11 dezembro 2014

Censo Penitenciário revela retrato do preso do Estado do Ceará

presos_-_wilson_dias

A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará divulga oficialmente os dados o I Censo Penitenciário do Ceará, uma iniciativa pioneira no País que reúne o poder público e a Academia na coleta de dados consistentes para prevenção e controle da violência. O I Censo Penitenciário do Estado do Ceará é um projeto de parceria da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) e a Universidade Federal do Ceará (UFC) e será apresentado em lançamento de publicação nesta sexta-feira (12), às 10 horas, no auditório Castelo Branco da Universidade Federal do Ceará (Av. Universidade, 2853 – Prédio da Reitoria).

No projeto, os pesquisadores da UFC fizeram durante o período de um ano (abril de 2013 até abril de 2014) um amplo levantamento em campo para traçar o perfil da massa carcerária cearense, por ela mesma. O I Censo Penitenciário do Estado do Ceará mostra a intersetorialidade de causas e efeitos da criminalidade, do encarceramento e reforça a compreensão de que a solução para esse problema complexo perpassa pelo esforço de todos, estejam no espaço público ou privado. Foram 12. 040 entrevistados, pessoas reclusas em presídios, cadeias e hospital de custódia, nos municípios cearenses com intuito de aprofundar o conhecimento de “Quem é o Preso Cearense”.

“Sentimos a necessidade de compreender o ser humano atrás do número, sua condição de sujeito, sua trajetória de vida, seus anseios, angústias, família, enfim, todo o contexto pessoal e social. Este indivíduo que, tão raramente ouvido, mas que aponta caminhos para ver quais políticas públicas falharam com ele e para ele, ao longo dos últimos 20-30 anos. Este Censo nos indica a tríade: conhecer, enfrentar e superar. Nosso pensamento tem um fundamento importante: sem a possibilidade de devolver à sociedade um ser humano melhor, a execução penal é inócua e ineficiente”, aponta a secretária da Justiça e Cidadania, Mariana Lobo.

A pesquisa foi dividida em duas partes, onde os entrevistados respondem perguntas para traçar um perfil sócio-demográfico sobre o tempo da pena, sexualidade, doenças, informações sobre filhos e familiares. Por amostragem, eles também respondem ao questionário completo que investiga a vida antes do cárcere, com itens como renda familiar, escolaridade e se utilizava algum tipo de drogas. Nesta segunda parte, elas falam sobre convivência no sistema, se são presas provisórias ou condenadas, se realizam trabalho na unidade, estudos e a perspectiva de trabalho externo. Todos estes dados serão reunidos em publicação e distribuída entre os gestores públicos e a sociedade cearense para juntos construírem políticas de mudança social e prevenção da criminalidade.

O lançamento do I Censo Penitenciário do Ceará contou com a colaboração de professores, pesquisadores e alunos ligados ao Laboratório de Estudos da Violência- LEV/UFC, Núcleo de Psicologia do Trabalho- NUTRA/UFC e Laboratório Cearense de Psicometria LACEP/UFC.

Lançamento do I Censo Penitenciário do Estado do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.