15 agosto 2014

Tá feia a coisa: economia brasileira encolhe 1,2% no segundo trimestre, segundo o Banco Central

Fonte: O Globo
 Com o desempenho oscilante do comércio e com a indústria em retração, a economia brasileira encolheu 1,2% no segundo trimestre deste ano, nos cálculos do Banco Central. A expectativa dos analistas do mercado financeiro era que o IBC-Br (índice que mede a atividade no Brasil) tivesse queda de cerca de 1,6% no período. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pela autoridade monetária. No segundo trimestre, as vendas do varejo registraram uma queda de 0,6%, na comparação com o primeiro trimestre, de acordo com os dados do IBGE após ajuste sazonal. Já a indústria, registrou uma retração de 0,9% da sua produção no período.
Esses são os indicadores que mais pesam no “PIB (Produto Interno Bruto) do BC. Esse índice foi criado pelo BC para balizar a condução da política de juros para controlar a inflação. É para ele que o BC olha na hora de fixar a taxa básica de juros (Selic), que está em 11% ao ano.  Metodologicamente, o IBC-Br não pode ser considerado uma simples “prévia do PIB”. Isso porque o dado oficial, divulgado pelo IBGE, é muito mais complexo. O índice construído pelos técnicos da autoridade monetária é o que os economistas chamam de proxy, ou seja, uma aproximação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.