27 janeiro 2014

Ex-vereador TUTU é processado por Calúnia e Difamação pelo ex-presidente da SAAEC, por material publicado no Facebook





NE - Os crimes virtuais acabam com uma punição no mundo real. O ex-vereador Edson Vilar, mais conhecido como "Tutu" há alguns meses publicou em seu grupo no Facebook declarações sobre o ex-presidente da SAAEC, Dr. Cesário Cavalcante que foram consideradas caluniosas. Tutu declarou que o ex-presidente havia sido condenado pelo TCM. O Ex-presidente reagiu, apresentou documentos que comprovam que nada há que desabone a sua conduta e desafia quem provar o contrário.

Em entrevista a nossa reportagem, o Dr. Francisco Cesário Cavalcante Mendes, ex-diretor da SAAEC do Crato, quando na gestão do ex-prefeito Dr. Raimundo Bezerra em 2007, entrou na justiça com queixa-crime contra o ex-vereador Edson Vilar, “TUTU”, por  calunia e difamação contra sua pessoa, através das redes sociais, incluindo publicação neste blog, o qual pede direito de resposta para fazer ciente  a população do  Crato, o qual seu nome foi denegrido de maneira “vil” e de tamanha irresponsabilidade pelo o  ex-vereador ” Tutu”.

Explica Dr. Cesário: “A Câmara Municipal do Crato, abriu uma “TCE=Tomada de conta Especial” da SAAEC, desaprovando a prestação de contas do exercício de 1998, o qual fazia parte os gestores: Antonio de Matos Silva, Francisco Cesário Mendes e Raimundo  Ângelo Brígido de Araujo. A comissão da câmara enviou  então o relatório para o “TCM” Tribunal de Contas dos Municípios, onde foi apresentado defesa pelos diretores e  aceita pelo TCM, já que não foi constatado nenhuma  irregularidades, e através do oficio de nº 21899/2009, enviado para a câmara no dia 13 agosto/09, através do “ACORDÃO”, de nº 477/2009 inocentava os referidos gestores das denúncias feitas pela câmara, retirando as multas e aprovando suas contas.  Para o Dr. Francisco Cesário, o ex-vereador  “TUTU”, teria a obrigação, de acompanhar o desfecho do parecer do “TCM” concluído em 2009, mesmo sendo um ex-vereador,para não incorrer no  crime de difamação e calunia, envolvendo seu nome, que de certa forma, envolve também o nome de todos os  ex-diretores”.

Em 2013, após as divulgações  do seu nome nas redes sociais feitas pelo “TUTU”, disse Dr. Cesário, que o primeiro passo foi registrar um boletim de ocorrência, na 19ª Delegacia de Polícia Civil do Crato, seguindo assim a abertura de processo na justiça. Na primeira audiência conciliatória ainda no final de 2013, o Juiz propôs ao promovente (Cesário), que o “TUTU”, se retratasse nas redes sociais junto a uma pena indenizatória, sugestão  não aceita pelo promovente, sendo transferido o processo para o Tribunal de Pequenas Causas, tendo a primeira audiência no dia 25 de fevereiro de 2014.

Democraticamente ouvimos “o ex-vereador “TUTU”, que assim se pronunciou: “Como cidadão, fiz meu papel de alertar ao atual gestor e a sociedade, que ele foi condenado pelo “TCM”, e que era ficha suja, tenho documento que prova  a condenação dele e dos outros diretores”. 

Conclui  Dr. Cesário: “ Busco na justiça, que o ex-vereador prove essa condenação pelo “TCM”, até mesmo que tenho em mãos, um “nada consta” ou certidão negativa do próprio TCM, retroativa a 08 anos de 2005/2013, com isenção de qualquer condenação relacionada a minha pessoa, tenho 38 anos de  serviços prestados a órgãos públicos, com formação profissional em administração de empresa , com pós graduação em finanças e tenho um nome a zelar, e não sei porque pessoas ainda se prestam a  esse  papel de denegrir   a imagem alheia, qual o interesse ou a  quem interessa”,  eu só sei que recebi o convite dessa gestão para fazer parte da diretoria da SAAEC, e até o presente, não sei o porque da minha dispensa por parte de quem me convidou .  Fica aqui a pergunta:  Será que essas  denúncias, contribuíram para o meu afastamento?  Concluiu.  

Por: Ed Alencar
Repórter/Membro do Blog do Crato


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.