09 novembro 2014

Obras da encosta do bairro Seminário serão concluídas até o fim de 2015

Fonte: Diário do Nordeste, Texto e fotos de Elizângela Santos (repórter)
Área vulnerável do Crato será contemplada com forte investimento no saneamento e urbanização

Serviços visam a conter a erosão local,
sobretudo  durante o período chuvoso


Crato. A primeira etapa das obras da Encosta do Seminário, no município do Crato, uma das mais importantes obras na área de saneamento e urbanização de uma localização de risco, terá sua primeira etapa concluída até o fim do ano. Será o trecho que vai da ladeira da Integração até a área de uma voçoroca, conhecida como 'vulcão', já soterrada e que já se encontra com cinco paredões de concreto pré-moldado à sua frente.
Os moradores comemoram esse primeiro momento de uma obra que não acreditavam que saísse do papel, tendo em vista a área de risco que residiam há muito tempo. Na primeira quinzena deste mês a área da encosta receberá visita técnica de avaliação dos serviços, com integrantes do Banco Mundial, Secretaria das Cidades do Estado do Ceará e secretarias municipais do Crato.
No local, ainda há casas marcadas com um 'x' para a retirada de moradores que serão encaminhados para moradias mais seguras, até que alguns deles possam ser beneficiados com as residências do programa 'Minha Casa, Minha Vida'. As primeiras estarão prontas apenas no fim do próximo ano. O município foi beneficiado com 1.578 moradias do programa, com construções executadas no bairro Barro Branco, na Cidade. 

Avanço

A Encosta do Seminário, segundo o secretário José Muniz, está tendo um avanço maior nos serviços em virtude das chuvas em dezembro. Moradores próximos ao Tiro de Guerra estão assustados e alertam sobre a retirada da vegetação da área da encosta e de possíveis deslizamentos. É que está sendo inserido também no começo da área, próximo à Ladeira da Integração, o paredão de concreto. Ele disse que a obra terá continuidade até a ladeira do Tamanqueiro, já no Centro da cidade. A área da encosta divide a parte baixa e a área alta da Cidade.
Na área onde vem sendo feita a primeira etapa, a rua já recebeu piso intertravado, área de lazer, praça, pista de skate, além de um mirante e anfiteatro. Moradores se animam com a valorização da área, com imóveis melhor avaliados. Na parte da encosta, conforme o secretário, haverá uma cobertura vegetal, para conter deslizamentos e oferecer a segurança necessária na área.
Para realizar a obra, foram retiradas do local mais de 100 famílias, todas assistidas pelo Banco Mundial, a Prefeitura do Crato e Secretaria das Cidades, com acompanhamento de assistentes sociais. Parte dos moradores está recebendo aluguel social e outros encaminhados para um conjunto habitacional, tanto na área do Liceu, como no bairro Muriti, onde foram construídas 80 moradias.
A moradora Ivânia Maria da Silva não esconde a sua alegria de ver crianças jogando bola na área que antes era um enorme buraco e que no período chuvoso deixava os moradores em pânico. Morar com o "vulcão" era um temor constante. "Hoje conseguimos ter a recuperação desse espaço, mas ainda aguardo os R$ 400 do aluguel, que disseram que estaria na minha conta desde agosto", diz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.