05 junho 2014

Universitários pedem socorro contra ganância da Via Metro que os obrigam a pagar inteira


Alô Prefeituras, Câmara Municipal e Ministério Público, universitários pedem socorro!

Estudantes universitários que necessitam diariamente utilizar transporte coletivo estão sendo enganados pela empresa Via Metro, que faz o transporte intermunicipal entre as cidades Crato, Juazeiro, Barbalha e Missão Velha. É que a carteira de estudante expirou o prazo de validade no último dia 31 de maio. Desde ontem (segunda-feira, 2), que a Via Metro está recusando o uso da carteirinha, o que obriga os estudantes a pagar passagem inteira.

O problema é que em Fortaleza, a Prefeitura Municipal prorrogou o uso das carteiras de estudante por mais 30 dias, pois milhares de estudantes ainda não receberam a carteira com validade para o período 2014-2015 evitando maiores transtornos para os universitários cearenses. Em Crato e Juazeiro, a Via Metro alega que falta uma regulamentação que autorize a prorrogação e por isso age como bem quiser ou entender, obrigando nossos universitários a pagar inteira.

Chamo atenção dos vereadores da Câmara Municipal do Crato e Juazeiro para se unirem e criar um projeto de lei que acabe com esse abuso, pois todos os anos, milhares de universitários são prejudicados com a ganância dessa famigerada “empresa” de transporte coletivo que só visa o lucro. Para se ter ideia, em Juazeiro do Norte apenas uma entidade é credenciada junto ao Detran para confeccionar carteira que dá o direito do estudante pagar meia nos ônibus da Via Metro. A UEJ (União Estudantil da Juventude), sediada no bairro Franciscanos, leva em média de 60 a 90 dias para renovar e/ou emitir a carteira de estudante. Há casos de alunos que solicitaram em março a carteira, mas até agora não a receberam. 

A entidade culpa o Detran pela demora e este último culpa a UEJ pela demora no envio do material que é confeccionado em Fortaleza. Ficam num jogo de gato e rato sem assumirem suas responsabilidade e com isso, penalizando os universitários.

Cabe as autoridades, principalmente o Ministério Público fazer uma varredura nessa instituição UEJ, que é dirigida há anos pela mesma pessoa e não há renovação de seus diretores. É preciso saber sua contabilidade, o que diz seu regimento, se é que existe e, principalmente para onde vai o dinheiro arrecadado com a emissão das carteiras.

Via Flavio Pinto News


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.