua coluna, o novo fato, como a EXPLOSÃO DA CÂMARA DO CRATO e assim ressalta:

"Quem viu, prefere negar ter visto. Os vereadores do Crato começaram a rezar. Sabem que o futuro deles é incerto. Temem não apenas ser cassados, mas até mesmo serem presos. É o maior escândalo da história política do Crato. Após apresentar pedido de delação premiada e assegurar proteção à sua vida e o direito de ser ouvido separadamente no município, o vereador Helder França (Guer) depôs por mais de cinco horas ao promotor de Justiça Lucas Azevedo. Revelou todas as negociatas sobre a desaprovação das contas do ex-prefeito Samuel Araripe. Entregou nomes, valores, personagens e a história que enlameia a Câmara de Vereadores. Poucos vão escapar ilesos. O depoimento é mantido sob segredo de justiça. Mesmo precavido, Guer teme por sua segurança após a divulgação do teor de suas bombásticas revelações.

Razões que levaram à confissão

Nem o promotor Lucas Azevedo sabe ao certo as razões que motivaram o vereador Guer, cunhado de Samuel Araripe, a contar em detalhes toda a operação planejada para aprovar as contas do ex-prefeito, um escândalo que ameaça de cassação meia Câmara e cadeia para alguns dos envolvidos. Guer sabe tudo, pois em quase todas as negociações testemunhou os acertos e montou o quebra-cabeça para alcançar o objetivo final com o menor custo político e financeiro para seu chefe, o ex-prefeito Samuel Araripe. Guer não sabe o exato momento onde ele e Samuel perderam o controle e acabaram envolvidos nessa crise, que parece, a cada dia, mais distante de chegar ao fim.

Negociatas na base do dinheiro

Não há como os vereadores do Crato negarem. Em sua confissão, Guer revela quem pediu vantagens não republicanas para votar a favor das contas de Samuel Araripe. Também disse um a um os valores solicitados e os embates travados para conseguir a maioria dos votos. Guer não comprometeu, em seu depoimento, o atual prefeito do Crato, Ronaldo Matos, mas não poupou quase nenhum de seus colegas da Câmara Municipal. Quando vier a público o que declarou ao Ministério Público, sua permanência no Legislativo cratense será em ambiente de muita tensão e ele próprio teme por sua vida e de sua família."
....

O QUE HÁ MAIS A ACRESCENTAR ?
Cumpra-se!

Por: Dihelson Mendonça
e informaçãoes da Coluna Donizete Arruda do Jornal do Cariri, edição de hoje, 21 de Janeiro de 2014

www.blogdocrato.com



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30