01 novembro 2014

Para Você Refletir ! -Por Maria Otilia

Terminado o período eleitoral, vivenciamos agora um momento que nos traz grandes preocupações no tocante  ao exacerbado ódio ,preconceito e discriminação para com aqueles que tem diferente opinião não somente quanto ao seu direito de escolha na política,mas no credo , gênero e até mesmo região.É estarrecedor, o que vem sendo veiculado nas redes sociais , depoimentos deploráveis quanto aos nordestinos. Principalmente por algumas pessoas que  residem na região sul e sudeste. Inclusive contaminando até mesmo, alguns influenciáveis ou mesmo sem maturidade  que aqui habitam na nossa região.Como cristã e educadora, não poderia de expor meu ponto de vista quanto  esta posição de algumas pessoas. Não podemos e nem devemos estilar nosso ódio, repúdio, rancor para com pessoas que tem opinião ou forma de viver  diferente da nossa. Ou porque fizeram escolhas que não nos agrada. Cada ser humano tem seu livre arbítrio, principalmente para a suas tomadas de decisões. E consequentemente também aceitar as consequências, sejam boas ou ruins.
Para que possamos fazer uma melhor reflexão, trago uma releitura da parábola bíblica  do Joio e do Trigo, de Rude da Cruz .Façamos uma boa leitura.
    A Parábola  do Joio e do Trigo

Jesus em sua explicação da parábola do joio e do trigo, afirma que a boa semente e o trigo, são representações dos filhos do reino. Porém o joio representa os filhos do maligno. Assim podemos melhor relacionar e entender as características dos Joio-Homens e dos Trigo-homens.
Características do Joio-Homem
Sem dúvida o poder dos joio-homens está na imagem. Eles meio que praticam um "estelionato espiritual" de aparências. O joio parece ser trigo, mas não é. O joio quer ser, tem aparência de que é, sem ser.
Por isso o joio-homem se preocupa demasiadamente com sua imagem e reputação. O joio é moralista religioso, judicioso, preso ao pé da letra da lei, meticuloso em busca dos erros dos outros.

O joio é politicamente correto, se escandaliza com qualquer pecado alheio, sem misericórdia. Cheio de aparência do que é ético, do que é justo. E se gloria disso, e se auto-afirma pra todo mundo saber da sua pseudo santidade.

Mas interiormente ele nada tem de fato de santidade. Seu coração está cheio de perversidade e engano. Nas "escondidas", quando ninguém está vendo, ele faz tudo que condena nos outros.

Ele é um "santo na igreja", mas em casa, cheio de arrogância, trata mal a esposa, não dá atenção aos filhos, é negligente com os pais, não ajuda a seus irmãos. É mau vizinho, mau funcionário na empresa, mas enxerga defeitos em todos a sua volta.

E ninguém pode reclamar dele, sua imagem não pode ser "arranhada", afinal, ele vive dela, ele vive de aparência.

 Características do Trigo-Homem

A característica principal do trigo é "ser", em essência. O trigo "é". Isso faz referência à um Deus que assim se define: "Eu sou o que sou". Não precisa parecer justo, não se preocupa em demasia com sua própria imagem, mas se necessário for, "entra na casa de pecadores e come com eles", por amor.
A maior virtude dos filhos do reino é o amor. Por isso estão cheios de misericórdia e perdão. Eles sabem que só são o que são, pela graça de Deus, que se fez pecado por nós. Isso vem de Deus, se nada temos de nós mesmos, não precisamos de aparência, mas somente de sermos transformados em nossos corações.
Como estamos vivendo nos dias atuais ? Somos mais joio ou mais trigo ?
                                               
                                                      Cresça no Conhecimento da Palavra!

2 comentários:

  1. -- 1 --
    Como bem escreveu o jornalista Rodrigo Constantino, o preconceito não é contra os nordestinos e sim contra o PT. Veja o que escreveu o jornalista:
    “O Brasil está dividido sim. Alguns tentam negar, mas é um fato. Só que não é entre nordeste e sul, e sim entre brasileiros mais produtivos e aqueles que vivem das benesses estatais, ou seja, pagadores e consumidores de impostos. Eis a grande segregação hoje, fruto das políticas errôneas do PT. O nordeste é apenas mais pobre e, por isso, conta com mais brasileiros na segunda categoria.
    Vejo a maioria nordestina que votou em Dilma como uma massa de manobra, como uma gente pobre e sofrida que foi vítima do terrorismo eleitoral do PT, que temeu perder suas vantagens. O Bolsa Família tem grandes problemas sim, como sempre apontei. O maior deles é justamente esse: fomenta a dependência e serve como voto de cabresto.

    ResponderExcluir
  2. -- 2 –
    E continua Rodrigo Constantino:
    “Mas vamos ter raiva dos coitados desesperados ou dos coronéis? É isso que precisa ficar claro aqui: o PT é o novo coronelismo. Inclusive está junto dos velhos coronéis nordestinos. Nossa raiva, nossa indignação, devem ser voltadas contra eles, os exploradores da miséria, os que vivem da alienação alheia, os que abusam de um povo carente como se gado fosse”
    O discurso de ódio vem de lá, e mais importante: ele é fundamental para a sobrevivência do PT. Sem o “nós contra eles” o partido não vive. Um deputado petista já veio destilar seu ódio e seu preconceito contra a “elite paulista mesquinha”. É isso que vão fazer agora uma vez mais: jogar uns contra os outros, com base nos critérios errados.”

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.